Destralhe seu guarda-roupa por categorias

16
3274

Se tem uma coisa que eu concordo com a Marie Kondo, é com a sua recomendação para destralhar por categorias. Como funciona isso? Significa que, se você quiser destralhar seu guarda-roupa, por exemplo, você não precisa colocar tudo em cima da cama e ficar exausta(o) destralhando tudo. Você até perde o parâmetro quando lida com tanta coisa ao mesmo tempo. No entanto, se você destralhar hoje as suas calças, amanhã as camisas, tudo fica mais fácil e com mais qualidade.

destralhe-categorias

Categorias de roupas

  • Partes de cima
    • Camisetas
    • Blusinhas
    • Camisas
    • Suéteres e cardigans
    • Blazers, jaquetas e casacos
    • Coletes e quimonos
    • Regatas
  • Partes de baixo
    • Shorts e bermudas
    • Calças
    • Vestidos
    • Saias
  • Acessórios
    • Meias-calças
    • Cachecóis e pashminas
    • Lenços
    • Bolsas
    • Sapatos
    • Meias

O que saber o que eu devo manter?

Um exercício muito legal é você fazer algumas perguntas quando estiver lidando com cada categoria. Eu sugiro as seguintes, mas você pode personalizar:

  • Quais são as minhas peças preferidas desta categoria? Essa pergunta já te ajuda a descobrir coisas importantes, tais como: tecidos preferidos, cores que caem bem, cortes, quantidade de combinações, conforto, praticidade, entre outros atributos que podem ser importantes para você.
  • Se você tivesse que escolher apenas uma peça dessa categoria, qual seria a peça?
  • Se você tivesse que escolher apenas três peças dessa categoria, quais seriam essas peças?
  • O que elas têm em comum? Por que vocês as escolheu?
  • Por que você não escolheu as outras?
  • (Analise peça a peça) Essa peça veste bem em mim? Se estiver apertada ou larga, não serve. Tome providências – mande ajustar, doe, venda. Dica: Se a peça está apertada, mas você está em processo de emagrecimento, você pode guardá-la. Tenha bom-senso! No entanto, se essa mesma peça estiver manchada ou já um pouco gasta, eu recomendo que você a doe. Vale mais a pena comprar algo novo como recompensa quando você emagrecer que guardar algo que já não esteja em tão bom estado.
  • (Analise peca a peça) Essa peça tem uma cor que me favorece? Você pode saber mais sobre análise de cores para se conhecer melhor.
  • (Analise peça a peça) Essa peça tem um material de boa qualidade? E a costura dela? Tenho outra peça semelhante com uma qualidade superior? Se não, vale a pena manter, pelo menos enquanto não faço substituições com o tempo?
  • (Analise peça a peça) Essa peça é única no meu inventário? Se tenho mais de uma parecida, o que me levou a ter mais de uma? Quais as diferenças entre elas? Posso ficar apenas com uma?
  • (Analise peça a peça) Essa peça pode fazer parte de pelo menos três combinações de looks com outras peças do meu armário? Eu me sinto bem com esses looks? São algo que eu realmente usaria?
  • (Analise peça a peça) Essa peça que veste bem, mas não é de uma cor favorável, vale a pena manter no armário porque atende os outros requisitos?

Com as perguntas acima, você poderá ter parâmetros para decidir. Não estamos incentivando o desperdício! Leia aqui sobre o que fazer com as roupas.

Destralhar por categorias é menos traumático e mais certeiro. Depois me conta como foi a experiência para você.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo pegar mais leve em 2016
Próximo artigo4 dicas de estudos definitivas para 2016
Meu nome é Thais Godinho e sou organizadora profissional, o que significa que ajudo as pessoas a se organizarem quando elas precisam de uma forcinha para isso. A maneira que encontrei para ajudar foi criando este blog, ministrando cursos e realizando outros eventos.

16 Comentários

  1. Achei esse post por meio do Hoje Vou Assim Off, e isso aqui é de utilidade pública, querida! Tô numa vontade super de reorganizar, desapegar… Mas em cia vem um baita medo de fazer burrada! Mas posts assim sempre inspiram e ajudam a bolar estratégias de consumo mais consciente!

    E vou te contar, que gostei tanto tanto do post que indiquei lá no meu blog, numa coletânea de links. Isso aqui precisa ser espalhado!

    Beijos.

  2. Gostei mto do post, em especial das perguntas, pra definir as peças que ficam ou não. Vou anotar, pra usar de vez em qdo…

  3. Olá Thais! Seu blog é simplesmente essencial! Sou super grata à sua disponibilidade em compartilhar tanta coisa importante, que mudam nossa vida para melhor!
    Eu tenho aqui uma questão com a roupa que usei uma vez, e pretendo usar novamente, antes de já colocar pra lavar. Não gosto de voltar essa roupa já usada para a gaveta ou cabide, ainda que não apresente nenhuma sujeira.
    Também não gosto de deixar pendurada para fora do armário, em ganchos, cabideiros, ou no banheiro, pois às vezes juntam algumas, e fica bagunçado.
    Será que você teria alguma dica?
    Muito obrigada!
    Um abraço!

    • Você pode ter uma porta do armário destinada a elas, se não gosta de guardar com as outras.

      Ou pode sempre lavar.

  4. Thaís, amei esse post! Aliás, todos os seus textos são excelentes! Estou me organizando aos poucos, mas num processo contínuo. Li o livro da Marie Kondo e fiquei meio incomodada com o método dela. Dá uma sacudida na gente? Dá. Mas o jeito radical com que ela trata o destralhamento e ter de fazer tudo de uma vez, me deu a impressão de que acabaria me arrependendo de ter me desfeito de alguma coisa de forma precipitada. Quero ter menos coisas em casa para que a vida e todas as rotinas fiquem muito mais práticas. Assim, eu e minha família teremos uma vida com mais qualidade e mais tempo livre para nosso convívio, a prática de esportes, o desenvolvimento pessoal, lazer, passeios, enfim. Estou doando revistas, livros, cds, dvds, todo tipo de roupas e acessórios, digitalizando documentos importantes e fotos. Aliás, as fotos são um capítulo à parte. Vou reorganizar em álbuns as melhores fotos e me desfazer do excesso.
    Quero ter em casa só as coisas que usamos realmente.
    Parabéns! Seu texto era o estímulo que faltava para eu continuar nessa filtragem e na reorganização geral da minha casa com muito mais ânimo! É o ponto de equilíbrio entre o radicalismo e o bom senso.
    Beijos e obrigada!
    Muito sucesso na sua vida!

  5. Oi,Thaís,
    Venho tentando organizar minha vida já há muito tempo, mas pelo acúmulo de roupas e objetos sem uso, parecia estar sempre a trabalhar em vao.Organizava tudo mas dois dias depois parecia estar pior do que antes.Vasculhando alguns blogs descobri o Minimalismo e agora pra minha felicidade encontrei seu Blog que vem me ajudando todos os dias a por minha casa , ou melhor, minha vida em ordem.
    Obrigada pelas dicas maravilhosas, tenho aprendido muito com você !

DEIXE UMA RESPOSTA