ou

Analise o que você tem na sua casa hoje. Veja as seguintes categorias de coisas:

  1. Decoração (móveis, quadros, fotos, plantas)
  2. Equipamentos (telefone, computador, fogão)
  3. Suprimentos (canetas, despensa, produtos de limpeza, roupas)
  4. Arquivos de referência (documentos, exames, livros)

Mesmo nessas categorias você pode encontrar “tralha” (= o que não está em uso), mas não vou aprofundar nelas aqui.

O que eu quero que você veja é tudo o que não pertence a essas quatro categorias de coisas. Perceba como são objetos que você provavelmente não precisa ter. Pra se livrar de imediato.

O que é necessário ter em casa para poder viver? É claro que aqui você vai incluir decoração, suprimentos, arquivos e equipamentos específicos. Por exemplo: uma pessoa que pratica esportes pode ter raquetes de tênis como equipamentos. Uma blogueira de beleza pode ter um monte de pincéis de maquiagem para demonstração como suprimentos. Depende da sua vida.

O que não vale a pena é manter em casa o que você não precisa ter para viver. Repense o sentido de posse. Pra que ter o negócio fisicamente? Qual o sentido? Pra que consumir? Comprar?

Esse pensar talvez te leve a ver seu espaço de uma outra maneira.

Thais Godinho
11/01/2017
Veja mais sobre:
15 minutos, Destralhar, Em casa, Meia hora
15
Sua casa serve para você viver, não para armazenar coisas
Livre-se do lixo no quarto
Checklist para destralhar a casa antes de uma mudança

Como parte do planejamento para o ano que vem, e aproveitando esse momento que estamos vivendo em nosso país, é bastante oportuno fazer uma revisão da sua carreira como um todo. A ideia é analisar o que você já fez, onde quer chegar e o que pode fazer no próximo ano para chegar lá.

É claro que este post terá abordagem variada de acordo com o estágio de vida em que você se encontra. Se você nunca trabalhou e ainda não entrou na faculdade, este é o momento de pensar qual será seu primeiro passo em direção ao futuro. Você tem duas opções:

  1. Procurar aprender habilidades e até um estágio na área em que resolveu estudar;
  2. Se não sabe o que fazer na faculdade, busque conhecer pessoas e fazer essa pesquisa no ano novo que se inicia. O que pode te ajudar nessa busca? Só você pode definir.

Caso você já tenha tido pelo menos um trabalho anterior, você pode querer seguir as seguintes sugestões:

  1. Liste em uma folha de papel todos os seus empregos e trabalhos, o cargo e quanto tempo ficou no cargo
  2. Depois, escreva o que mais gostava e o que menos gostava em cada um desses trabalhos
  3. Escreva por que saiu de cada um deles
  4. Escreva o que aprendeu em cada um
  5. Analise o seu emprego hoje (ou o último, se estiver desempregado), e pergunte-se o que menos gosta(va) e o que mais gosta(va)
  6. Existe alguma habilidade que você vê como importante aprender nesse momento e você ainda não começou a desenvolvê-la? (ex: inglês, Excel avançado, liderança)
  7. Os seus empregos desenvolvem uma trajetória natural? Por exemplo: como foi a evolução dos cargos? O que há de comum entre todos eles?
  8. Qual você acha que seria a sequência natural depois do seu último cargo ou cargo atual?
  9. Que habilidades você precisa ter para chegar lá?
  10. Levando em conta as habilidades, quanto tempo você acha que levaria para conseguí-las?
  11. O que você pode fazer ainda no ano que vem para ir em direção a esse caminho natural?
  12. Como você vê a evolução dessa conquista daqui a cinco anos? E dez anos? Onde você quer chegar?

Com esse exercício, você conseguirá definir habilidades, cursos para fazer, livros que poderá ler, pessoas com quem pode conversar, entre outras ideias para colocar sua carreira em análise e ver não apenas como melhorá-la hoje, mas como chegar onde você quer.

Me conta o resultado desse exercício nos comentários?
O que você pode fazer no ano que vem?

Thais Godinho
12/12/2016
Veja mais sobre:
, Meia hora
13
Como usar: caixotes de feira
Procure não bagunçar o que já está bagunçado
Organizando a mala para uma viagem a trabalho

atividades-variadas

Ser uma pessoa produtiva não significa trabalhar o tempo inteiro, mas saber alternar com elegância momentos de trabalho árduo com relaxamento. O cérebro agradece! Por isso, seguem algumas dicas para você relaxar desde o momento que acorda, passando por um dia de trabalho e até a hora de ir dormir.

  • Espreguice-se quando acordar. Mas aquela espreguiçada gostosa! Nada de levantar correndo.
  • Tome uma bebida pela manhã. Café, chá, suco verde, água com limão, não importa – a ideia aqui é parar sem fazer qualquer outra coisa que não seja prestar atenção nos goles que você esteja dando.
  • Ao chegar no trabalho, ouça uma música com os fones de ouvido para entrar em um modo mais tranquilo – especialmente se você trabalhar em um ambiente estressante.
  • Faça uma pausa a cada 1h30 de trabalho para descansar, beber água e dar uma volta. Uma coisa particularmente relaxante é parar e olhar um pouco a paisagem pela janela.
  • Na hora do almoço, tome um pouco de sol.
  • Alterne atividades. Se trabalhou no computador, agora faço algo que não envolva a telinha – conversar com alguém, rascunhar o planejamento de um projeto no papel, arrumar a mesa etc.
  • Limpe a tralha da sua mesa. Jogue fora papéis perdidos.
  • Medite ao longo do dia. Não precisa parar 20 minutos durante um dia de trabalho para meditar no meio da sala – feche os olhos por dois ou três minutos e preste atenção à sua respiração.
  • Ao chegar em casa, troque de roupa e faça uma transição para o “ambiente casa”.
  • Converse com algum amigo ou parente pelo telefone, nem que seja através de mensagens de áudio.
  • Leia uma revista preferida quando for ao banheiro.
  • Veja sua agenda para os próximos três dias para ter uma ideia do cenário.
  • Beba um cálice de vinho ou uma caneca de chá quente.
  • Desligue celulares e computadores pelo menos uma hora antes de ir para a cama.
  • Se gostar de ler antes de dormir, leia livros agradáveis, e não horripilantes ou que vão deixar sua mente agitada.
  • Agradeça por algo que tenha acontecido no seu dia.
Thais Godinho
07/11/2016
Veja mais sobre:
, Meia hora
22
3 tarefas por dia
Torne a sua segunda-feira mais produtiva
Sexta é dia de resolver pendências