06 Sep 2013

Priorização da vida para pessoas muito ocupadas

Tenho passado por isso. Eu sei, simplesmente sei, que construí coisas demais ao mesmo tempo para mim, este ano, e agora tudo precisa ser administrado. São muitos sonhos e objetivos em jogo e a tendência certamente é a gente começar a se questionar sobre as escolhas que fez e se está feliz dessa forma. Como estou há um bom tempo passando por isso, quis escrever este post para ajudar quem passa por situação semelhante.

Não queira fazer tudo sozinho(a)

Em primeiro lugar, tenha um time. Tenha apoio. Ninguém consegue fazer absolutamente nada sozinho. Em casa, tenho meu marido, que me dá suporte para tudo. Se eu pudesse, teria uma faxineira também, para fazer a limpeza mais pesada, ao menos. E olha, já estou naquele nível de considerar ter uma secretária! Só não faço isso porque curto demais fazer essas coisas todas relacionadas à organização, senão certamente teria.

Equilibre da melhor forma possível

Em segundo lugar, saiba que pratos você deixará cair. Os de porcelana você mantém – os de papel podem cair sem problemas, que não vão causar grandes transtornos. Ninguém dá conta de tanta coisa ao mesmo tempo mas, se essa foi uma escolha sua, você precisa diminuir as expectativas e tentar fazer o suficiente com o que tem. Aí caímos na terceira coisa, que é:

Feito é melhor que perfeito

Se a gente se dedicasse a uma (ou três) atividades somente, é claro que poderíamos elevar nosso nível de cobrança para que o trabalho beire a excelência. Porém, se você escolheu viver com todas essas atividades que está vivendo agora, precisa entender que o seu nível de dedicação (e até de resultado) não será igual ao nível de alguém que viva para isso exclusivamente, ou que tenha mais tempo para isso que você. Portanto, foque no suficiente, não no perfeito. O perfeito estabelece ideais lá em cima que muitas pessoas não conseguem atingir. Isso só traz mais estresse para o nosso dia a dia já tão corrido e ninguém precisa perder tempo com isso.

Conheça seus limites

Saiba quando é hora de dormir, de comer, de largar tudo e ir fazer alguma coisa que te relaxe, como correr, ver um filme ou brincar com os seus filhos. Não insista. Aprenda a deixar para lá antes de ficar realmente doente e seu corpo te obrigar a parar.

Priorize o seu descanso

Conheça a quantidade ideal de horas de sono que você precisa dormir todas as noites e seja rígida(o) com ela. Nada prejudica mais o nosso dia a dia que estar com sono. Para quem é muito ocupado, como a gente, dormir bem faz toda a diferença. Eu já fiquei até de madrugada trabalhando ou estudando porque era o tempo que me restava, mas isso complicava demais os meus dias seguintes. Vale mais a pena ter uma rotina estável de sono, dormindo e acordando nos mesmos horários, que dormir três horas hoje e compensar dormindo 12 amanhã. Não funciona, seu organismo fica desequilibrado e você pode ficar doente.

Agende compromissos pessoais

Trate compromissos pessoais como você trata compromissos de trabalho. Se eu marquei de levar meu filho ao circo no sábado, para mim isso é sagrado, assim como seria se eu tivesse uma reunião de trabalho. Aliás, é ainda mais importante, pois nosso bem-estar e o dos nossos é tudo.

Reflita sobre a vida

Vale a pena tirar alguns minutos do dia para pensar se tudo o que você vem fazendo tem algum sentido. Talvez você já tenha arcado com muitos compromissos e agora não pode mais voltar atrás, então faça o melhor que puder nesse período e, quando for possível, deixe ir embora. Busque sempre o melhor para você e para os seus, mas aprenda a otimizar o seu tempo. Uma coisa é ter três empregos por causa do dinheiro e da qualidade de vida da família que aumenta, mas e a sua qualidade de vida, está aonde? Pense em como poderia otimizar a coisa toda, tendo somente uma atividade que lhe traga rendimentos semelhantes às das três juntas. Consulte alguém que entenda de finanças, por exemplo, para saber que tipo de investimentos você pode fazer, e por aí vai.

Tente sempre fazer melhor em menos tempo, para que sobre tempo e vida para as coisas mais importantes. É sério: somos clichê! Somos aquelas pessoas que, quando estiverem no leito de morte, vão pensar que deveriam ter trabalhado menos etc. Corte esse ciclo agora! Eu sei que é difícil, mas lute por isso.

Estou passando por uma fase muito complicada e ocupada da minha vida, mas sei que ela é passageira. Ela está servindo para reafirmar uma série de crenças que eu já tinha antes. Mas o que eu posso dizer é: reflita sobre a vida, conheça-te a ti mesmo(a), descanse e tenha perspectiva. O que não dá é para deixar esse status de semi-vida para sempre. Esta é a SUA vida.

24 comentários . Comentar via blog

  1. Viviane

    Sei bem como é isso. As vezes eu mesma penso como eu dou conta de fazer tantas coisas ao mesmo tempo sem pirar..mas é assim: se a gente tem um objetivo tem que correr atrás e as vezes assumir várias responsabilidades para lá na frente ver um resultado…apesar de me sentir atarefada..gosto muito de tudo o que faço..me sinto feliz assim.
    E para inspirar essa sexta feira ai vai uma frase: “The best way to make your dreams come true is to wake up.”…traduzindo “A melhor maneira de fazer seus sonhos se tornarem realidade é acordar.”(não me lembro o nome do autor)..
    Um ótimo dia a todos!!
    ;)

    Responder
    1. Thais Godinho

      Adorei o pique! É isso aí, Viviane!

      Responder
  2. Cris

    Thaís, assim como você também tem mais de um emprego, e duas casas para administrar (sugestão de post please), mas realmente é muito difícil! Seu post veio em ótima hora e super concordo quando vc menciona em HORAS DE SONO e PRIORIZAR O DESCANSO para mim isso é mais do que necessário é FUNDAMENTAL, porque sem descansar e dormir eu não consigo seguir em frente!!!

    Não adianta querer trabalhar/estudar de madrugada se você tem um dia seguinte cheio de tarefas, não é produtivo! Tente sempre descansar e tomar muito líquido!

    Responder
  3. Sabrina

    Palavras incrivelmente bem colocadas. Fiquei até emocionada, vivo um período de questionamentos atualmente. Obrigada, muito obrigada!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Eu acho SUPER importante manter os questionamentos, porque significa que não desistimos da vida. Enquanto questionamos, estamos vivos!

      Responder
  4. Rosa

    Estou vivendo um momento agora que é bem assim. Depois de um tempo de confusões e vida parada, eu resolvi nas ferias prestar um concurso. Só que apareceu a oportunidade de fazer um curso também então lá vou eu fazer o curso. Agora a vida vai virar uma bagunça; acordar cedo 5:30 mandar filha pra escola e filho trabalhar, ir trabalhar (com só uma hora de almoço) voltar lá pelas 16:00 estudar pro concurso, limpar a casa, fazer jantar e ir pro curso as 19:00 Voltar as 22:30 adiantar o almoço do dia seguinte começar de novo. Tô apavorada……..
    .

    Responder
    1. Thais Godinho

      Foque no essencial, Rosa!

      Responder
  5. Linda Salles

    Olá Thais!

    Primeiramente venho agradecer por você estar me ajudando, mesmo indiretamente. Tenho lido o seu blog, todos os dias e suas dicas, seus relatos, tem me ajudado bastante!
    Sempre fui muito desorganizada, bagunceira e hoje me vejo numa situação completamente diferente!
    Tenho apenas 19 anos, e estou começando a viver agora, estou casada, trabalho e estudo!! Ai você imagina como está sendo difícil eu me organizar. Tudo é novidade, e tudo novo dá medo, mas com seu blog, esse medo está passando… Venho me organizando da maneira que mais convém, casa, trabalho, faculdade, casamento…! Graças ao teu blog!

    Muito obrigada!!!
    Continue sempre assim :]

    Ps: Leio seu blog, todos os dias, as 7 da manhã, já estou aguardando um novo post :P’
    Beijo,

    Linda.

    Responder
    1. Thais Godinho

      Se serve como consolo, eu agendo sempre para 8 e pouquinho, hihi.

      Responder
  6. Machado

    Oi Thais primeiro as primeiras coisas, correto?
    Estou nesse momento de reflexão, até mês passado trabalhei em diversos projetos e realizei todos os papeis que me cabem; inclusive numa decisão dificil:
    -abrir mão de um cliente ou seria um “prato de papel” por ferir meus preceitos.
    Agora quero rever as prioridades….
    Obrigada :)

    Responder
    1. Thais Godinho

      Parabéns!

      Responder
  7. MILENA AZEVEDO

    Nossa Thaís,
    cada dia que leio seu blog fico mais viciada.
    Minha história com organização não teve um início muito bom, minha mãe sempre falava que eu seria um desastre quando eu me casasse. Enfim, cresci, fui trabalhar e conheci pessoas organizadas que me ensinaram muito e um dia achei seu blog.
    Hoje sou casada e tento otimizar da melhor forma o meu tempo, afinal, é trabalho, casa, marido e uma faculdade à distância que tenho que administra. Ufa!
    E todos os dias, apesar de ser um ou dois posts que leio, minhas forças se renovam e me incentivam a não desistir.
    Foi aquilo que você disse, faça o mínimo mas faça bem! E o ritmo do seu blog apesar de estar nessa fase, acredite, está recheado de informações preciosas e que merecem ser sempre lidas novamente!
    Continue assim! Parabéns pelo sucesso!

    Responder
  8. Nayara

    Thais, amo seu blog e, mesmo sem te conhecer pessoalmente, já alimento um enorme afeto e bem querer por vc. Acho que isso deve acontecer com boa parte de seus leitores, que se identificam e enxergam esta pessoa maravilhosa, guerreira, inspiradora, por trás de cada post. Tendo isso em conta, a minha sugestão é que você tire férias regulares do blog. Assim como ninguém vai perder um emprego por ficar 15 ou 30 dias ausente (é seu direito e sua fonte de renovação), você tb não irá perder seus seguidores se assim o fizer. Muito pelo contrário… Mesmo sentindo saudades (sua e dos posts), ficaremos muito contentes de saber que você, esta pessoa tão querida por nós, está tirando o seu merecido descanso. E assim podemos simplesmente agendar para reacessar o blog dentro dos dias previstos. Simples assim!

    Responder
    1. Graziela Faria Carvalho

      Concordo plenamente.Tire umas férias do Blog! Nós, seus seguidores fiéis, estaremos sempre aqui esperando seus posts.

      Responder
  9. Que texto fantástico Thais!
    Você, de maneira muito suave, porém eficiente, é de grande influência, pelo menos, na minha noção de vida simples e organização. Esse é um daqueles textos para imprimir, e re-ler offline. Obrigada!

    Responder
    1. Susana

      Concordo plenamente, que este texto merece ser impresso, lido e relido constantemente.

      Responder
  10. Liz

    Ufa.. é isso aí… sempre digo: “vamos aproveitar o poder e a beleza da juventude”, né.. rss..
    Uma hora as coisas vão acalmar… rss
    Confortador saber que tem muito mais pessoas nessa tbm e dando conta de tudo!
    Bjoss

    Responder
  11. Sofia

    Thaís, muito obrigada por essas palavras! Tenho a sensação que nos últimos anos pouco vivi, pois quase só trabalhei. Como sempre fui má gestora do tempo, adio, adio, e depois passo o tempo a tentar terminar as coisas no prazo. Os projetos e a vida pessoal têm ficado para segundo plano, o que faz com que ainda me sinta menos motivada para o trabalho, procrastinando novamente. Mas estou decidida a mudar isto.
    Vou reler e pôr em prática as dicas para gestão do tempo, especialmente as que se aplicam ao meu caso (trabalho metade do dia em casa).
    Mais uma vez obrigada por todos os posts. Continue, pois é um exemplo!

    Responder
  12. Adriele

    Encontrei seu blog e estou amando, tem me abençoado mto. E esse texto de hoje caiu como uma luva. abraço !!

    Responder
  13. Taís, eu concordo plenamente com tudo isso e evito viver num ritmo muito acelerado porque sei que não daria conta e iria viver estressada querendo fazer mil coisas ao mesmo tempo.
    Me lembro que quando comecei a ler teus posts eu pensava assim: como ela aguenta tanta coisa ao mesmo tempo e sempre tive a impressão de que um dia isso iria pesar um pouco e que teria que fazer opções, aí no início deste ano vc começou a falar sobre simplificar as coisas, diminuir o ritmo, etc, etc.
    Enfim, sempre torci para que vc aceitasse ter ao menos uma diarista nem que seja um vez por mês, pois vc mas do que ninguém sabe que limpar é diferente de organizar, assim ela limparia (chão, janelas, geladeira, etc.), você organizaria como sempre gostou de fazer, e seu esposo iria mantendo como de rotina. Acho que seria até uma nova experiência para postar aqui para as pessoas que tem secretárias e como lidar com elas, como ensiná-las a serem organizadas, quais as dificuldades disso, etc. Seria um novo universo a explorar. Concorda?
    Pense nisso, pois sei que vc merece e que tem condições para tal. E nós, leitores ficaremos felizes em saber que está tendo esse apoio.

    Beijinhos.

    Responder
  14. Angélica

    Olá Thais!
    Já faz um tempo que estou acompanhando seu Blog e tem me ajudado MUITO!
    Mas esse post bateu em cheio! Estou num desses momentos com coisas demais pra fazer…
    Mas, lendo seus posts e agindo para me organizar melhor, tenho percebido que antes eu estava mesmo perdida do caos, rsrsrs (sem exagero: trabalhando em casa, com dois meninos pequenos, dois cachorros, uma casa grande e sem auxiliares, só eu e meu marido, que fica bem pouco em casa…)
    Agora consigo perceber meus pontos fortes, meus pontos fracos, mas, o principal, tenho conseguido me planejar melhor, tanto na rotina, quanto para o futuro.
    Obrigada querida, por compartilhar tudo isso!
    beijos!

    Responder
  15. Puxa, também tenho passado por isso há um tempo… A difícil arte de conciliar tudo! É um desafio. Muito obrigada pelas dicas!

    Responder
  16. Josi Guimarães

    Olá Thaís!

    Adoro seu blog, adorei esse post em especial!!!

    Parabéns! Excelente matéria!

    Beijos!!!

    Responder
  17. Olá Thaís!

    Nossa! Virei leitora assídua do seu blog. Me identifico em quase tudo que você escreve. Estou passando por um momento feliz mas agitado na minha vida. Tenho uma bebê de 1 ano e desde que ela nasceu não consegui colocar a minha vida em ordem. Sempre fui mega organizada mas a 12 meses perdi o controle da situação e até hoje não consegui lidar com filha, marido, casa, trabalho e eu. Não consigo literalmente dividir meu tempo. Sou perfeccionista me cobro muito e quero sempre que tudo sai perfeito. Resumindo: Me acabo me sentindo frustada sempre porque não consigo organizar nada, mal consigo dar conta de tarefas básicas e me sinto sempre culpada por não dar para minha filha a atenção que gostaria. Você com suas dicas tem realmente me ajudado. Pode parecer clichê mas acompanhar seu blog tem efetivamente mudado a minha vida e está progressivamente me ajudado a “desapegar” de certos hábitos. Estrou literalmente “destralhando” a minha vida não só no aspecto físico mas mental também. Estou “destralhando” tudo aquilo que me impede de seguir em frente e organizar minha vida. Obrigada!

    Responder

Deixe um comentário