Início Site Página 5

Mestrado: organização da semana por contextos

6

Eu já comentei em outro post, recentemente, que tenho organizado a minha semana de trabalho de acordo com contextos. Decidi aplicar o mesmo aos meus estudos, então.

O raciocínio é o seguinte: para os períodos de trabalho, tenho alguns contextos. Para os períodos de estudos (geralmente à noite), terei outros. (Sugiro a leitura do post, caso você não saiba do que eu estou falando, porque lá explico o funcionamento direitinho.)

Tenho alguns princípios para desenhar essa organização:

  • vou estudar todos os dias (mesmo aos finais de semana)
  • não é engessado, no sentido de… se eu tiver um compromisso à noite, tudo bem
  • de modo geral, o estudo será à noite, mas pode variar, de acordo com meu volume de trabalho

A distribuição vai ficar inicialmente assim:

  • segunda: disciplina 1 (metodologia da pesquisa em comunicação)
  • terça: grupo de pesquisa 2 (mídia e poder)
  • quarta: disciplina 2 (mídia e sociedade contemporânea)
  • quinta: artigos / eventos
  • sexta: pesquisa / formação
  • sábado: grupo de pesquisa 1 (teorias da comunicação)
  • domingo: pesquisa / formação

Vale lembrar, trazendo da explicação do outro post sobre contextos da semana, que isso serve para atividades, leituras e escritas SEM PRAZO. Que, do contrário, eu não faria em um tempo determinado. Tudo aquilo que tiver prazo (ex: ler um texto para a disciplina tal, ou finalizar o rascunho de um artigo para a revisão do meu orientador) vai ser feito independente da distribuição acima, no dia a dia.

Os contextos servem apenas para eu organizar as atividades. Por exemplo, se preciso fazer algumas leituras para um artigo que vou submeter para publicação, me organizarei para fazer isso às quintas-feiras. Mas, mais uma vez, não é engessado, e sim uma orientação.

Procurei alternar os temas e estilos de estudos. Também optei por deixar dois dias para a pesquisa (porque às vezes eu saio às sextas mas, quando não sair, me dedico aos estudos, nem que seja um pouco, em casa), que de todos é o tema mais volumoso mesmo.

Estou fazendo alguns testes esta semana e, mais para o meio do semestre, eu comentarei se tem funcionado.

E você, que também tem uma vida acadêmica, como organiza seus estudos?

Procura-se: parceiros para a sede do Vida Organizada <3

16

Eu sei que existem grandes marcos na nossa vida. Na vida do empresário, também. Ter uma empresa no Brasil não é fácil, ao mesmo tempo que é um país de oportunidades. Sim, eu tenho essa mania de sempre encontrar o lado bom e positivo de todas as coisas, e é isso que me faz continuar seguindo em frente e superando dificuldades, conquistando coisas legais.

Agora chegou o momento de dar um passo muito importante no negócio do Vida Organizada, que é ter uma sede oficial, “fora de casa”, em um escritório mesmo. Este mês estou contratando uma sala comercial, onde ficará a sede administrativa do Vida Organizada. Inicialmente, será um espaço multiuso, é claro, onde vamos trabalhar, gravar vídeos, cursos, receber clientes e parceiros, guardar materiais, fazer reuniões etc. É um pequeno espaço inicial e humilde, com a expectativa de muito em breve se tornar pequeno e precisarmos de um lugar maior. <3

Por isso, além de dividir essa conquista com você, eu gostaria de escrever este post para divulgar essa novidade para marcas que estejam interessadas em fazer uma parceria.

Como comentei, a sala será um espaço onde vou gravar os vídeos para o canal e as aulas para os cursos online, então haverá muita divulgação do que existirá no espaço o tempo todo. Se você tem uma loja, marca ou serviço que se encaixe no que fazemos, e tenha a ver com o discurso e a narrativa que construímos por aqui, pode ser que você queira fazer alguma parceria ou trazer um patrocínio para nós. Seria muito legal!

O que estamos buscando:

  • móveis
  • eletrônicos de maneira geral (ar condicionado, computadores, celulares, cafeteira, geladeira, bebedouro, equipamentos fotográficos, impressora)
  • elementos de decoração (quadros, iluminação, tapetes, enfeites, pintura)
  • objetos de escritório (suprimentos, acessórios)
  • serviços (design de interiores, arquitetura)
  • alimentos (quitutes etc.)

Se você tiver interesse em fazer uma parceria de permuta ou de patrocínio, entre em contato conosco! Será uma excelente oportunidade de divulgar a sua marca e também ajudar este cantinho a crescer e ajudar cada vez mais pessoas a serem organizadas. <3

Obrigada!

Checklist de Março 2018

16

Todo mês, eu trago alguns lembretes de coisas que você pode querer ter no seu radar este mês. Você pode usar essa checklist para organizar em seu próprio sistema de organização como quiser. Alguns itens serão projetos, enquanto outros demandarão apenas simples ações, e outros podem virar compromissos em sua agenda. Você também pode imprimir essa lista e ir riscando à medida que for fazendo. Não existe certo ou errado na organização, contanto que a usemos para a realização.

  • Planejar a chegada do outono <3
  • Declarar o Imposto de Renda
  • Revisar o que você ainda pode concluir no primeiro trimestre do ano
  • Revisar os seus objetivos de curto prazo
  • Assistir “A forma da água”
  • Analisar como estão suas roupas de meia estação e tomar providências, se necessário
  • Planejar uma viagem para fazer no inverno
  • Limpar e organizar a despensa
  • Testar uma receita diferente
  • Escrever uma mensagem para amigos com os quais não fala há um tempão
  • Buscar substituições mais naturais e saudáveis para a alimentação da família
  • Fazer exercícios de alongamento todos os dias
  • Marcar uma consulta no dentista para fazer um check-up

E você, o que pretende fazer em março? 🙂

Carta da Editora: A condição do empreendedorismo

44

Tem dois termos que, ultimamente, se popularizaram e até mesmo foram banalizados ou ridicularizados. Um deles é COACHING. O outro é EMPREENDEDORISMO. Eu tenho TUDO a dizer sobre essa condição tanto de um quanto de outro, mas neste momento eu vou me concentrar na questão do empreendedorismo.

O empreendedorismo está em alta não apenas porque as pessoas querem trabalhar para si mesmas, com aquilo que amam ou são boas, mas por uma questão de necessidade. Cada vez mais pessoas desempregadas têm precisado do empreendedorismo para conseguirem viver, e isso não é apenas uma tendência mas sim uma consequência de uma crise econômica que começou no mundo todo há décadas atrás, cada vez mais intensificada pelos modelos de terceirização do trabalho e precarização das condições dos trabalhadores de modo geral.

Não sei como você tem observado esse movimento no seu círculo de amizades e familiares mas, para mim, na minha própria família, conto nos dedos as pessoas que trabalham com vínculo CLT. Quando não estão, ou estão desempregadas ou se virando para “empreender” apenas para ter uma remuneração para sustentar a vida de maneira geral. Dificilmente vejo pessoas “largando seus empregos” para empreender, mas sim empreendendo por necessidade. A pessoa primeiro vira PJ, e de repente está em um modelo de trabalho intermitente que não pediu para fazer parte, e ela vê em todos os lugares que precisa ter “atitude empreendedora” para prosperar. É difícil! Porque não fomos acostumados nem educados para trabalhar dessa forma.

Não vou entrar aqui no mérito da problematização dessa condição. Deixo isso para o meu mestrado. <3 Mas eu quero sim, aqui no blog, mostrar como a organização pode ajudar quem esteja empreendendo, porque quis ou porque precisou. Eu tenho um curso online chamado Organização para empreendedores, que explica um passo a passo, mas quero trazer aqui reflexões e insights que possam ajudar de maneira geral, além de dicas. Esta será a temática do mês. Portanto, se você tiver alguma curiosidade ou quiser ver algum assunto específico, relacionado a esse tema, sendo tratado aqui no blog, por favor, deixe um comentário neste post. Na medida do possível, tentarei trazer esses temas por aqui e no canal no YouTube, para que a gente possa se ajudar. Acho que esse é o verbo certo.

Muito obrigada pela sua presença aqui. <3 Bom mês de março para você.

Resumo do Mês – Fevereiro 2018

9

Neste post de hoje eu vou contar um pouquinho como foi o meu mês de fevereiro, tanto pessoal quanto profissionalmente.

Profissional

A primeira coisa que eu gostaria de dizer é, na verdade, AGRADECER por ter alcançado 25.000 inscritos no canal do Vida Organizada no YouTube! <3 Eu tenho a meta (ambiciosa) de chegar a 100.000 ao final do ano (e 50.000 até o final de junho), e minha meta intermdiária era alcançar 25.000 no primeiro trimestre, e deu certo! Agradeço muito muito o engajamento de vocês! Se você ainda não se inscreveu, por favor, inscreva-se agora mesmo porque tem vários conteúdos complementares ao blog por lá, e se você não se inscrever, não tem como saber sobre os vídeos novos. Obrigada!

Esta semana eu também finalizei o manuscrito do meu terceiro livro 🙏🏻 que será publicado no segundo semestre (ainda sem data definida, mas entre julho e agosto). Esse foi um livro que eu adorei escrever porque tem tudo a ver com o meu momento de trabalho, então eu espero mesmo que seja útil e que todos gostem dele. <3

Outra conquista bem legal de fevereiro foi ter me certificado como Master Trainer do GTD Nível 2: Projetos & Prioridades – um título que poucas pessoas no mundo têm, e me sinto com uma sensação enorme de dever sendo cumprido aos poucos. Gostaria de agradecer todas as pessoas que se envolveram direta e indiretamente nesse processo.

Pessoal

Foi um mês de muitos desafios em âmbito pessoal.

Estou completando 10 meses de cirurgia bariátrica e, apesar de não ter tido nenhum dos efeitos colaterais mais comuns, estou enfrentando uma anemia já há alguns meses, que vai e volta. Agora já estou aprendendo melhor como meu “novo corpo” funciona e entendendo meus novos limites, mas ainda assim preciso priorizar (ainda mais) o meu descanso e gerenciar o meu nível de energia. Sou uma pessoa que preza muito pela qualidade de vida, então esse é um assunto que me impacta intensamente.

O Paul também teve um problema de saúde este mês, como comentei em outro post. Ele voltou para a escola esta semana e, apesar de não estar 100%, está se recuperando bem, estamos fazendo exames e acompanhamento médico.

Ele também começou na escola nova no início do mês e, obviamente, apesar de o pai dele e eu estarmos ansiosos sobre a sua adaptação, ele mesmo se adaptou rapidamente e está adorando novo cenário, a nova professora e os novos amigos, o que me deixa muito feliz!

Eu não poderia deixar de comentar sobre um fato tão importante, que foi o início do meu mestrado este mês, mas eu já falei mais a respeito neste e neste post, para quem tiver curiosidade!

No vídeo abaixo eu comento esses acontecimentos e falo também sobre os livros que li este mês. (se não estiver visualizando o vídeo abaixo, clique aqui para acessar no YouTube)

Obrigada pela sua presença por aqui e eu espero que seu mês de fevereiro tenha sido muito legal! Por favor, deixe um comentário comentando o que você fez. Vou adorar saber!

Planejando o mês de março

13

Eu gravei um vídeo mostrando como tenho feito o meu planejamento mensal ultimamente, que na verdade é apenas um recorte de um planejamento de vida maior que costumo fazer. No vídeo abaixo (se não estiver visualizando, clique aqui) eu conto um pouco sobre esse processo e espero de verdade que minha experiência possa trazer alguns insights para você aplicar na sua própria organização.

Como você costuma planejar o seu mês? Deixe um comentário.

Atitude Mental Positiva

12

Uma das habilidades mais importantes que eu aprendi a desenvolver na minha vida é a habilidade da Atitude Mental Positiva. Trata-se de uma habilidade que te permite focar no fato de que as coisas darão certo, pois isso te traz confiança e certeza para efetivamente fazer esse resultado acontecer.

Não se trata de um conceito de auto-ajuda no sentido de “pensar positivo”, simplesmente. É um pouco mais profundo do que isso. Portanto, desenvolver uma atitude mental positiva é algo que a gente só consegue fazer se estiver bem. Equivocadamente, muitas pessoas ficam “recomendando” atitude mental positiva para quem está com depressão ou outro transtorno psicológico relacionado, e isso não funciona. A depressão é uma doença que deve ser tratada, e recomendar “atitude mental positiva” para a pessoa é apenas um desserviço para ela mesma e uma demonstração de ignorância e antipatia da parte de quem recomenda.

Napoleon Hill tem um livro publicado com esse título, escrito por seu parceiro profisisonal Clement Stone que, para mim, é o livro que eu recomendo para quem estiver começando a conhecer o trabalho do Napoleon. É um livro que recomendo uma primeira leitura inicial e, depois, uma releitura pelo menos a cada seis meses (dos pontos principais).

Os livros do Napoleon Hill costumam dizer as mesmas coisas de formas diferentes e podem parecer repetitivos para quem está lendo. Essa repetição é intencional, para que a gente consiga absorver “na marra” o que ele ensina.

Alguns pontos importantes sobre a atitude mental positiva:

  • Você é a pessoa mais importante do mundo, no sentido de que só você pode mudar a sua vida, a maneira como você pensa e o que faz.
  • Problemas e derrotas acontecem, mas todos eles têm em si a semente de um benefício equivalente ou maior. Isso não significa ter uma “visão poliana” das coisas, mas sim tentar aprender com os próprios erros, com o que aquela situação nos ensina, e melhorar da próxima vez.
  • Você só pode controlar a sua mente. E a atitude mental positiva é como se fosse um talismã que você leva com você. Para tudo, na vida, você pode usar a atitude mental positiva ou a negativa. Lembre-se de sempre virar esse talismã quando se deparar com situações no dia a dia em que poderia usar uma ou outra.
  • Mantenha sua mente naquilo que você quer e longe daquilo que você não quer. É mais simples e, ao mesmo tempo, mais complexo do que parece.
  • Pare de culpar o mundo. “O mundo” acontece e continuará acontecendo. Controle a sua mente. Foque em você ficar bem, que tudo isso se transparecerá nas coisas que você faz e na relação com o seu mundo de maneira geral.
  • Quando você tem metas definidas e as visualiza com sucesso, isso direciona o modo como você faz tudo no seu dia a dia.
  • Fé não é sobre religião, mas sobre confiança. Desenvolver uma fé inabalável em que as coisas acontecerão da maneira como você quer que aconteçam te dá confiança para fazer as coisas “certas” que, veja só, farão com que o resultado positiva apareça. É um todo.
  • Cada vez que você passa por uma situação problemática, ou encontra solução para um problemão, isso te fortalece e te dá experiência para passar por situações semelhantes no futuro de maneira mais fácil e mais rápida, sem tanto impacto negativo.

Foi aprender sobre a atitude mental positiva que me fez mudar completamente a minha relação com o mundo e com o meu trabalho, mesmo em tempos de crise no país. Depois que “implementei essa habilidade” (claramente ainda em desenvolvimento, como todas as habilidades), tudo mudou de verdade na minha vida. Sou uma pessoa mais prática, mais feliz, mais focada, mais motivada. Por isso, recomendo a leitura do livro do Napoleon Hill (linkado acima) e a releitura de tempos em tempos.

Você tem experiência com esse assunto? Deixe um comentário!

Assuntos do momento

53,542SeguidoresSeguir
9,368SeguidoresSeguir
29,631InscritosInscrever