ou

Carol faz parte da equipe do Vida Organizada e é o meu braço direito em tudo o que eu faço. Confira um pouco sobre ela e os seus métodos de organização.

Oi, Carol!

Que horas você acorda?

Eu não me preocupo muito com a hora que eu acordo e sim, com a quantidade de horas que eu durmo (preciso dormir entre 7 e 8 h por noite). Assim, não tenho uma hora específica para acordar. Normalmente, acordo entre 6 e 8h da manhã dependendo da hora em que fui dormir na noite anterior e do que tenho programado para o dia.

Fale um pouco sobre a sua rotina matinal e noturna.

De manhã, acordo, agradeço pela noite de sono que tive e pelo dia que se inicia, tomo água e realizo minha higiene pessoal. Já na cozinha, preparo o café da manhã. Enquanto a água do meu chá está aquecendo, abro janelas e portas da casa, checo se tem alguma mensagem no celular e coloco uma carga de roupa na máquina de lavar. Tomo meu café da manhã, lavo a louça do café, arrumo minha cama e vou para o home office. Lá, acendo um incenso, faço meu check-in diário e sento para fazer minhas afirmações diárias e meditar. Se não preciso sair de casa logo cedo ou não tenho nenhum compromisso em seguida, aproveito esse momento para ler algumas páginas de um livro sobre espiritualidade e escrever em meu diário.

Mesa de trabalho da Carol

À noite, realizo minha higiene pessoal, coloco meu celular para carregar no escritório, encho minha garrafa de água e vou para meu quarto. Já na cama, atualizo meu caderno de hábitos, passo óleo fortificante de unhas e leio um pouco (cerca de 30 minutos). Depois disso, é hora de dormir! Já deitada e de olhos fechados, faço um breve relaxamento, afirmações e agradeço pelo dia que está terminando. Se eu tenho um compromisso na manhã seguinte, começo minha rotina noturna checando se está tudo está certo (roupa, bolsa etc) e acertando o relógio despertador.

Itens favoritos de organização:

  1. Bloco de notas para capturar ideias diversas
  2. Caixa de entrada física
  3. Caixas de TNT
  4. Canetas Pilot Frixion
  5. Cestos organizadores plásticos
  6. Etiquetadora
  7. Evernote
  8. Life Planner

Onde trabalha? O que faz?

Sou organizadora profissional formada pela OZ! desde 2014 (antes disso era Fisioterapeuta Intensivista, mas isso é outra história…) e estou tirando a certificação internacional oferecida pela David Allen Company/Call Daniel para ser instrutora do curso de GTD Nível 1 – Fundamentos.

Atualmente, trabalho no Vida Organizada e para a Call Daniel. No Vida Organizada, trabalho nas seguintes frentes: consultoria personalizada de organização pessoal, treinamentos in company e elaboração de materiais de apoio de cursos.

Na Call Daniel, sou uma das responsáveis pela tradução e revisão dos materiais dos cursos de GTD Nível 1 – Fundamentos e Nível 2 – Projetos & Prioridades e uma das instrutoras da equipe.

Como gosta de cuidar da casa?

Meu marido e eu escolhemos cuidar nós mesmos de nossa casa. Como trabalho mais frequentemente em casa, isso me permite ajustar minha rotina de cuidado da casa aos meus horários de trabalho de uma forma que funciona bem. Não temos divisão de tarefas, quem está disponível vai fazendo as atividades e o outro faz o que falta. Preferimos fazer um pouco todo dia para não sobrecarregar, mas nada impede que façamos um “dia de limpeza” de vez em quando.

Após diversas tentativas e testes, cheguei a um formato que considero ideal para nós. Completamente inspirado no método FlyLady, tenho 3 checklists para as atividades mais rotineiras e as utilizo diariamente: cuidado diário, atividades a serem realizadas no dia e zona da semana. Em “cuidado diário” ficam listadas as atividades que precisam ser feitas diariamente para manter a casa nos trilhos. “Atividades a serem realizadas no dia” engloba as tarefas quinzenais e as que precisam ser feitas uma, duas ou três vezes por semana, distribuídas pelos dias da semana. Aqui coloco atividades que estão relacionadas com o andamento da casa em geral (elaboração de menu semanal, pagamento das contas da semana) e não somente limpeza. Utilizo “zona da semana” praticamente da mesma forma que a FlyLady preconiza. Se você não conhece o método, o blog Vida Organizada oferece diversos artigos acerca do assunto, basta pesquisar. As atividades mais sazonais ficam no meu calendário.

Checklists da casa

No dia a dia, tenho duas estratégias de execução: se meu dia está mais apertado, vou realizando as atividades nos intervalos dos meus compromissos. Se o dia está tranquilo, realizo todas as atividades de uma vez.

Como organiza seus projetos profissionais e pessoais?

Utilizo o método GTD há anos, portanto organizo meus projetos conforme as recomendações do método. Tenho um caderno de projetos onde ficam listados os nomes de meus projetos atuais, sem divisão entre profissional e pessoal. É uma lista corrida mesmo, apenas com os nomes dos projetos.

Todo o material extra do projeto (planos de projetos, ações futuras, documentos, planilhas, mapas mentais etc) vai para as pastas de suporte a projeto. Tenho pastas de suporte a projetos físicas e digitais. As pastas físicas ficam em meu home office, ao alcance da mão. Utilizo pastas de 3 grampos devidamente identificada com o nome do projeto. As pastas digitais ficam em meu Evernote em uma pilha de cadernos chamada “Suporte a Projetos”. Cada caderno recebe o nome do projeto em questão.

Uma vez concluído o projeto, risco-o do meu caderno e analiso o material de suporte. Se necessário, transfiro-os para meu arquivo de referência.

Aplicativos preferidos

  • Cam Scanner
  • Deezer
  • Evernote
  • Google Calendar*
  • Google Fit
  • Todoist*

*apesar de ter passado meu sistema para o papel, continuo achando esses aplicativos muito bons e os recomendo sempre.

Métodos que usa

GTD, FlyLady (adaptado) e Pomodoro (às vezes)

Obrigada por ter participado, Carol! E você, leitor ou leitora, se tiver dúvidas sobre a rotina da Carol e quiser perguntar, deixe nos comentários!

Thais Godinho
13/01/2017
Veja mais sobre:
Equipe, Organização em pessoa
7
Feito com amor
Checklist de organização para abril
Checklist de Março

Confira o que aconteceu aqui no blog e o que os leitores disseram em dezembro.

Posts preferidos no blog

O que eu fiz: Profissional

  • Realizamos a reunião anual de planejamento do Vida Organizada. O planejamento na verdade começa em outubro, mas em dezembro nos juntamos para conversar sobre as definições. Nossa reunião foi feita no SESC.

  • Fechei o calendário editorial do blog para janeiro, fevereiro e março. Gosto de fechar o calendário sempre três meses adiante, então agora em janeiro já estou fechando abril. 🙂

  • Fui para Brasília duas vezes realizar treinamentos de GTD! Também fui para Recife pelo mesmo motivo. Fiz treinamentos em empresas legais também, como Grupo Pão de Açúcar, Colorcon e Yahoo!.
  • Fizemos uma confraternização deliciosa do Vida Organizada com o Armazém da Energia.

O que eu fiz: Pessoal

  • Fui ao show final do Black Sabbath em São Paulo.
  • Tirei a segunda via do RG.
  • Comemorei o aniversário do David Allen reimplementando o GTD do zero (faço isso anualmente). Compartilhei tudo no meu stories do Instagram (me siga lá!).
  • Realizei diversos exames médicos.
  • Troquei a seguradora do carro.
  • Celebrei Natal e ano novo em família.

Livros lidos em dezembro

  • O livro “Construa seus sonhos” é um apanhado geral dos principais conceitos de organização e produtividade. Ótimo para iniciantes ou para presentear aquele colega de trabalho ou amigo que quer aprender a se organizar.
  • Li o livro “A bíblia do vendedor” para pegar algumas ideias para o blog, mas ele é muito voltado para vendas mesmo. Não tirei tantas coisas assim para a minha realidade.
  • Eu já estava lendo “O poder dos inquietos” há mais tempo, mas deixei o último capítulo para ler no final de dezembro (o livro é tão bom que quis manter a energia de enquanto eu o lia). Maravilhoso e tem muito a ver com GTD.

O que os leitores disseram

No Insta

No Twitter

No Face

Nos comentários

Obrigada! <3

Thais Godinho
12/01/2017
Veja mais sobre:
12
Linkagem de domingo
Checklist de organização para abril
Mês organizado

Analise o que você tem na sua casa hoje. Veja as seguintes categorias de coisas:

  1. Decoração (móveis, quadros, fotos, plantas)
  2. Equipamentos (telefone, computador, fogão)
  3. Suprimentos (canetas, despensa, produtos de limpeza, roupas)
  4. Arquivos de referência (documentos, exames, livros)

Mesmo nessas categorias você pode encontrar “tralha” (= o que não está em uso), mas não vou aprofundar nelas aqui.

O que eu quero que você veja é tudo o que não pertence a essas quatro categorias de coisas. Perceba como são objetos que você provavelmente não precisa ter. Pra se livrar de imediato.

O que é necessário ter em casa para poder viver? É claro que aqui você vai incluir decoração, suprimentos, arquivos e equipamentos específicos. Por exemplo: uma pessoa que pratica esportes pode ter raquetes de tênis como equipamentos. Uma blogueira de beleza pode ter um monte de pincéis de maquiagem para demonstração como suprimentos. Depende da sua vida.

O que não vale a pena é manter em casa o que você não precisa ter para viver. Repense o sentido de posse. Pra que ter o negócio fisicamente? Qual o sentido? Pra que consumir? Comprar?

Esse pensar talvez te leve a ver seu espaço de uma outra maneira.

Thais Godinho
11/01/2017
Veja mais sobre:
, 15 minutos, Destralhar, Em casa, Meia hora
16
Checklist para destralhar a casa antes de uma mudança
O que essa foto do Steve Jobs em casa significa para mim
6 coisas para substituir agora na sua casa