12 Aug 2013

Como proteger bebês da ação das bactérias

Acho que é preocupação de toda mãe proteger seus filhos contra as bactérias, especialmente quando são bebês. Quando meu filho era pequeno, eu tomava algumas precauções básicas com relação à higiene pessoal e dos objetos – especialmente brinquedos que ele manuseava. Mesmo assim, a preocupação era grande, pois eu sabia que não tinha nenhum produto no mercado que fosse muito eficiente.

Os brinquedos são laváveis, em sua maioria, e devem ser higienizados com frequência a fim de garantir a saúde e segurança do bebê. A melhor maneira de fazer essa higienização é limpar a superfície com um pano limpo umedecido com álcool, e era assim que eu fazia. Itens menores, como chupetas, podem ser colocados de molho em uma mistura de água morna com detergente e em seguida lavados em água corrente. Você também pode ter um esterilizador de chupetas, muito útil para viagens. Eu tinha um aquecedor de mamadeiras que fervia a água rapidamente, e também usava para esterilizar as chupetas.

O problema das bactérias é que elas são micro-organismos que se proliferam com facilidade e nem sempre conseguimos nos livrar delas completamente. Portanto, higienizar brinquedos e outros objetos que entram em contato com o bebê é o mínimo do mínimo que a gente pode fazer. Cuidar da higiene é cuidar da saúde, e com bebês esse cuidado é fundamental.

Não existe uma frequência correta para fazer essa higienização. Quando meu filho era bebê, eu costumava esterilizar alguns objetos todos os dias, como chupetas. Brinquedos de banho, por exemplo, eu higienizava somente uma vez por semana.

Utilizar álcool bactericida é uma forma de garantir a proteção de crianças pequenas contra contaminações

Cooperalcool Bacfree

O Coperalcool Bacfree, da CNA – Companhia Nacional de Álcool, garante a eliminação de 99,9% das bactérias onde o álcool for aplicado. Dessa forma, você pode higienizar de modo eficaz os objetos que fazem parte do universo do bebê.

Importante: o Coperalcool Bacfree também é testado dermatologicamente. Ou seja, nada de fazer mal para a pele. A fórmula do álcool consegue exterminar os micro-organismos e, assim, proteger aqueles que entram em contato com ele. Ele também tem tampa de proteção para crianças.

A diferença do Coperalcool Bacfree para o álcool comum

Boa parte das pessoas acredita que qualquer álcool consegue fazer o trabalho de eliminação de bactérias. Eu mesma, sempre usei álcool para limpar os brinquedos do nosso filho. No entanto, esta higienização completa não é feita pelos produtos comuns. Apenas o Coperalcool Bacfree possui em sua fórmula um agente bactericida, que extermina 99,999999% das bactérias onde for aplicado. Isso é bastante. Na verdade, o álcool convencional apenas “aquece” as bactérias, ou seja, não as elimina e mantém os usuários em perigo de contaminação. +_+

Outro fator positivo do Coperalcool Bacfree é o aroma. Quem o utiliza não precisa deixar a casa ou o apartamento com o famoso cheiro de limpeza. A linha de álcool líquido da CNA possui três aromas especiais e exclusivos: lavanda oriental, mimo (perfume de bebê) e eucalipto.

Eu recebi o contato do pessoal da Coperalcool Bacfree e achei importante divulgar a linha de produtos deles aqui no blog, pois bem que eu gostaria de tê-los conhecido quando meu filho era menor. De qualquer forma, já é um produto que está na minha wishlist para trazer para casa. Eu sempre limpo os brinquedos de plástico e borracha do meu filho com álcool, mas sei que não é o suficiente. Se ele fosse bebê ainda, eu sequer pensaria duas vezes.

Este post é um publieditorial. Entenda como funciona.

15 comentários . Comentar via blog

  1. Brenda

    Qual a posição da empresa com relação ao comentário da Luiza Mendonça?

    Responder
  2. Simone

    Olá
    Padrão-ouro para desinfecção de superfícies é álcool 70°. Esse produto com 46° só vai “perfumar” as bactérias. E que agente bactericida é esse que mata 99% das bactérias??? Pq não foi citado???
    Aliás para desinfecção com álcool 70° deve haver esfregaço por 10 minutos então minha gente a melhor alternativa: ÁGUA E SABÃO!
    Desculpe mas me parece propaganda beeem enganosa.
    Bjs
    Simone

    Responder
  3. Álcool 70% sim desinfeta.
    Agora, esse de 46°, se não houver outro agente bactericida, como a marca alega ter, só vai “aquecer” ou “perfumar”, como já dito antes, as bactérias.
    Como a Simone falou, melhor sabão e água! Bem eficiente pra esses casos!

    Responder
  4. Rafaela

    Higiene faz mal à saúde
    Nunca vivemos em meio a tanta limpeza. E isso pode estar deixando as pessoas mais doentes

    Vale a pena a leitura: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/saude/conteudo_269586.shtml

    Responder
  5. Thais Godinho

    Nossa, gente. Quantas críticas.

    Responder
  6. Amanda

    Oi, Thais! Não são críticas, é ciência mesmo. Infelizmente essa propaganda não é verdadeira, álcool a 46% não tem capacidade para desinfetar.

    Responder
  7. Pri

    Achei bem enganosa essa propaganda… só pensar que em hospitais eles usam álcool 70% e não álcool 46%… que eu saiba álcool 46% tem o poder de fixar as bactérias e não de eliminar :/

    Responder
  8. Luciana

    Se livrar das bactérias é impossível (e se fosse possível, seria mortal). As bactérias estão em todos os ambientes e o melhor a fazer é manter uma vida saudável para o nosso próprio corpo lidar bem com elas. Bons hábitos de higiene, sem exageros desinfetantes, água e sabão como dito acima, são bem mais eficazes. O contato com bactérias comuns, presentes no ambiente, desenvolve o sistema imunológico e o deixa mais preparado para combater bactérias mais nocivas. Excesso de limpeza deixa o organismo vulnerável, que se debilita com qualquer coisa.

    Responder
    1. Sil

      Falou tudo.

      Responder
  9. Daniel Mizusaki Katayama

    Pessoal,

    Acompanhei o processo de desenvolvimento do produto. Ele teve como objetivo criar uma fórmula que tem mais eficácia do que o álcool 70º.

    O álcool 70º tem eficácia comprovada 99,9%. Podem verificar junto à ANVISA. Esse álcool Bacfree da Coperalcool tem eficácia comprovada de 99,999%. E podem crer que estes 0,099% a mais realmente são testados e comprovados! Isso vale até para o sabão protex que não tem esses noves a mais e não pode colocar isso na embalagem.

    Se olharem na parte de trás do frasco, no contra-rótulo, verão que há um princípio ativo que não existe em outro álcool (por enquanto). O tal de cloreto de alquil dimetil benzil amônio e didecil dimetil amônio.

    Pesquisei na wikipedia e há uma menção sobre o principio ativo:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cloreto_de_benzalc%C3%B4nio

    Responder
  10. Aline Gonçalves

    Não conhecia o produto, mas acho valido chamar a empresa para esclarecimentos porque surgiram muitas duvidas.

    Responder
  11. Julia

    Tambem me decepcionei com esta propaganda. Todos os dias as pesquisas confirmam que esterilizaçao de ambientes é MUITO prejudicial para a saúde de todos, mais ainda de bebês. Jamais limpei nada com álcool para minhas filhas e mesmo água e sabão geralmente só quando saímos de casa, e nunca ficaram doentes além dos resfriados uma ou duas vezes ao ano. Não recomendaria nada diferente para ninguém.

    Responder
  12. Rafaela

    E o que voces acham de outros produtos com acao anti bacteria? Como por exemplo tinta?

    Responder

Deixe um comentário