ou

No ano passado, quando estávamos planejando a mudança de casa, eu contatei a Wanice Bon’Ávigo, do Armazém da Energia, para elaborar o projeto de feng shui da casa nova. Sempre fui apaixonada por feng shui e, desta vez, queria fazer tudo direitinho. Ela e a Érika elaboraram um projeto muito bacana e gostaria de compartilhar com vocês o processo.

Elas realizam uma análise de numerologia cabalística dos moradores da casa, o que é algo muito rico porque ajuda a ter uma visão de como essas três energias (no caso aqui comigo, meu marido e nosso filho) interagem com as energias da casa, e ao final elas elaboraram um projeto levando tudo isso em consideração, com soluções personalizadas. Fora que a análise numerológica é explicada em um delicioso arquivo de áudio para cada pessoa, que é para você ouvir com calma e curtindo cada frase. Eu vivo ouvindo de novo!

Para mim, foi o_projeto do ano passado porque me manteve bem em uma época que fiquei chateada com algumas coisas, no último trimestre do ano. Já comentei aqui que tivemos problemas com o administrador da casa, tive outros problemas que não divulguei no blog (e não vêm ao caso), e ter um projeto criativo e que envolvesse o nosso lar foi fundamental para me manter bem naquele período.

Quando eu recebi o projeto, comecei então a planejar essa implementação, que não tem fim, na verdade! Comecei com o arranjo dos móveis, depois fui para os cristais multifacetados para as curas de áreas faltantes, as plantas e quadrinhos. Tudo isso vou fazendo bastante aos poucos porque a casa é grande e não tenho pressa.

Eu sempre fui uma pessoa apaixonada por organização, mas sem muito talento para decoração, e ter uma orientação de feng shui fez bastante diferença no arranjo das coisas. Por exemplo, ao montar meu escritório, eu sabia onde posicionar a mesa de maneira mais favorável. Uma das paredes fica no setor dos relacionamentos, então a Wanice me orientou a inserir alguns elementos que têm tudo a ver.

Eu vejo uma relação muito intensa entre feng shui e organização em diversos aspectos. Em primeiro lugar, sobre não ter tralha em casa. Tralha só atrapalha, porque é energia parada, além de não ser possível organizar. Depois, o feng shui influencia também com sugestões sobre como organizar de maneira legal cada um dos ambientes, o que pode ser útil para quem gostaria de ter mais ideias. Fora os pequenos detalhes, como usar acessórios vermelhos no setor do sucesso e outros pequenos detalhes que, para mim, fazem toda a diferença.

No Armazém da Energia você pode solicitar o seu projeto de feng shui residencial mas, se quiser aprender como fazer, também tem o curso que nós estamos construindo em parceria, que é de Feng Shui e Organização da Casa, para quem quiser aplicar na sua casa e onde mais tiver vontade.

Você aplica feng shui na sua casa? Você gosta desse assunto? Este é um primeiro post de uma série de outros em que pretendo explorar como estamos fazendo e trocar dicas com vocês.

Thais Godinho
10/04/2017
Veja mais sobre:
Feng Shui
1
O que estou fazendo – Novembro 2016
Muro com ferramentas
Decoração e organização caminham juntas

Muitos leitores do Vida Organizada identificam-se com o Feng Shui e sempre manifestam a vontade de saber mais.

Eu acho superinteressante, até mesmo porque antes de me tornar consultora, sempre me interessei pelo assunto e volta e meia saía da livraria com um volume que falava da antiga arte-ciência chinesa.

Evidentemente, se sua casa/empresa apresenta um histórico complicado, aconselho que você contrate uma consultoria. Um bom projeto de Feng Shui pode ser feito até mesmo à distância. Mas, se você quer conhecer um pouco dessa técnica que já revolucionou até o mundo corporativo…vamos lá!

Resolvi então apresentar os meus livros de Feng Shui, mostrando um pouquinho do meu espaço e indicando alguns autores que nos dão uma ótima ideia de como harmonizar nosso espaço, tornando-o sagrado.

Convido vocês então para desfrutarem desse vídeo, podendo visualizar tudo que tenho hoje – confesso que já doei vários exemplares, que foram interessantes durante um período, mas cumpriram suas funções e seguiram adiante; particularmente não aprecio muito essas séries feitas pelo mesmo autor, desdobrando-se em muitas finalidades. Hoje fico com a máxima do “menos é mais”.

Vamos conhecer a biblioteca do Armazém da Energia?

Wanice Bon'ávígo
08/10/2016
Veja mais sobre:
, Feng Shui
1
Como guardar uniformes escolares
Organize o seu guarda-roupa para o verão
Faça você mesmo(a): sousplat de MDF

Nossos últimos posts sobre Feng Shui foram “fofos” – falamos de amor à nossa casa, de respeito a tudo que temos em nossa vida, que isso fique bem ativo em cada um de nós! Mas o assunto de hoje é meio “bronca de pai”… a gente vai falar de falhas estruturais e conjunturais da casa. Uau! Respire e não pire…

mofo

Um dia a gente está tomando café na cozinha e vê um azulejo se soltando. Pensamos: é preciso fazer algo, chamar alguém, colar, recolocar…Dois dias depois vemos o mesmo azulejo e ainda não fizemos nada. Em meio à nossa correria diária, o tempo vai passando e o azulejo está no chão – no lugar dele somente o que restou da massa que o segurava. Passam-se meses e já nos acostumamos perfeitamente à parede com o azulejo faltante. E aí? É assim ou não é? Marina Colasanti tinha uma crônica muito bacana sobre isso, onde dizia que “a gente se acostuma” ou melhor ainda “a gente não deveria se acostumar, mas acostuma” e nesse caso, deixar pra lá nunca será a melhor opção.

Olhar para o que está fora da ordem em nosso ambiente também é uma atitude de amor. Quando a casa apresenta falhas, ela está anunciando um problema de doença no espaço. As falhas estruturais são aquelas herdadas de uma construção ou reforma que de certa forma desarmonizam o ambiente e precisam de uma cura. Nesse caso falamos entre outras coisas de portas alinhadas com janelas e varandas, de vigas que apareceram com a eliminação de paredes, de escadas que são um “mal necessário”, colunas de sustentação – tudo isso precisa ser curado, de acordo com o Feng Shui. Curas simples, naturais e a energia passa a fluir de outra maneira.

Mas temos as falhas conjunturais… essas surgem do nada e querem dizer muita coisa.

parede rachadura

É preciso olhar para elas, interpretá-las e sempre que possível, eliminá-las. Para isso você terá que contar com um profissional especialista: um pedreiro, encanador, eletricista, um “faz-tudo”, alguém que reverta essa doença estampada no seu ambiente.

Preste atenção aos sinais principais de que a energia na casa não anda boa:

– bolor, mofo, umidade em geral

– rachaduras ou trincas na parede

– azulejo, revestimentos, tacos soltos ou faltantes

– pintura descascada ou com bolhas

– goteiras

– infiltrações

– entupimentos

– vazamentos

– curto circuito, lâmpadas queimadas

– portas e janelas emperradas

– infestação de cupins, brocas, etc.

Existe uma ligação muito estreita entre a casa e os moradores, um influenciando o outro. O que afeta a sua casa está afetando você! (leia de novo a frase, por favor)

Existe algo conhecido como Metafísica da Casa, ou seja, o que está além do físico e nas nossas consultorias muitas vezes podemos constatar fatos importantes como uma perda financeira que teve um vazamento na casa como precursor – água é energia e se está se perdendo, obviamente alguma energia está se esvaindo, na maior parte das vezes é o dinheiro, uma energia necessária para nossa subexistência. As goteiras e infiltrações têm a ver com energias invasivas, que podem ser pessoas intrusas que interferem na saúde da casa ou até uma ligação mental de um ou mais moradores, com energias de baixa densidade.

As trincas ou rachaduras revelam divergências, desentendimentos e podem afetar um casal ou os sócios, quando se trata de um imóvel empresarial. Uma rachadura pode indicar que alguém está dividido. É preciso fazer o reparo no imóvel e olhar mais para a relação, detectando e harmonizando possíveis conflitos. É arrumar o que está fora e não se esquecer do que está dentro.

Mofo e bolor afetam as paredes que correspondem à nossa pele, nosso sistema respiratório. Onde há um deles há fungos e isso pode causar sérios problemas nos moradores, portanto, higienizar e tratar a causa. É também indicativo de um ranço em relação ao passado. Xo!!!

torneira-pinga

Ah! Os entupimentos…gente controladora, que não consegue delegar, que centraliza demais e depois entra em colapso. Pode não! Tudo tem que fluir.

E a parte elétrica tem a ver com o nosso sistema nervoso. Lâmpadas queimando, problemas com fiação, disjuntores, indicam um alto nível de stress, gente mesmo à beira do abismo. Vamos revisar as instalações e olhar para quem precisa de férias, mudanças na vida ou um ombro amigo.

E tem que olhar mais severamente para as repetições. Se a repetição carregasse uma bandeira, estaria escrito: “quem avisa amigo é”!

Não se acostume com esses incidentes, olhe com carinho e resolva o mais rápido possível. Procure ajuda profissional, nas áreas necessárias ou mesmo com um especialista em Feng Shui.

Olhe com carinho para cortinas rasgadas, tapetes puídos, almofadas destruídas e veja o que é possível fazer. A casa tem alma feminina, certo?

E então, o que está te incomodando muito agora?

Wanice Bon'ávígo
30/08/2016
Veja mais sobre:
, Feng Shui
20
Como lavar roupas sem máquina
Control Journal
O feng shui e a cozinha