ou

Algumas mães e alguns pais me pediram para dar dicas sobre como escolher escolas para os filhos agora, nesse final de ano, quando muitos ainda não se decidiram pela matrícula. Vou trazer algumas dicas com base na minha experiência pessoal e a de outras mães e pais com os quais convivo ou troco ideias pela Internet.

A primeira coisa a dizer é que dificilmente você encontrará a escola perfeita para os seus filhos, então precisamos baixar um pouco as expectativas. O que eu recomendo é que você tenha uma lista de princípios a seguir e, com base nela, pesquise as escolas boas o suficiente. Por exemplo:

  • A escola precisa ter o método Montessori
  • A escola não pode ter ensino religioso
  • E por aí vai

Uma questão crucial é a da localização. Via de regra, a escola deve ser perto da sua casa. Algumas pessoas costumam procurar também escolas perto de onde trabalham mas, a não ser que você seja dono de uma empresa estável, isso pode se complicar futuramente. Outra questão é que, dependendo da idade do seu filho, se ele começar a ir e voltar sozinho, ou com transporte escolar, é mais seguro estar perto de casa.

Na minha opinião, o mais importante é confiar na instituição. Se você visitar a escola e tiver dúvidas sobre segurança, ensino etc, tudo deve ser esclarecido na hora. Agora, se você se deparar com uma informação ou com algum fator que não concorde ou lhe soa mal, siga sua intuição. No final das contas, é um lugar onde confiamos nossos filhos.

Outros pontos a serem observados:

  • O modelo de ensino deve estar de acordo com o que vocês ensinam para os seus filhos em casa
  • O espaço da instituição, a quantidade de crianças em sala, os espaços como biblioteca, quadra etc.
  • A média de aprovação
  • O que é exigido dos pais e dos alunos – compromissos
  • Recursos extras diversos de aprendizado
  • Carga de dedicação aos estudos na escola e em casa
  • O valor da mensalidade, possíveis descontos e formas de pagamento
  • Horários de entrada e saída, tolerância e política para atrasos
  • Segurança
  • Frequência de reuniões de pais
  • Aprendizado de língua estrangeira
  • Procedimentos com relação à saúde (caso seu filho passe mal, por exemplo, ou sofra um acidente na escola)

Algumas perguntas que vale a pena fazer de acordo com cada faixa etária escolar:

Educação infantil

  • Como os educadores lidam com crianças que choram, fazem manha e pedem colo?
  • Em que idade começa a alfabetização?
  • As crianças tomam banho na escola? Como é feita a higiene no geral? Como é feita a troca de fraldas? A criança vai ao banheiro sozinha?
  • Como é feita a comunicação entre a escola e a família? Há um diário com informações importantes sobre o dia a dia da criança?
  • Como a escola lida com desfralde, uso de mamadeira e chupeta, um aluno que leva só besteiras para comer?
  • Como a escola lida com conflitos infantis como bater, morder, falar palavrão?
  • O ambiente é seguro? Como a escola lida com a segurança específica para crianças pequenas?
  • As crianças se misturam com alunos maiores? Existe rodízio para os intervalos?
  • Quanto tempo é reservado para o estudo e quanto tempo é reservado para brincadeiras?

Fundamental 1

  • Como a escola lida com alunos que têm dificuldade no aprendizado?
  • Como funciona o processo de alfabetização e o ensino de matemática básica?
  • Quanto tempo a criança se dedica a brincadeiras e atividades físicas?
  • Qual o critério utilizado para dividir as salas? Que aluno vai em que sala e por quê?
  • Qual a quantidade de lição de casa? O que é esperado dos pais nesse processo?

Fundamental 2

  • Como são explorados os campeonatos e a competitividade entre os alunos na educação física?
  • Existem torneios de matemática ou ciências que meu filho pode participar?
  • Como é incentivada a leitura?
  • Como vocês fazem o controle de entrada e saída dos alunos?
  • Quando um aluno apresenta problemas de comportamento, a escola contata os pais ou tenta resolver com a criança diretamente?

Ensino médio

  • Como é a preparação para o vestibular?
  • O que a escola oferece de aprendizado sem ser o foco no vestibular?
  • Como é o controle de entrada e saída dos alunos?
  • Qual a sua conduta quando encontram um aluno fora da sala de aula?
  • Qual a postura da escola quanto a namoros dentro do ambiente escolar?
  • Quais as disciplinas extras relacionadas a ciências humanas? (sociologia, filosofia, empreendedorismo)

Espero que esse guia acima possa ajudar os pais que ainda estão indecisos com relação à matrícula em uma escola nova.

Thais Godinho
27/11/2015
Veja mais sobre:
Escola
6
Sorteio: Tudo Organizado
Menu semanal para 6 a 12 de outubro
10 ideias para ter em mente todos os dias

Quis compartilhar algo que eu estou fazendo para trabalhar nos meus projetos atualmente. É uma dica bem rápida, mas tem funcionado tão bem para mim, que achei que valia a pena compartilhar!

Como eu comentei no post sobre como estou organizando meu GTD ultimamente (clique aqui para ver – novembro 2015), estou usando um hack para priorizar projetos com base na data de conclusão, que pode ser o prazo do projeto mesmo ou o prazo que eu me estipulei para ter o projeto finalizado. Por favor, leia o post linkado acima para entender como eu organizo meus projetos no Evernote antes de continuar.

O que eu tenho feito hoje é começar a semana trabalhando nos projetos que precisam ser concluídos naquela semana em questão. Por exemplo, hoje é segunda e eu tenho dois projetos para concluir esta semana. Depois de seguir a ordem de execução do GTD (calendário, ações para o dia), eu trabalho exclusivamente nas ações desses projetos, na sua organização e no esclarecimento de mais informações (propósito, princípios etc – o modelo de planejamento natural do David Allen).

Na terça, eu trabalho nos projetos que preciso concluir no mês em que eu estou. Faço o mesmo procedimento dos projetos da semana, trabalhando no planejamento, na organização do projeto, no esclarecimento das informações e nas próximas ações já definidas.

Na quarta, eu trabalho nos projetos que preciso concluir no mês seguinte.

Na quinta, eu trabalho nos projetos que preciso concluir em até seis meses.

Na sexta, eu trabalho nos projetos que preciso concluir entre seis e doze meses adiante.

Agora, é claro que isso não é uma ordem, mas uma orientação. Significa que eu trabalho primeiro nos projetos da semana, depois nos do mês etc. Se na segunda e terça eu tiver treinamentos o dia todo e não puder trabalhar nos meus projetos, eu começo a fazer isso na quarta. A ordem acima foi apenas para orientação mais didática.

Isso está fazendo meus projetos andarem lindamente, porque eu sou uma pessoa que gosta de trabalhar dentro de contextos. Este post não é recomendação do GTD – é minha mesmo, mas achei que valia a pena compartilhar. Nesse caso, usando a semântica do GTD, significa que eu estou trabalhando nas ações dos meus projetos como se eles, por si só, fossem contextos.

Todos os meus projetos estão no Evernote e ter um caderno por projeto me ajuda bastante na questão do foco também. Consigo ver todas as informações de determinado projeto ali e trabalhar tanto nas ações quanto no planejamento do projeto em si muito mais concentrada.

É claro que não passo o meu dia inteiro trabalhando em projetos (isso faz parte da execução, que tem outras atividades), mas ter essa orientação, como se os projetos fossem ciclos, tem me ajudado demais.

Espero que a dica tenha sido útil.

Thais Godinho
26/11/2015
Veja mais sobre:
, Projetos
17
Organize sua caixa de entrada de e-mails
Guia do Vida Organizada para aplicar o GTD no Todoist – Parte 1
Algumas mudanças nas categorias do blog

As crianças adoram as festas de final de ano! Não é por menos: a família toda se reúne, muito provavelmente uma das ocasiões envolve presentes e, no geral, o sentimento de alegria e renovação estão no ar. Com tanta coisa acontecendo, é normal sair um pouco da rotina e as crianças ficarem um pouco agitadas. Por isso, hoje eu trago algumas dicas para passar esse período do ano com tranquilidade para você e para elas.

Entretendo as crianças antes das festas

Escalar algum tio simpático para distraí-las! Uma brincadeira que costuma dar certo é chamar as crianças para o quintal ou varanda e brincar de procurar o Papai Noel. Se o céu estiver limpo, é bastante provável que dê para ver pequenas estrelas cadentes e isso divertirá as crianças por algum tempo.

Outra brincadeira que sempre faz sucesso quando todas as crianças estão juntas é brincar de esconde-esconde.

Mais uma opção é espalhar pistas pela casa para que seja encontrado “um tesouro”. As pistas podem ser liberadas de tempos em tempos para durar bastante, mas não a ponto de dispersar as crianças. O prêmio pode ser uma cesta com vários tipos de brinquedos diferentes, que eles nunca tenham brincado antes. Essa tática é boa para adiar a famigerada pergunta: “mãe, posso abrir os presentes?”, pois as crianças ficarão distraídas até lá.

Se você não tiver outra opção, sempre tem o tradicional vídeo-game. As crianças podem fazer competições com ranking e tudo. O único perigo é elas se esquecerem do jantar, mas isso fica por sua conta!

Amigo-secreto para crianças

A brincadeira já começa no sorteio: em vez de escrever os nomes, os papéis podem ter fotos de cada criança.

Na hora de adivinhar, cada criança deve falar três palavras que descrevam seu amigo-secreto. Podem ser quaisquer palavras que não o nome e outras obviedades como “irmão”. Elas também podem desenhar. Ou um, ou outro.

Checklist para se organizar nas festas de final de ano

Uma idéia de cronograma para fazer deste um final de ano inesquecível para você e toda a sua família. Festas organizadas fazem com que você tenha mais tempo para se dedicar às crianças.

Ainda em novembro

  • Faça uma lista com as pessoas que gostaria e que precisa presentear.
  • Verifique sua agenda e marque para a semana que vem o melhor dia para sair e comprar os presentes. Lembre-se que muitas compras podem ser feitas pela Internet.
  • Verifique o total de despesas. Esta é a hora de fazer possíveis cortes. Avalie a real necessidade de dar aquele presente caro para a sua chefe – muitas vezes, uma simples lembrança resolve. Faça substituições inteligentes. Não deixe de comprar aquela boneca que sua sobrinha tanto quer só para ter dinheiro para presentear outras cinco pessoas que sequer se importariam em receber ou não presentes seus. Ordem de prioridade para não errar: crianças, esposa(o), pais, amigos próximos, parentes próximos e o resto.
  • Monte a árvore de Natal. Envolva as crianças no processo, elas adoram!
  • Compre os ornamentos necessários para os presentes que fará.
  • Compre as embalagens, fitas, adesivos etc.

1ª semana de dezembro

  • Compre os presentes. Comece pelos que você mesma(o) irá fazer.
  • Liste as receitas que preparará na ceia e no almoço de Natal.
  • Comece a fazer as velas, caso você prefira fazer a comprar.
  • Faça as tags (etiquetas) de cada presente.

2ª semana de dezembro

  • Planeje todas as atividades de Natal (o que as crianças farão?).
  • Convide as pessoas oficialmente para o Natal em sua casa.
  • Verifique com sua família e/ou amigos o que farão no Revéillon.
  • Comece a fazer estoque para o Natal (guardanapos, copos que faltam etc).
  • Faça ou compre uma linda guirlanda para colocar na sua porta.
  • Decore a sua casa, dentro e fora, para o evento.

3ª semana de dezembro

  • Cheque todas as luzes de Natal, as velas, veja se tem tudo na quantidade suficiente.
  • Faça biscoitos decorados para as crianças.
  • Empacote os presentes e coloque as tags em cada um deles.
  • Comece a polir os talheres e taças da ceia.

4ª semana de dezembro

  • Faça as últimas compras de Natal, principalmente alimentos que não poderiam ter sido comprados antes. Evite filas indo em horários e dias alternativos. Espere até o último dia para comprar verduras, legumes etc.
  • Faça a seleção dos CDs que serão tocados no Natal. Que tal montar sua própria coletânea?
  • Providencie o vinho, caso ainda não tenha.
  • Compre os últimos presentes (caso tenha percebido que “aquele” amigo resolveu aparecer de última hora).
  • Faça os arranjos de flores para a casa.

Na véspera

  • Dê biscoitos para as crianças e faça-as fazerem pedidos para o Papai Noel, essas coisas. Providencie filmes sobre o tema e deixe elas se divertirem enquanto você fica na cozinha ou cuidando de outros preparativos.

Dia de Natal

  • Tenha em mãos uma lista com todos os presentes que recebeu e de quem, para depois enviar um agradecimento.

1 semana antes do Revéillon

  • Veja que caixas e embalagens de presente irá guardar por qualquer razão.
  • Compre champagne para o Ano Novo.
  • Crie o menu para o Ano Novo.
  • Faça as compras necessárias.
  • Confirme a presença dos convidados.
  • Verifique se há suplementos para todos (copos, pratos etc).
  • Se tiver hóspedes, verifique igualmente roupa de cama, banho.

Revéillon

  • Decore a casa com flores frescas.

1 semana depois do revéillon

  • Remova todos os ornamentos de Natal.
  • Guarde o que pode ser usado no próximo Natal e jogue fora o que não serve mais.
  • Procure reciclar a maioria das coisas, especialmente papéis e embalagens.
  • Escreva notas de agradecimento pelos presentes e pela companhia.

Um dos itens muito importantes para providenciar para as crianças nas festas de final de ano são as roupas! Queremos que elas usem roupas práticas e bonitas, que permitam uma liberdade de movimentos. A Ana Giovanna é uma loja virtual especializada em roupas para crianças, especialmente meninas, e neste final de ano traz boas opções para quem ainda não se decidiu pela roupa das crianças. Veja vestidos infantis com tema Frozen, Minnie, ou vestidos infantis para festa diversos. <3

 

anagiov01 anagiov02 anagiov03

Confira todos os vestidos de festas da marca Ana Giovanna.

publicidade-vida-organizada

Thais Godinho
25/11/2015
Veja mais sobre:
, Ano novo, Natal, Publicidade
5
Inspiração: Martha Stewart
Dica do dia para o Evernote: saber o que tem na estante de livros
Planilha para controle de contas