10 Mar 2013

Linkagem de domingo {41}

A linkagem desta semana tem bastante coisa! Espero que gostem dos links selecionados:

Textos meus, em outros lugares:

Bom domingo para você. =)

09 Mar 2013

Lendo em março

Geralmente eu costumo ler diversos livros ao mesmo tempo. Porém, nos últimos meses, e especialmente este mês, tenho estudado tanto que não tenho tido tempo para ler livros que não sejam relacionados aos estudos. Mesmo assim, costumo deixar sempre um deles na bolsa ou na mochila para ler nas horas vagas, e assim as leituras vão avançando um pouco.

Este mês, os três livros que estão no meu criado-mudo são os seguintes:

lendo-marco

“É claro que eu amo você… agora vá para o seu quarto!” (Diane Levy)

Desde que o nosso filho nasceu, nós temos aplicado o método da Encantadora de Bebês, que inclui ter uma rotina para o bebê se sentir seguro e sempre saber o que esperar, criando um ambiente tranquilo e acolhedor para o seu desenvolvimento. Porém, sempre li diversos outros textos e livros a respeito, pois a educação do nosso filho é a maior responsabilidade da minha vida. É um livro sobre fases e dificuldades que as crianças passam, mas voltado também para os relacionamentos entre os pais. Estou gostando bastante.

“Eu não consigo emagrecer” (Pierre Dukan)

O dr. Pierre Dukan ficou famoso após muitas celebridades experimentarem o seu modo de alimentação e emagrecerem rapidamente e com saúde. Como já contei aqui no blog, estou seguindo a metodologia do dr. Atkins que, na verdade, foi de onde se originou a dieta Dunkan, assim como muitas outras baseadas no baixo consumo de carboidratos. Mas ganhei esse livro de presente da editora  Best Seller (obrigada!) e estou lendo para fazer uma resenha para o blog. O livro tem muitas informações interessantes que eu estou implementando na minha reeducação alimentar. Tenho aprendido uma série de coisas novas sobre alimentação e nutrição e isso tem sido ótimo.

“Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” (Stephen R. Covey)

Esse livro é bastante famoso e sempre me foi muito indicado por ter a ver com o blog e organização, gestão do tempo e, principalmente, produtividade. Afinal, é sobre isso que organização se trata, não é? Produzirmos melhor, e não MAIS. Então eu o encontrei em uma promoção, comprei e estou lendo. Estou gostando demais! Tanto que pretendo fazer uma série de posts sobre cada um dos sete hábitos, que são os seguintes: seja proativo, comece com o seu objetivo em mente, primeiro o mais importante, pense ganha/ganha, procure primeiro compreender, crie sinergia e afine o instrumento. O melhor do livro é o ponto de vista diferente que ele dá acerca de todos esses hábitos. Quando eu comecei a ler o primeiro capítulo, pensei: “ai, maaais um livro falando sobre ser pró-ativo etc”, mas ele mudou totalmente o meu preconceito! Enfim, vocês saberão mais quando eu falar sobre cada um dos hábitos. Sem dúvida é um livro excelente, referência quando se trata de produtividade, e eu recomendo.

E você, o que está lendo em março?

08 Mar 2013

Contra o conceito da mulher multi-tarefa

Hoje é o Dia da Mulher.

Tive a ideia para este post ouvindo um bate-papo sobre dicas de gestão do tempo para mulheres, que me deixou tão frustrada que sequer guardei o link. Prometo que, se encontrar novamente, eu edito aqui no post. Mas, basicamente, o entrevistador forçava o entrevistado com perguntas como:

“Éééé não é fácil para as mulheres se organizarem com tantos afazeres, trabalho no trabalho, trabalho em casa, cuidar do maridão”
“As mulheres têm essa jornada dupla, até tripla de trabalho, têm que se organizar”
etc.

Então me bateu um estalo sobre esse tipo de conceito que vem sendo reforçado já há algum tempo. Será que a revolução feminista é somente para a mulher ter o direito de escolher trabalhar? Ou será que vai muito além? Será que a revolução feminista não é, na verdade, uma revolução de gêneros? Porque, afinal, a mulher não merece fazer jornada dupla não, minha gente. Ninguém merece. A mulher começou a trabalhar fora de casa mas, quando chega, precisa cuidar de tudo, enquanto o homem continua apenas trabalhando fora e, quando chega em casa, ainda tem a mulher “para cuidar”?

Por isso, hoje, eu, Thais, proponho que a gente comece uma campanha contra esse estereótipo da mulher multitarefa que acumula jornadas e muitas atividades. Homens e mulheres têm vidas com as mesmas atividades. Uma executiva que tem um filho significa que existe um pai desse filho também. Ele não trabalha? Ele não precisa de seis meses de licença paternidade? Ele não pode se ausentar para levar o filho ao médico? Ou ir à reunião de pais?

Toda vez que eu escuto alguém falar que as mulheres levam vantagem no mercado de trabalho “porque sabem fazer muitas coisas ao mesmo tempo”, eu considero isso um pensamento muito perigoso. Todo ser humano, independente do seu gênero, pode ser capaz de “se virar nos 30″ e fazer muitas coisas ao mesmo tempo, porque a nossa vida hoje, em plano século XXI, é maluca e cheia de informação. Não só as mulheres. Atribuir essa qualidade a uma mulher é o mesmo que dizer “continua se virando por aí que eu continuo descansando por aqui”.

No final das contas, o discurso feminista sempre bate no mesmo ponto: direito de igualdade. Somente isso.

Ninguém ajuda ninguém nas tarefas de casa. Quem mora na casa deve ajudar. É trabalho em equipe.

Não é só a mulher que tem jornada dupla ou tripla. Homens também trabalham fora, habitam casas e têm filhos.

Fico contente de estar vivendo em uma época onde há tantas pessoas engajadas nesse movimento e vendo muitas coisas mudarem. Mas ainda falta muito. Depende de todos nós, mães e pais de meninos e meninas, ou simplesmente cidadãos do mundo. Exerçamos em nossa casa, em nosso trabalho, o direito de ser seres humanos iguais.

Para de dizer que mulher é eficiente porque sabe fazer muitas coisas ao mesmo tempo.
Pare de reforçar o pensamento de que mulher tem duas ou três jornadas de trabalho.
Pare de dizer que o sonho de toda mulher é constituir família e ter filhos.
Pare de dizer que rosa é de menina e azul, de menino.
Pare de dizer que menino não pode brincar de boneca, ou de comidinha, ou de casinha.
Pare de colocar as meninas da família para lavar louça enquanto os meninos estão vendo televisão.
Pare de dizer que uma mulher deve se valorizar.
Pare de dizer que é papel da mulher cuidar do marido.
Pare de dizer que lugar de mulher é na cozinha, ou no tanque.
Pare de dizer que uma mulher que foi vítima “mereceu”.
Pare de dizer que “mulher minha não faz isso”.
Pare de julgar outras mulheres pela sua liberdade sexual.
Pare de julgar uma mãe que trabalha fora.
Pare de julgar uma mulher que contrata uma faxineira.
Pare de julgar uma mulher que largou a carreira para cuidar do filho.
Pare de julgar uma mulher que fez escolhas.

Feliz Dia da Mulher.

feminismo02

feminismo

feminismo03

07 Mar 2013

Como eu me organizei para emagrecer

Imagem retirada do Pinterest (sem fonte)

Imagem retirada do Pinterest (sem fonte)

Depois de já ter comentado um pouco sobre o meu emagrecimento aqui no blog (status atual: 22kg perdidos), recebi alguns pedidos para que eu falasse sobre como eu me organizei para fazer essa dieta. Como eu acho esse um assunto bem importante, resolvi escrever a respeito.

Na verdade, acredito que a melhor forma de se organizar para fazer uma dieta é pesquisar muito, mas muito mesmo sobre ela, antes de começar a fazer. No meu caso, que resolvi fazer a dieta Atkins, muito mistificada, li os dois livros do médico, além de muitas pesquisas a respeito.

Li alguns trechos do livro da dieta Duncan também (ainda não terminei… pretendo fazer uma resenha dele para o blog quando terminar) que me trouxeram insights incríveis sobre a questão do peso. Acho importante manter a mente aberta, mesmo quando temos convicção que um modo de alimentação é melhor para nós que qualquer outro.

To-do list:

  • Ler livros relacionados à dieta que você gostaria de fazer
  • Pesquisar em fontes confiáveis informações sobre os efeitos dessa dieta
Imagem retirada do Pinterest (sem fonte)

Imagem retirada do Pinterest (sem fonte)

Também foi importante obter acompanhamento médico durante todo o processo. Antes de começar a dieta, fui a um endocrinologista, a uma nutricionista e a um cardiologista, que me pediu exames de rotina. Por que isso é importante? Porque você precisa comparar os resultados no seu corpo, além do seu emagrecimento. Pouco mais de seis meses após começar a dieta, além de ter emagrecido 20kg, meu colesterol ruim tinha abaixado bastante e o colesterol bom, aumentado. Agora, imagine se o resultado fosse o contrário? Por isso é fundamental ter esse acompanhamento médico.

To-do list:

  • Marcar consultas médicas relacionadas
  • Contar com apoio profissional
  • Fazer uso de vitaminas, se necessário
  • Realizar exames iniciais
Imagem retirada do Pinterest (sem fonte)

Imagem retirada do Pinterest (sem fonte)

Além disso, conhecendo a dieta, você precisa saber que alimentos pode ingerir e procurar ter em casa somente esses alimentos. Se você mora com outras pessoas, a força de vontade precisa ser ainda maior. O que importa é que, tendo as opções permitidas na sua despensa, a chance de quebrar a dieta é muito menor.

To-do list:

  • Fazer uma lista de compras com os alimentos permitidos
  • Pesquisar receitas permitidas para variar sempre que enjoar de algum alimento
  • Deixe preparados com antecedência os lanches que levará enquanto estiver fora de casa (no trabalho, por exemplo)

O principal, sem dúvida, é ter muita força de vontade. Todos os dias temos oportunidade de sair da dieta. Nesse exato momento, estou morrendo de vontade de comer chocolate (ovo de páscoa de brigadeiro, nhamy). Mas vou comer? Não, nem pensar. Estou há quase um ano fazendo essa dieta e não pretendo jogar todo o meu esforço fora em detrimento de um alimento que eu já comi muito a minha vida inteira e sei que gosto tem. O crime não compensa. o principal item na sua to-do list, então, deve ser ter muita força de vontade! Mas, para se organizar, acredito que os três passos acima descrevam bem como eu fiz e continuo fazendo.

Outros passos incluem agendar uma rotina de exercícios físicos na agenda como se fossem compromissos (e são! com o seu corpo), sessões de estética para quem gosta e até mesmo a inscrição em algum grupo de estímulo à perda de peso específico. Ter apoio é bacana, pois a troca de informações com quem passa pelo mesmo que você sempre é enriquecedora.

E você, como se organiza para fazer uma dieta?

06 Mar 2013

Novidades de março no blog

novidades-marco

Todo mês eu posto no blog sobre as novidades que eu vou colocando por aqui. Desta vez, foram poucas modificações, mas achei importante postar aqui pois nem todo mundo pode ter reparado.

#1 Os posts de colaboradores passaram a ser guest posts, ou seja, posts de convidados. Dessa forma, não é necessário ser um colaborador fixo para participar – se você tiver vontade de publicar um texto aqui no blog, basta me mandar pelo formulário de contato que eu vou avaliar e, se for bacana, vou publicar. =) Gostaria apenas de dizer que recebo muitos textos de leitores (obrigada!), mas muitos acabam não entrando por já serem sobre temas abordados no blog ou em outros, exaustivamente. Então peço que não fiquem chateados caso o seu texto não seja publicado. O envio do texto não significa que o mesmo será publicado aqui obrigatoriamente, ok?

#2 Fiz algumas mudanças nas categorias ali em cima. Algumas pessoas notaram que o menu mudou, ficou estático um tempo, mas agora ele voltou a ser dropdown – ou seja, quando você passa o mouse por cima, ele mostra as outras opções. Por enquanto, tem sido a melhor maneira de dispor as categorias. Porém, saibam que eu estou estudando melhorias.

#3 Existe uma categoria nova no menu, chamada Você. A ideia é inserir ali o cantinho do leitor: textos enviados, fotos, dicas, antes e depois, responder dúvidas etc. Não sei se o nome é o melhor, mas por enquanto deixarei assim, está bem? Aceito sugestões de vocês. =) Essa categoria ainda está sendo construída, então há poucas subcategorias por enquanto. À medida que eu tiver um tempinho, vou categorizando os posts que já existem dentro dela.

#4 Algumas categorias tiveram seus nomes alterados. Organização virou Organize-se, Comece a se organizar virou Comece agora! e Simplicidade voluntária virou Simplifique! Pretendo fazer novas alterações, com o único objetivo de aproximar os temas da praticidade do dia a dia e para melhorar a navegação de vocês.

#5 Sobre os temas mensais, eles continuam, mas de forma mais sutil. O tema de fevereiro, Volta às aulas, trouxe uma enxurrada de posts sobre o assunto, o que acabou sobrecarregando o blog com um tema só. Com isso eu aprendi a usar os temas apenas para nortear o meu planejamento de posts, mas sem deixar claro aos leitores qual será. Os temas já estão definidos para o ano inteiro, mas vou procurar variar bastante os posts para que ninguém enjoe de determinados assuntos. O que é importante vocês saberem: para definir os temas, eu fiz uma pesquisa sobre épocas, estações, comportamento humano, entre outros fatores, para definir o que seria mais importante abordar em cada mês (relacionado a organização), de forma que os posts sejam intuitivamente sobre tais assuntos. Por exemplo, é claro que, em dezembro, vou falar sobre Natal, festas de fim de ano, planejamento para o ano seguinte, férias, porque é por isso que a maioria de nós passa nessa época. Também tentarei adequar o conteúdo, sempre que possível, aos nossos amigos do hemisfério norte, que vivem com estações ao contrário das nossas, para que ninguém fique de fora. Então um post sobre volta às aulas em setembro poderia ficar fora de contexto para nós brasileiros, mas fazer todo o sentido para quem mora nos Estados Unidos, por exemplo. Em junho, quando é nosso inverno, eu abordarei mais temas que envolvam atividades internas, pois ficamos mais em casa, nos abrigando. Enfim, são esses pequenos detalhes que eu utilizo para definir os temas.

Espero que tenham gostado das novidades.