24 Sep 2013

Storage wars

Imagem: The Daily Flows

Imagem: The Daily Flows

Quando eu estava nos Estados Unidos, conheci um programa de tv chamado Storage wars (algo como “guerra de depósitos”), que passa no canal A&E. Acredito que não tenha previsão para ser transmitido no Brasil (as leitoras lindas disseram que passa no Brasil com o nome Quem dá mais! obrigada!), mas achei divertidíssimo! Basicamente, nos Estados Unidos é comum as pessoas alugarem pequenos depósitos para guardar coisas que não cabem em suas casas. Já tinha visto alguns exemplos no programa Acumuladores (que passa no Discovery Brasil), mas nesse Storage Wars são mostradas grandes áreas com pequenas portinhas de depósitos – como se fossem pequenas garagens.

Pois bem, o programa se baseia no seguinte: quando o aluguel do depósito não é pago depois de três meses, tal depósito vai a leilão. Então existem pessoas que fazem disso um verdadeiro negócio, comprando o que há dentro do depósito, analisando e, muitas vezes, encontrando verdadeiros tesouros que podem ser vendidos para casas de antiguidades e colecionadores. Os apostadores não podem analisar detalhadamente cada depósito – eles podem somente olhar superficialmente o que há lá dentro durante alguns segundos e, em seguida, fazer seus lances.

Imagem: Pop Tower

Imagem: Pop Tower

É divertidíssimo ver o que as pessoas guardam! Tem muita tralha, mas também muitos itens valiosos.

Mesmo para quem não entende inglês, no vídeo abaixo dá para ter uma ideia de como funciona o programa:

Curioso ver como nos apegamos às coisas. Às vezes uma pessoa guarda a vida inteira algum artigo para depois ele simplesmente ser leiloado desse jeito, porque não pagou o aluguel do depósito. Para refletir! Será que precisamos mesmo ficar guardando tudo o que temos?

23 Sep 2013

Primavera: veja como se organizar

A primavera chegou no hemisfério sul e você pode acompanhar no blog alguns textos já publicados com dicas para se organizar nesta estação. Confira:

Você costuma se organizar com as estações? Deixe algumas dicas nos comentários!

23 Sep 2013

Resumo da minha viagem a Las Vegas

lasvegas-flamingo

Estou escrevendo este post no último dia da minha viagem a Las Vegas, nos Estados Unidos. Passei nove dias na cidade, onde participei de uma conferência de negócios e fiz dois cursos, tudo relacionado ao meu trabalho na área de segurança da informação.

No geral, não consegui passear muito, pois os cursos tomaram praticamente todo o meu tempo, e eu ficava bastante cansada depois. Somem a isso o fato de ter ficado durante uns três dias com uma gripe muito forte que me derrubou, e passei todas as horas livres dormindo. Mesmo assim, consegui conhecer diversos lugares e foi divertido sair do país pela primeira vez (em uma viagem de verdade – já tinha cruzado a fronteira em Foz do Iguaçu ano passado mas praticamente não contou).

O que eu realmente gostaria de falar nesse post é como as coisas são diferentes entre os Estados Unidos e o Brasil. Toda a estrutura, os aeroportos, as ruas, a acessibilidade no transporte público, os Walmarts 24 horas, enfim… mostra como o que consideramos bom-senso ainda não é aplicado em nosso país. Achei muito triste.

No mais, Las Vegas é uma cidade que definitivamente não é para mim. Muito barulho, muito calor, muita gente, bebida, cigarro, os casinos. É extravagante demais para o meu gosto mais caseiro. Mas foi incrível conhecer e eu só pude fazer isso graças ao meu trabalho, então agradeço. Mas passar nove dias na cidade, até minha chefe disse que foi demais para ela.

Claro que, para quem mora aqui, Las Vegas é uma cidade completamente diferente. Existe um mundo a parte da agitação, que só os moradores conhecem. Minhas percepções são as de turista mesmo.

Aproveitei para conhecer as lojas que eu sempre tive curiosidade e comer comidinhas idem, mas isso é um assunto que vou destrinchar em outros posts.