ou

Muitos leitores têm me pedido para postar sobre a casa nova, falar sobre a decoração, fazer novo tour em vídeo (se não viu o vídeo com o tour da casa ainda vazia, clique aqui!). Gostaria de dizer que está em meus planos, mas passei por alguns períodos um pouco desanimada com esse assunto, porque temos tido muitos problemas com a casa desde que nos mudamos. São muitos problemas que não contávamos, que beiram o inacreditável em alguns casos, e nos últimos meses temos tentado lidar com eles e resolver aqueles que são possíveis de se resolver. Isso me desanimou a postar a respeito aqui, então espero que entendam.

Desde que nos mudamos, no início de setembro, eu tenho feito *muitas* coisas pela casa – resolvendo problemas de encanamento, infiltração do ralo do terraço, ligações elétricas com problemas, janela emperrada, rachaduras aparecendo toda semana. Esse tipo de coisa, para vocês terem ideia do que eu estou falando. Além disso, tentando tornar nossa casa um lugar agradável de se viver, o que inclui a decoração e todo o projeto de Feng Shui desenhado pela Wanice e pela Érika do Armazém da Energia, que estou muito ansiosa para compartilhar com vocês. (Aliás, vem novidade sobre isso em breve, fiquem ligados!). Salve o GTD que me mantém sã com uma lista de coisas que estão em andamento e as outras que podem esperar, mas muitas coisas são projetos de médio prazo que, sinceramente, nos questionamos se vale a pena investir tempo e dinheiro, sendo que a casa não é nossa.

Com tudo isso que está acontecendo, não dá para priorizar a decoração, tirar fotos e fingir que as coisas estão maravilhosas. Eu faço questão de ser bastante autêntica em tudo o que eu posto e, enquanto não solucionarmos esses problemas, não me sinto confortável para postar a respeito.

Um pequeno toque na escada…

Nós estamos cuidando da casa e arrumando o que precisa ser arrumado, mas uma coisa de cada vez, que é como tem que ser.

Thais Godinho
14/02/2017
Veja mais sobre:
Nossa casa com terraço
10
Andamento da mudança – final
Como simplifiquei a minha alimentação
O que estou fazendo – Dezembro 2016

Na semana passada meu filho e eu não estivemos muito bem porque pegamos uma gripe fortíssima que nos levou ao hospital (com medo de ser pneumonia de novo), mas por sorte não era e pudemos nos tratar em casa, porém super debilitados. Meu filho se recuperou melhor do que eu, que ainda trabalhei ao longo da semana e no sábado, porém em ritmo mais leve. Hoje estou melhor, mas mesmo nessas condições precisamos dar andamento em algumas coisas da mudança porque o mundo não para mesmo quando estamos assim.

Empresa que fará a mudança

Já fechamos a empresa que fará a mudança, que é a mesma empresa que fez minha mudança de São Paulo para Campinas e a última mudança do apartamento para a casa que estamos hoje. Cheguei a pesquisar outras opções, mas achei todas caras e preferi ficar com a que já conhecia. É uma empresa familiar, de um senhor bem simples, e lembro que conheci porque alguém um dia indicou para a minha mãe, que indicou para mim, e acabou dando certo. Nossa mudança será feita mais para o final do mês, para dar tempo de fazermos tudo o que precisa ser feito.

Providências na casa

A casa será entregue somente depois do dia 10, pois há ajustes. É a primeira locação dela, então o proprietário vai instalar pias, torneiras, corrimão na escada e arrumar uma parede que teve um pequeno problema de pintura, e o prazo é dia 10. Nesse meio tempo, já temos a chave e podemos entrar para tirar medidas e instalar algumas coisas, se tivermos vontade.

010816-sala-casa

Um pedaço da sala da casa nova

Destralhando

Por hora, o que eu tenho feito sinceramente é destralhado a nossa casa. Eu tenho feito um esforço para levar para a casa nova não pouca coisa, mas muito menos. Por já ter feito muitas mudanças, eu não quero mais uma vez gastar caixa com o que não vale caixa, entendem? E vejam bem: eu já tenho um número reduzido de coisas, mas ainda tenho bastante objetos e descobri, no último mês, que quero reduzir ainda mais. Então, neste momento, o que tenho feito é destralhar, abrir espaço para a vida nova. Eu mudei muita coisa depois do curso de coaching que eu fiz e não quero manter em casa energia parada de objetos que não tenham mais a ver comigo ou com o futuro que eu quero construir. Isso inclui roupas, livros, ferramentas.

Já separei um saco enorme de roupas e ainda pretendo separar mais peças. Livros, estou mantendo os que eu amo e os que ainda não li. Para vocês terem uma ideia, minha mãe está considerando abrir um sebo na cidade onde ela mora para dar vazão aos livros que eu estou me desfazendo. Eu amo a minha biblioteca, mas também amo o conhecimento adquirido pelos livros que ainda quero ler, e não tenho espaço para tantos livros assim. Sou aquela pessoa que já tinha mais de mil livros em casa. Fico feliz com uns 300, 400.

Encaixotando

As caixas já chegaram aqui em casa (a empresa de mudança cedeu 20 caixas) e eu vou começar a encaixotar aquilo que obviamente vai e não estamos usando, mas esse conceito é tão estranho, não é? Afinal, se é útil a ponto de eu querer levar comigo, não deveria estar em uso?

Vou ser extremamente criteriosa com o que entrará em cada uma dessas caixas e, todo o resto, vou vender ou doar para instituições de caridade.

Compras

Como uma mudança sempre gera muitos gastos, vou me ater ao essencial no primeiro mês, para estruturar a casa, e depois vou comprando o resto. Minha ordem de investimento de dinheiro na casa nova é:

  • Estrutura (luminárias, redes de proteção, varão de cortina, chuveiros etc.)
  • Móveis e armazenamento (armário da cozinha, guarda-roupa)
  • Decoração estrutural (tapetes, cortinas, poltronas)
  • Decoração complementar (quadros, vasos etc.)

Cronograma

Nesse momento estamos cuidando do destralhamento e do início do encaixotamento, o que vamos fazer até receber a casa, dia 10. Quando recebermos a casa, vou comprar os móveis, que podem demorar alguns dias para chegar. Eu poderia comprar antes, mas quero ter certeza que estarei com a casa entregue quando isso acontecer, então prefiro correr esse risco. Já compramos as luminárias e meu marido vai começar a instalar quando recebermos a casa, assim como outras estruturas mais simples. Costumamos chamar um profissional para instalar espelho, armário de banheiro, chuveiro etc. na mesma época. Iniciamos a transferência dos serviços de Internet e outros. Então vamos limpar a casa e então começar a providenciar a decoração estrutural com coisas novas, para então receber a mudança. Vai ser ótimo.

Thais Godinho
01/08/2016
15
Andamento da mudança – parte V
Projeto de Feng Shui na nossa casa: como foi o processo
Itens do meu banheiro

Estamos organizando uma nova mudança de residência, desta vez por ótimos motivos. Quando nos mudamos de São Paulo para Campinas em 2011, a mudança foi planejada com bastante antecedência, muito organizada e deu tudo certo. As outras mudanças que precisamos fazer depois não foram tão felizes assim, pois foram motivadas por decisões premeditadas (quis mudar para um apartamento menor mas pouco tempo depois mudei de trabalho, precisando do cômodo que faltava para o home-office) e duas mudanças feitas às pressas (primeiro quando precisamos mudar para São Paulo muito rapidamente e em meio a muitos eventos que eu estava trabalhando e a segunda porque precisamos desocupar um imóvel e encontrar outro em menos de um mês).

rp_etiquetas-mudanca.jpg

Somos muito gratos à casa em que estamos hoje. Ela nos abrigou quando precisávamos de um lugar rapidamente para nos mudarmos, fica perto da minha sogra (que nos ajuda muito com o filhote) e o valor do aluguel é muito bom. Estamos aqui há um ano e meio e sabíamos que seria temporário, até nos estabilizarmos financeiramente (o suficiente) para procurar algo que nos atendesse melhor e também entrássemos novamente em clima de mudança. Alguns fatores que nos levaram a sair da casa onde estamos hoje:

  • Segurança, principalmente. É uma casa de rua, com muro alto, mas sempre ficamos um pouco inseguros nela.
  • A casa não tem garagem. Precisamos deixar nosso carro em uma garagem locada, na mesma rua, o que foi super ok durante esse tempo mas sempre pesou um pouco.
  • A casa tem problemas de umidade e uma infiltração bem no meu home-office, o que desconfiamos que possa ter contribuído com o meu estado de saúde ano passado e desde então (fiquei internada com pneumonia e até hoje tenho uma tosse que persiste). Nosso filho também teve pneumonia este ano.

Começamos a procurar uma casa que nos atendesse bem, e encontramos uma legal, em um condomínio fechado, com espaço aberto para os cachorros, espaço suficiente e bastante arejada, e estamos organizando a mudança. Tem sido bastante tranquilo fazer a mudança com antecedência e aos poucos, ajustando as coisas na casa nova, encomendando alguns móveis etc.

Vamos permanecer na mesma região onde moramos porque precisamos ainda do apoio da nossa sogra enquanto o filhote for pequeno, mas vamos morar alguns quilômetros mais longe dela. A residência também fica perto da escola e têm mais opções de transporte público, por ser perto do metrô. Nossa ideia então é ficar na nova residência durante o contrato do aluguel (30 meses) pelo menos, e então mudarmos para outra região. Eu gostaria de voltar a morar em uma região mais central de São Paulo, como eu morava antes, mas quero esperar o filhote mudar para o Ensino Fundamental II para trocá-lo de escola. Ele passou por muitas mudanças nos últimos anos e gostamos muito da escola onde ele está. Essa decisão está bem fundamentada e conversada por aqui e estamos felizes com ela. Até por isso preferimos alugar um imóvel a comprar, assunto que já expliquei melhor aqui.

Por isso, vou postar aqui no blog o andamento dessa nova mudança para ajudar quem estiver passando pelo mesmo processo. Já temos muitos posts sobre mudanças aqui, mas eu penso que este será um processo muito mais maduro e creio ter coisas legais para compartilhar.

Também estou em contato com algumas personal organizers que trabalham especificamente com mudanças, que contribuirão com dicas para vocês e ainda terão a oportunidade de divulgar os seus trabalhos.

Eu não estou cansada ou estressada por fazer essa nova mudança. Como a mudança que fizemos em 2011, ela representa uma série de outras mudanças na nossa própria vida – o fim de uma era e o começo de outra. Estou deixando para trás um monte de coisas e sentimentos, uma oportunidade maravilhosa que as mudanças nos trazem. Meu marido está em uma nova fase profissional da vida também. Estamos celebrando!

Nos próximos posts vou contar como estamos nos organizando e fazer reflexões diversas sobre o processo em si da mudança, da limpeza, da decoração e da organização da casa nova. Eu quero inclusive aplicar o Feng Shui da maneira mais linda possível e tornar a nossa casa um espaço sagrado de verdade, construído aos poucos, mas sempre com muito amor.

Que venha essa nova fase. <3

Obrigada por tudo, pessoal.

Thais Godinho
28/07/2016
24
Como eu me organizo com o blog
Dúvida da leitora: você ainda está fazendo armário-cápsula?