ou

Nessa transição de um ano para o outro, é comum pensarmos mais nos nossos objetivos. O que é tudo bem mas, será que eles estão coerentes entre si? Ou seja, o que você quer a curto prazo tem a ver com o que você quer a longo prazo? Seus projetos atuais refletem tais objetivos? Neste post, você vai aprender a identificar e refletir sobre o que quer alcançar em curto, médio e longo prazo na sua vida, sem pressão. A ideia é entender se o seu tempo está sendo aproveitado de uma maneira que te deixa feliz.

A vida é uma aventura. Definir objetivos significa ter um mapa em mãos quando se coloca o pé na estrada. Você pode até mudar um pouco um percurso mas, se se perder, você sabe que o seu mapa está ali para te ajudar. A ideia de ter objetivos listados é a mesma. Eles não são engessados, cravados em pedra. Você pode mudá-los, se sua vida caminhar para isso. Mas, uma vez que você os tenha definido, isso te ajuda a não perder coisas que não tenham a ver com você e com a vida que você quer viver.

Às vezes é mais fácil pensar em objetivos de longo prazo, pois eles denunciam valores importantes. Por isso, podem ser um ponto de partida. No entanto, não existe jeito certo de definir objetivos. Você pode simplesmente identificá-los.

Vamos às definições:

  • Um objetivo de curto prazo é um objetivo que você pode querer alcançar em até dois anos. Essa definição tem muito a ver com o GTD (método de produtividade). O que você quer que seja verdade até o fim do ano que vem? Essa abordagem é interessante porque permite que a gente reflita sobre estados que não temos hoje em nossa vida. Analisando todas as áreas da minha vida, o que eu quero que seja verdade em cada uma delas? Em Finanças, por exemplo, pode ser algo como “Guardar X reais para dar entrada em um apartamento”. Em Saúde, pode ser “Emagrecer 10kg”. Em Carreira, pode ser “Mudar de emprego”. Perceba que todos esses objetivos podem levar menos tempo que até dois anos, por isso que falamos em “até”, e não “em”. Os objetivos de curto prazo expressam vontades.
  • Um objetivo de longo prazo é aquele objetivo de vida, que você vê lá na frente, como algo que você quer conquistar na sua vida. Pode ser “Comprar um apartamento no bairro desejado” ou “Ter uma família grande e unida”. Os objetivos de longo prazo expressam valores.
  • Já o objetivo de médio prazo é aquele no meio termo, que engloba a maior parte da sua vida. De 3 a 10, 20 anos adiante, você pode ter objetivos de médio prazo. Os objetivos de médio prazo expressam seu estilo de vida. Como eu quero estar vivendo daqui a 10, 15 anos? Como eu quero que seja o meu trabalho daqui a 20 anos? E, uma vez identificados, você consegue trazer metas intermediárias para mais perto, que talvez vão gerar projetos.

O exercício aqui só pode ficar mais personalizado se nós trabalharmos juntos no processo de coaching. <3 Porque a ideia é você exercitar esse raciocínio em cada uma dessas esferas e aí comparar um com o outro. Por exemplo: se eu quero ter uma família grande e unida, o que precisa acontecer antes? Casar, ter um, dois filhos, ou adotar. E para isso acontecer, o que tenho que fazer? Como isso impacta no meu hoje? Exemplo prático:

Objetivo de longo prazo: Comprar um apartamento no bairro desejado
Objetivo de médio prazo: Comprar um apartamento
Objetivo de curto prazo: Guardar X reais para dar entrada em um apartamento
Projetos que podem ter a ver: Buscar investimentos com lucratividade X por mês, Buscar uma segunda atividade remunerada, Definir o tipo de apartamento que consigo comprar e por aí vai.

Dá pra tirar uma tarde para pensar nisso, não? 😉

Thais Godinho
7
Pergunta do dia: qual a sua paixão?
Seus objetivos conversam entre si?
Faça as pazes com sua vida pessoal e profissional

Analise o que você tem na sua casa hoje. Veja as seguintes categorias de coisas:

  1. Decoração (móveis, quadros, fotos, plantas)
  2. Equipamentos (telefone, computador, fogão)
  3. Suprimentos (canetas, despensa, produtos de limpeza, roupas)
  4. Arquivos de referência (documentos, exames, livros)

Mesmo nessas categorias você pode encontrar “tralha” (= o que não está em uso), mas não vou aprofundar nelas aqui.

O que eu quero que você veja é tudo o que não pertence a essas quatro categorias de coisas. Perceba como são objetos que você provavelmente não precisa ter. Pra se livrar de imediato.

O que é necessário ter em casa para poder viver? É claro que aqui você vai incluir decoração, suprimentos, arquivos e equipamentos específicos. Por exemplo: uma pessoa que pratica esportes pode ter raquetes de tênis como equipamentos. Uma blogueira de beleza pode ter um monte de pincéis de maquiagem para demonstração como suprimentos. Depende da sua vida.

O que não vale a pena é manter em casa o que você não precisa ter para viver. Repense o sentido de posse. Pra que ter o negócio fisicamente? Qual o sentido? Pra que consumir? Comprar?

Esse pensar talvez te leve a ver seu espaço de uma outra maneira.

Thais Godinho
Veja mais sobre:
, 15 minutos, Destralhar, Em casa, Meia hora
14
Uma coisa por dia: livre-se da tralha!
Sua casa serve para você viver, não para armazenar coisas
Livre-se do lixo no quarto

Meu sistema foi amadurecendo com o tempo e hoje eu trato listas de compras no geral como checklists, pois são listas que preciso verificar de vez em quando para garantir que eu esteja comprando tudo o que precisa comprar sempre.

Quando se trata de uma compra específica, mais pontual, ela entra como uma ação mesmo de acordo com a necessidade que eu tenho dentro de algum projeto ou como ação avulsa.

No Todoist, eu tenho uma checklist chamada Lista de compras, que é onde eu organizo as minhas listas de compras para:

  • Mercado
  • Açougue
  • Feira
  • Loja de produtos naturais
  • Padaria
  • Farmácia
  • Kalunga
  • Loja de cosméticos

Vale lembrar então que a lista acima é para compras recorrentes. Para compras pontuais em lojas como Leroy Merlin, Tok&Stok, livrarias, o procedimento é outro. Ou entram como ação, ou entram em listas de algum dia / talvez.

A grande vantagem de ter as listas no Todoist é o compartilhamento. Posso compartilhar com o meu marido e, se ele quiser consultar, basta ver o que precisa comprar.

Outra vantagem de ter as listas no Todoist é que, como o aplicativo é multiplataforma, basta acessar a lista pelo celular e verificar. Muitas pessoas, antes do celular, reclamavam comigo que até conseguiam fazer listas de mercado, mas esqueciam a lista em casa… Ninguém esquece o celular.

A operacionalização das listas em si não tem muito segredo – basta inserir os itens.

No geral, na lista do mercado eu gosto de inserir a “lista básica”, que eu verifico sempre que vou, e adiciono um ou outro item que não estava na lista quando for o caso. Gosto de organizar pelos corredores, pois acho mais fácil de consultar quando estou circulando pelo estabelecimento.

lista-mercado

Todas as outras listas são simples, sem categorizações.

Eu costumo inserir em cada uma delas o que eu já sei que gosto de comprar em cada uma. Por exemplo, apesar de ir ao açougue, prefiro comprar determinado tipo de carne no mercado do bairro, pois gosto do fornecedor. Coisas assim.

Tenho buscado simplificar meu sistema ao máximo ultimamente e acredito que, em termos de listas de compras, esse formato atual me atende bem.

Thais Godinho
Veja mais sobre:
, Em casa, Meia hora, Organizar, Todoist
12
Inspiração do dia: fotos da família
Como organizar: Arquivos no escritório
Como organizar: Despensa