20 Jul 2012

Como se organizar para fazer uma pós-graduação

Faz tempo que eu estou para escrever este post porque muita gente me pede, mas eu estava esperando acabarem as minhas aulas para escrever com mais autoridade. Eu comecei a fazer minha pós-graduação no início do ano passado e as aulas acabaram recentemente. No momento, estou apenas estudando e escrevendo o trabalho de conclusão de curso, vulgo TCC.

Vou dividir este post em três partes, porque acho que a organização para as aulas e o planejamento do TCC merecem textos separados. Neste post aqui vou falar como eu me organizei desde o início e espero conseguir ajudar quem esteja passando por essa fase.

1. O momento certo

Eu demorei para fazer a minha pós-graduação. Se eu pudesse voltar no tempo, teria feito antes de o meu filho nascer. Foi muito complicado perder praticamente um ano e meio da vida dele com aulas durante os sábados o dia todo. Deixei de passear com ele e descansar, o que é fundamental quando se tem um filho pequeno. Também pela minha idade, eu acho que deveria ter feito antes.

Muitos professores e professoras recomendam que você faça a pós (especialização, ok?) logo depois da faculdade, mas eu discordo. Eu acho que a pós, por ser uma especialização, tem que ser definida com mais cuidado que a sua faculdade. Uma coisa é você ser formado em Direito. Outra totalmente diferente é ser especialista em Direito Penal, por exemplo. Isso te deixa “marcado” na área e você pode ser excluído de outros processos seletivos de emprego por causa disso. Se você não tem muita experiência na sua carreira, pode ser complicado. Agora, é claro que, se você fez a especialização porque já trabalha na área da especialidade ou tem a absoluta certeza que só quer trabalhar com ela, vale a pena fazer. Tudo tem que ser analisado. O que eu não defendo é a coisa automática de sair da facul e já emendar com a pós, sem nem pensar direito no que está fazendo.

Eu terminei a minha faculdade em 2006. Quis dar um tempo para pensar a respeito de que pós eu faria e foi o que eu fiz durante todo o ano de 2007, quando eu trabalhei muito muito. Eu trabalhava em uma agência de publicidade e quem é da área sabe como não sobra muito tempo para pensar em qualquer outra coisa. Mas naquele ano eu decidi que, no início de 2008, eu faria a pós-graduação. Pensei muito a respeito e escolhi fazer o curso de Semiótica na PUC-SP. Não era caro, era um assunto que eu sempre gostei e a PUC tem uma boa fama para os formandos dessa especialização. Juntei documentos, prestei, fiz entrevista, passei. Mas não cheguei a começar porque eu tinha um horário muito maluco no trabalho e, no final das contas, não estava certa sobre o assunto escolhido. Hoje me arrependo demais dessa decisão, pois poderia ter concluído a pós no meio da minha gravidez (segundo semestre de 2009), e retomaria minha carreira depois que nosso filho nascesse.

Mas ok. Uma coisa que eu aprendi na vida é que nossos erros e acertos se juntam para formar o que nós somos hoje, então toda experiência é válida. No geral, minha opinião sobre a hora certa de fazer o curso se resume a analisar bem os seguintes fatores:

  • O momento da sua carreira. Se você já tem experiência e/ou se já sabe o que quer. Se não tem nenhuma dessas duas coisas, eu não acho legal fazer uma pós “genérica”. Afinal, é uma especialização, certo? Mas isso é a minha opinião pessoal.
  • Sua disponibilidade de tempo. Não adianta entrar em um curso que vai demandar um tempo que você não tem agora.
  • Sua condição financeira. Porque olha, pós não é uma coisa barata (algumas são, mas no geral não) e esses dois anos pagando uma mensalidade a mais de qualquer coisa podem pesar no seu orçamento.

Só pensando direitinho sobre essas três coisas é que você pode chegar à conclusão de fazer a pós agora ou não. Eu pensei no seguinte: meu filho tinha acabado de nascer. Quando eu entrei na pós, em março do ano passado, ele tinha 11 meses. Eu não poderia esperar mais porque, com a minha experiência, muitos profissionais até mais novos do que eu já tinham a pós-graduação. Eu me forcei mesmo a fazer, pois já tinha “passado do prazo”, ao meu ver. O único dia que eu poderia fazer era no sábado mesmo, e eu teria que economizar muito para conseguir pagar o curso. Mesmo assim, fui com a cara e a coragem e fiz. Por isso, apesar de falar para você analisar os três fatores ali em cima, muitas vezes a sua intuição falará mais alto do que eles, e só você pode saber quando é o momento certo para você, assim como eu fiz.

2. A escolha do curso

Eu acho que escolher o curso certo é o mais complicado por aquele motivo que eu comentei lá em cima: você vira especialista no assunto e isso vai dar os rumos da sua carreira. Porém, depois que eu entrei na pós, vi que isso não são cartas marcadas – você pode fazer outra pós depois, se desejar, se tornando especialista em mais de um assunto.

Para mim foi relativamente fácil porque eu sempre trabalhei com Internet. Tenho formação em Publicidade, mas já tinha feito Jornalismo e História também. Para mim, ficou claro que eu deveria juntar “conteúdo” (a coisa de gostar de escrever) com “Internet”, então fui atrás de um curso que me proporcionasse a especialização nisso. Acabei fazendo Gestão da Comunicação em Mídias Digitais, o que ficou bem voltado ao que eu queria mesmo e não me limitou tanto quando fazer uma pós em somente mídias sociais, por exemplo, ou sobre marketing digital.

Toda vez que alguém me pergunta “que curso devo escolher”, eu aconselho a pessoa a pensar nos seguintes fatores:

  • Qual o assunto ligado à sua carreira que você mais gosta?
  • Se você não gosta de nada em específico, onde você está trabalhando? Há possibilidade de crescimento caso você se especialize em uma área? E, o mais importante: é o que você quer para você?
  • Você quer mudar de área?

Escolher um assunto pelo qual você gosta é o caminho mais natural e mais fácil, e foi pelo qual eu optei. Se eu não tivesse gosto por nenhum assunto em específico, eu certamente analisaria meu emprego atual e faria algo relacionado, mas que não “marcasse” tanto um assunto. Talvez você seja formado em Administração, por exemplo, mas percebe que uma especialização em Marketing e Vendas valorizaria muito seu “passe” dentro da empresa, e esse é o seu objetivo. Então essa pode ser uma boa escolha. Ou pode ser que você seja formado em História, como um colega meu da pós, e queira partir para outros caminhos, então escolha uma pós voltada a Jornalismo, por exemplo. O importante, nesse caso,  é você encontrar um link entre as duas áreas. Talvez você chegue à conclusão que o melhor mesmo é fazer outra faculdade! Depende muito de cada pessoa, porque no final o que decidirá é a sua vontade mais íntima mesmo.

3. A escolha da instituição

Definindo a área em que você quer se especializar, você deve ir atrás das instituições que ofereçam o curso e avaliar uma série de fatores, como preço das mensalidades, dias e horários das aulas, metodologia, corpo docente, reputação no mercado, localização etc. Faça uma planilha com as instituições e avalie todos esses fatores juntos para ver qual o melhor custo-benefício. Não existe uma regra certa porque depende muito das condições de cada um. Só você pode avaliar os fatores mais importantes e escolher dentro das suas possibilidades.

Eu acabei optando pelo Senac-SP, que é uma instituição com certo renome na área de tecnologia. A grade curricular me agradou mais do que a de instituições mais renomadas e a mensalidade, apesar de salgada, era possível de pagar, se eu economizasse com outras coisas. No final foi muito bom ter feito lá.

4. Inscrição e documentos

Depois de escolhida a instituição, você precisa ficar atenta(o) aos prazos para inscrição e envio dos documentos. Procure estar com todos os documentos em dia ainda antes de pesquisar sobre o curso que pretende fazer, pois senão você terá que correr atrás disso de última hora. Geralmente é o histórico do ensino médio, da faculdade, seu diploma e todos os outros documentos normais (RG, CPF etc).

Preste atenção também ao processo seletivo, pois muitas instituições pedem leituras obrigatórias e outras coisas que demandam mais tempo de planejamento. Isso depende de cada instituição e não tem uma regra geral que todas sigam. Algumas fazem entrevistas, por exemplo, outras não. E por aí vai.

Depois que você for aprovado, aí é só alegria! Parabéns por dar esse passo tão importante na sua vida profissional. =)

No próximo post sobre o assunto, eu vou falar sobre como me organizei para as aulas, os trabalhos e as leituras, e depois falarei do TCC. E você, está passando por esse processo de escolha da pós? Já passou? Deixe dicas nos comentários. Obrigada, pessoal.

35 comentários . Comentar via blog

  1. Thais

    Ah, esqueci! Em relação ao momento, eu também me arrependo demaaaaais de não ter feito o doutorado antes da Bebella nascer. Mas o que não tem remédio… remediado está.

    Responder
  2. Katiuscia

    Olá Thais, também demorei muito tempo para fazer a pós-graduação que desejava. Sou jornalista, trabalhei há anos com esporte, mas o meu intuito sempre foi escrever sobre política e relações internacionais. Em agosto do ano passado, ingressei em uma pós relacionada a esse tema. Estou sofrendo para manter as leituras em dia, porque a lista de texto é enorme. Para complicar a situação, a demanda no meu trabalho é bem alta. Suas dicas sobre como se organizar para estudar, com certeza, serão bem válidas. Bjs

    Responder
  3. Oi Thais! Estou passando por esse momento de decisão agorinha! Estou muito na dúvida se faço o que realmente gosto, mas que tem futuro incerto, ou se tomo uma decisão mais prática. Além de tudo os cursos que quero só tem fora do país, preciso me organizar para uma mudança de vida radical. E o tempo também está passando e preciso decidir logo!

    Responder
  4. Gabriella

    Olá, Thais! Sou arquiteta e o leque de opções para especialização na minha área é imenso! Confesso que estou com muita dificuldade para escolher que rumo tomar, além de já sentir o peso do tempo de formada…. concordo com você com relação a emendar a faculdade na pós, mas temos que tomar muito cuidado e não confundir amadurecimento profissional com acomodação… e deixar pra lá a oportunidade de crescer. O tempo vai passando e vai dando uma preguiça sem fim só de pensar na loucura que é conciliar trabalho e estudo. Ainda mais quando penso que, muito provavelmente, vou fazer o curso em outra cidade… Por isso essa fase de escolha é fundamental, pois quando definimos um objeto tudo fica mais fácil! Quando você passou por essa fase de escolha do curso, você pesquisou somente em sites específicos da sua área ou em algum site geral sobre pós graduação?

    Responder
    1. Thais Godinho
      Thais Godinho

      Gabriella, pesquisei em todos os lugares possíveis, como boa neurótica que sou. XD

      Responder
  5. Janaina Andrade

    Oi Thais, tudo bem? Não entendo como funciona o blog, não sei onde comentar,…vc só vê as mensagens mais recentes??Qdo quiser falar com vc tenho q comentar na matéria mais atual?Gostaria de saber se vc leu meu primeiro comentário, me inscrevi nesta semana,mas não lembro onde comentei e não vi sua resposta…. como acho? ou melhor: dá prá achar????? (nada confusa né!!)
    Bjos tchau

    Responder
    1. Thais Godinho
      Thais Godinho

      Janaina, tem que ver no post onde você comentou.

      Responder
  6. Erika/SP

    Muito interessante este tema no blog! Eu ainda nao tenho filhos e me formei em 2007. Tbm acredito que fazer uma pos graduacao logo em seguida eh mto cansativo, mas quero estudar antes de ter filho. Vamos ver qdo, pois jah tenho um curso em mente e o local a cursar mas no momento a casa propria (financiamento) me impede de estudar. Obrigada pelas dicas! Beijos, Erika/SP

    Responder
  7. Oi Thais!
    Já comentei por aqui um tempo atrás, mas continuo sua leitora fiel (e silenciosa).
    Apesar de tantos blogs que assino para ler, acabo deletando a maioria dos e-mails, mas o seu nunca! rs… Quero aprender a conseguir fazer tudo que você faz! (casa, marido, filho, trabalho, blog, pós, meu Deus!)
    Seus posts são sempre “spot on” e esse da pós veio muito na hora certa! Já estava desistindo de fazer esse semestre e agora voltei a cogitar…
    Parabéns pelo blog, continue com o ótimo trabalho, e obrigada por todas as dicas!
    Bjs!

    Responder
    1. Thais Godinho
      Thais Godinho

      Força na peruca, Isabela. =)

      Responder
  8. Ana Paula

    Olá Thais!! Muito bom o post… Ainda não cheguei nesta fase da pós, estou cursando a Graduação, fiquei muito animada com o futuro post sobre organização de estudos, aulas, trabalhos e principalmente em como dividir a construção de um TCC que é muito detalhado e cozinha os neurônios!! rs…
    Sempre quis ler algo legal sobre o assunto, e tenho certeza que você terá dicas muito boas para nós leitores viciadinhos!!!

    Responder
  9. Maíra

    Bem legal esse post. Me arrependo de não ter concluído a minha pós, mas tive que priorizar outros compromissos na época.
    Thaís, uma sugestão de post para voce, assim como fez com a suas revistas preferidas, poderia fazer também com os blogs que vc mais gosta.
    bom final de semana!

    Responder
  10. Eu não sei se somos nós que temos pressa por vezes… ou se é a vida que nos obriga a crescer muito rápido… o melhor era ter feito logo o mestrado quando terminei a licenciatura. Mas agora depois de estar na vida activa uns anos e precisar de todo o tempo e dinheiro para imensas prioridades (acima dos estudos) não sei mais achar o momento certo para essa especialização.

    Como você disse “nossos erros e acertos se juntam para formar o que nós somos hoje, então toda experiência é válida”. Talvez por agora não precisasse mesmo desse mestrado e meu futuro estivesse nas mãos de outros projectos! :)

    Responder
  11. Val

    Oi Thais, olha gostei muito desse tema, mas meu problema é um pouquinho diferente, eu na verdade estou pensando em cursar finalmente minha tão sonhada faculdade que até hoje não fiz, por vários motivos, um porque eu moro em uma cidade pequena que não tem faculdade e para estudar é preciso mudar ou ir de onibus até outra cidada +- umas duas horas e a gente que trabalha tem que sair muito cedo do trabalho então a empresa na maioria das vezes não libera ai fui deixando passar, agora quero mesmo fazer e tenho algumas alternativas queria sua opnião tem faculdades a distancia pela net temos aqui a Unip ead e gostaria de saber o que vc acha desses metodso de ensino no computador, pois se eu for pegar onibus para ir para outra cidade o que mais ta ficando dificil pra mim é deixar meu filho durante 3 a 4 anos em uma fase que é muito importante estar perto dele e sem falar do custo que tenho que pagar para para o onibus vou gastar bem mais, e os cursos que penso em fazer é pedagogia ou historia.
    Sei que vc ta falando sobre pós mas queria muito sua opnião.
    Abraços!!!

    Responder
    1. Thais Godinho
      Thais Godinho

      Val, eu faria a faculdade EAD. Por todas as circunstâncias que você citou.

      Responder
  12. Flávia

    Eu estou passando por um momento complicado em relação a isto. Também sou graduada em Publicidade e Propaganda, mas confesso que escolhi o curso por saber que o campo de especialização é vasto, e não sabia muito bem o que fazer, mas sempre gostei bastante da área de comunicação.
    Passei o primeiro semestre pensando no que fazer, e ver as pessoas mais “apressadas” do que nunca, ou seja, aqueles que acabaram de se graduar e emendam em uma pós te deixa de certa forma ciente de que as coisas não andam, correm.
    Eu decidi esperar mais esse ano, no qual estou fazendo cursos de pequena duração, pois por mais que saiba que possa fazer uma segunda pós, como você disse, às vezes é um investimento que não dá para você bancar no momento, então quero escolher bem. Mas ainda estou muuuito na dúvida. A vontade de me especializar é imensa mas por mais que eu quebre a cabeça, ainda não descobri o que eu quero seguir. Creio que seja falta de trabalhar na área para experimentar o “gostinho” das coisas. Sempre trabalhei com marketing, mas não é bem o meu foco.
    Estou tentado ir por exclusão, mas realmente é uma decisão muito complicada. Felizes são aqueles que já sabem o que querem! hahaha
    Pois é muito ruim você se sentir “flutuando”.
    Espero que dê tudo certo.
    Obrigada pelas dicas, Thais.

    Responder
  13. Sara Daiane

    Oi Thais,
    eu tb sou sua leitora “silenciosa”, e estou no fim da graduação de História, preparando o tcc. Gostei muito do post e estou esperando pelos outros. Bjs

    Responder
  14. Adriana

    OI Thais!!

    Nossa, me identifiquei completamente em diversas partes deste post. Quando me graduei, pouca gente buscava especialização. Tanto que só fui atrás de uma quando já era professora efetiva no Estado. E foi a melhor coisa q eu fiz, pois abriu meus olhos para a estagnação em q estava me atolando… E olha q já haviam se passado quase 10 anos desde a formatura!

    Mas veja como nunca é tarde: em 2006 fiz mestrado (uns 3 anos depois de acabar a pós), e este ano entrei no doutorado. Sou uma especialista generalista hehehe! Cada um dos cursos foi em uma área, mas todas dentro da grande área da biodiversidade (a pós foi em Manejo de doenças de plantas, o mestrado em Ecologia Vegetal e o doutorado em Entomologia).

    Só q eu discordo de toda essa importância que vc deu à escolha do tema da pós… Sei lá, penso mais da forma que vc colocou depois; tem muito tempo, o curso é curto, existem várias pós à distância… Se a pessoa se arrepender, dá pra fazer outra depois.

    Beijo grande e até mais (nem sei se vc vai ver este coment, mas…)

    Responder
    1. Thais Godinho
      Thais Godinho

      Boa, Dri! E sim, eu leio todos. <3

      Responder
  15. Sueane

    Como assim? Descubro seu blog e nele estão todos os meus interesses, medos… Duvidas e alegrias! Sua fofa, já virei fã. Por sinal, sou uma graduada em pp pensando em que pôs devo fazer, como, onde… Virei aqui mais vezes…

    Responder
  16. Thaís!
    Adoro, adoro seu blog. Conheço tem pouquinho tempo, por isso estou vendo seus posts antigos! =)
    Bem, eu optei em seguir o Mestrado em Comunicação (Me formei em Publicidade ano passado). Como sou solteira e sem filhos, além do interesse na linha de pesquisa, sairei de Fortaleza onde moro com meus pais e seguirei para Recife, morando sozinha.
    Tô preocupada principalmente por ter que me sustentar sozinha e com a bolsa da pós-graduação… Tô super preocupada, pois começarei em março.
    Queria dicas suas de como me organizar financeiramente e questões da mudança, como se eu levo os móveis daqui ou compro lá, essas coisas.
    Parabéns pelo blog! Ele tem me ajudado bastante!
    Bjo

    Responder
  17. Ricardo Augusto

    Olá Thaís, sou formado em Logística, e pretendo fazer pós graduação em Gestão e Negócios e uma outra em Psicologia Organizacional, mas não sei ao certo de uma faculdade de 2 anos que foi a minha tenha bagagem para encarar uma pós, mas nenhuma outra graduação me interessa.

    Você pode me ajudar ?

    Responder
    1. Thais Godinho

      Ricardo, são tantas variáveis que envolvem uma decisão dessas… acho que só você pode saber o que é melhor no momento. Não me sinto à vontade para opinar sobre algo tão importante. ;D

      Responder
  18. Olá,
    como você, sou neurótica e estou desesperada em relação a Pós,
    li o post inteirinho (milagre – pq nunca tenho paciencia) e vi que me encaixo muito no MUDAR DE ÁREA *risos*. Também sou formada em PP, mas trabalho com Criação – e sofro demais, já estou ficando velha antes do tempo. Por mim ficava fazendo uma pós por ano, pq simplesmente amooooooo estudar sobre tudo.
    Mas a questão é, você acha “fácil” mudar de área somente com uma Pós em determinado assunto?! Será que compensa?! Será q é fácil se colocar no mercado?!

    Eu por exemplo, estou pensando em começar a Pós em Gestão de Design – ou FMU que é mais barato, ou Belas Artes que tem as materias mais lindas do planeta – mas com aquele receio de não dar em nada.

    *ops, escrevi um texto *risos**

    Valeu e seu blog me ajuda muito (:

    Responder
  19. Hannah

    Olá Thais, adorei o post!
    Mas ainda estou numa dúvida cruel.
    Me formei em direito em dezembro de 2012 em uma ótima universidade, e resolve não atropelar as coisas, então prestei a OAB e agora estou aguardando o resultado, enquanto isso procurei uma pós para melhorar o currículo e também pq acho mtu interessante sempre dar continuidade aos estudos.
    Meu problema se resume em: estou desempregada e enquanto não sair o resultado do Exame de Ordem continuarei assim até passar; queria muito dar inícia a pós ainda este ano, mas não sei nem a area, ainda mais pq se passo no Exame e inicio uma pós numa area totalmente diferente do meu trabalho, só me prejudicaria!
    Adoro criminalística e ciência forense, mas é uma área tão específica que nem sei se tem mercado ainda mais pq n pretendo prestar concurso, e só tem pós latu sensu em intituições que nunca ouvi falar!
    Por outro lado posso escolher pós em outra área com melhor aceitação no mercado, mas tbm n sei se ficaria fadada a uma área que que não me apeteceria.
    A dúvida é : se sigo uma paixão com o que tenho hj e me arrisco a nunca conseguir consolidar uma carreira nessa area, ou se sigo a lógica optando por uma area mais promissora e com melhores expectativas de retorno financeiro.
    Alguma dica???
    Bjoo

    Responder
    1. Thais Godinho

      Certamente siga a sua paixão. O fato de a área ser muito específica é até melhor, pois virará especialista. Se for algo que você gosta, fatalmente se dará melhor que outros que prestam por ser algo “que possa dar algum dinheiro”. Boa sorte!

      Responder
  20. Kelly

    Oi Thais,
    Acabei achando seu blog em uma pesquisa que estava fazendo na internet sobre pós-graduação rs…e com certeza, me fez refletir mais sobre o assunto, minhas dúvidas e neuras; estou passando por isso neste momento. Descobri que tenho certeza da área em que quero me especializar e já sei até onde farei o curso. O que me deixa mais insegura mesmo é o risco de não dar em nada, como a Eluanda disse acima. Sou formada em Rádio e TV, uma área bem fechada e que tem muito o que evoluir ainda em termos de condições de emprego e mercado. Trabalho na minha área, mas não diretamente com a parte artística, que é meu grande objetivo. Quero me especializar em Estética do Audiovisual e me identifiquei muito com um curso da Belas Artes. Porém, ainda vou passar alguns meses pesquisando sobre o curso, os professores e principalmente onde posso me encaixar no mercado. É complicado mesmo investir tanto dinheiro em algo que se queira e depois acabar frustrado.
    Obrigada por me dar uma luz! hahaha
    Bjos

    Responder
  21. Olá Thais! Preciso muito de sua ajuda, fiz graduação em licenciatura em história tenho duvida de que pós fazer. estou pensando fazer MBA em gestão de pessoas. estou certa? me ajude por favor não quero fazer escolhas erradas.

    Responder
  22. Karina Jollye

    Olá Thais,
    Eu gostaria de uma forcinha…
    Quero muito fazer publicidade e Medicina Veterinária, e diante mão gosto também da Administração por ser uma área ampla e, certamente seria meu alicerce.
    Então eu pretendo assim, Graduar-me em Administração, fazer algumas pós essenciais e dotadas na área, logo fazer graduação tecnológica em Publicidade e pós em Radio e Tv, Design, Jornalismo, etc. E por último, Medicina Veterinária, e a pós que eu mais me identificar, podendo fazer sucessivamente um Mestrado ou Doutorado.
    Ressalto que, a vida toda será de estudo…!

    O que você acha Thais?

    Obrigada Thais, tudo de excelente!

    Responder
    1. Thais Godinho

      Acho que você deve pensar no que quer agora, pois possivelmente mudará de ideia no percurso. É normal. =) Então não pense muito lá na frente, porque especialmente quando se trata de profissão, a gente vai vendo, no trabalho no dia a dia, que as coisas caminham mais para um lado que para o outro, e isso só dá pra saber vivendo.

      Sobre a vida ser só de estudo, eu não entendo como poderia ser de outra forma.

      Beijo e boa sorte.

      Responder
  23. cassia

    ola, gostaria da sua ajuda pois sou formada em jornalismo e nunca trabalhei na area. trabalho com vendas então estava pensado em fazer uma pos mas não sei a qual area seguir.me dar uma dica por favor

    Responder
  24. Oi Thais!

    Vou me formar em Publicidade no ano que vem porém, não me agradou nem um pouco trabalhar em agência. Não trabalhei em outras áreas, mas estou fazendo meu tcc voltado ao brand management e estou gostando muito. Quero fazer uma pós (especialização) fora do país, pois não pretendo morar mais no Brasil. Estou pesquisando muito sobre pós nessa área em diversos lugares e estou cadas vez mais confusa. Teu post me fez parar pra pensar e acho que não vou sair da graduação e já me jogar numa pós… Vou dar um tempo, trabalhar na área pra ver se na prática isso me agrada. Eu já quis ser fotógrafa e quando fui trabalhar com isso eu detestei. Então acredito que o melhor a fazer é analisar na prática mesmo.

    Obrigada pelo teu post que pelo jeito ajuda muita gente!

    Beijos :)

    Responder
    1. Thais Godinho

      Que legal, Mariana. Eu adoro esse assunto também. Não deixe de compartilhar comigo suas descobertas, se quiser. :)
      Boa sorte.

      Responder

Deixe um comentário