Rotinas

Bagunça na rotina.

Os dentes deram uma balançada geral na rotina por aqui. Eu vinha sendo maleável porque o Paul está maior, sempre teve um bom ritmo (em parte pela educação que temos dado), mas passou dos limites, para mim. Essa noite ele acordou o tempo inteiro dando gritinhos e não se sabia o motivo. No final das contas, ficou na cama com a gente, mas mesmo assim não dormiu – rolava para lá e para cá chorando. Agora que ele engatinha, só quer fazer isso o tempo todo, mesmo dormindo.

Desde o começo do horário de verão, ele tem ido dormir mais tarde porque só tem sono quando anoitece mesmo. Isso já era natural dele e eu esperava que acontecesse. Logo, o horário de dormir passou das 18h30-19h para 20h, que é a hora que escurece. Passei a mamada dos sonhos para mais tarde (meia-noite) e estava tudo indo bem. Mas então começou o agito desnecessário, papai achando que não teria problema se ele visse TV antes de dormir, saídas, visitas, e finalmente os dentes. Ele começou então a dormir às 20h, mas acordar 1h depois com a bateria carregadíssima, sem possibilidade de colocá-lo no berço de novo. Anderson achava errado tentar fazê-lo dormir se ele queria ficar acordado com a gente. Então assim foi. De umas duas semanas para cá, ele morre de sono no final da tarde, dorme depois do banho, por volta das 18h30, mas acorda às 20h e, depois, dorme somente perto das 22h. Ele ficou uns bons dias dormindo nesse horário e acordando entre 8h e 8h30, então eu deixei, pois achei que fosse um padrão e considero 8h um ótimo horário.

Mas é claro que isso não daria certo. Primeiro, porque tenho me sentido exausta. Antes nós tínhamos a noite toda para fazer o que quiséssemos, que incluía desde jantar, arrumar a casa até ler um livro, ver TV, enfim, descansar. Agora continuamos com os cuidados com ele. Segundo, o sono noturno dele está agitadíssimo. Se ele dormisse como uma pedra das 22h às 8h, eu não reclamaria de nada e ficaria feliz. Mas ele dorme bem das 22h às 2h, mais ou menos, quando começa a engatinhar dormindo e, depois, a chorar. E assim vai até de manhã. Não preciso nem dizer como foi cansativa a última semana, quando nós dois estávamos ruins de saúde. Ontem eu acordei bem, mas essa noite foi demais para mim. Estou exausta.

Vocês podem dizer que é fase, mas sempre existirão “fases” e a gente precisa aprender a lidar com isso para o bebê ficar bem e nós também, senão quem aguenta o dia inteiro sem dormir decentemente? Eu não quero que o Paul seja uma criança descontrolada que dorme tarde e deixa os pais estressados até ela completar, sei lá, dez anos de idade. E não vai rolar. Vou reler o livro rosa da Tracy e voltar a fazer tudo “nos conformes”, pois quando eu fazia isso, Paul estava bem. E vou voltar a ser “a chata da rotina”, pois é melhor ser chata a ser cansada (e isso vale para o Paul também, que voltará a dormir bem). Veremos.

PS – Esqueci de dizer que tem feito muito calor ultimamente. Deve influenciar no sono também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados