Inverno

26 Aug 2014

5 ideias de armazenamento para o inverno

Armazenar qualquer tipo de objeto no inverno requer alguns cuidados específicos, dependendo da região. Por isso, escrevi este post com algumas dicas que podem facilitar esse procedimento na sua casa.

1. Sachês para evitar traças

Uma maneira natural de repelir traças e outros insetos é montar um sachê de lavanda e armazenar dentro de armários ou estantes. Você pode criar um sachê simples cortando uma meia-calça velha e colocando dentro alguns ingredientes, a saber: cravo, hortelã, lascas de cedro, tomilho seco, alecrim e lavanda. Coloque todos dentro de uma vasilha e misture-os com algumas gotas de óleo de lavanda, que pode ser comprado em lojas de produtos naturais ou esotéricos. Faça um nó em um lado do pedaço da meia-calça e, com um funil, coloque sua misturinha dentro da meia. Quando terminar, dê um nó do outro lado. Pronto! Agora, baste colocar dentro de gavetas e armários para repelir traças e outras pestinhas.

2. Proteja roupas com um saco apropriado

É muito comum vermos em lojas de artigos para casa e organizadores aqueles sacos de poliéster para cobrirmos roupas, especialmente vestidos e casacos. Eles podem ser muito úteis principalmente no inverno e com tecidos que juntem mais poeira, como lãs e veludos. Verifique em seu armário quantas peças demandam esse tipo de cuidado e faça sua encomenda para garantir uma melhor durabilidade e cuidado com suas roupas.

3. Guarde em outro lugar as roupas de verão

Em vez de deixar suas roupas de calor com fácil acesso, libere espaço para suas roupas de inverno. Você pode armazená-las na parte de cima do guarda-roupa, em malas ou caixas organizadoras. É claro que esta dica só funciona se você morar em regiões onde faz frio no inverno. Se na sua região faz calor mesmo durante esta estação, mantenha algumas (ou muitas peças), de acordo com sua necessidade.

4. Tenha sempre à mão rolinhos de tirar bolinhas

Como usamos mais as roupas de frio nesta estação, podemos precisar ter sempre à mão os famosos rolinhos adesivos que tiram bolinhas das peças de lã, algodão, entre outras. Mantenha em seu armário para usar sempre que for necessário.

5. Reserve espaço para peças grandes

No inverno, usamos muitos cobertores, mantas e edredons. Se você tiver a possibilidade de colocar um baú no seu quarto, é uma excelente solução para manter esses itens sempre à mão e deixar o quarto com cara de arrumado. Se não tem essa possibilidade, reserve um espaço em seu guarda-roupa, então, com o mesmo objetivo. O que não vale é dobrar as peças e deixá-las em cima da cadeira ou poltrona, se você não gostar da aparência.

6. Utilize sapateiras para guardar itens de frio

Imagem: The DIY Village

Imagem: The DIY Village

Sempre devemos cuidar das nossas coisas para que elas durem mais e economizemos. No inverno, essas dicas específicas podem ajudar. Se você tiver mais alguma, por favor, compartilhe nos comentários!

12 Jul 2014

Cuide da sua saúde no inverno

Woman Holding Cup of Water and Lemon --- Image by © Royalty-Free/Corbis

Algumas dicas práticas para manter sua saúde bem cuidada nesta estação:

  • Procure manter a temperatura corporal. Se estiver em casa com pouca roupa, agasalhe-se para sair.
  • Consuma bebidas quentes ao longo do dia para manter o corpo aquecido.
  • Tire o pó da casa com uma frequência maior. Evite ficar em ambientes empoeirados.
  • Evite tomar banhos muito quentes para não ressecar a pele.
  • Tenha sempre uma manteiga de cacau ou hidratante labial na bolsa para ir passando ao longo do dia.
  • Coma frutas cítricas para aumentar o consumo de vitamina C.
  • Beba água morna com limão pela manhã.
  • Faça atividade física, mas reforce o aquecimento antes para evitar lesões.
  • Mantenha em casa seu estoque de remédios para males comuns, como alergias, febres e resfriados.
  • Use filtro solar na pele mesmo no inverno. O sol continua queimando do mesmo jeito.
  • Mantenha o horário de sono mesmo nos dias de folga, para não confundir o ritmo do seu corpo.
  • Redobre os cuidados com hidratação da pele.
  • Beba bastante água ao longo do dia.
  • Consuma refeições que fazem uso do alho.
  • Consulte um dermatologista.
  • Encha uma bacia com água fervente e coloque folhas de eucalipto. O aroma é gostoso e o eucalipto é bom para a respiração.
  • Abuse das sopas e caldos quentes nas refeições.
30 Jun 2014

Dicas para limpar a casa no inverno

Imagem: http://sitmeanssit.com

Imagem: http://sitmeanssit.com

Algumas dicas simples específicas para o inverno com relação à limpeza da casa:

  • Dê atenção especial aos tapetes. Muita umidade e poeira podem aumentar o número de ácaros.
  • Mantenha as toalhas secas. Quando tomar banho, em vez de deixar no banheiro, pendure a toalha no varal.
  • Se possível, tire o pó dos móveis e passe o aspirador diariamente. Se não, pelo menos uma vez por semana.
  • Limpe os vidros para aproveitar melhor a luz natural.
  • Mantenhas as lâmpadas limpas. Lâmpadas sujas queimam mais rápido e, no inverno, a tendência é usarmos mais, por escurecer mais cedo e ficarmos mais tempo em casa.
  • Organize sua rotina de lavanderia, que muda com a demora maior da secagem das roupas.
  • Separe um canto do guarda-roupa para pendurar os casacos que não estão lavados nem sujos.
  • Faça uma limpeza completa na despensa.
  • Mantenha a roupa de cama quente em local de fácil acesso.
  • Limpe os equipamentos eletrônicos para evitar acúmulo de pó, especialmente em computadores.
  • Abra as janelas diariamente para ventilar e aproveitar o sol.
  • Se possível, instale uma torneira com água quente para facilitar as rotinas de limpeza, especialmente lavar a louça.
  • Se tiver pessoas alérgicas na sua família, vale a pena enrolar e guardar os tapetes dos quartos durante a estação.
  • Limpe e guarde bichinhos de pelúcia, caso seu filho seja alérgico. Evite o que puder, que junte pó.
  • Mantenha o chuveiro limpo e fique de olho na resistência.
  • Renove o estoque de velas em casa, caso falte luz.

E você, costuma fazer algo especial relacionado à limpeza da sua casa no inverno?

26 Jun 2014

Atividades baratas para manter as crianças entretidas em casa nas férias de julho

Eu estava pesquisando algumas ideias de brincadeiras para fazer com o filhote durante as suas férias e encontrei um artigo muito legal do Buzzfeed com um montão delas. Resolvi compartilhar as minhas preferidas aqui. Quem não vai viajar ou quer ter ideias para aproveitar os dias em que estiver em casa pode gostar também:

260614-atividades01

A ideia aqui é usar fita adesiva para criar estradinhas por toda a casa. Elas são fáceis de tirar e diversão garantida até para os adultos (eu já me imagino brincando com meu filho fazendo isso).

260614-atividades02

Aqui a ideia é bem parecida, mas simulando um enorme jogo de tabuleiro! Que tal usar o jogo preferido do seu filho como modelo para criar algo em tamanho natural? Serve para amarelinha também.

260614-atividades03

Outra atividade divertida e que pode ser feita em varandas, quintais ou até mesmo na rua. Use giz para criar alvos grandes, com pontos, e esponjas molhadas para fazer a “bomba”. Deixe seus filhos se divertirem vendo quem consegue ganhar.

260614-atividades04

Essa é uma atividade para quem tem espaço livre em casa: pendurar um grande lençol, recortando alguns buracos antes, que valem pontos. O objetivo é brincar de tiro ao alvo com qualquer objeto.

260614-atividades05

Entretenha seu bebê com esse brinquedo ridiculamente simples: cole um rolo vazio de papel toalha na parede com fitas adesivas e use pequenos objetos para ele passar por dentro e dar risada quando saírem rolando do outro lado!

260614-atividades06

Se não puder acampar de verdade, que tal montar acampamento na sala? Aproveite para brincar muito, ler histórias e ver filmes. Essa é uma brincadeira clássica que praticamente todas as crianças adoram, e é muito simples.

260614-atividades07

Outra brincadeira barata e fácil de fazer que rende horas de entretenimento é amarrar um novelo inteiro de lã em um cômodo ou corredor e brincar de quem consegue passar sem encostar.

260614-atividades08

Uma boa brincadeira para estimular o aprendizado de cores e formas é criar caminhos que levem a algum tipo de tesouro. Seja criativo aqui!

260614-atividades09

Essa brincadeira é ridícula de tão simples também, mas garante boas risadas: corrida de pipoca! Basta estourar pipocas e deixar as crianças assoprando com canudos. Quem chegar primeiro pode escolher o filme do dia, eba!

260614-atividades10

Use bexigas e pratos descartáveis para criar o ping-pong mais simples e divertido do mundo.

260614-atividades11

Se tiver plástico-bolha sobrando em casa, crie um caminho divertido para seus filhos passarem e se divertirem. Especialmente para bebês que engatinham, pode ser uma atividade que o ajuda a descobrir novas texturas.

Mesmo sem ter muito dinheiro para gastar, dá para se divertir! Basta ter criatividade e boa-vontade.

23 Jun 2014

Menu semanal no inverno: como planejar

Imagem: Scoop.it

Imagem: Scoop.it

Em primeiro lugar, para quem está chegando agora, é importante saber o que é planejar o menu semanal e sua importância para a organização do dia a dia.

Planejar o menu semanal significa definir os sete pratos que você vai preparar na semana seguinte, podendo fazer as compras certas no mercado, sem faltar nada nem desperdiçar. Também garante que você não perca tempo todos os dias decidindo o que preparar para a família, ou esquecendo de descongelar uma carne, por exemplo. Não é para ser uma coisa rígida. Você pode estipular um prato para cada dia ou determinar sete pratos, e escolher todos os dias qual fará desta vez.

Você pode ler mais orientações sobre como montar um menu semanal em um post anterior.

Qual a vantagem de adequar o menu semanal à estação do ano que estamos vivendo? O aproveitamento dos alimentos – porque compramos o que está mais barato e em abundância, além de trazer mais conforto para a família, ingerindo os alimentos que dão mais energia e nos deixam mais felizes, pois têm a ver com o que estamos vivendo.

No inverno, é natural que a gente coma mais refeições quentinhas e o que chamamos de “confortáveis”. Para isso, podemos fazer substituições. Em vez de salada de batatas, podemos fazer purê. Em vez de salada de verduras, podemos comer legumes refogados. As opções são inúmeras.

Vamos ver primeiro os alimentos que estão mais abundantes nesta época (junho, julho e agosto, no Brasil)*:

    • fruta do conde
    • jaca
    • mixirica/tangerina
    • carambola
    • jabuticaba
    • maçã fuji
    • caju
    • kiwi
    • limão galego
    • morango
    • laranja lima
    • batata-doce
    • cará
    • chuchu
    • gengibre
    • inhame
    • mandioca
    • mandioquinha
    • agrião
    • brócolis
  • cenoura
  • erva doce
  • milho verde
  • nabo
  • rabanete
  • berinjela
  • cogumelos
  • almeirão
  • escarola
  • louro
  • rúcula
  • salsa
  • ervilha
  • alho-poró
  • chicória
  • coentro
  • couve manteiga
  • couve-flor
  • espinafre
  • mostarda
  • repolho
  • Apenas de olhar a lista acima, já dá para ter um monte de ideias para fazer de comida, não é mesmo? A ideia é justamente essa: adaptar o que já costumamos fazer em nossa rotina, inserindo alimentos novos.

    Os métodos de cozimento também podem variar. Em vez de comer alimentos frios ou crus, pensamos mais em assados, cozidos, ensopados. O objetivo no inverno é aquecer e ter mais energia. Portanto, nossa alimentação deve refletir esses objetivos. Ao preparar seu menu semanal, procure levar em conta os alimentos da estação e esses métodos de cozimento que favoreçam o conforto. São pequenas mudanças que fazem grande diferença em nossos dias e na disposição da nossa família.

    Algumas sugestões para o seu menu semanal:

    Tipos de refeições que combinam com o inverno:

    • massas
    • raízes
    • purês
    • sopas
    • cremes
    • geléias
    • risotos
    • assados
    • refogados
    • suflês
    • compotas
    • tortas

    Com base nessas informações, você pode montar seu menu semanal de forma criativa e sem alterar radicalmente a rotina da família.

    Ao longo do inverno, postarei aqui no Vida Organizada uma série de posts com sugestões de receitas que reflitam o que escrevi aqui hoje. Caso você tenha alguma sugestão de receita que seja a cara do inverno, por favor, indique nos comentários! Obrigada!

    * Fonte: Revista Teste Saúde (2009)

    16 Jun 2014

    10 coisas simples e legais para fazer no inverno

    100614-10coisas-inverno

    Afinal, o inverno está chegando. ;D

    Eu pretendo fazer todas essas coisas, que geralmente faço a cada inverno, pois adoro!

    A leitura em companhia é um prazer redescoberto atualmente. Nada como encontrar alguém que tenha um interesse comum ao seu e ler um livro juntos, discutindo as descobertas.

    Preparar uma sopa caseira é algo que me dá grande prazer, pois adoro cozinhar! Minha sopa preferida é a de abóbora.

    Marcar encontros com amigos nesse friozinho é uma delícia, especialmente se for para comer fondue! Tenho uma grande amiga de infância que faz aniversário em junho e nossa turma sempre aproveita a oportunidade para se reunir e matar a saudade.

    Um dos meus eventos preferidos no inverno é ir em alguma festa junina! A minha preferida é a Festa da Igreja do Calvário, que fica no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

    Para este ano, minha maratona de filmes provavelmente será de uma série (Game of Thrones). Ano passado fiz maratona do Harry Potter e, antes do Senhor dos Anéis. Adoro fazer isso!

    Aprender a costurar é um item que eu recomendo, mas não sei se levo muito jeito. Não tenho máquina de costura (ainda! é um projeto para mais para frente) e costumo fazer só algumas coisinhas mais simples. Porém, gosto muito. Costurar é um grande exercício de concentração, além de produzirmos coisas bonitas.

    Pretendo visitar algum museu diferente desta vez, como o Museu do Imigrante, em São Paulo.

    Costumo ir ao Mercado Municipal com frequência (especialmente depois que meu marido começou a estudar Gastronomia), mas é um programa que adoro fazer e sempre recomendo, não só na cidade de São Paulo, como em qualquer outra que tenha esse tipo de mercado. Sempre há boas descobertas, variedade e os preços costumam ser ótimos.

    Sempre deixo uma manta quentinha no sofá para as noites mais frias vendo filmes na TV. É indescritível você poder usar a mantinha sem precisar pausar filme, levantar, calçar chinelo, ir até o quarto, abrir guarda-roupa etc para pegar. Faz parte da decoração de inverno em casa.

    Por último, eu já sou apaixonada por chá – no frio, então, bebo muito, para me manter aquecida. Costumo até deixar uma garrafa térmica com água sempre quentinha, para preparar o chá mais rápido. Apesar de que, a sensação de ferver água e preparar um chá fumegante na hora é a cara da estação!

    E você, gosta de fazer coisinhas simples assim no inverno? Quais suas preferidas?

    01 May 2014

    O inverno está chegando

    maio14

    É oficial: todas as pessoas que eu conheço, com as quais conversei nos últimos dias, me confessaram que abril passou muito rápido. Eu estava concordando com esse consenso geral até escrever um resumo do meu mês, quando percebi que passei por tantos acontecimentos em abril que, no final das contas, a impressão é que ele durou muito mais do que 30 dias. Concluí que o tempo é realmente um conceito relativo.

    No budismo, a gente é incentivado a se lembrar sempre da morte, porque isso nos faz dar mais significado à vida. Se o dia de hoje fosse a nossa vida inteira, será que estaríamos satisfeitos com ela? Será que teríamos feito o nosso melhor? Teríamos dito aos nossos entes queridos o quanto os amamos? Teríamos transformado nossos sonhos em realidade?

    Claro, também é entendimento geral hoje que falar em sonhos pode parecer clichê, história de auto-ajuda, mas é curioso pensarmos assim. Relegamos nossos sonhos para o cantinho dos conceitos piegas lá no fundo do armário, pois falar sobre eles pode fazer com que pareçamos pessoas iludidas, que não têm os pés no chão. Mas aí, quando a gente vê, de tão fincados que estão nossos pés, nos encontramos na verdade ancorados em uma realidade que não nos agrada, que não nos faz feliz, que nos faz olhar todos os dias no espelho do banheiro de manhã e perguntar onde estaria aquela pessoa que um dia teve sonhos. Nesse momento, os sonhos deixam de ser piegas e se tornam nostálgicos, reflexos de uma vida que nunca foi vivida, cujo tempo deixamos passar. Porque, enfim, os meses, como abril, passam de forma tão rápida. E a gente continua vivendo assim, no piloto automático, só reagindo aos acontecimentos, sem tomar decisões.

    Em abril, eu passei por períodos difíceis, tanto pessoal quanto profissionalmente. Um dia, eu estava em casa, bastante chateada, quando olhei no espelho e cumpri todo o ritual que descrevi honestamente no parágrafo anterior. E pensei: “eu digo todos os dias para as pessoas como elas podem se organizar para serem mais realizadas, então como posso estar me sentindo desse jeito?”. Naquele momento, eu decidi que mudaria aquela situação. Os fatores externos não podem me trazer felicidade ou infelicidade – só a minha mente. A felicidade é um estado mental. E, antes de mais nada, eu estou viva. Meu corpo passou uma noite inteira se sustentando vivo para que eu descansasse, respirando normalmente, para eu viver o dia seguinte e todos os outros que ainda estão por vir. E o que é que a gente tem que dizer todos os dias para o deus da morte? Hoje não.

    Coisas ruins acontecem com a gente o tempo todo. Pessoas são sacanas conosco, nos tratam mal, se enganam, assim como nós nos enganamos. Ninguém é perfeito. Tudo é experiência e aprendizado; tudo é vida. Nos perdemos nesses pequenos problemas e eles nos distraem do que deveria ser o nosso foco principal. E não, eu não vou dizer que existe regra para encontrar esse foco – cada um deve ter o seu. Você pode querer fazer um MBA no ano que vem, se casar, ter um filho, ser promovida(o) no trabalho, finalmente se engajar em algum trabalho voluntário, mudar o seu pequeno mundo e, aos poucos, mudar o mundo inteiro. Todos nós queremos isso, então por que nos desviamos de nosso caminho? Por que não pegamos cada experiência que vivemos e agradecemos por ela, seja boa ou ruim, pelo aprendizado que nos trouxe? Por que deixamos que pequenos problemas sejam mais importantes do que o simples fato de estarmos vivos e acordarmos a cada manhã, em um dia cheio de novas possibilidades?

    Existe aquele livro famoso do Roberto Shinyashiki, chamado “Problemas? Oba!”, que fala justamente sobre isso. Problemas nos dão a chance de sermos criativos e buscarmos soluções que muito provavelmente não pensaríamos a respeito se eles não tivessem aparecido na nossa vida. Uma pessoa que não é legal com a gente nos faz praticar paciência, amor apreciativo, entre outras virtudes. Tudo é ensinamento. Tudo é precioso – especialmente os problemas. Não devemos achar que problemas são coisas ruins. Quando os enfrentamos, muitas vezes eles nos parecem ruas sem saída mas, com o tempo, acabamos encontrando a solução ou conferindo a eles menos importância, porque outros assuntos passam a ser prioridade. Portanto, só podemos superar nossos problemas através da nossa mudança de pensamento.

    Já passou da hora de deixarmos de colocar a culpa das intempéries em outras pessoas ou situações diversas. Somos responsáveis pelo nosso corpo, pelo que falamos, pelo que pensamos. Pelo que sentimos. Se não sabemos como controlar isso, precisamos aprender. Isso sim é um ofício que nos torna uma pessoa melhor, não só para nos sentirmos bem, mas para tornar a vida das outras pessoas melhor também. Os problemas sempre vão existir. Nossos problemas pessoais não são mais importantes que os problemas da pessoa ao lado. Cada um tem sua realidade, seu grau de tolerância e seus desafios próprios.

    Devemos abraçar os problemas, porque eles nos ajudam a aprender e a crescer melhor. Aquela pessoa no espelho não é a mais a mesma. Nunca será, pois mudamos o tempo todo. O tempo é implacável. Não foi só o mês de abril que passou rápido, mas todos os meses e anos que nos trouxeram até esse momento aqui, hoje. Sabe-se lá quantos ainda temos pela frente, mas será que devemos continuar culpando o tempo pelo que deixamos de fazer? Será que vamos chegar no dia 31 de maio e comentar, de maneira blasé, que o mês simplesmente passou rápido de novo? Não vamos deixar nossa responsabilidade entre a segunda e a sexta-feira; entre o dia primeiro e o dia 31. Todos os dias começamos um ano novo e, com ele, celebramos a vinda de novas experiências, de novas surpresas, de novos problemas. É fácil ser feliz quando o sol bate em nosso rosto. Precisamos aprender a ser feliz mesmo – e especialmente – quando não nos reconhecemos no espelho.

    Afinal, o inverno está chegando. Mas eu sempre fui uma pessoa que gosta mais de frio.

    Captura de tela 2014-05-02 00.12.59

    E amamos Arya Stark <3