Dicas para otimizar a limpeza da sua casa

Na última palestra que eu fiz, muitas pessoas me perguntaram duas coisas: como eu conseguia conciliar as tarefas de casa com o meu filho e como eu consigo fazer tanta coisa em tão pouco tempo. Hoje eu vou dar algumas dicas para ajudar você a conseguir fazer mais em menos tempo também.

Nossa rotina doméstica tem ficado muito corrida, pois meu marido tem feito muitos shows e não temos ficado tanto em casa. Eu mesma tenho viajado, participado de cursos e eventos, e cuidar da nossa casa se tornou mais difícil. Eu comentei no meu checklist que gostaria de fazer um teste com uma faxineira a cada 15 dias, mas meu marido não quer porque nós sempre demos conta de tudo. Vamos ver.

De qualquer forma, nossa rotina é mais ou menos assim:

  • Pela manhã, antes de todos acordarem, eu faço algumas coisinhas
  • Durante o dia, meu marido cuida das tarefas mais corriqueiras (comida, louça)
  • De noite, brinco com o filhote, dou banho nele e meu marido o coloca para dormir
  • Depois disso, tenho cerca de três horas livres para fazer as minhas coisas, sejam quais forem
  • Se tivermos tempo, aos finais de semana executamos mais algumas tarefas

Essa é basicamente a nossa rotina. Se ficássemos em casa todos os finais de semana, acredito que não precisaríamos fazer tantas tarefas no decorrer da semana. Mas o que costumamos fazer para dar conta de tudo, no geral, é o seguinte:

1. Fazer um pouco por dia

Em vez de deixar acumular, nós distribuímos as tarefas ao longo da semana. Temos uma lista de tarefas diárias essenciais (arrumar a cama, lavar a louça) que seguimos rigorosamente. Ela tem bem poucos itens – somente o necessário para a casa ficar minimamente apresentável. Temos listas de tarefas semanais, mensais etc, e vamos distribuindo no decorrer dos dias de acordo com as zonas da semana.

Quer dizer, as tarefas semanais (suponhamos que sejam 14) são distribuídas todos os dias, todas as semanas. Se são 14, significa que fazemos duas delas por dia (limpar o microondas, limpar a geladeira), por exemplo. As tarefas mensais são distribuídas de acordo com as zonas da semana (veja um post sobre isso). No total, fazemos de 3 a 5 tarefas além das tarefas diárias, todos os dias.

Elas não pesam porque procuramos intercalar tarefas mais chatas e demoradas com tarefas mais leves, além de dividirmos todas. A distribuição que eu recomendo é:

  1. Tarefas diárias
  2. Uma tarefa mais pesada, semanal ou mensal
  3. Duas tarefas leves, semanal
  4. Duas tarefas leves, mensal

2. Destralhar sempre

Quanto menos temos, menos precisamos limpar, arrumar e organizar. Todos os dias eu tenho meus 5 a 15 minutos de destralhamento quando passeio pela casa com uma sacolinha na mão e recolhendo o que for lixo. Quanto mais você destralhar, mais fácil será para limpar.

3. Limpar só o que está sujo

Esse desapego veio quando eu fiquei mal de saúde e meu marido precisou assumir praticamente todas as tarefas domésticas. Simplesmente não tínhamos tempo para limpar o que não fosse necessário. Isso abriu muito a nossa cabeça e aumentamos muitas frequências de nossas tarefas. Coisas que limpávamos diariamente foram para a lista semanal e muitas da lista semanal foram para a lista mensal.

4. Envolver nosso filho nas tarefas

É claro que brincamos com o nosso filho e temos tempo para as atividades infantis da sua idade. Porém, considero de extrema importância a participação dele no cotidiano de cuidados com a casa, pois não quero que ele cresça ignorando isso. Assim, eu sempre o levo comigo para estender roupas (ele adora tirar todos os pregadores), guardar a roupa limpa, arrumar a cama, ele mesmo nos ajuda a guardar seus brinquedos, entre outras atividades. Vou conversando com ele e explicando o que estou fazendo. Dessa forma, aproveito meu tempo com ele e consigo fazer algumas tarefas de casa em poucos minutos.

5. Não perder tempo

Eu não posso mais me dar ao luxo de perder duas horas da minha noite no Facebook, por exemplo. Tem dias em que eu realmente termino tudo o que eu tenho para fazer, meu marido está vendo um filme ou já foi dormir, e eu posso fazer esse tipo de coisa. Como regra geral, eu nunca faço. Por quê? Porque é tempo perdido. Eu poderia estar estudando algum idioma, adiantando tarefas em casa, escrevendo meu TCC, cuidando do blog etc! Eu tenho cerca de 3h desde o momento em que o meu filho dorme até a hora em que eu vou dormir, e não vou perder esse tempo precioso com algo que não me acrescentará nada.

6. Planejar o que puder

Arrumar minha bolsa na noite anterior, separar a roupa que irei usar, preparar minha comida para levar para o trabalho, ter um bom sistema de gerenciamento de contas, planejar um menu semanal, entre outras muitas práticas, otimizam nosso dia-a-dia de muitas formas. Nós certamente economizamos horas por semana apenas por causa desse planejamento.

Com essas premissas acima, conseguimos dar conta de tudo sim, numa boa. É cansativo? Claro que, se compararmos a ficar deitados no sofá, pode ser considerado cansativo. Mas se você tem uma motivação para cuidar da casa (morar em um ambiente saudável, gostoso, que reflita sua personalidade, seja seu refúgio), eu não vejo nem um pouco como trabalho.

Thais Godinho

Organizadora profissional e publicitária, criou o blog para ajudar as pessoas a se organizarem.

Mais posts - Website

26 Comments

  1. Marcela Palassi
  2. Organiza-se
  3. Marina Sales
  4. Aparecida ELiana
  5. Déborah
  6. Lettie
  7. Vanessa Rosa
  8. Giselle Moura
  9. Carolina
  10. Laís
  11. Danielle
  12. Thais Godinho
  13. Nilza
  14. Elisa
  15. Renata
  16. Danielle
  17. Geovana Silva
  18. Gabriela
  19. Dora
  20. simone
  21. Simone Vec

Responder