15 Dec 2013

Linkagem de domingo {74}

Contando com este, faltam apenas três domingos para acabar o ano! Confira os links que eu separei esta semana para vocês:

Textos meus em outros lugares:

Bom domingo!

14 Dec 2013

Organizando o control journal no Evernote

Eu sigo um método de organização da rotina doméstica chamado FLY Lady. Uma das ferramentas de controle desse método chama-se control journal e, apesar de inicialmente a ideia ter sido projetada para um caderno ou fichário, dá perfeitamente para utilizar o Evernote para gerenciar.

O objetivo do control journal é centralizar em um só lugar as informações sobre a sua casa – não só informações básicas, mas todas as necessárias para o gerenciamento dela. Essas informações são obtidas e criadas sob orientação da FLY Lady. No control journal, a gente coloca informações como listas detalhadas de limpeza, rotinas diurna e noturna, missões do dia, entre outras. Tudo coisa da FLY Lady que eu falo um pouco aqui no blog, mas você pode ver no próprio site dela também (em inglês).

Para criar no Evernote, você pode fazer de duas formas: criar uma pilha de cadernos chamada Control journal, ou então uma tag com o mesmo nome. Particularmente, eu prefiro criar uma tag, pois não gosto de ter muitos cadernos (e eles são limitados). No meu sistema de organização no Evernote, atualmente mantenho a tag Control journal dentro da tag Em andamento, que nada mais é do que uma tag onde gerencio tudo o que está acontecendo no momento na minha vida. A estrutura fica assim:

Em andamento > Control journal

E, dentro da tag Control journal, você pode inserir as informações que a FLY Lady recomenda que você tenha no seu control journal. Aqui no blog eu já fiz alguns posts a respeito, inclusive um com tutorial para criar seu cj.

As minhas tags dentro de Control journal são:

  • Contatos - Notas com telefones, endereços, cartões de visita, sites e blogs.
  • Dados pessoais - Senhas, numeração de roupa da família, outros dados importantes. Importante dizer que, no Evernote, podemos criptografar as informações, o que torna tudo mais seguro.
  • Lembretes - A FLY Lady costuma enviar alguns lembretes (bebá água!, por exemplo), e eu arquivo esses lembretes nesta tag.
  • Listas de compras - Mercado, farmácia, papelaria, entre outras.
  • Listas detalhadas de limpeza - A FLY Lady recomenda que  agente tenha uma lista de limpeza detalhada para cada cômodo (veja mais aqui).
  • Menu semanal - Você pode guardar seus menus semanais nesta tag (veja como criar um menu semanal).
  • Missões da semana - A FLY Lady dá missões de limpeza e arrumação todos os dias. Você pode arquivá-las nesta tag. Durante a semana corrente, você pode marcá-las no caderno Ticker e com a tag do dia em questão (veja aqui a estrutura de tags que eu uso).
  • Planejamento básico semanal - A FLY Lady sugere um planejamento básico semanal (ex: segunda é dia de abençoar o lar, terça é dia livre e por aí vai). Arquive tudo aqui.
  • Rotinas - Arquive suas rotinas nesta tag. Eu tenho rotinas diurna, noturna, diária, semanal, quinzenal, mensal, sazonal, semestral e anual.

Eu organizo o Control journal no Evernote da mesma maneira que eu organizava no fichário, segundo a recomendação da FLY Lady (e conforme vocês podem ler no post linkado lá em cima). A única diferença é a dinâmica que o GTD traz, de tagear nos dias que vou usar, por exemplo. Isso automatiza muito o dia a dia e evita ficar procurando as coisas um tempão.

E você, já tentou organizar seu Control journal no Evernote? Como você fez?

13 Dec 2013

Mulheres brilhantes

Apesar de o blog não fazer distinção de gênero, acho que, pelo fato de eu ser mulher, é natural que acabe falando sobre muitos assuntos mais voltados ao público feminino por aqui, pois o blog traz experiências da minha vida. E eu vivo lendo sobre esse assunto, pois sempre tiro ideias para escrever os posts e identificar problemas de organização para ajudar o pessoal.

Então eu recebi o contato do pessoal da marca Brilhante, pedindo para eu falar um pouquinho sobre uma pesquisa que eles fizeram com a antropóloga Mirian Goldenberg, cujos resultados foram apresentados em um evento muito bacana com a apresentação da Astrid Fontenelle (ex-MTV, atual Saia Justa – sou fã). Foi um bate-papo com mulheres reais baseado no resultado da pesquisa feita com mais de 3 mil mulheres +_+, e é claro que o resultado só podia ter dados legais e que dizem muito sobre a gente.

Neste artigo, há algumas percepções sobre a pesquisa. Por exemplo: a mulher brasileira adora acumular funções. Gostamos de trabalhar, cuidar da família, fazer isso e aquilo. Não gosto quando nos chamam de multitarefa, porque isso é outra coisa, mas é fato que somos malabaristas! Toda mulher se vira para fazer acontecer e é comum a 99% delas achar que não consegue dar conta de tudo (até eu, viu gente?).

E sabe tudo aquilo que eu sempre falo aqui no blog sobre organizar os sonhos para transformá-lo em objetivos? É porque todas queremos nos realizar pessoalmente. Queremos aproveitar a vida, dizer, lá na frente, que tudo valeu a pena. Que educamos bem nossos filhos, que fomos boas companheiras, excelentes profissionais, que fizemos o que gostávamos. E isso tem tudo a ver com ser organizada. Tem tudo a ver com ser brilhante.

E aí a marca fez uma campanha linda linda para falar de 24 mulheres especiais, cujo vídeo conceitual você pode ver abaixo:

Tudo a ver com o blog, não é? Todas nós somos assim. =)

Quem quiser ver mais, pode assistir os vídeos com histórias de mulheres reais, como este aqui:

No final das contas, somos todos seres humanos buscando ser feliz e aproveitar a vida da melhor forma possível, e fazendo o bem aos outros. Temos desafios do tamanho dos nossos sonhos. Mas algo, lá no fundo, faz a gente ir em frente. Cada uma de nós sabe quais são os motivos mais profundos e essenciais que fazem com que a gente levante cedo para ir à luta. E eu gosto muito de conhecer histórias reais porque me sinto menos sozinha no mundo, sabendo que tem tantas pessoas com os mesmos desafios que eu, e tentando ser felizes também.

Se gostar, curta a Fanpage de Brilhante e acompanhe as atualizações pelo Facebook.

Este post é um publieditorial.


13 Dec 2013

Produtos de limpeza que eu recomendo

Depois de falar sobre os meus acessórios de limpeza preferidos, me pediram para falar de produtos também. Aqui vai então a lista dos produtos que estou usando atualmente:

Produtos para passar no piso
Veja Perfumes Sensações Lavanda
Para banheiro, uso bactericidas diversos (ver abaixo)
Para passar no piso, a cada mês eu compro um produto diferente, pois gosto de variar!

Produtos para limpeza do banheiro
Veja X14 sem cloro
Novo VIM cloro gel
Pato Power
Kalipto Marine bactericida ou Pinho Urca

Produtos para lavar roupas
Ariel Super PODS (a_descoberta do ano)
Alvejante sem cloro Carrefour
Vanish White
Omo Multiação líquido (não uso mais sabão em pó)
Amaciante Downy concentrado pêssego e camélia ou Fofo Tradicional
Sabão líquido de coco Coquel (para as roupas do filhote)

Limpador de vidros e espelhos
Mr. Músculo Vidros e Superfícies

Saponáceo
Sapólio Radium Bom Bril

Limpador de pias e azulejos
UAU Ação Clareadora

Desengordurante
Mr. Músculo Cozinha Poder Laranja

Lustra-móveis
Bravo Classic

Outros
Água sanitária Super Cândida
Removedor Qualitá
Detergente Ypê Clear ou de Coco

Essa lista foi inspirada nas recomendações da Donna Smalin, em seu livro “Casa Limpa e Arrumada” (Editora Gente).

12 Dec 2013

Checklist para mudanças

  • Tirar medidas do imóvel novo
  • Agendar para converter fogão (gás)
  • Comprar tinta para pintar o imóvel antigo
  • Agendar com faxineira para limpar imóvel
  • Comprar fechadura de reforço
  • Agendar com chaveiro para instalar fechadura de reforço
  • Fazer lista das coisas que vamos doar
  • Desmontar os móveis grandes
  • Entrar em contato com o locador para perguntar se água entra como despesa do condomínio ou se é conta individual
  • Transferir contas
  • Perguntar se as tomadas são todas 110w
  • Verificar os horários permitidos pelo condomínio para realização da mudança
  • Alterar todos os endereços cadastrados (contas e serviços)
  • Contratar empresa ou carreto para a mudança
  • Agendar colocação da rede nas janelas
  • Agendar horários para desmontar móveis e fazer a mudança
  • Perguntar se empresa ou carreto dá caixas para a mudança
  • Pegar caixas
  • Comprar coisas  (fitas, caixas, papelão, saquinhos de plástico para parafusos, plástico bolha, papéis coloridos, caneta pilot)
  • Empacotar as coisas
  • Avisar na portaria o dia e horário da mudança para autorizar entrada do caminhão
  • Agendar com instituição de caridade para buscar doações
  • Fazer inventários das caixas e pertences
  • Solicitar o desligamento programado de gás, luz, telefone, água etc.
  • Separar roupas e objetos pessoais que serão usados no dia da mudança
11 Dec 2013

Filme “Amor sem escalas” (Up in the air, 2009)

Imagem oficial do filme

Imagem oficial do filme

No último mês, tive o prazer de assistir DUAS vezes o filme “Amor sem escalas”, ou Up in the air (2009), em inglês, estrelado pelo George Clooney. Assisti uma vez no Netflix, aí gostei tanto que assisti novamente com o meu marido, que também adorou. E resolvi falar um pouco sobre ele no blog porque tem várias dicas de organização para quem viaja bastante, especialmente a trabalho.

Ryan (George Clooney) é um cara que trabalha em uma empresa especialista em mandar pessoas embora. As empresas contratam seus serviços para ele ir até lá, conversar com o pessoal que está na lista dos que serão dispensados e oferecer orientações para quando saírem da empresa. Com a crise nos Estados Unidos, é um nicho que fatura alto e, por isso, Ryan viaja para lá e para cá de avião, o que faz com que ele passe cerca de 40 dias apenas em sua casa – um quarto e cozinha alugado na cidade de Omaha.

Além do seu emprego convencional, Ryan encontra tempo em sua agenda para fazer palestras sobre desapego, com o título: “O que tem na sua mochila?”. Ao começar a palestra, ele pede aos ouvintes que imaginem sua mochila vazia para, aos poucos, irem enchendo-a com as coisas que têm em casa, livros, móveis, e depois pessoas. Com o peso dessa mochila, ele desafia as pessoas a andarem. Todos riem. Então ele sugere que todos larguem a mochila e simplesmente caminhem.

Ryan adota esse estilo de vida desapegado porque se identifica muito com ele. Ele curte demais estar voando o tempo todo, é o “seu” lugar. Ele não tem vínculos e, mesmo para familiares, é como se ele não existisse. Tanto que ele recebe o convite de casamento de sua irmã mais nova e não liga muito. Quando sua outra irmã mais velha pede a ele que faça um pequeno favor, ele faz com pouca vontade, mas faz. Ele tenta se esforçar, mas no fundo não sente que o vínculo familiar seja algo importante.

O título do filme em português não é muito bom, porque o filme não é um romance. Apesar disso, em uma de suas viagens, Ryan conhece Alex (Vera Farmiga), outra executiva que viaja tanto (ou quase) quanto ele, e eles vivem um lance casual. Não vou contar mais para não estragar a história, mas é muito interessante ver como seus relacionamentos se desenvolvem – com ela, com sua colega de trabalho, com sua família. E, em um determinado momento, tanta coisa acontece que, quando ele vai dar sua palestra novamente em uma cidade qualquer, ele simplesmente abandona o local e vai embora. O que acontece depois eu não vou contar; precisa ver o filme. Mas é tocante, e nada clichê. Eu estou cada vez mais fã do George Clooney.

Up-In-The-Air-Desktop-Wallpaper

Imagem oficial do filme

Mas o que nós, organizetes de plantão, mais vamos gostar no filme, são definitivamente as dicas do Ryan para viajar bem! Veja algumas delas:

  • Leve somente o necessário! Nada de travesseirinhos de pescoço, roupas que talvez use e outros objetos que apenas ocupam espaço.
  • Use apenas uma mala de bordo, pequena, para nunca precisar despachar bagagem. Se você viaja muito, pode economizar até sete dias por ano somente se deixar de despachar sua bagagem toda vez que for viajar.
  • Invista em uma boa mala, para ela aguentar o tranco.
  • Use a mínima quantidade de itens na hora de passar no detector de metais. Seja ágil com cintos, sapatos e relógios.
  • Identifique nas filas aqueles passageiros que farão a fila demorar mais: pais que precisarão fechar carrinhos de bebê, idosos, entre outros estereótipos meio preconceituosos que ele fala no filme.
  • Não compre nada se não resultar em milhas. Ou porque você quer alcançar um número X, ou porque quer chegar no aeroporto, escolher um lugar e simplesmente ir.

O estilo de vida do Ryan é tão impressionante que, quando ele chega em seu apartamento em Omaha, ele apenas tira suas três camisas (já lavadas e passadas no hotel) de dentro da mala e as pendura no guarda-roupa. Ele tem apenas isso de camisas. No livro Walden, Thoreau diz que feliz é o homem que consegue sair de casa levando todos os seus pertences em um carrinho de mão. Ryan definitivamente é um deles.

Se é um estilo de vida bacana, só quem vive pode saber. Uma vez uma amiga comentou comigo, naquela época em que eu estava desapegando geral, há uns cinco anos, que eu estava atraindo uma energia de desapego muito forte à minha vida, que poderia se refletir até nos relacionamentos. Nada mais perto da verdade! Portanto, depois de viver os dois lados, hoje eu procuro seguir o caminho do meio, que tem me feito bem.

A escolha do Ryan? Somente vendo o filme para saber. =)

10 Dec 2013

Pesquisa Vida Organizada 2013

Pessoal, gostaria de pedir a gentileza de vocês para preencher o formulário abaixo. São apenas 3 perguntas que me ajudarão a planejar a linha editorial do blog para 2014. Obrigada!

10 Dec 2013

32 ideias para ficar sem papel em casa e no trabalho

  1. Habilite no seu banco (através do Internet Banking ou no caixa eletrônico) o recebimento dos recibos de débito no seu celular (via SMS) e nunca mais peça a segunda via.
  2. Cancele assinaturas de revistas impressas e deixe somente as assinaturas para ler via celular ou tablet.
  3. Para digitalizar a papelada, você pode usar um scanner, um tablet, um celular ou sua câmera digital.
  4. Digitalize seus folhetos de serviços delivery, coloque no Evernote (sugestão de tag: “Delivery”) e recicle.
  5. Para textos e documentos que precisam ser revisados por outras pessoas, use serviços como o Google Drive ou o Editorially.
  6. Em vez de usar papel para secar as mãos no trabalho, habitue-se a levar sua própria toalhinha.
  7. Baixe livros no Kindle (ou, se não tiver o aparelho, no aplicativo que pode ser usado em computadores, tablets e celulares) e doe os similares que você tem em papel.
  8. Digitalize suas matérias preferidas das revistas e recicle o resto. Coloque no Evernote (sugestão de tag: palavra-chave de acordo com o tema da matéria ou “Clipping” para todas).
  9. Escaneie fotos antigas e doe-as para familiares e amigos.
  10. Quando comprar algum aparelho eletrônico ou eletrodoméstico, digitalize o manual e coloque no Evernote (sugestão de tag: “Manuais”). Depois, recicle.
  11. Em vez de anotar coisas que viu e que ficou com vontade de comprar (livros, roupas), tire uma foto com o celular e envie para o Evernote (sugestão de tag: “Wishlist”).
  12. Digitalize seus cartões de visita e os recicle na sequência. Coloque no Evernote (sugestão de tag: “Cartões de visita”).
  13. Digitalize os desenhos e trabalhos de escola do seu filho e recicle-os. Se tiver apego material, pode deixar o mais recente na geladeira, por exemplo, e reciclar o restante. Coloque no Evernote (sugestão de tag: “Nome da criança” ou “Desenhos – Nome da criança”).
  14. Tire fotos do quadro negro ou das apresentações em salas de aula em vez de tomar notas. Você também pode gravar suas aulas em um arquivo de áudio (com autorização do professor) e colocar no Evernote.
  15. Guarde suas receitas preferidas de forma digitalizada no Evernote, em vez de guardar pastas, fichários, livros e cadernos, que ocupam muito espaço.
  16. Digitalize contas pagas para tê-las sempre que precisar comprovar algum pagamento. Se não quiser jogar fora depois de digitalizar, guarde por cinco anos.
  17. Digitalize documentos antigos.
  18. Digitalize antigos trabalhos da faculdade, assim como provas e anotações e recicle todos os papéis e cadernos.
  19. Digitalize cartas antigas e envie-as de volta aos seus amigos, como recordação.
  20. Digitalize um pouco todos os dias. Recebemos uma quantidade muito grande de papel e, se deixarmos acumular, deixaremos formar uma pilha gigantesca.
  21. Faça suas listas de compras no mercado, farmácia etc no Evernote em vez de levar escritas no papel (e perder ou esquecer).
  22. Digitalize apostilas, notas de aulas, resumos, mapas mentais etc e envie para o Evernote para poder ter acesso ao seu material em qualquer lugar.
  23. Pague suas contas pelo Internet banking e não imprima o comprovante. Salve-o no Evernote. Se algum dia precisar, imprima-o.
  24. Crie uma nota no Evernote com todos os seus contatos e livre-se da agenda telefônica de papel.
  25. Crie notas para pautas de reunião no Evernote e, depois, digitalize suas anotações e arquive junto com a ata.
  26. Digitalize atestados, exames médicos e receitas de medicamentos.
  27. Digitalize seus diários antigos e recicle-os. Tenha o hábito de fazer um diário hoje em dia, com uma nota por dia no Evernote (sugestão de tag: “Diário”). Você pode mesclar diversas notas em uma só, por exemplo, e isso pode ser muito útil caso você tenha enviado fotos ou outros documentos relacionados ao dia em questão. E também pode ser legal compartilhar a nota com amigos ou pessoas que estiveram com você naquele dia e pedem as fotos.
  28. Tire fotos dos folhetos de supermercados em vez de pegá-los. Você pode colocar todos em uma mesma nota no Evernote e comparar os preços.
  29. Digitalize seus exames e outros papéis da época da gravidez e recicle.
  30. Digitalize seus certificados de conclusão de cursos diversos, para ter sempre à mão quando precisar enviar para empregos novos ou matrículas em outras instituições.
  31. Mantenha seu currículo atualizado em uma nota no Evernote e, quando precisar enviar por e-mail, basta compartilhar a nota.
  32. Digitalize a carteira de vacinação e os exames dos seus filhos para tê-los sempre com você quando estiver em uma consulta médica e o pediatra solicitar.
09 Dec 2013

Acontecendo por aqui

Gostaria de comentar sobre algumas coisas que estão acontecendo na minha vida no momento, pois muitas delas acabam virando assunto para o blog em um momento ou outro.

Acho que o principal tema no momento seja: mudanças. Nas minhas férias, eu iniciei uma revolução interna que tem mudado bastante a minha vida, para muito melhor. Tenho me sentido mais tranquila e desapegada do que não importa, e vivido de forma mais plena, apesar de não como eu gostaria (ainda).

mudancas

# Estamos mudando de apartamento. Depois de pesquisar bastante para comprar, chegamos à conclusão de que o mercado não está bom para isso no momento, e decidimos tomar uma decisão para simplificar a nossa vida. Encontramos um apartamento com menos cômodos (mas maior que o nosso, em metragem), pagando 30% menos de aluguel, em um prédio mais simples e uma região melhor. A ideia é ficar lá até a bolha imobiliária estourar mas, sinceramente, o principal motivo é encontrarmos um bom imóvel à venda, independente disso. Vamos aproveitar esse meio-tempo para guardar mais dinheiro (com o que vamos economizar) e aguardar. No mesmo prédio onde vamos morar, dois moradores já comentaram que pretendem vender o apartamento daqui a um ano ou dois, e ambos estão avaliados dentro da faixa de preço que podemos investir. Portanto, vamos fazer o que achamos certo no momento, e parar de nos preocupar um pouco com isso, que é irrelevante (o importante é ter um lugar para morar).

fengshui

# Tenho estudado feng shui e aplicado em todas as áreas da minha vida. Tem sido muito bom fazer isso, porque quando a gente faz a coisa certa, coloca as coisas nos lugares “certos”, realmente parece que dá um click no universo e tudo fica melhor. A foto acima é da plantinha que eu levei para o meu trabalho, onde remodelei toda a mesa e melhorei meu astral 100%! Para o apartamento novo, também estou planejando a arrumação dos cômodos de acordo com sua orientação, e tenho certeza que isso se transformará em um post no futuro, porque é muito legal.

budismo

# Uma das mudanças mais significativas, se não a mais significativa, foi ter abraçado o budismo de forma “oficial”, por assim dizer. Sempre namorei o budismo e venho fazendo algumas práticas (além de estudar muito) de zen budismo há cerca de cinco anos, mas nunca tinha ido a um centro ou templo e participado das atividades. Nas minhas férias, conheci os livros de um mestre chamado Geshe Kelsang Gyatso, que foi o responsável por trazer a Nova Tradição Kadampa ao Ocidente, e a identificação foi imediata. Com isso, resolvi abraçar a prática de vez e estou estudando muito, meditando todos os dias pela manhã, fazendo cursos e participando das atividades do centro em Campinas. Tem feito TODA a diferença na minha vida, coisa de todo mundo notar e me perguntar porque eu estou diferente. E eu estou mesmo. Depois posso falar mais sobre isso aqui no blog.

estudando

# Continuo estudando para o concurso, apesar de menos do que eu gostaria. Para quem não sabe, tenho como objetivo passar no concurso público para agente fiscal de rendas da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, um concurso que deve acontecer entre 2015 e 2016. Adoro a minha profissão, adoro os meus dois trabalhos atuais, mas tenho como objetivo passar nesse concurso porque foi o que eu escolhi para a minha vida. Adorei conhecer o cargo e gosto muito da ideia de trabalhar de forma efetiva para mudar o país, sendo servidora pública. O salário também é muito bom, além dos benefícios, que garantirão segurança para a minha família caso eu morra, por exemplo. E nem preciso citar a questão da estabilidade. Trabalhar concursada também vai me deixar mais tranquila (e com tempo) para me dedicar a atividades paralelas que hoje faço sem poder me dedicar muito, como escrever e dar palestras. Tenho estudado diariamente, mas como tenho dois trabalhos, faço somente nas “horas vagas”.

paulevovo

Um dos principais motivos de essa mudança ter vindo naturalmente foi querer viver a vida de forma mais plena, aproveitar a vida ao lado do meu marido, amigo e companheiro, e educar meu filho pelo exemplo (na foto acima, ele está fazendo bolinhas de sabão com a minha avó; achei a foto muito linda).

Outro dia postei no Facebook que uma meditação para se fazer diariamente é pensar que “talvez eu morra hoje”. Algumas pessoas discordaram, dizendo que ela é muito pessimista, mas a ideia é justamente aproveitar a vida. Parar de desperdiçar tempo com sentimentos, coisas, pessoas, eventos que não são importantes. Porque nunca sabemos quando vamos morrer – pode ser hoje, assim como pode ser daqui a 50 anos. E se eu morresse hoje, sabe? Teria importância aquele porta-fitas de embrulhar presente ocupando espaço no meu escritório? Que importância teria ter ficado sem dinheiro porque quis comprar um vídeo-game ou outro celular? Será que eu teria abraçado o meu filho o suficiente e dito ao meu marido o quanto eu o amo? É isso. Todas as minhas mudanças refletem isso.

Tenho aproveitado para destralhar ainda mais o apartamento, e até livros e discos estou doando ou vendendo. Realmente sou outra pessoa, e ainda bem. Ainda bem, também, que isso está no começo, pois tenho muito o que aprender e curto demais o caminho até lá.

08 Dec 2013

Linkagem de domingo {73}

Pre-para que a linkagem de hoje está cheia de links muito bacanas:

Meus textos, em outros lugares:

Textos da Call Daniel:

Bom domingo!