27 Mar 2013

Viagem para Campos do Jordão

Outono! Minha estação preferida.

Outono! Minha estação preferida.

Eu não gosto muito de agitação atualmente. Multidões, nunca gostei. Então, quando pensamos em viajar para Campos do Jordão (SP) nas minhas férias, minha única preocupação é que não estaria o friozinho que eu queria para curtir a cidade. Explico para quem não conhece: Campos é uma cidade serrana, que fica lotada de gente no inverno, pois acontecem muitos eventos bacanas. Mas já fui para lá no inverno de 2011 e achei tudo muito caro, além de não conseguir me divertir porque tudo era lotado, inclusive restaurantes.

Por sorte, quando faltava um dia para irmos, o tempo mudou completamente! Ficou frio aqui em Campinas, e eu já tinha esperanças de pegar um friozinho na serra. Ficamos poucos dias, passamos a entrada do outono lá, e foi uma delícia.

Nós não íamos viajar. Estamos em fase de contenção de despesas totalmente. Porém, eu estava muito cansada e fiquei chateada por desperdiçar a oportunidade de poder ir viajar (já que, férias agora, só em novembro). Pesquisei pela Internet e encontrei um hotel em promoção, que parcelava em até quatro vezes. =) E foi nele mesmo que nós fomos.

A grande surpresa é que o hotel tinha uma localização excelente, ao lado da praça onde fica a concha acústica, na Vila Capivari. Deixamos o carro no estacionamento do hotel e circulamos a pé quase o tempo todo.

Minhas dicas de organização para essa fase são as seguintes:

  • Pesquisar sobre o lugar onde você quer ir;
  • Definir um orçamento – quanto de diária você pode pagar? Nós resolvemos ficar apenas dois dias. Achei melhor do que não ir viajar!
  • Pesquisar diárias de hotéis no site Decolar.com;
  • Buscar o site oficial dos hotéis que parecem melhorzinhos no Google e dar uma olhada nas condições;
  • Pesquisar sobre o hotel no Google para verificar se há reclamações. Eu também costumo ver os comentários no Foursquare (um aplicativo para smartphones);
  • Ligar no hotel escolhido com uma listinha de perguntas e ter resposta para todas;
  • Se tudo der certo, pegar os dados para fazer o depósito da entrada. =)

Nós escolhemos o Hotel Nevada e nossa estadia foi perfeita. Recomendo bastante, fomos super bem atendidos. Desde o início eles mostraram preocupação com nosso filho, colocando uma caminha mais baixa só para ele, encostada na nossa, e passaram os procedimentos para esquentar a mamadeira, por exemplo. Todos nos trataram muito bem o tempo todo, então foi uma experiência ótima. Certamente vou ficar nesse hotel novamente quando voltar à cidade.

paul-campos

Nosso filho na frente do hotel.

Para mim, a melhor coisa foi chegar lá e já notar o friozinho! Quando chegamos, o termômetro marcava 18 graus, o que para mim é uma temperatura normal. Com o passar do tempo, foi esfriando e, da última vez que olhei, estava 14 graus, de noite. Não é um frio enorme para quem está acostumado com baixas temperaturas, mas para nós curtirmos a cidade estava ótimo. Gosto do ar frio puro, pois parece que limpa os pulmões.

Existem prós e contras de visitar Campos do Jordão fora de temporada. São os seguintes:

Prós

  • Você tem a cidade inteira para você. Nada de superlotações. Há turistas, mas nada que provoque filas, por exemplo. Dá para curtir os restaurantes preferidos e passear sem ficar se desviando ou perdendo tempo.
  • É friozinho de qualquer forma! Então, se você for para descansar e curtir a temperatura, vai gostar muito.
  • Os comércios estão com preços muito mais baixos! A uma semana da Páscoa, as lojas de chocolate artesanal famosas de Campos estavam com preços bastante acessíveis para ovos de Páscoa e os chocolates no geral, então vale a pena para quem gosta e tem um pouco mais de $$$ ir para lá comprar para a família. As malhas e artigos de couro também estavam muito mais baratos.

Contras

  • Algumas atrações só estão disponíveis na temporada de inverno ou aos finais de semana.
  • Se chover, não há muito o que fazer, pois muitas atrações são ao ar livre.

A nossa programação incluía visitar o Parque Encantado, que nada mais é do que um parque com casas dos personagens, tipo casa da bruxa, casa dos três porquinhos, casa da chapéuzinho etc. Porém, no único dia que tínhamos para fazer esse passeio, choveu. =/ Também queríamos ter visitado o Borboletário da cidade, que é famoso, mas as borboletas só voam quando está ensolarado, então não foi possível. Aproveitamos o dia então para conhecer a Fábrica de Chocolate Araucária, que é da cidade, e foi um passeio gostoso (literalmente). Nosso filho quis ficar um tempão vendo o pessoal fabricando os chocolates. Nem preciso dizer que ele teve que provar um pouquinho, né?

Delicioso chocolate quente cremoso Montanhês.

Delicioso chocolate quente cremoso Montanhês.

Aproveitamos para fazer todas as coisas que todo mundo faz quando vai a Campos, como comer no Pastel do Maluf, tomar uma cerveja Baden-Baden (só o meu marido, eu não bebo) e um chocolate quente cremoso no Montanhês. Sim, eu escolhi um único dia para sair da dieta lá, e ele me rendeu 5kg a mais! Isso porque não comi nada demais, somente tomei o café-da-manhã do hotel, almocei o pastel e comi chocolate depois de jantar. Mas já voltei para a dieta e em breve esses quilinhos irão embora de novo.

filhote-e-eu

Passeando no centrinho.

O que me surpreendeu em Campos foi o preço das roupas de inverno. Foi uma pena não ter muito dinheiro para gastar, porque compensava e muito. Acabei comprando algumas coisas para o nosso filho e eu (meu marido não quis). Para vocês terem uma ideia dos preços (não comprei tudo isso, mas precisei contar para vocês verem como realmente valia a pena):

  • Meias de lã para crianças: 3,00
  • Meias de lã para adultos: 3 por 10,00
  • Calça de lã para crianças: 10,00
  • Colete de lã infantil: 18,00
  • Cardigan de lã infantil: 30,00
  • Suéter de lã infantil: 35,00
  • Suéter de lã adulto: de 20,00 a 40,00
  • Jaqueta de couro: 150,00
  • Bota de couro: de 100,00 a 200,00
Botas de couro legítimo. Infelizmente não comprei nenhuma por causa do $$$.

Botas de couro legítimo. Infelizmente não comprei nenhuma por causa do $$$.

Jaquetas a 99,00.

Jaquetas a 99,00.

Nosso filho com o coletinho novo.

Nosso filho com o coletinho novo.

Enfim, acabei comprando algumas coisinhas para a gente, pois era inevitável. As roupas de inverno para o nosso filho foram inacreditáveis aquisições. Só as meias de lã e as calças já valeram a viagem, porque essas coisas são tão caras em São Paulo!

Também vimos que é possível comer em Campos do Jordão sem gastar muito. Os restaurantes do centrinho são bem caros mas, se você passear ao redor, encontrará muitas opções econômicas. Em média, cada refeição saía por 20 reais. No nosso hotel, eles servem sopa na janta como cortesia, e a sopa era uma verdadeira refeição!

Uma boa opção de lanche para crianças é o Pizza ao quadrado, com preços bem acessíveis.

Uma boa opção de lanche para crianças é o Pizza ao quadrado, com preços bem acessíveis.

Apesar de termos ficado poucos dias, foi uma viagem deliciosa e que valeu a pena, pois consegui descansar. Minha família também gostou muito. Espero voltar lá ano que vem para conseguir visitar os lugares que queríamos.

vista-campos

Vista chinesa.

Dicas finais:

  • Vale a pena ficar perto do centrinho, especialmente se você for sem carro. Em grande temporada, o trânsito é gigantesco e fica realmente muito difícil circular de carro, além de estacionar. Se você ficar em algum lugar perto do agito, a circulação vai ficar mais fácil.
  • Se for em um grupo grande, talvez compense alugar uma casa. Se for fora de temporada, os preços são mais baixos.
  • Durante todo o mês de julho, acontece o Festival de Inverno de Campos do Jordão. Para quem gosta de agito e atividades culturais, é uma delícia. Mas, como eu falei, é tudo muito caro e cheio. Claro que tem gente que gosta exatamente disso mas, se não for seu caso, você pode ir em outra época para aproveitar o frio.
  • Outra opção para conseguir curtir a cidade em alta temporada sem gastar muito é ficar de olho nos sites de compras coletivas. Vira e mexe aparecem promoções para Campos do Jordão, inclusive no inverno. Também sempre existe a alternativa de ficar hospedado em uma cidade próxima (como Taubaté) e subir/descer a Serra para Campos.
  • Seja a época que for, leve roupa de frio! Fomos agora em março e estava entre 14 e 18 graus! Você pode comprar roupas lá, mas calças, casacos e sapatos é melhor levar para não depender totalmente de compras e passar frio.
Minha família!

Minha família toda descabelada com o vento, rsrsrs

58 comentários . Comentar via blog

  1. TEREZA CAMPOS SALLES

    Muito bom o comentário sobre a estância de Campos do Jordão, entretanto,gostaria de dar uma dica para aqueles que gostam de cultura e viagem para Campos do Jordão, realmente a estância é tudo de bom e todos devem conhecer um projeto de turismo cultural e literário.Um lugar lindo e aconchegante com seu Coffee&Lounge inserido dentro The Writer’s House ,a casa do escritor que é algo inovador em termos de Brasil e a escolha de Campos do Jordão para sediar este projeto inspirado num conceito igual americano. E não poderia ser diferente,pois,a região está localizada entre diversas cidades literárias como Taubaté ,a capital da literatura infantil e a cidade de Monteiro Lobato.Estive na Hub City ,e sei como esse projeto literário foi fundamental para a cidade Spartanburg, SC. Em maio de 1995, três escritores se conheceram em uma cafeteria com uma idéia para um livro, uma antologia sobre a experiência de viver em Spartanburg, SC. Desde então, o Writers Project Hub City já publicou mais de 65 títulos e 500 escritores, estabeleceu uma livraria independente, e desde a educação escrita criativa para milhares de pessoas.Parabéns para o Curador brasileiro da The Writer’s House ,a casa do escritor em Campos do Jordão,único projeto temático semelhante em nosso país.

    Responder
  2. carlos r.gonzales

    Muito bom o blog e as dicas,e sobre a estancia de Campos do Jordão destaco a The Writer’s House,a casa do escritor onde estive por um tempo in residence como um escritor .Parabéns a sua Curadoria por trazer este projeto internacional Um projeto cultural inédito em termos de Brasil.

    Responder
  3. Carlos Gutierres

    Adorei o site e as dicas ,principalmente entre todas destaco a informação sobre The Writer’s House,a casa do escritor .Como faço para tentar me inscrever neste projeto internacional?Ao que parece ,segundo informações que levantei em meu país ,é um projeto direcionado a escritores,artistas,empresários e demais interessados em áreas afins que é o meu caso.

    Responder
  4. WANDA LACERDA

    Sobre o projeto The Write’s House ,a casa do escritor em Campos do Jordão parabenizo a toda a equipe e em especial seu Curador pelo lindo projeto internacional.Espero voltar breve!

    Responder

Paginação de comentários

Paginação de comentários

Deixe um comentário