ou

Eu venho desenvolvendo há muitos anos algumas técnicas que funcionam bem (e outras nem tanto) quando se trata de organização. Aprendi e ainda aprendo demais com elas. Depois de ministrar muitos cursos, workshops, prestar serviços de consultoria, fazer treinamentos, conversar com as pessoas aqui no blog e em eventos diversos, eu adquiri uma certa experiência sobre o caminho que cada um deva percorrer quando quer se organizar.

O caminho é o mesmo para todos? Não, nunquinha. Cada pessoa é de um jeito, tem seus desejos, necessidades e estilo de vida. No entanto, eu percebi que o processo de organização tem 5 passos e, hoje, eu os apresento a vocês. Quem faz os cursos do blog já os conheceu, pois venho trabalhando neles há algum tempo. Mas percebi que era a hora de ter essa explicação aqui no blog porque, afinal, ela direciona tudo o que eu escrevo aqui.

destralhar
Não é possível organizar tralha. Por isso, o primeiro passo para começar a se organizar é tirar da sua vida e da sua casa tudo aquilo que não faz mais sentido para você, está sobrando, em excesso. Esse é um processo contínuo, porque estamos sempre mudando.
organizar
Encontre soluções para a vida que você tem, de acordo com as suas necessidades e as da sua família. Não se trata de colocar coisas dentro de caixinhas, mas de encontrar o que vai funcionar melhor para você, da organização física da sua casa aos seus projetos.
arrumar
Depois de organizar, é hora de colocar as coisas em seus lugares certos. Isso vale para livros, objetos e compromissos na sua agenda, assim como pensamentos que você decide focar ou não.
manter
De nada adianta encontrar soluções e depois colocar tudo em seu lugar certo se você não conseguir manter essa organização. Estamos falando sobre mudança de hábitos, e como conseguimos fazer isso através da organização.
curtir
Quando você começa a se organizar, aos poucos vai descobrindo que a organização proporciona um leque gigantesco de escolhas que você pode fazer em sua vida. Isso é curtir. Isso é viver. Não ser reativo, nem viver no meio do caos. Não se trata de engessar a vida, mas de estar apto a abraçar as mudanças em sua vida sem se perder por aí.

Os 5 passos apresentam um caminho coerente para todos aqueles que querem se organizar, e reflete o método do Vida Organizada, expresso em todos os textos, livros, cursos e outros conteúdos. Eu espero de verdade que ter esse caminho em vista seja útil para você e que você consiga, então, iniciar seu processo de organização.

Quer se organizar? Comece pelo primeiro passo: destralhar. Veja todos os posts do blog sobre esse tema. Depois, continue com os passos seguintes.

Thais Godinho
08/01/2016
Veja mais sobre:
6
4 maneiras de dar presentes de Natal sem incentivo ao consumo
Checklist de fevereiro 2015
Contra o conceito da mulher multi-tarefa

Não é só a minha casa e todas as minhas coisas que eu venho destralhando ultimamente. As redes sociais são divertidas e, muitas vezes, úteis. Uso principalmente para trabalhar (há anos trabalho com conteúdo para Internet e usar redes sociais faz parte disso), ver o que outras pessoas do mesmo meio estão fazendo, conferir novidades das marcas e ler algumas notícias. Também servem, obviamente, para acompanhar as notícias de familiares e amigos mais distantes. Tudo isso é muito divertido, porém, para ter uma vida mais simples é importante a gente questionar o uso de tantos canais de comunicação.

Você já se sentiu desanimada(o), com raiva ou desconfortável de alguma maneira acessando uma rede social? Então você sabe que nem tudo são flores. O que acontece é que nós nos habituamos a nos comunicar assim – e sim, eu sei que não tem volta. Mas sempre existirão muitos canais diferentes, mil deles. Como em todo o resto, quem cria o filtro é você. Se sentir sobrecarregado(a) com o excesso de informações ou mesmo sentir ansiedade por novas notificações não era para ser uma coisa comum, mas é, e muito. Talvez você se sinta até menos confiante depois de acessar o Instagram ou o Facebook. Já aconteceu?

Se você se reconhece em alguma passagem acima, este post pode ser útil. Vou trazer algumas dicas para que você consiga aproveitar a parte divertida das redes sociais, mas sem pirar tanto. Ou mesmo reduzir o excesso. Lembre-se: não dá para organizar tralha.

Atenção: O post é voltado para quem usa redes sociais apenas para fins pessoais. Se você trabalha com Internet, redes sociais, webmarketing etc, obviamente as dicas não se aplicam a você. Porém, talvez você possa implementar algumas delas em seus perfis pessoais nessas mesmas redes e obter alguns benefícios.

Primeiro passo: Selecione as redes sociais que você utiliza

Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat, YouTube etc. Escreva cada uma delas em um papel.

Segundo passo: Faça as seguintes perguntas

Como eu me sinto quando acesso cada uma dessas redes sociais? Feliz? Confiante? Desanimada(o)? Inspirado(a)? Sozinho(a)? Com inveja? Culpada(o) por não atualizar tanto? Pressionado(a) por não postar conteúdo tão interessante ou não ter tantos likes? Medo de não ter likes? Sobrecarregado(a) com a quantidade de novas notificações?

Terceiro passo: Defina um propósito para cada plataforma

Escreva o motivo pelo qual você usa cada rede social. Por exemplo:

Facebook: Me conectar com a família e amigos da época da escola

Twitter: Desabafar e passar o tempo

Instagram: Me inspirar

YouTube: Aprender sobre determinado assunto

Pinterest: Coletar imagens que tenham a ver com o meu estilo

Faça isso para todas que você listou. A ideia aqui é direcionar como, quando e por que usar cada rede.

Quarto passo: Verifique duplicidades e desnecessariedades

Se você utiliza duas redes sociais para o mesmo fim, questione se deveria estar nas duas ou se apenas uma não é o suficiente.

Se uma rede social faz você se sentir mal, qual o propósito de continuar usando? Este é o momento de analisar o que você escreveu até aqui e avaliar se vale a pena manter uma conta lá ou não.

Quinto passo: O que você perderia se deixasse de usar essa rede social?

Pergunte-se o que você perderia se deixasse de usar cada um dos canais que você listou. Se as perdas não forem significativas, pode valer a pena desativar o serviço.

Dicas finais para o bom uso das redes que você decidiu manter

  • Não é porque todo mundo está usando uma ferramenta nova que você também precisa usar. Fuja dessa ansiedade forçada.
  • Você não é obrigada(o) a responder mensagens e comentários nas suas redes sociais. Esquisito é quem se chateia com isso. Não adianta postar avisos, que ninguém lê. O silêncio acaba dizendo mais. Não se culpe. Simplesmente não dá para responder todo mundo e ter uma vida.
  • Você também não precisa compartilhar tudo sobre a sua vida só porque tudo mundo está fazendo. Poste aquilo que se sentir confortável e que faça sentido de acordo com o propósito que você definiu para aquele canal.
  • Filtre quem acessa seus perfis nas redes sociais. Você precisa mesmo adicionar todo mundo?
  • Estabeleça frequências para acessar as redes sociais ao longo do dia ou até mesmo da semana. Isso significa desligar as notificações de novas mensagens, comentários e seguidores. Olhe nas horas vagas, nos intervalos, quando quiser passar o tempo ou simplesmente quando tiver vontade. Se você tem sentimentos ruins quando acessa uma rede social, tente diminuir o número de acessos aos poucos, limitando-se somente ao propósito do seu uso.
  • Não é porque você escreve algo em uma rede social que pode permitir todo tipo de comentário, especialmente se eles te ofenderem de alguma maneira. Delete, bloqueie o usuário. Sem dramas.

A recomendação geral é manter apenas aqueles canais que fazem sentido para você, que tem um propósito de uso, e diminuir a frequência de acesso de modo que tal acesso não seja o buraco negro do seu dia.

E você, tem alguma dica para lidar melhor com as redes sociais?

Thais Godinho
07/01/2016
Veja mais sobre:
Minimalismo, Redes sociais
36
Guia do Vida Organizada para aplicar o GTD no Todoist – Parte 3
Minha recomendação para lidar com e-mails e meios de comunicação no geral
A arte de fazer as malas pela Louis Vuitton

Método FLY Lady é um método para manter a casa limpa e arrumada. Você pode encontrar diversos posts aqui no blog sobre isso ou acessar o site oficial do método.

Todoist é uma ferramenta para gerenciamento de tarefas. Você também pode encontrar diversos posts aqui no blog sobre ela.

Neste post, gostaria de indicar como utilizar o Todoist para implementar o método FLY Lady.

Zonas da semana

A FLY Lady define cômodos da casa para cada semana ao longo do mês, o que ela chama de “zona da semana”. Não é zona de bagunça, mas zona de áreas.

Cada uma dessas zonas tem uma lista detalhada de limpeza, que basicamente é uma lista com tudo aquilo que você precisa limpar dentro de cada cômodo – uma limpeza completa mesmo. Apesar de ela fornecer um modelo, a ideia é que você monte as suas, de acordo com o que precisa fazer em cada cômodo da sua casa.

No Todoist, minha recomendação é que você crie um “projeto” chamado “Listas de limpeza detalhada” e, dentro dele, crie “sub-projetos” para cada zona. Por exemplo: “Quarto principal”, “Sala”, “Cozinha” etc.

Captura de tela 2016-01-05 17.56.48

Essas listas são checklists de referência, que você verificará toda semana, na sua revisão semanal, de acordo com a zona da semana, para definir próximas ações de acordo com a necessidade.

Captura de tela 2016-01-05 17.57.50

Por exemplo, ao fazer sua revisão semanal, você percebe que não precisa lavar o vaso, pois já fez isso ontem por livre e espontânea vontade. Logo, não precisa definir uma próxima ação para isso. Porém, pode definir para os outros itens. Avalie cada um deles de acordo com a necessidade da sua casa.

Listas de próximas ações

Crie no Todoist um “projeto” chamado “Próximas ações” e “sub-projetos” para os contextos (locais ou situações) em que precisa estar para realizar essas ações.

Captura de tela 2016-01-05 18.00.45

Na revisão semanal, ao analisar suas listas de referência, insira as próximas ações de acordo com a sua necessidade. Sua lista de próximas ações deve conter apenas aquilo que você pretende executar ao longo da semana.

Captura de tela 2016-01-05 18.01.46

Missões da semana

A FLY Lady propôe que, a cada dia, você realize uma missão de até 15 minutos de duração relacionada à zona da semana. Trata-se geralmente de alguma atividade que esquecemos de fazer. Ela publica semanalmente em seu site essas missões.

Crie uma próxima ação com recorrência semanal para se lembrar de coletar essas missões.

Captura de tela 2016-01-05 18.03.51

Se você digitar “todo domingo” no campo da data, ele já cria a recorrência automaticamente. Domingo é quando ela posta as missões. Você também pode fazer isso na segunda, mas corre o risco de perder o tempo que dedicaria a efetivamente executar a missão da segunda, se demorar a coletá-la.

Copie cada missão como uma próxima ação dentro do contexto apropriado e com o prazo para o dia que ela recomenda fazer a missão.

Captura de tela 2016-01-05 18.06.30

É claro que você pode traduzir, se quiser.

Você colocará o prazo que ela sugere mas, por ser uma próxima ação, significa que você pode executar antes se quiser, bastando estar no contexto apropriado. Isso significa que, se você quiser reservar um dia da semana para cuidar daquele cômodo, basta acessar sua lista por contextos e trabalhar nas ações que estão ali, independente de serem missões ou da lista detalhada de limpeza.

Hábitos diários

A FLY Lady sugere alguns hábitos para você se lembrar todos os dias.

Crie um “projeto” chamado “Lembretes diários” para inserir esses hábitos.

Captura de tela 2016-01-05 18.10.01

Todos os lembretes podem ser encontrados aqui.

Você pode deixar essa lista como uma checklist de verificação diária ou inserir data, recorrência e alarme para ser avisada no horário que quiser. Particularmente, detesto notificações e excesso de informações na minha vida, mas pode ser que você prefira até estabelecer o hábito de verificar sempre.

Ao abrir seu Todoist, basta clicar na guia “Hoje” e você verá, diariamente, tudo o que precisa fazer, incluindo as rotinas da FLY Lady.

Espero que este post tenha ajudado. Caso surjam dúvidas sobre outras informações do método, postem nos comentários, que vamos complementando o post. Obrigada!

Thais Godinho
06/01/2016
Veja mais sobre:
, FLY Lady, Todoist
19
Como usar escovas de dentes velhas na limpeza da casa
Como guardar uniformes escolares
Limpeza da casa: um cômodo por dia