Blog Página 100
É muito comum, quando falamos sobre simplicidade voluntária, associar ao conceito minimalista de ter menos coisas. Muitas pessoas chegam até mesmo a dizer que não conseguem simplificar a vida porque não se imaginam vivendo em uma casa vazia, porque gostam das coisas... mas epa, peraí! Quem disse que ser minimalista significa ter poucas coisas? Ser minimalista significa ter o mínimo...
Sempre falo aqui no blog que não é possível organizar coisas que não servem mais para nós. Ou seja, se a gente quer começar a se organizar, o primeiro passo é selecionar o que deve ficar na nossa casa (e em toda a nossa vida – vale de objetos a relacionamentos). Mas como saber o que não serve mais? Eu...
Acho que uma das dicas de produtividade mais recomendadas de todos os tempos é "acordar cedo" para "aproveitar mais o dia" e conseguir fazer mais coisas. Acordar cedo também proporciona momentos de silêncio e uma bem-vinda solidão, quando conseguimos focar em determinadas atividades que possamos estar precisando focar. Mas qual o segredo para acordar cedo? Como mudar sua natureza...
Estar em Amsterdam e ter a oportunidade de conhecer o David Allen são coisas que estão mexendo bastante comigo nos últimos dias. Ouvir a orientação da implementação básica direto da fonte e saber que você já faz a maioria das coisas certinhas... além de chegar a uma conclusão e o próprio David fazer um comentário na sequência falando exatamente...
Procurando inspirações para organizar a sua área externa? Tenho coletado muitas imagens bonitas e com dicas práticas no Pinterest do blog - vale a pena visitar e seguir, se você tiver conta na rede social: Quem está participando do desafio?
A única maneira de definir prioridades é saber dizer "não" a determinadas atividades. Organização é uma escolha diária que a gente tem que fazer, senão é muito provável que a nossa vida acabe ficando caótica e a gente perceba só quando passar mal, for demitido(a), o filho se envolver com drogas etc. Mas por onde começar? Pelo básico. Quando digo...
Outro dia eu estava relendo o livro "Making it all work", do David Allen (somente em inglês, pela Penguim Books), e lá ele comenta que tem dois diários - um diário de trabalho, onde registra o que foi feito, decisões, projetos, insights etc, e outro sobre a sua vida espiritual, mais pessoal. Achei tão interessante que fiquei pensando um...