15 Jul 2013

Dúvida da leitora: ainda existe mercado para novas organizadoras profissionais?

Boa noite Thais!
Torço para que consiga responder minha msg…
enfim, me encontro numa aflição monstra e gostaria da sua opinião.
Há meses acompanhado diariamente seu blog e nele descobri uma paixão… ser mais organizada e ajudar quem esta mais próximo a fazer o mesmo. No momento estou desempregada, e pensando seriamente em investir no curso de personal organizer home da OZ … não dúvido que o curso seja bom, você já deixou claro muitas vezes sobre o quanto foi bom fazê-lo, porém minha preocupação é será que há mercado? Considerando que seria para me dedicar 100% a atividade ela precisa me render algo. Atualmente moro em Londrina, numa busca rápida pela net localizei apenas uma pessoa que faz esse tipo de trabalho aqui, e também uma outra que fazia, digo fazia porque ela desistiu… trocamos e-mails e ela me contou que mesmo participando de programas de TV e fazendo vários orçamentos, muitos nem retornavam! Ela acha que o Londrinense acredita que devemos ganhar mesmo que uma empregada doméstica. Estou desesperada por uma palavra amiga e sincera. Beijo, e parabéns pelo blog!

Olá J.,

Há centenas de organizadoras(es) profissionais no mercado, mas certamente há aquelas pessoas que fizeram cursos e não ganham nada com isso. Por quê? Bem, pelo mesmo motivo que existem empresas de todos os tipos que não dão certo diariamente. Não basta apenas ter paixão pelo negócio, precisa fazer dele a razão da sua vida! Sabe a coisa de não ter plano B? De querer fazer acontecer de qualquer jeito, porque você não consegue imaginar sua vida sem aquilo? Isso.

Além do que, também é importante fazer tudo com planejamento, definir missão, valores, objetivos, estruturar, tirar CNPJ, investir na divulgação, enfim… trabalhar muito mesmo. Esse tipo de orientação pode ser encontrada no site do SEBRAE, por exemplo. No curso da OZ, também há um módulo só de negócios que dá uma visão muito boa para quem vai trabalhar com isso.

Abrir uma empresa ou ser um profissional autônomo sempre é um desafio, mas nunca que será uma certeza de lucro, né? Para todos os tipos de negócio. Depende muito da gente, de começar acreditando e correr atrás. Acho sim que o mercado tem muitos bons profissionais, mas sempre haverá espaço para quem for bom e souber se vender. Isso em qualquer área.

Acredito que, se for algo que você realmente deseje investir, vale a pena. Se não, não só pelo dinheiro, eu diria que não vale. Existem profissionais que ganham pouco e outros que têm tranquilidade financeira pelo resto da vida pelo excelente trabalho que fazem. Isso não depende de sorte, mas de “fogo nos olhos”, muita disposição e conhecimento de mercado. E aí a decisão fica com você mesmo.

Veja uma entrevista que a Irene, da Benfatto Organiza, concedeu ao Vida Organizada algum tempo atrás. Ela é ótima e pode te ajudar.

Boa sorte!

2 comentários . Comentar via blog

  1. Marina Maria

    Lendo esse post lembrei desse texto aqui: http://recordarrepetirelaborar.wordpress.com/2013/07/14/gente-de-humanas/

    Responder
  2. Vania Lacerda

    Todo trabalho que envolve prestação de serviços exige que se identifique um público para quem esse serviço vai ser prestado. Claro que o serviço tem que ter ótima qualidade, etc, mas isso é pré-requisito. A chave mesmo é achar as pessoas que demandem esse trabalho. Assim: se eu abrisse esse negócio agora, eu teria pelo menos uma meia dúzia de clientes imediatos, entre as pessoas com quem me relaciono? Em havendo esse público inicial, dá pra apostar que uma divulgação legal via internet, mais o boca-a-boca, vão garantir a clientela necessária para a manutenção do negócio.

    Responder

Deixe um comentário