ou

Este post traz algumas dicas úteis e menos comuns (ou seja, que não vemos tanto por aí) para economizar energia em casa.

  • Filtros condicionadores de água gastam muita energia. Será que você precisa da água tão geladinha sempre? Será que não seria melhor encher uma garrafa com água e colocá-la na geladeira?
  • Qualquer aparelho ligado em modo stand-by gasta energia. Alguns gastam tanto quanto estivessem ligados. Por isso, desligue da tomada enquanto não estiver usando. Ao comprar, opte por aqueles que gastam menos energia em modo stand-by (são informações que geralmente constam nas embalagens do produto).
  • Quanto mais engenhocas eletrônicas você tiver em casa, mais energia vai gastar sem que perceba. Por exemplo: em vez de usar o multiprocessador o tempo todo, substitua por fatiar ou picar de vez em quando os legumes com faca e tábua. Se tiver aparelhos eletrodomésticos e eletrônicos que não use, venda ou doe.
  • Quando você coloca o seu celular para carregar de noite, na hora de dormir, ele vai estar 100% carregado em poucas horas e, no restante do tempo, já carregado ele continuará gastando energia. Em vez disso, habitue-se a carregá-lo ao chegar em casa e deixe-o com 100% de bateria ao lado da cama (muitas pessoas usam como alarme para acordar). Deixe-o carregando na tomada apenas o tempo suficiente para encher a carga.
  • Substitua o relógio do microondas por um relógio analógico de parede. Deixe o do microondas desligado.
  • Há diversas maneiras de economizar energia com a sua geladeira. A porta da geladeira aberta gasta muita energia. Habitue-se a pensar no que vai pegar antes de abrir a geladeira, diminuindo o tempo da porta aberta. Não compre uma geladeira ou freezer maior do que precisa. Não coloque a geladeira perto do forno ou em uma parede que recebe sol, pois dessa forma ela gasta mais energia para resfriar-se internamente. Espere que a comida esfrie antes de guardá-la na geladeira.
  • Ao cozinhar, escolha a boca do fogão adequada ao tamanho da panela. Sempre que possível, tampe as panelas para cozinhar mais rápido e gastar menos energia.

Algumas dicas simples que podem ajudar você a reduzir o consumo de energia na sua casa, economizar e ainda ajudar o planeta.

Thais Godinho
22/04/2016
Veja mais sobre:
11
O que fazer quando você tem 40 anos e ainda não pensou na aposentadoria?
Organizando-se financeiramente para o Natal de 2013
Quanto custa casar?

Quem trabalha fora já deve ter percebido que ficar com os filhos à noite demanda criatividade para que a gente não caia no combo lição de casa + tv. Não que tenha algo de errado em fazer isso, mas já conversei com outros pais e todos se sentem um pouco frustrados porque gostariam de fazer outras atividades, mas não sabem muito bem o quê. Por isso, eu quis escrever este post com 31 ideias – uma para cada dia do mês – para você fazer com os seus filhos. Divirta-se!

31ideias

  1. Escolha uma trilha sonora divertida e faça um concurso de dança ou simplesmente dancem juntos.
  2. Faça uma barraquinha com lençol na mesa da cozinha ou no sofá da sala e brinquem de acampamento.
  3. Escolha um filme novo (ou que vocês já tenham visto dezenas de vezes) e prepare pipoca para uma sessão de cinema em casa!
  4. Joguem um jogo de tabuleiro.
  5. Organize uma caça ao tesouro. Desenhe um mapa simples e coloque recadinhos pela casa com pistas. Ao final, o tesouro pode ser desde uma lembrancinha até algo que seu filho queira muito.
  6. Cozinhem juntos uma receita fácil, como mini-pizzas.
  7. Pintar uma obra de arte para a casa. Compre uma tela ou use uma folha grande em tamanho A3 e pintem juntos. Emoldure depois!
  8. Faça a noite do sundae! Compre o sorvete preferido dos seus filhos e monte um sorvete delicioso!
  9. Escolha algum tipo de artesanato com sucata relacionado à época do ano em que estiverem e façam.
  10. Se vocês gostarem de vôlei, futebol ou outro esporte, fique de olho na programação na tv para fazer uma festinha no dia da competição. Vocês podem ter bandeirinhas, placar e se preparar para o dia fazendo contagem regressiva.
  11. Façam palavras-cruzadas juntos.
  12. Brinquem de massinha.
  13. Organize uma noite temática! Noite da Disney, noite da Itália, noite do Japão, noite da Peppa. Nessa noite, faça um jantar com comidinhas relacionadas, assistam um filme, falem sobre o tema.
  14. Montem uma casa de bonecos com uma caixa de papelão.
  15. Brinquem de pega-pega (cuidado com os vasos!).
  16. Aprendam a fazer alguma dobradura juntos.
  17. Montem um desenho com a árvore genealógica da família.
  18. Escrevam cartinhas para outras pessoas da família, como vovôs e titias.
  19. Decorem a casa para alguma data comemorativa.
  20. Desenhem juntos. Façam uma competição de Imagem & Ação, se tiverem o jogo.
  21. Montem castelos com blocos.
  22. Observem as estrelas e fiquem procurando estrelas-cadentes ou discos voadores!
  23. Faça algum experimento científico. Na Internet você encontra muitas opções fáceis de se fazer em casa com as crianças.
  24. Customizem uma camiseta velha juntos. Vocês podem usar tinta, purpurina e o que mais quiserem.
  25. Preparem biscoitos.
  26. Brinquem de karaokê.
  27. Montem um quebra-cabeça.
  28. Lavem os bonequinhos de brinquedos juntos e diga que é hora do banho para eles!
  29. Joguem dominó.
  30. Façam competição de aviões de papel. Quem consegue jogar mais longe?
  31. Monte uma pista com fita adesiva no chão e brinquem de corrida com carrinhos ou bonecos.
Thais Godinho
21/04/2016
Veja mais sobre:
14
Linkagem extraordinária: as crianças e o Carnaval
Checklist de volta às aulas
Dia das Crianças

Muitas vezes, ao final de um curso que eu ministro ou palestra que realizo em algum evento, os leitores do blog vem conversar comigo. É sempre um momento muito bacana e eu consigo perceber algumas ideias que podem ser abordadas em formato de textos aqui no blog. Por exemplo, algo que eu ouço muito (e leio nos comentários) é: “Thais, sinceramente, eu amo o seu blog. Adoro as suas dicas – você faz parecer tão fácil… Eu já entendi como é legal ter uma vida organizada, e já sei o que isso significa. Mas eu realmente não sei como fazer. Como começar. O primeiro passo.”

Se você acompanha o Vida Organizada, lê livros e outros blogs sobre organização e sente que nada mudou, que precisa de um empurrão, este texto é para você.

A recomendação que eu costumo dar é sempre essa: em primeiro lugar, não se cobre tanto. Sua vida não ficou como está da noite para o dia e nem mudará completamente do dia para a noite. Não existe um ponto zero onde começamos a nos organizar e um ponto final onde dizemos: “ufa, agora sim sou uma pessoa organizada!”. A vida muda a todo momento. Quando nos consideramos organizados, acontece uma mudança e nos tira dos eixos novamente. Então a primeira coisa a se ter em mente é que não existe um ponto final na organização. Ela é uma habilidade para a vida.

Em segundo lugar, leia os textos do blog, todos os dias. Implemente uma coisa que achou legal e viável. Acostume-se com ela. Depois, implemente outra coisa. E assim por diante. A organização resulta da consistência – não de um extreme makeover feito em um único final de semana.

E, por mais que você leia e goste do blog (o que eu agradeço), o que vai fazer realmente diferença na sua vida é colocar a mão na massa. É ver o post sobre planejamento do dia, abrir sua agenda e começar a testar. É ler sobre menu semanal, pegar uma folha de papel e começar a montar o seu. Com erros, com acertos. É uma construção. Mas você precisa começar.

Ler os posts, fazer cursos, participar de workshops são ações maravilhosas que nos trazem conhecimento, troca de experiências e dão motivação. É ótimo participar deles. Mas o que você aprendeu no dia não pode morrer ali. Ler sobre destralhar não é a mesma coisa que pegar um saco preto de plástico na mão e ir colocando roupas e objetos dentro para doar. E, quando você fizer isso, vai entender a diferença. Também vai ver como dá vontade de continuar, de fazer mais. Aí eu volto para a questão de não se cobrar tanto. Destralhar a casa hoje por 15 minutos é melhor do que não ter dado um passo sequer no seu caminho da organização pessoal.

Navegar no Pinterest, ver aquelas ideias maravilhosas de artesanato e faça-você-mesmo, ler revistas de decoração, podem nos colocar na mente que existe um ideal a ser atingido. Não há. E eu mesma sou péssima com artesanato. Mas me chame para organizar um projeto. 🙂

Aqui no blog você encontra mais de 1800 posts – e isso porque fiz uma limpa recentemente. Ler todos os textos não é o suficiente para você transformar a sua realidade, apesar de eu saber que a mudança do estado mental e a motivação são fundamentais nesse processo. Só quero dizer que isso não é suficiente. Ler, trocar ideias, postar dúvidas no grupo no Facebook, comentar aqui, ler depoimentos – tudo isso é realmente maravilhoso. E mudar a mente muda todo o resto. Então, liberte a sua mente. Se ficou empolgada com um artigo, tente experimentar o que ele indica! Não tenha medo de fazer errado! Tente!

Como diz um velho provérbio chinês: “um bom discurso não cozinha o arroz”. A água na panela já está fervendo. Não perca a oportunidade de lidar com ela agora.

Thais Godinho
20/04/2016
Veja mais sobre:
15 minutos, Em casa, Organizar
31
Missões da semana da FLY Lady: zona 5, entrada, sala e varanda
Por que se organizar?
Montando um guarda-roupa básico para o trabalho (sem gastar muito dinheiro)