10 Jul 2013

Comece a escrever em um diário

Eu tenho uma necessidade enorme de escrever. Portanto, para mim, ter um diário é uma atividade que funciona como uma espécie de terapia, pois gosto da ideia de colocar para fora meus pensamentos. Por esse motivo, eu recomendo a todos que tenham um diário para desabafar. Tem coisas que a gente não quer conversar com ninguém – nem com amigo, nem com namorada, esposo, ninguém -, e é legal ter um lugar onde você pode fazer isso.

Os benefícios de escrever em um diário:

  • Refletir sobre nossas ações. 
  • Refletir sobre nossos objetivos de vida, falar sobre o andamento deles e como nos sentimos a respeito.
  • A cobrança individual que nós temos quando colocamos algo registrado por escrito. Muitas vezes pensamos coisas que fingimos não serem reais somente porque estão em nossa cabeça. Quando escrevemos, parece que tiramos um peso enorme das nossas costas.
  • É um bom lugar para planejar, divagar sem encher o saco de ninguém e pensar na vida.
  • Exercitar a escrita e o bom uso da língua portuguesa.

Você pode usar um único diário, se escreve pouco, ou usar um caderno ou agenda por ano. Eu uso um aplicativo no macbook chamado Day One, que gosto muito.

Quem não tem privacidade para ter um diário de papel em casa pode escrever no computador, no próprio e-mail ou no Google Docs, que fica protegido com a sua senha. Eu adoro diários de papel, mas além de ocuparem espaço, também não me sinto à vontade para deixá-los para a posteridade. Hoje, gosto da ideia de escrever no computador em um lugar onde somente eu tenho acesso. Meu objetivo com o diário não é relembrar daqui a 20 anos, mas apenas desabafar no presente. Claro que o seu objetivo pode ser o de deixar seus escritos para alguém ler no futuro (mesmo que seja você) – isso depende de cada um.

Independente de qual for, eu recomendo a prática de um diário porque isso nos ajuda a organizar os pensamentos. Às vezes eu me sinto um pouco confusa sobre algumas reflexões que venho fazendo e, só de escrever, ao finalizar o texto eu já me sinto com um pensamento mais claro a respeito do assunto. Me ajuda muito a manter a sanidade no dia a dia, e por isso eu recomendo como prática de organização sim. Precisamos estar com a mente bem, clara e límpida para conseguir tocar nossos projetos sem ficar remoendo ansiedades e angústias. Escrever ajuda muito nisso.

Espero que este post inspire você a escrever em um diário. Me conte depois como se sente ao fazer isso. ;D

44 comentários . Comentar via blog

  1. Tatiana Estanislau

    Thais, meus diários nunca foram adiante… Por isso mesmo, desisti da ideia. O que faço hoje é o seguinte: criei uma conta de e-mail para onde mando meus pensamentos, desabafos. Como na minha caixa as mensagens são excluídas pouco depois de enviadas, estes escritos ficam lá, nesta outra conta, onde não vejo, para caso algum dia eu queira reler. E tem funcionado para mim! Mas adoraria ter a disciplina e a vontade necessárias para escrever um diário. Acho super legal. Bjinhos!

    Responder
  2. Há tempos venho pensando em fazer isso, Thais! Esse post foi pra mim, foi? Até comecei um blog, com acesso exclusivo meu, pra isso, mas não tem funcionado. Vou tentar essas outras alternativas sugeridas por vc. Apesar de não comentar sempre, estou sempre por aqui… Beijos e parabéns pelo blog e por todo o seu trabalho com organização.

    Aline.

    Responder
  3. Oi Thais, tudo bem? Tambem sou adepta ao diario e acho que se tem mais um beneficio de.escrever nele é nao colocar os sentimentos para fora, nas redes sociais, rs.
    Beijinho :)

    Responder
    1. olha concordo sabes porquê porque adoro escrever um diário

      Responder
  4. Carol

    Então, tenho uma dica de diário virtual: Oh Life (ohlife.com). É justamente essa proposta, só você tem acesso! Você recebe um email (a frequência você decide) e, ao respondê-lo, você já posta no seu diário. Também pode ir direto ao site. Super simples! :)

    Responder
    1. Silvia

      Oi Carol! Adorei a dica do Oh Life, já comecei a usar!
      Obrigada

      Responder
    2. Carol

      Obrigada pela dica, Carol!!! Perfeita!!! Faz tempo que queria fazer um diário mas realmente não me sinto a vontade. Meu marido fica com ciúmes até da minha caixa de entrada (que uso para fazer anotações de ideias, tarefas, gastos e recebimentos do dia), imagina um diário… Aprendi agora a não salvar o email respondido para o site Ohlife.com (o que é perfeito!). Obrigada Thais e Carol pela força! Beijos!

      Responder
      1. OI AMIGA COMO VC ESTA EU ADOREI ESTA FALANDO COM VC

        Responder
    3. Helena

      Nossa, adorei esse site. Obrigada pela dica!

      Responder
  5. Caroline

    Eu penso muito, meu pai sempre fala: “Viva leve, filha…” rsrs, porque realmente, várias vezes me pego cansada de tanto pensar. Resumindo, depois de muito, peguei um caderno que eu tinha em casa e comecei a escrever. Não escrevo todos os dias, mas tenho percebido os benefícios!
    Ótimo post, Thais!
    Bjuus!

    Responder
  6. Eve

    Olá Thais,
    obrigada por seu texto de hoje. Tenho um caderno só meu, onde registro momentos, desabafo, conto meu dia, mas não com uma frequencia exata, apenas quando sinto vontade, antes de dormir… e concordo, sempre surgem novas idéias, é possível relaxar e me dou conta de como encarar os problemas e situações… como estar em constante busca de ser melhor. Cada vez que escrevo, desafo e fico satisfeita pela vida que construo a cada dia. Ainda gosto de descrever os sentimentos de algum momento pois sei que sempre que lembro de algo do passado, não consigo sentir da mesma forma, então relato para que possa relembrar e viver intensamente um momento bom. Beijoos a todos!

    Responder
  7. Eu sempre tive diário de papel até que me separei e comecei um blog, hoje escrevo no drive do google, faço um smashbook e posto no blog o que merece ser compartilhado. Não consigo ficar sem escrever, me faz bem e me ajuda a organizar a vida. Sem contar que pra quem está em processo de emagrecimento, fazer um diário alimentar e escrever sobre os sentimentos é importantíssimo!
    Adorei a dica!
    Beijos

    Responder
    1. Ludo

      Sandra, parece-me óptima ideia. A nutricionista pediu-me para fazer o diário mas nem sempre o tenho conseguido. Como faz?

      Responder
  8. Michele Almeida Canhoto

    Sou das antigas e gosto mesmo é de um caderninho que escrevo tudo! Pensamentos, projetos, orçamentos…tudo está lá. Eu tenho um monte de um mesmo tamanho ( http://www.papelfantasia.com.br/produto/1312333/Caderno-Organizer-Tilibra-100-folhas-160-x-210-mm) que cabe na bolsa e tem a capa durinha.
    Eu não consigo é tirar um diário ou uma agenda para escrever. A inspiração se vai, o pensamento se perde…
    É muito bom pegar alguns antigos e fazer uma limpa. Normalmente pouca coisa se aproveita e eu vejo que algumas coisas não mudam e outras mudam bastante.

    Responder
  9. Eu já tive diários, e acredito que graças a Isso comecei a escrever poemas e textos =D
    Ajuda muito na escrita..
    Bjs

    Responder
  10. Lidy

    Oie..

    Eu tenho diário desde criança….amo….tinha aqueles com chavinhas e talz….quando casei joguei tudo fora….fiquei apenas com as agendas que tenho até hoje….

    Hoje não escrevo muito….mais no blog mesmo….mais qdo estou muito angustiada escrevo em algum lugar e depois queimo…isso ja me alivia…

    beijao!

    Responder
  11. Eu escrevo diário desde pré-adolescente, um por ano. Há uns 2 anos atrás tentei parar porque achei que estava “pensando” demais nas coisas, mas no meio do ano comecei a perceber que estava com a cabeça atolada de coisas, o coração apertado, e sem clareza nenhuma do que acontecia com a minha vida, daí senti necessidade de voltar a escrever e não pretendo parar nunca mais. Faz uma diferença absurda na minha vida. Eu escrevo quando dá vontade, quando tenho algo pra pôr pra fora mesmo, e só escrevo, sem colar fotos, adesivos nem nada. Também raramente descrevo fatos do dia, falo mais de sentimentos e momentos de vida. Tem épocas que escrevo todos os dias e épocas que fico semanas sem pegar no meu diário. Uma época inventei de tentar reler todos eles, mas não consegui: certas coisas já passaram e não tem porque ficar revivendo. De vez em quando releio pedaços bem específicos, pra tentar entender o que eu estava pensando num momento em que tive atitudes ou tomei decisões que não foram legais pra mim, por exemplo. É sempre bom ver que você amadureceu.
    Mas é sempre bom pegar o papel e a caneta – é a última coisa que eu ainda escrevo à mão, o resto é digitação. E também ajuda muito a “me sentir eu mesma” e não me deixar ser engolida pelas exigências do dia-a-dia.

    Responder
  12. Juliana Honório

    Boa tarde, Thaís.

    Eu nunca tive o hábito de escrever em diários, apesar de admirar quem escreve.
    Mas ao passar por uma fase difícil da minha vida e ter dificuldades de conversar sobre o assunto comecei a escrever para Deus.
    Senti que foi o Espírito Santo de Deus que me conduziu a escrever quando clamei por socorro.
    Todos os dias escrevia o que estava sentindo a respeito do assunto e isso me ajudou muito.
    No momento não estou escrevendo mais, mas foi de suma importância essa prática de desabafar escrevendo e contando para Deus o que estava sentindo. É como se fossem cartas para Deus. E aos poucos Deus foi tirando toda angústia e me dando sabedoria para agir com mais razão.
    Quando relia o que escrevia, as situações ficavam mais claras e então enxergava a solução.
    Abraços.

    Responder
  13. Adorei esse post! Já tive diário, também adoro escrever, mas com a correria da vida, isso deixou de ser um hábito, entretanto sinto falta e até me faz mal não escrever com tanta frequencia, já que é algo que me faz muito bem!
    Já quis ser escritora, e isso ainda é um sonho!
    Com esse post volto a escrever ainda hoje!
    Obrigada pelas suas dicas maravilhosas como sempre!
    Bjs

    Responder
  14. Lua Cheia

    Escrever é um maravilhoso exercício de autorreflexão. <3
    Já cansei de me atormentar com coisas que ao serem colocadas no papel viraram bobagem, que me fizeram questionar "o que diabos estou fazendo? Que infantil!". É como se ao reler o texto eu tivesse uma visão de terceira pessoa, entende? Então tudo fica mais claro e mais fácil de lidar.
    Diários são amor, ótima dica, Thais!

    Responder
  15. Fabiana

    Adorei a dica, Thais! Aliás como todas que você posta! E já coloquei em prática…hehehe
    Abraços e parabéns pelo trabalho!

    Responder
  16. Mônica

    Amei a idéia. Nunca tive diário por questão de falta de privacidade, mas a partir de amanhã vou começar o meu diário virtual. Já estou até me sentindo menos sufocada. Obrigada.

    Responder
  17. Lilian

    Oi Thais,
    Otimo post, eu tambem adoro escrever nos meus diarios, tenho um pessoal e um onde escrevo sobre os livros que leio. Uso um aplicativo para Evernote chamado Journal, o legal é que os registros vão direto para o evernote.

    Responder
  18. solange rodrigues

    Adorei o post….Aliás adoro o teu blog, estou sempre por aqui. Mas falando em diários eu os tenho desde os 13 anos….estou com 62. Uma vida em cadernos e agendas. Escrevo diariamente. Atualmente também tenho um caderno que denominei de ” “Experiencias”, onde escrevo experiencias com palavras, desenhos, rabiscos, idéias etc. Obrigada
    Bjs.

    Responder
  19. Eu já tive diários tanto de papel como no meu pc, mas depois de um tempo decidi não escrever mais, pois quando os lia me batia uma tristeza, pois na maioria das vezes escrevia apenas coisas que me deixavam triste. Prefiro agora que fiquem no pensamento mesmo, fácil de esquecer. Porém, a escrita dos nossos sentimentos ajuda a ter uma noção melhor do que se passa em nossa vida, coisa que nem sempre no pensamento fica tão claro.

    Beijos,
    Josy Santos

    Responder
  20. Amanda

    Olá,
    Sempre tive diários, desde a adolescência (quando criei um alfabeto de sinais para despistar a curiosidade da minha mãe – rs) até a fase adulta… Quando fiz terapia, tinha um diário dos sonhos (sonho muito durante a noite e apesar das repetições, tirava lições incríveis e chegava as mais variadas conclusões, afinal eu tinha as respostas que precisava através dos sonhos). Já tive dois blogs (um restrito e outro que eu não entendia nada do que postei depois de algum tempo, afinal precisava preservar a identidade das pessoas – rs) mas a opção de escrever no papel é maravilhosa e insubstituível. É ali que percebo o meu nível de estresse – como num passe de mágica a minha letra muda, é sério – rs. Muitas vezes ao escrever, baixa a “pollyana” que mora dentro de mim e a minha letra é toda redondinha, miúda e delicada. Mas quando sou 100% sincera, irônica, aí sim, minha letra aumenta de tamanho, a folha fica marcada por causa da força, etc. É super terapêutico e econômico colocar as ideias em ordem através de um diário, eu amo e vou escrever sempre!
    Ah, lembrei de outra coisa (me desculpe o tamanho do comentário, ok?): um dia destes um ex namorado de 6 anos atrás me ligou querendo me ver, etc.e tal. Sinceramente eu nem lembrava o motivo de termos terminado e tive pena por ter rejeitado um reencontro (neste aspecto eu desapego mesmo: “ex bom é ex morto”, no sentido figurado – rs). Foi através dos meus diários que relembrei tudo que ele me fez quando terminamos e tive a certeza de ter feito a coisa certa – rs
    Bjos,

    Responder
  21. Voltei a rotina de escrever o diário após o nascimento do meu filho. Fiquei um pouco parada, mas com este post, resolvi retomá-lo. ;)

    Responder
  22. Caroline

    Adorei o post. Já vinha pensando sobre o assunto. Na verdade, pensava especialmente escrever sobre o dia e as experiências e aprendizados do meu filho de três anos. Quando ele começou a dizer as primeiras palavras, eu fiz um dicionário. Vou ver se agora ponho em prática essa ideia. Obrigada! :)

    Responder
  23. Oi, Thaís.

    Comecei a escrever um diário on line há poucos dias, num site específico para isso. Tem sido uma experiência realmente interessante, tem momentos que pareço estar diante de um analista. Tenho refletido bastante depois de escrever e colocar minhas angústias para fora. Excelente oportunidade de enxergar nossas reflexões com outros olhares. Isso nos deixa mais conscientes do rumo que as coisas podem tomar. Estou adorando a experiência! Beijos e um abraço.

    Responder
  24. Eu também uso o Day One!
    Eu sempre fui de escrever diarios, mas com o tempo eu não conseguia escrever todos os dias, ou meus pensamentos eram muito mais rapidos que minha escrita! haha Com o day one é bem mais fácil, pois sempre estou no pc, ou as vezes escrevo pelo iphone mesmo antes de ir dormir :) E eu super gosto que da pra colocar uma fotinho do dia ne :) hehe

    :**

    Responder
  25. Thaís, justamente no dia que você fez esse post o Day One ficou gratuito na App Store por conta do aniversário da loja. Ainda está lá, deve ficar por uma semana. Seria bom avisar a galera que quer baixar :)

    Responder
  26. Gabriela

    Nosso como não pensei nisso antes?!! estou passando por uma fase que nem para o melhor amigo dá pra contar, e isso fica me corroendo por dentro querendo sair….vou começar o meu desabafo agora, muito obrigada.

    Responder
  27. Marga Almeida

    Oi Thais. Tive que comentar este teu post pois com ele eu também me motivei a começar meu diário, antes só tive os de quando era criança e já os coloquei todos fora.
    Concordo com o comentário feito acima, que o diário também é uma forma de não colocarmos tudo nas redes sociais, eu pessoalmente, penso que elas deveriam ser mais “sociais” do que “pessoais”.
    Eu baixei o “iDailyDiary”, você escolhe a linguagem em Portugues e também pode inserir imagens, bacaninha até entaum.
    Abraços.

    Responder
  28. Oi, Thais
    Descobri o Day One faz pouco tempo. Baixei só no celular (já que está free na AppStore – e foi assim que o descobri; no Mac acho muito caro). Poderias fazer um post falando do aplicativo, que tal? Até mesmo na vantagem de tê-lo no computador – vale os 10 dólares? Vi que tem boas funcionalidades, como o uso de tags, o calendário, as fotos… Tenho procurado na internet artigos que falem sobre o aplicativo, mas com esse nome fica difícil de acertar na busca, os resultados são sempre sobre outra coisa. :)
    Beijo.

    Responder
  29. Delmina

    Também adoro escrever, porém já tive tendinite e a dor sempre volta quando escrevo muito à mão. Por isso comecei a escrever no PC, usando um documento word mesmo, no qual pus uma senha e só eu consigo abrir. Para mim funcionou… O arquivo estava tão grande que tive que dividir até 2010 e o segundo é após 2010… Comecei aos pouquinhos…
    Mais uma vez parabéns pelo blog.

    Responder
  30. Valéria Miranda

    Como sou filha única tinha o costume de falar sozinha, mas desde que aprendi que tenho um Amigo Celestial passei a conversar com Ele. (coisa de doido e amo ser assim) Mas eu nunca fui boa em conversar então desde que li o livro Querido Jesus, passei a escrever meditações como se fosse cartas. E também é bom “voltar” no tempo. (Eu gosto)

    Responder
  31. Janahina

    Oi, Thais, eu tenho um problema muito sério com diários. Sempre começo escrevendo todo dia, mas no fim fico desmotivada e nunca mais escrevo. Mas vejo o quanto é importante, já que um dia peguei os meus diarios antigos para ler e a gente consegue ate dar boas gargalhas com isso.
    Tem alguma dica pra gente conseguir escrever todos os dias?

    Responder
  32. laysla tainara ribeiro de deus

    hoje foi o meu dia de folga ass:laysla

    Responder
    1. fernanda

      ha, hoje foi um dia assustador pra mim numa cidadezinha que quase nenhum dos estados sabem teve tiros perto do bar da minha vó LIDA

      Responder
  33. Tô amando seu blog, desde que descobri leio todo dia. E vou tentar aplicar o que estou aprendendo. Bj

    Responder
  34. leoneide ribeiro da silva

    OI THAIS QUANDO RESOLVI ESCREVER UM DIARIO FOI QUANDO FIQUEI SOZINHA NÃO TINHA ALGUE PARA DESABAFAR PORISO FISI UM DIARIO ONDE COLOCO TODOS OS MEUS PENSAMENTOS ,NÃO ESCREVOS TODOS OS DIAS, ESCREVO MAS QUANDO ESTOU TRISTE OU NERVOSA,ESSE DIARIO SE TORNOU TUDO EM MINHA VIDA MEU AMIGO MEU ESPOSO QUE ACABAVA DE PERDER DE UMA MANEIRA TÃO TRAGIA ,E COM ELE FUI ME ABITADO A VIDA NOVAMENTE HOJ JA SOU FELIZ COM O QUE TENHO MEU DIARIO

    BEIJOS E OBRIGADO PELA SUA DICA

    Responder
  35. oi hoje é um dia muito legal meu primeiro dia conversando com vocês e legal d+ eu tenho 10 anos meu signo é leão e faço aniversario dia 2 de agosto gosto muito do natal e da pascoa eu amo a minha família e amo muito o meu pai a minha mãe vó a minha tia a minhas tias e toda a minha família sou querida e muito amorosa.
    quando conheço amigas e amigos faço logo amizades e brinco bastante gosto de brincar de esconde esconde e de jogar bola e de jogar vólei.
    gosto muito de conversar esse você quer conversar comigo eu vou se apegar muito a você.
    muito obrigada por me ouvir.

    nome -julia alessandra machado

    Responder
  36. Malú Souza Ferreira

    muito obrigada Thais me ajudou muuuiiitoo
    sabe como é néh?
    kkkk o começo da adolescência ñ é algo muito fácil de se lidar.
    – Malú

    Responder
  37. geovanqlimeira silva

    thais OBRIGADA PELA DICA EU ADOREI VOCE ME AJUDOU
    EU ADORI THAIS
    KKKKKKKKKKKKKKKVIDA DE CRIANÇA E DIFICIL
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Responder

Deixe um comentário