18 Sep 2011

Linkagem de domingo {15}

Central Park por Bella Foster

Mais uma semana começando, hein? Boa segunda-feira amanhã. =)
17 Sep 2011

Use rotinas para melhorar sua produtividade

Imagem: Getty Images

Veja como o uso de rotinas pode facilitar diversas áreas da sua vida:

Planejamento de refeições - Pode ser que você já planeje o cardápio da semana inteira para a sua família, mas pode ser que não. Veja como planejar o menu semanal (para mães e pais muito ocupados) e nunca mais peça pizza na terça-feira à noite por não ter o que comer.

Compras - Quando você tem uma rotina de compras, não precisa ir todos os dias ao supermercado ou à farmácia porque lembrou de algo que precisava ter comprado antes. Você vai montando a sua listinha ao longo da semana e elege um dia para as compras. É claro que você pode, vez ou outra, fazer compras fora do dia que estipulou para isso, mas o importante é que seja exceção.

15 minutos de destralhamento - Destralhar a casa é uma terapia e a psicóloga aqui (cof) indica uma dose diária de pelo menos 15 minutos nesse processo. Sempre temos embalagens, papéis e lixos no geral perdidos pela casa e fazer esse destralhamento deve fazer parte da sua rotina para manter a casa sem tralha.

Hora de acordar - Ter uma rotina para quando acordar faz com que você não perca tempo e não se atrase.

Hora de dormir - Da mesma forma, quando você cria uma rotina pré-cama, antecipa diversas atividades que normalmente deixaria para fazer de manhã, te atrasando.

Limpeza - Você pode definir o que funciona melhor para você: limpeza semanal geral, limpar cada dia um cômodo, limpar cada semana um cômodo e fazer um pouquinho por dia etc. O importante é estabelecer uma rotina de limpeza para a sua casa sempre estar agradável de viver dentro.

Lista diária de tarefas - Eu tenho uma lista diária de tarefas com tudo o que precisa ser feito “senão a casa cai”. Tarefas simples, mas essenciais, como lavar a louça, arrumar a cama, limpar a pia do banheiro etc. Faça a sua também e foque nela para manter sua casa minimamente limpa no dia-a-dia.

Processamento de e-mails e correspondências - Filtre as cartas que chegam em sua casa no momento em que você se deparar com elas. Jogue fora o que for lixo (e você nunca lerá), separe as contas a pagar na sua pastinha correspondente e o que deve tomar alguma providência (responder, agradecer, cadastrar etc). Quando ao e-mail, veja como não entrar em pânico e se resolver de vez com sua caixa de entrada.

Pagamento de contas - Habitue-se a guardar as contas que chegam em uma pastinha de contas a pagar. Você também pode anotar os vencimentos em sua agenda, para não esquecer.

No trabalho - Ter uma rotina no trabalho também pode ser útil para aquelas tarefas diárias, semanais e mensais que você não pode esquecer de fazer. Faça uma lista de cada uma delas e deixe à mão para consultar sempre.

Lavanderia - Da mesma forma que você separa um dia para compras, separe um dia para lavar roupas. Se você viver com mais de uma pessoa em casa, pode estabelecer um dia para cada um. O que não vale é deixar para lá e chegar na segunda-feira sem ter o que vestir.

As rotinas podem ser úteis em diversas ocasiões do dia-a-dia. Em que área você acha que elas são mais úteis?

16 Sep 2011

Arrumando o guarda-roupa a cada estação: como fazer

Imagem: Getty Images

Uma nova estação termina e é hora de trocar as roupas do armário. Esse é um costume comum de organização – guardar as roupas da estação que passou (para não ocuparem espaço desnecessário) e deixar somente o que você está usando no momento. Como ainda estamos na meia-estação, sempre convém deixar algumas peças de frio (ou de calor, caso você more no hemisfério norte) à mão para as mudanças bruscas de temperatura. No geral, mais algumas dicas para preparar seu armário para a estação que chega:

Pergunte-se

  • Basta pegar as roupas que estão guardadas ou você também precisa fazer compras? (Essa pergunta vale especialmente para quem tem filhos pequenos, que perdem roupa rápido)
  • No caso de crianças, você estocou tamanhos maiores? São o suficiente?
  • Que roupas você ainda precisa comprar? (Se começou em um trabalho novo, por exemplo, ou começou a fazer academia, pode ser que você precise de roupas específicas)
  • Você pretende comprar roupas novas ao longo da estação?
  • Você tem espaço suficiente no guarda-roupa ou precisa selecionar melhor o que tem?
  • Você irá doar roupas que não servem mais? (Especialmente as roupas infantis)
  • Você precisa comprar mais cabides ou encontrar algumas soluções de armazenamento?
  • Existe alguma roupa que precise ser lavada antes de ir para o guarda-roupa? (Caso esteja com um cheiro ruim, de ficar tanto tempo guardada)

Com base nessas perguntas, você pode tomar decisões e planejar tarefinhas básicas para as próximas semanas.

Faça uma lista

Quando eu montei o enxoval do meu filho, comprei bastante roupa porque minha rotina de lavanderia sempre foi semanal. Não preciso dizer que, com a prática, fui comprando menos roupas para ele. Mesmo assim, as roupas que não servem mais vão se acumulando e a cesta para doação está sempre cheia.

A solução que eu encontrei foi fazer uma lista de roupas que ele sempre precisa ter. Não é para levar ao pé da letra, mas pelo menos dá para ter uma noção do que ele tem e do que eu preciso comprar quando uma roupa não servir mais. Na mudança de estação, torna-se mais complicado porque ele precisa de toda uma coleção nova, e assim é com as roupas dos adultos também.

Vantagens de fazer uma lista para crianças e adultos:

  1. Uma lista te obriga a pensar sobre o que é necessário e o que é supérfluo;
  2. Uma lista limita a quantidade de roupas que você tem, de modo que suas gavetas e prateleiras nunca ficarão abarrotadas;
  3. Uma lista de roupas para as crianças evita compras desnecessárias “só porque é uma roupa linda”.

É bastante óbvio que, se você ama roupas e comprar é importante para você, você pode preferir não fazer uma lista ou fazer uma lista maior. Organize-se de acordo com o que você vive em sua vida, e não de acordo com padrões.

Como fazer uma lista

Segue abaixo a lista de roupas do meu filhote apenas para vocês terem uma ideia de como eu faço. Com certeza alguns de vocês vão achar que tem coisas demais na lista enquanto outros vão achar que tem poucas. O grande segredo ee saber o que funciona para cada caso.

3 camisetas de manga curta (uniforme)
2 bermudas (uniforme)
2 calças (uniforme)
1 agasalho (uniforme)
10 camisetas de manga curta
7 camisetas de manga comprida
10 pares de meias
10 shorts
10 calças
5 agasalhos (blusas de lã, moletom)
2 toucas
2 pares de tênis
1 par de sandálias
1 par de chinelos
7 cuecas
2 sungas
10 pijamas (calça + camiseta)

Como ele está na escolinha, durante o dia não suja muita roupa. Para dormir, usa pijamas de tecidos mais leves no calor que no inverno. Shorts, comprei no início do ano em uma liquidação e aproveitei preços bem baixos. Vou ter que comprar poucas peças quando o calor começar para valer. Ele está em uma época que o peso dá uma estabilizada (quase um ano e meio). O importante é que, com uma lista em mãos, fica mais fácil ter noção do que ele usa, tem e preciso comprar.

Faça um inventário

Confesso que só fiz esse inventário uma vez – quando era adolescente e tinha tempo. Hoje, invejo quem consiga fazer, pois é muito útil. Então, mesmo não fazendo, eu recomendo a vocês que façam, se puderem, pois o resultado é surpreendente. Com uma lista do que você já tem, fica mais fácil saber o que você precisa (ou quer) comprar, o que te possibilita a focar na hora das comrpas e pegar boas promoções.

Armazene as roupas das crianças por tamanho

Eu sei que a tendência é organizar por estação, e hoje eu faço isso, mas quando meu filho era menorzinho, o que me ajudou demais foi separar as roupas compradas por tamanho. À medida que ele ia crescendo, era fácil substituir. Ele nunca perdeu nada sem usar.

Para fazer isso, use caixas de papelão ou de plástico e etiquete-as com os tamanhos.

Organizando

Uma vez que você decidiu quantas peças você precisa para cada pessoa e como você irá armazenar as roupas, é hora de começar:

1. Pegue as roupas guardadas na estação passada para classificá-las. Se você nunca fez isso, faça agora – separe as roupas de inverno e separe em quatro pilhas: guardar / doar / consertar / lavar. Você vai refazer esse processo quando estiver chegando o próximo inverno, mas filtre desde já para reduzir a quantidade de roupa guardada.

2. Providencie caixas para armazenamento. A melhor forma de guardar roupas da estação é usando caixas, de acordo com a minha experiência. Sacolas deixam o visual feio e malas podem ser usadas (já passei nervoso tendo que esvaziar malas que precisava usar e elas estavam cheias de roupas). Coloque dentro delas as roupas que você colocou na pilha “guardar”. Lembre-se de deixar espaço para as que vai consertar ou lavar.

3. Faça uma lista de itens adicionais que você precisa (ou quer) comprar. Fazer esta lista olhando o que você já tem é uma garantia de que não irá adicionar itens desnecessários. Foque nisso. Por exemplo: você poderia comprar uma linda calça jeans em um dia comum mas, sabendo que já tem três boas calças, provavelmente não fará isso.

4. Separe em uma sacola as roupas que pretende doar. Existem diversas instituições que você pode ajudar. Procure uma em sua cidade. Deixe a sacola te perturbando no meio da sala. Se você guardá-la, é capaz de esquecer ou adiar a doação.

5. Providencie imediatamente o conserto e a lavagem das roupas separadas para isso. Coloque a roupa suja no cesto e veja o que precisa fazer para consertar as outras. Um simples abotoamento? Ou precisa fazer a barra em uma calça? Resolva esses pequenos problemas o quanto antes para encontrar a roupa pronta quando resgatá-la daqui a alguns meses.

Preparar o armário para uma nova estação pode parecer chato, mas você só precisa fazer de duas a quatro vezes por ano! E eu acredito que seja um investimento de tempo que vale a pena. Nada pior que ter um guarda-roupa cheio de roupas que não servem, precisando de conserto ou faltando itens básicos.

Você costuma organizar seu armário a cada estação? É uma tarefa que você gosta de fazer ou que adia o tanto quanto puder?

15 Sep 2011

Você precisa de um personal organizer?

Imagem: Getty Images

Personal organizers são pessoas cujas profissões são ajudar pessoas desorganizadas a organizar suas vidas. Eles estudam o caso, encontram soluções e proporcionam a seus clientes a oportunidade de facilitarem tudo. Hoje, há diversos cursos e profissionais no mercado, mas será que você precisa deles?

Se você está considerando contratar um personal organizer, faça-se as seguintes perguntas antes para saber se realmente é uma necessidade:

  • Você constantemente perde compromissos?
  • Você constantemente fica procurando por coisas e nunca encontra?
  • Você está se sentindo totalmente estressada(o) e sem energia para cuidar do assunto?
  • Você fica ansiosa(o) quando há muito a ser feito e não sabe por onde começar?
  • Você fica com receio de convidar as pessoas a irem à sua casa?
  • Você gasta dinheiro comprando coisas que você sabe que tem, mas não sabe onde estão?
  • Você tem muita coisa em casa e não sabe como e onde guardar?
  • Você já perdeu as esperanças de conseguir se organizar sozinha(o)?

Então pode ser que contratar um profissional seja a melhor solução para você. Um personal organizer vai te visitar e encontrar as melhores soluções para a sua casa e a sua família. É uma experiência positiva e de grande aprendizado para ambos.

Um bom personal organizer pode mudar a sua vida!

15 Sep 2011

Benefícios de destralhar a casa

Imagem: Getty Images

Escrevi meu último post falando sobre como decidir o que vai e o que fica em caso de mudança, mas a grande verdade é que ele serve como parâmetro para o destralhamento da casa no dia-a-dia também. E aí eu pergunto: por que essa pequena obsessão em destralhar ? Por que sentimos essa necessidade? E por que ficamos tão aliviadas(os) quando nos desfazemos do que está apenas ocupando espaço?

Cheguei à seguinte conclusão: estamos vivendo em uma fase de excessos em todas as áreas. Vou usar o exemplo mais batido que existe, mas que mostra bem: antigamente, a mulher se casava com 18 anos, tinha filhos e pronto, era adultíssima com 30 e sua vida já estava praticamente definida até a morte. Podia ter um hobbie ou outro, como fazer crochê e bordar, mas seu dia-a-dia se resumia a cuidar da casa, dos filhos, do marido.

Vejam hoje.

Eu, às vésperas de completar três décadas de existência, faço tanta coisa! E já fiz tantas outras até chegar onde estou. Assim como – tenho certeza – a maioria de vocês. Então eu acho que chega um momento em que queremos simplesmente paz. Outro exemplo que posso dar é com relação às cores nas casas. Já notaram como os jovens gostam de pintar as paredes com cores fortes e, com o passar do tempo, vão pintando tudo de branco e investindo em um visual mais clean?

Será que o destralhamento é consequência natural do excesso de informação? Uma necessidade psicológica?

Quando eu passei por uma fase em que percebi o quão estafante estava a minha vida, o destralhamento foi geral. Eu passei a avaliar o valor de tudo na minha vida e percebi que o apego às coisas materiais não fazia sentido. Assim, ao começar a destralhar geral a minha casa, percebi que fui destralhando tudo na minha vida também. E o bom é que passei a pensar muito mais antes de comprar, o que me fez economizar mais dinheiro. Antes de comprar qualquer objeto, eu penso: “esse treco vale o espaco que ocupará em minha casa?”. E, sinceramente, na maioria das vezes não vale! Já deixei de comprar tanta coisa com essa pergunta!

E será que é só para compras que ela vale? Será que, da mesma forma que destralhei a minha casa do que não me servia mais, a atitude de não fazer ou atrair para a minha vida algo que eu acredite não ter espaço também não me poupou estresse e tempo desnecessários? Certamente que sim! Passei a avaliar minhas escolhas com muito mais cuidado, porque no final das contas, o bem mais importante que nós temos é o tempo.

Outro benefício óbvio do ato de destralhar é que você perde menos tempo limpando e arrumando, além de sempre saber onde estão as coisas em sua casa – afinal, você tem menos objetos. Veja ações simbólicas aqui também.

A melhor coisa do destralhamento é, enfim, passar a dar valor ao que realmente importa na sua vida. Sejam objetos, projetos, pessoas, eventos, trabalhos, hobbies, tudo. Você concorda?

14 Sep 2011

Como definir o que vai e o que fica

Imagem: Getty Images

Este post faz parte do Especial – Mudanças, onde darei dicas para quem quiser se mudar baseadas em minha experiência pessoal, pois nos mudaremos muito em breve.

Quando estamos nos preparando para uma mudança de imóvel, sempre precisamos selecionar o que vai para a casa nova e o que fica (= será doado, vendido ou jogado fora). Como decidir? Veja algumas dicas:

  1. Se você vai comprar o artigo semelhante para a casa nova (exemplo: fogão embutido, armário, rack etc), fica.
  2. Se você ama o objeto e ele tem valor sentimental para você, vai.
  3. Se você usa o objeto diariamente, semanalmente ou pelo menos se lembra da última vez em que o usou, vai.
  4. Se você nunca usou, fica.
  5. Se você comprou para a casa nova mas, de alguma maneira, não gosta do que vê, fica.
  6. Se você nem lembrava que existia, fica.
  7. Se você acha que vale a pena vender, fica.
  8. Se você acha que outra pessoa poderia aproveitar melhor, fica.
  9. Se você já usou muito, mas não pretende utilizar novamente, fica.
  10. Se não vale a caixa que o empacota, fica.
  11. Se você abre um sorriso quando vê, vai.
  12. Se não serve em você ou não tem o seu estilo, fica.
  13. Se você ganhou de presente e nunca soube o que fazer com aquilo, fica.
  14. Se estragou e não vale o conserto, fica.
  15. Se você nunca lerá o livro ou a revista novamente, fica.
Mudar de casa é uma excelente oportunidade de destralhar sua casa – e sua vida. Não desperdice! Leve com você somente o que for importante.
13 Sep 2011

Como celebrar o fim do inverno

Imagem: Martha Stewart

Faltam poucos dias para o fim do inverno no hemisfério sul e a melhor maneira de se despedir dele é dando as boas-vindas para a primavera. Veja algumas coisas que você pode fazer para celebrar o fim dessa estação.

1 – Faça aquele ritual de troca de roupas no armário citado no checklist de setembro e guarde as roupas de frio, liberando espaço para as roupas de calor. Deixe uma ou outra mais quentinha, dependendo do lugar onde você mora, pois ainda pode fazer um pouco de frio. De qualquer forma, é o momento de lavar cobertores e guardá-los limpinhos. Se você mora em uma região onde chove bastante agora em setembro, prepare um cantinho da entrada de casa para colocar os guarda-chuvas, capas e galochas.

2 – Saia mais para passear ao ar livre! Corra com o cachorro, faça um piquenique no parque, leia um livro na praça, vá à praia, tire fotos das árvores. Aproveite que os dias estão ficando cada vez mais longos e carpe diem.

3 – Comece a trabalhar em seu jardim ou nos seus vasinhos para trazer as flores quando chegar a primavera. Também pode ser um excelente momento para montar aquela hortinha em casa que você sempre quis ter.

4 – Faca alguma atividade com as crianças para mostrá-las que o frio está indo embora e que outra estação está vindo. Um bom passeio para fazer essa explicação educativa é o zoológico, pois lá as crianças vêem plantas e animais ao mesmo tempo, além de ser divertido para todos.

5 – Adicione ao seu cardápio semanal alimentos que lembrem dias mais quentes, como limonadas e saladas. Frutas geladinhas também são uma bela maneira de dizer adeus ao inverno.

E você, tem alguma maneira especial de se despedir do frio? Todos(as) nós temos nossas tradições.

13 Sep 2011

30 dicas de organização essenciais para a sua vida

Se eu precisasse deixar um legado de dicas de organização para a humanidade, eis o que eu deixaria:

  1. Ninguém é 100% organizado, então pare de buscar a perfeição, pois ela é a maior inimiga de quem quer se organizar. Quando tentamos ser perfeitas(os), tendemos ao desânimo e mal conseguimos fazer o básico. Faça o melhor que puder, mas não pire porque você não é 100% organizada(o).
  2. Fazer um pouquinho por dia é a melhor maneira de se organizar. Pouquinho mesmo, coisa de 15 minutos passando com uma sacola pela casa inteira e jogando fora o que não presta (embalagens, papéis, lixo mesmo).
  3. Organização é um hábito, coisa que a gente faz todos os dias, e não “organizar o armário no final de semana”. Sempre que precisar tomar decisões no dia-a-dia com relação a “onde guardar isto ou aquilo”, procure encontrar a solução ideal.
  4. Veja sua casa como um santuário, onde ficam somente as coisas que você ama ou usa. Nada de tralhas sem sentido que só ocupam espaço e atrapalham a sua vida.
  5. Aproveite o tempo que você tem, em vez de reclamar da falta de tempo. Limpe a pia do banheiro em 30 segundos depois de escovar os dentes, por exemplo. Otimize.
  6. Esqueça a ideia de que rotina é uma coisa chata. Tenha suas listas diárias de coisas a fazer e vá riscando à medida que for fazendo. É sempre bom ter listadas aquelas atividades que você precisa fazer diariamente, porque, depois que elas virarem hábito, sua rotina estará instaurada e você não se estressará mais pois tem tudo no piloto-automático.
  7. Foque no essencial e esqueça o resto. Tem horas que precisamos assumir que não damos conta de tudo e a melhor maneira de tranquilizar a vida é deixando alguns pratinhos caírem. Ninguém consegue equilibrar tudo.
  8. Saiba o que realmente importa na sua vida. Será que você sabe o que é? Será que está trabalhando para atingir seus objetivos? Quando temos objetivos a serem alcançados e vivemos em busca deles, tudo passa a ter sentido. Você não vai ficar questionando sua vida todos os dias ao acordar.
  9. Pare de dar desculpas. A gente dá desculpas quando não sabe priorizar nada. Comprometa-se hoje a não dar mais desculpas e passar a fazer mais.
  10. Aprenda a conviver com as pessoas. Não diga que você não se organiza porque seus filhos bagunçam tudo, seu marido ou sua esposa largam tudo espalhado ou seu chefe não sabe definir prazos coerentes. Você não vive em uma ilha e precisa se organizar com o que é possível controlar. Sim, as pessoas podem ser desorganizadas, mas você precisa aprender a lidar com elas e com os imprevistos que podem vir a ocorrer. O que não pode é você entrar na onda e desistir de tudo.
  11. Você não precisa ficar viciada(o) em organização para conseguir se organizar, basta encontrar pequenas soluções práticas para o seu dia-a-dia.
  12. Pare de comprar coisas desenfreadamente. Quanto mais você compra, mais tralha terá em casa. Sempre questione se a compra do objeto compensa o espaço que ele ocupará na sua casa.
  13. Não guarde o que você não usa. Eu tenho certeza que, se você entrar em qualquer cômodo da sua casa nesse exato momento, encontrará pelo menos meia dúzia de itens que não precisavam estar ali. Então por que estão?
  14. Guarde seus documentos com cuidado. Tenha uma caixa ou pasta separada somente para eles.
  15. Cuide do que você tem, pois assim precisará comprar menos.
  16. Faça compras em casa, ou seja: verifique primeiro se você não tem alguma solução em casa antes de sair às compras. Reutilize embalagens, caixas, cestos, sacolas e o que mais puder.
  17. Doe mais. Ninguém nunca ficou pobre por doar o que não usa. Há muitas pessoas precisando e cada doação vale muito. Não precisa ser dinheiro. Roupas, móveis, objetos, calçados, tudo serve.
  18. Aprenda a dizer não. Só você pode fazer isso e evitar muito estresse. Uma infinidade de atividades e situações desagradáveis pode ser evitada se você tomar controle de sua própria vida.
  19. Não dá para organizar tralha, então nem perca tempo comprando pastas, caixas e arquivos para guardar o que não precisa ser guardado.
  20. Planeje o dia seguinte, em vez de ficar estressada(o) toda manhã. Antecipe tudo o que puder: a roupa que irá usar, a bolsa que levará para o trabalho, o lanche que iá comer etc.
  21. Aprenda com as outras pessoas. Observe como os outros se organizam e se desorganizam. O que você faria no lugar deles? O que poderia tirar de aprendizado para aplicar em sua própria vida?
  22. Faça backup e nunca mais perca a cabeça quando acontecer alguma coisa com o seu computador. Preserve seus arquivos.
  23. Preencha o tempo da sua vida sabiamente. Não deixe que o tempo passe sem que você esteja trabalhando em busca dos seus objetivos. Sempre que estiver cansada(o), pergunte-se se aquilo tem realmente importância. Veja como você pode organizar seus horários a fim de conseguir ir atrás do que deseja. Um curso nas férias, por exemplo.
  24. Durma bem porque, sem isso, você não conseguirá fazer nada direito. Mas não abuse. Encontre a sua quantidade de horas de sono ideal e utilize o restante do tempo a seu favor.
  25. Resolva coisas rápidas, em vez de postergá-las. Se apareceu algo para fazer e dura menos de dois minutos, resolva no ato. Às vezes, deixamos para depois uma coisa que já poderia ter sido resolvida rapidamente e pode estar atrapalhando outras.
  26. Cuide da sua alimentação. Assim como dormir, é essencial se alimentar direitinho para ter energia e ficar doente com menor frequência. Com mais energia, você conseguirá realizar mais atividades ou trabalhar melhor.
  27. Se você estiver cansada(o), descanse. Nada é produtivo quando estamos exaustas(os). Forçar o corpo é a pior alternativa.
  28. “Simplifique, simplifique, simplifique!” – Henry Thoreau.
  29. Leia mais. Existem dezenas de livros e revistas com ideias de organização. Sempre tiramos uma coisinha daqui e outra dali.
  30. Não deixe a organização ser mais importante que as coisas que realmente importam. Entre organizar um cômodo e passear com o seu filho, sempre escolha a segunda opção.
Se você pudesse deixar uma dica essencial de organização para a humanidade, qual seria?
12 Sep 2011

Concurso cultural Rubbermaid organiza sua cozinha, sua casa e sua vida!

A marca Rubbermaid existe há mais de 70 anos e é sinônimo de produtos inovadores e de alta qualidade, cujas funções são simplificar e organizar a vida.

Começou com uma linha de produtos domésticos simples e duráveis e hoje apresenta uma variedade enorme de categorias. Entre elas estão a organização do lar e o armazenamento de alimentos.

Reconhecida como uma “Marca do Século”, a Rubbermaid foi identificada como uma das 100 empresas mais impactantes no estilo de vida americano. Bacana, não?

E agora está em todo o Brasil, nos principais supermercados e hipermercados. Para encontrar o ponto de venda mais próximo de você é só acessar o site da Rubbermaid.

Como será o concurso cultural

A Rubbermaid realizará um concurso cultural envolvendo diversos blogs, incluindo o Vida Organizada.

O concurso será realizado em três fases, totalizando 12 blogs participantes e três meses de ação!

O blog Vida Organizada participará da fase onde entrarão os blogs de organização (segunda fase). As outras fases serão com blogs de receitas.

Cada blogueiro(a) de organização receberá um kit para reformular um ambiente doméstico utilizando os produtos Rubbermaid. Basicamente trata-se de uma competição de “antes de depois” que vocês já devem estar loucos para conferir!

E o mais legal é que os leitores do blog também podem participar e ganhar!

Veja como participar

  • Cada leitor do blog deverá se cadastrar no site da Rubbermaid, depois basta acessar o blog da Rubbermaid e votar semanalmente na receita ou transformação de organização que gostar mais.
  • Cada um dos três concursos terá uma pergunta que deverá ser respondida no momento do voto para concorrer ao prêmio. Será computado somente um voto por semana. Por isso, não se esqueça de votar toda semana, enquanto estiver acontecendo a votação, pois você poderá concorrer com uma resposta por semana do concurso cultural.

Quem ganha?

Cada concurso terá dois vencedores: o blogueiro(a) e seu seguidor(a). O blog vencedor será aquele que conseguir a maior soma de votos únicos em cada transformação ou receita postada.

Ganhará o prêmio o seguidor(a) que postou a melhor resposta para a pergunta do concurso da fase em questão.

Os prêmios

Os prêmios serão vale-compras no valor de R$1.500,00!

Se você é como eu, já deve estar ansioso(a) pra começar a participar! Faça então o cadastro no site da Rubbermaid e siga os canais nas redes sociais para receber novidades e dicas para o dia-a-dia:

Twitter @rubbermaidbr
Fan page no Facebook – Rubbermaid Brasil
Twitter @vidaorganizada
Fan page no Facebook – Vida Organizada

E você já pode participar!
Como eu disse, serão três fases: uma de receitas, uma de organização (O Vida Organizada vai participar deste! Todo mundo votando!) e mais uma de receitas! Cada uma dessas fases premiará um seguidor(a) e um blogueiro(a) com R$ 1.500 em vale-compras!

Quer mais uma notícia boa? O primeiro concurso está começando hoje! Que tal correr lá e participar?

Acesse o site da Rubbermaid, cadastre-se e depois corra lá no blog pra votar.

Concurso no Twitter

Além do concurso cultural no blog, que está começando hoje, na semana que vem a Rubbermaid vai lançar um concurso cultural no Twitter!

Uma vez por semana será postada uma pergunta-chave, à qual os seguidores deverão responder para concorrer aos prêmios. A cada semana serão escolhidas as duas melhores respostas, que ganharão um kit Rubbermaid. Mensalmente, será escolhida a melhor resposta, que ganhará R$ 1.500 em vale-compras. Saiba mais aqui: http://www.rubbermaidbrasil.com.br/concurso

Lembrando que serão escolhidas as respostas mais pertinentes ao tema, criativas e interessantes.

Boa sorte a todos nós!

Este post é um publieditorial e faz parte de uma ação realizada em parceria com a empresa Rubbermaid.

12 Sep 2011

Inspiração do dia: uma casa cheia de coisas lindas

Imagem: Angel Lily

Não consegui esperar para mostrar para vocês essa casa linda e cheia de coisas mais lindas ainda que está no Flickr. Para mim, casa nossa tem que ser assim mesmo – ter somente os objetos que amamos e achamos lindos de viver. Daqui.