17 Jul 2014

Book haul & livros lidos em junho’14

Demorei um pouco para fazer este post porque gravei um vídeo para o book haul (livros comprados, ganhos, emprestados) e outro para os livros lidos, mas este último tinha dado problema e precisei esperar um pouco até conseguir gravar novamente. Quem acompanha o canal no YouTube já tinha visto antes, portanto, inscreva-se lá! :)

Book haul

Livros lidos

Espero que tenham gostado dos vídeos! Inscrevam-se no canal para receber as atualizações antes, caso queiram. Obrigada!

16 Jul 2014

A rotina diária essencial para manter a casa em ordem

Ter uma rotina diária com algumas tarefas básicas ajuda a manter a casa em ordem sem muito esforço e sem deixar acumular para os finais de semana. Já escrevi algumas vezes aqui no blog sobre esse assunto, mas atualmente cheguei a uma rotina diária que me atende bem, então resolvi compartilhá-la com vocês.

Eis a minha rotina diária:

  1. Arrumar as camas - Ao acordar, em menos de 3 minutos (uma cama de casal e uma cama de criança). Meu filho ajuda a arrumar a cama dele (ele tem quatro anos).
  2. Organizar as correspondências - Eu sou a responsável por processar o que chega diariamente de papelada – centralizo na caixa de entrada, separo o que for para tomar alguma providência (ligar etc.), conta para pagar, algo para digitalizar ou arquivar.
  3. Destralhar - Com uma sacola de plástico na mão, percorro o apartamento e vou juntando o que é lixo (embalagens, papéis amassados, picotes de correspondências e outros do tipo).
  4. Cuidar da alimentação - De alguma maneira, há algo a se fazer todos os dias: preparar uma refeição, anotar o que está faltando na despensa para a próxima compra, tirar algum alimento do congelador, preparar algo com antecedência e congelar etc. Todos os dias é importante acompanhar se está tudo sob controle. Lembrando que o planejamento mesmo a gente faz no menu semanal, justamente para não ter que perder muito tempo com o assunto ao longo da semana.
  5. Repôr o que estiver faltando - Papel toalha, papel higiênico, pasta de dente, shampoo, sabonete, condicionador, detergente, esponja de cozinha, canetas, blocos de papel perto do telefone e por aí vai. O importante é fazer a conferência diária (rapidamente) e repôr se estiver faltando alguma coisa.
  6. Esvaziar todas as lixeiras - De noite, depois de já ter feito comida e destralhado a casa, troco as sacolas das lixeiras (banheiros, cozinha, escritório).
  7. Limpar as superfícies da cozinha - Gosto de limpar a mesa e os balcões da cozinha todos os dias.
  8. Lavar a louça - Acho que por ser seguidora da FLY Lady, não consigo dormir com a pia suja. Portanto, gosto de lavar a louça e manter a pia limpa de um dia para o outro. Meu marido e eu alternamos nessa tarefa.
  9. Varrer /aspirar / esfregar o chão da cozinha - Acho importante tomar alguma providência com relação ao chão da cozinha diariamente. Quando tenho menos tempo, varro ou aspiro o pó. Se tenho um tempinho, gosto de passar um pano umedecido em água para limpar melhor ou usar um esfregão nas partes mais difíceis. Meu marido e eu alternamos nessa tarefa.
  10. Aspirar os tapetes e cantos - Passamos o aspirador de pó nas áreas de maior circulação porque meu marido e meu filho têm alergia a pó. Meu marido costuma cuidar disso, mas eu faço quando ele não pode.
  11. Cuidar da lavanderia - Sou adepta da técnica de cuidar todos os dias um pouco das roupas. Guardo toda a roupa suja em um único cesto, coloco roupa para lavar, estendo, passo algumas, guardo outras – enfim, alterno as atividades de acordo com a necessidade, mas todos os dias acho importante fazer um pouco. Meu marido e eu revezamos aqui também.
  12. Guardar o que estiver fora do lugar - Nem que sejam algumas poucas coisas, faço uma ronda pelo apartamento guardando o que estiver fora do lugar. A dança dos cômodos ajuda muito nessa tarefa.
  13. Dar uma geral no banheiro - Depois de escovar os dentes, dou uma geral na pia do banheiro, tirando aqueles restos de pasta e outras marcas. Jogo desinfetante na privada, fazendo uma breve limpeza com a escova (para não manchar o vaso). Troco a toalha de rosto, se necessário.

Essas são tarefas esparsas que duram poucos minutos e podem ser feitas ao longo do dia por todos os moradores, sem sobrecarregar ninguém. Houve uma época em que eu fazia sozinha todas elas, assim como meu marido, e dá para sobreviver. É o básico que a gente tem que fazer para a casa se manter em pé.

Para tarefas semanais ou com frequência maior, visite o post com o cronograma de limpeza doméstica para mais informações.

15 Jul 2014

Como organizar um quarto dividido por duas crianças

100714-como-org-quarto

Dividir o quarto é comum e saudável para as crianças. Veja algumas dicas para organizar o cômodo:

  • Faça com que cada filho tenha o cantinho dele e personalize o que for seu. Nada de lençóis iguais por motivos estéticos, por exemplo. Conhecendo os gostos dos seus filhos, use a roupa de cama com suas cores preferidas, personagens que gostam, objetos que lembrem algum hobby, quadros e outros objetos.
  • Maneiras de organizar os objetos tendo um desses para cada um: baú, prateleira, criado-mudo, porta do armário, estante. Escolha uma cor para cada filho e use-a para diferenciar esses espaços.
  • Não guarde brinquedos que não sejam usados, que á tenham passado da idade dos seus filhos. O espaço é muito precioso e, quanto menos coisas tiverem, melhor. O que sobrar, organize nos espaços de armazenamento disponíveis (estantes, prateleiras, baús). Miudezas devem ser guardadas em cestos ou caixas para não se perderem.
  • Se um filho for bebê e o outro mais velho, deixe um lado do quarto para cada um, personalizando com as cores e o estilo de cada filho. Veja na imagem abaixo um exemplo.
Imagem: G1

Imagem: G1

  • Beliches podem ser uma boa solução para crianças mais velhas, pois economiza bastante espaço.
Imagem: Coisa de Mâe

Imagem: Coisa de Mâe

  • Como são duas pessoas (ou mais) em um único espaço, tudo o que você conseguir otimizar em termos de armazenamento é fundamental. Guarde esse conceito!
  • Utilize os espaços verticais para guardar objetos, roupas e brinquedos. Prateleiras são fáceis de instalar e resolvem a questão.
  • Apesar de ser legal separar alguns espaços por cores, para que cada um tenha o seu, também vale a pena ter um espaço comum de convivência, onde eles possam ficar juntos. Nesse espaço, devem ficar os brinquedos e os outros objetos que servem para ambas as idades. Você pode colocar uma mesa para desenho e brincadeiras, um tapete, TV e o que mais achar interessante para eles.
  • Ensine seus filhos a guardarem os brinquedos assim que terminarem de brincar. A arrumação fica mais fácil quando os cestos ou caixas para guardar estão acessíveis a eles e são de fácil entendimento. Para isso, você pode escrever o que tem dentro de cada cesto ou, se eles ainda não estiverem em idade escolar, fazer desenhos.
  • De noite, faça uma pequena vistoria e arrume o que ainda estiver fora do lugar. Não precisa fazer isso mais de uma vez por dia.

Veja mais algumas ideias para se inspirar:

Imagem: Digs Digs

Imagem: Digs Digs

Imagem: Lus Home

Imagem: Lus Home

Imagem: Suburbs Mama

Imagem: Suburbs Mama

Imagem: Digs Digs

Imagem: Digs Digs

Imagem: Home Designing

Imagem: Home Designing

14 Jul 2014

O que eu aprendi sobre produtividade com Tim Ferris: parte 1

140714-tim-ferriss

Hoje inicio uma série de posts com aprendizados sobre produtividade que tive lendo os livros do Tim Ferriss. Falei sobre o primeiro livro dele em um post anterior e muitos de vocês me pediram resenha – eu não teria como fazer uma resenha do livro, pois tenho muita coisa a falar a respeito. Precisei escrever uma série de posts, sendo este o primeiro.

Quem é Tim Ferriss?

Timothy Ferriss (nascido em 20 de julho de 1977) é um escritor americano, empresário, investidor anjo e palestrante. Em 2007 lançou seu primeiro livro, Trabalhe 4 Horas por Semana, e alcançou a posição nº1 na lista de bestseller do New York Times e nº1 na lista de bestsellers do jornal Wall Street Journal. Desde o seu lançamento, o livro Trabalhe 4 Horas Por Semana ficou sete anos consecutivos em listas de bestseller. Em 2010, Tim lançou o livro 4 Horas Para o Corpo e alcançou novamente a posição nº1 na lista de bestsellers do New York Times. Seu terceiro livro foi lançado em 2012, O Chefe de Cozinha de Quatro Horas, e alcançou a posição nº1 na lista de bestsellers do Wall street Journal.

O escritor também é investidor anjo e membro do conselho de algumas startups como Facebook, Twitter, Evernote e outras empresas. Fonte: Wikipedia

Meus amigos, entendam que Tim é o_cara. Quando eu li o primeiro livro dele, eu me senti tão juvenil em termos de produtividade que precisei mudar todo o meu esquema de vida para viver da maneira que eu achava que tinha que ser. Tomei a decisão que eu estava postergando há anos e, em pouco tempo, a minha vida e a vida da minha família mudaram completamente. Para começar, ele faz uma comparação entre o que fomos ensinados a acreditar desde pequenos e o que ele chama de conceito de “novos ricos”. Novos ricos são aquelas pessoas que vivem a vida plenamente, em vez de esperar a aposentadoria. Eles trabalham? Claro, senão como teriam dinheiro? O segredo é trabalhar da maneira certa. Como? É sobre isso o que eu vou falar nessa série de posts.

Algumas poucas frases apenas para iniciar o cutucão na sua vida:

- Não é para trabalhar para você mesmo, mas para fazer outras pessoas trabalharem para você. Delegar!

– Trabalhar somente pelo trabalho é muito improdutivo. É importante encontrar o menor esforço necessário para fazer o suficiente. Ou seja: se você pode fazer tudo o que precisa em duas horas, não precisa trabalhar oito horas por dia. E aí ele vai questionar todo o sistema no qual estamos inseridos.

– Trabalhar como louco a vida inteira para curtir uma possível aposentadoria é insano! Jogamos fora os melhores anos da vida esperando para curtí-la quando nem sabemos se teremos saúde para isso? Não faz sentido! O que ele propôe, então, é um modelo de trabalho que proporcione mini-aposentadorias de tempos em tempos.

– Da mesma forma, trabalhar a vida inteira para enfim descansar é outro conceito sem sentido. Significa que estaremos a vida inteira fazendo algo que não gostamos para finalmente descansar? O objetivo não é a inatividade, mas fazer algo que o estimula e dá prazer.

– Comprar coisas só vale a pena se isso for útil para você otimizar a sua vida e o seu trabalho. Comprar por comprar não serve para nada. Só faz a gente trabalhar para pagar dívidas e se encher de objetos que não precisa.

– Não é para ser o chefe nem o empregado, mas o proprietário.

– Ganhar dinheiro para garantir segurança e contas pagas, mas também para realizar sonhos. O dinheiro só pelo dinheiro não leva a nada.

– Ter mais qualidade e menos bagunça.

– Não é para apenas se livrar do que é ruim, mas ir atrás do que realmente é bom para você.

O que Tim faz é um convite a pularmos desse trem errado que embarcamos sem nem nos darmos conta! Como ele diz, “a busca cega por dinheiro é a jornada dos tolos”. Trabalhamos enlouquecidamente, economizamos dinheiro, fazemos hora extra, gastamos tudo em contas, descansamos apenas nas férias e ainda chamamos isso de vida. Esperamos o final de semana chegar para conseguir resolver qualquer tipo de problema pessoal e passamos o sábado inteiro dormindo, porque estamos exaustos depois de uma semana puxada.

Lemos livros sobre gerenciamento do tempo, instalamos aplicativos e ferramentas, organizamos nossos e-mails, acompanhamos blogs de organização, e tudo para quê? Nada disso pode fazer milagre se não tivermos mais tempo para ter uma vida realizada, para ir atrás dos nossos sonhos. O que estamos perseguindo, para começar? Se queremos ficar ricos (exemplo), será que estamos no caminho certo? Será que trabalhar 10 horas por dia para virar gerente não fará apenas com que… trabalhemos 12 horas por dia por um salário um pouco superior, quando isso acontecer?

Estamos deixando de lado nosso bem mais precioso: a nossa vida. Ele fala a minha frase preferida dos últimos tempos, que é: “o ouro está ficando velho”. Empresas não seguram mais funcionários apenas com aumento de salário. Cada vez mais, as pessoas estão em busca de trabalho remoto e horários flexíveis, para conseguirem descansar e ter mais momentos de prazer. Ninguém precisa de 40 horas por semana para fazer qualquer tipo de trabalho – estamos todos perdendo tempo no trânsito, no deslocamento, iniciando computadores e tomando café no corredor. O modelo corporativo precisa mudar para atender essa demanda, antes que todas as pessoas enlouqueçam.

Você sabia que o estresse já é considerado a doença do século XXI? Se a gente não tomar uma providência, vai acabar tendo uma parada cardíaca, um colapso nervoso ou síndrome do pânico. Talvez você mesmo já tenha passado por isso ou conhecido pessoas que tenham. O mundo não vai mudar – aliás, só está piorando. Precisamos tomar a decisão de mudar e mudar imediatamente. A vida passa. Podemos morrer amanhã. O que precisamos é ter o poder de escolha. As opções são inúmeras, mas todas começam com o primeiro passo, que é substituir dogmas. E esse livro do Tim (Trabalhe 4 horas por semana) é um chacoalhão que ele dá em qualquer pessoa que o leia, e eu espero conseguir passar os principais conceitos dele sobre produtividade para vocês aqui, nessa série de posts.

Encerro este primeiro com uma provocação, tirada do mesmo livro:

“Você passou duas semanas negociando seu novo carro importado com a concessionária e conseguiu 10 mil dólares de desconto? Que ótimo! Sua vida tem algum sentido? Você contribui com algo útil para o mundo ou está apenas embaralhando papéis, batucando num teclado e voltando para casa para passar os fins de semana bêbado em frente à televisão?”

Até o próximo!

13 Jul 2014

Linkagem de domingo {90}

linkagem-de-domingo

Bom final de domingo e uma ótima semana para vocês!