28 Feb 2012

Como doar roupas sem drama

Basta responder três perguntas:

1. Você usa essa peça sempre? Ela faz parte do seu estilo?

Se uma peça não combina com você, não tem porque mantê-la no armário. Eu sei como é – estava com um preço ótimo, na hora pareceu linda, mas ela simplesmente não combina com nenhuma roupa que você use. Nesses casos, vale a pena assumir a má compra e doar para alguém que possa aproveitá-la melhor. Se ela estiver nova, você pode até mesmo tentar vendê-la.

2. Você usou essa peça nos últimos seis meses? Ou no último ano?

Se você não usou essa peça nos últimos doze meses, é bastante provável que não venha a usar nos próximos doze. Pode acontecer uma ou outra exceção, mas você saberá reconhecê-las.

3. Essa peça serve em você atualmente?

Se uma peça não serve mais em você, não há motivo para mantê-la. Talvez você guarde aquela calça jeans que servia quando você era adolescente porque ainda tem esperança de que volte a servir. Ok, é até saudável manter UMA peça nostálgica para servir de estímulo para emagrecer – outra coisa é manter um guarda-roupa inteiro. Tenha somente peças que te sirvam.

Como evitar compras desnecessárias

  • Compre quando estiver precisando de algo específico. Dessa forma, fica mais fácil comprar, pois você terá um foco e não gastará seu dinheiro com outra(s) peça(s) – ou pelo menos deixará essa iniciativa mais difícil.
  • Quando precisar comprar, escolha peças de boa qualidade. Como você vai estar comprando menos, compensará o dinheiro investido.
  • Não compre uma peça que servirá quando você “perder 3ks”. Compre somente roupas que sirvam perfeitamente.
  • Com raríssimas exceções, evite comprar peças de roupa que sejam muito diferentes do que você usa no dia-a-dia. Mesmo que você queira mudar completamente o seu estilo, sempre é melhor ir gradualmente. Compre peças parecidas com as que você já tem e que sabem que vestem bem. É muito provável que, se você não tem um vestido bandage, é porque ele não fica muito legal no seu corpo, então não invente para não deixar a peça encostada depois.
  • Compre peças de roupas que combinem com as suas. Uma boa regra ao pegar uma peça na loja é pensar se ela combina com pelo menos três peças do seu guarda-roupa. Se combinar, a compra vale a pena porque você sabe que terá como usar.

Como doar

  • Procure instituições de caridade na sua cidade.
  • Se a sua cidade não tiver essas instituições, informe-se nas igrejas, que geralmente costumam recolher doações.
  • Se a peça for de marca ou quase nova, você pode tentar vendê-la em um brechó ou pela internet.
  • Organize um bazar com as suas amigas e incentive-as a destralhar o guarda-roupa também.
  • Aproveite aquelas promoções de farmácias e supermercados quando estiverem recolhendo doações de roupas para doar a sua parte.

Você não precisa de drama – precisa de espaço. E outras pessoas precisam das roupas que você não usa mais. Doe.

9 comentários . Comentar via blog

  1. Ana Dourado

    Ei Thais,
    Você conhece opções de brechós online? Tenho algumas roupas que podem ser vendidas, mas me faltam referências de sites. Buscando na internet, encontrei essas duas opções:
    http://enjoei.com.br
    http://ganheidoex.com.br/
    Tive a impressão que são todos um tanto quanto parados, sem muitas vendas… Será o Mercado livre um boa alternativa? Alguma entre as leitoras que passam por aqui já vendeu roupas online?
    Beijos

    Responder
  2. Ótimas dicas! São coisas simples e óbvias até, mas que a gente não enxerga. Eu tinha muita coisa que comprava e nem usava quase, e nem tinha tão a minha cara assim, mas era um tormento pensar em dar embora porque parecia que “um dia” eu ia usar, mas nunca usava. Quando aprendi a desapegar também aprendi a comprar, porque acaba sendo dinheiro jogado fora.

    Responder
  3. Olá Thais,

    Tudo bem? Moro na Irlanda e adoro o Vida Organizada.
    Aqui na Irlanda há também uma loja específica de trocas.
    Funciona assim – você leva as peças que não utiliza mais (em boas condições, claro) e recebe créditos (sem validade) e com estes créditos você obtém descontos nas peças da loja (também doadas por outras clientes).
    O mais bacana é que a loja é super organizada e a dona sempre publica looks novos pelo facebook todos os meses. Ah e se você colocar uma tag em uma foto sua na qual você está usando uma peça de lá você também ganha créditos.
    O lema da loja é “troque algo que você não use por algo que você procura” e todo mundo sai ganhando. :)

    Beijinhos

    Responder
  4. Thais Bessa

    Eu confesso que nao compro roupa como vc colocou, rs. Mas o lado bom eh que eu sou uma pessoa sem apego nenhum, sou anti-tralha. Se eu nao uso mais, dou sem do nem piedade mesmo. Estou sempre fazendo limpa no meu armario e da Bebella. Aqui roupa de adulto eu dou pra charity shop, ja as de crianca eu espero e mando/levo pro Brasil, onde tem quem precise mesmo.

    Bjos

    Responder
  5. Patrícia

    Eu sou mesmo meio termo. Tenho pena de me livrar das roupas, mas SEMPRE que eu dou aquela arrumada nas minhas roupas eu tiro alguma coisa. Demora, mas uma hora eu me livro. O problema é que eu não compro muita roupa durante o ano, compro mesmo no fim de ano aquela coisa pra usar no Natal/Réveillon, sabe? O tópico “Como evitar compras desnecessárias” me lembrou de um vestido que eu comprei no fim do ano passado. Achei lindo, mas eu não me imaginava usando ele em muitas ocasiões. Comprei porque minha mãe vive falando no meu ouvido “você não usa vestido, só anda de jeans, como um homem” etc (o que eu acho estúpido, mas ok). Como não fui a uma grande comemoração no fim de ano, acabei não usando o tal vestido e agora abro o guarda roupa e penso “quando é que vou usar?” Não faço ideia. Preciso mesmo destralhar e da próxima vez, comprar o que eu realmente preciso e que tem a ver comigo.

    Responder
  6. magda

    gente por favor eu virei evangelica e a minha igreja é assembleia de Deus e as irmãs usam saias e vestidos se tiver alguma irmã que usa numero 48 de roupa e tiver roupas que não usa pode me doar!!!beijos e fiquem com Deus.

    Responder
  7. oi sou Alzenir preciso de ajuda s poder me ajudem,por favor,de roupas pra mim,e pro meu filho de 12 anos e pra menina de 10anos quem poder,me ajudem.

    Responder
  8. celma vieira dos santos

    oi meu nome e celma sou alxiliar de limpeza estou atualmente desempregada tenho duas filhas uma de13euma 4 anos se poderem me ajudar com roupas e calçado eu agradeço muito obrigado. celma

    Responder

Deixe um comentário