Blog

13 Jul 2015

CoSchedule: o calendário editorial definitivo para o seu blog

Eu já testei diversas maneiras de montar o calendário editorial do meu blog: calendário de post-it, calendário de papel, agenda do Google, plugins, planilhas. Todas são excelentes soluções e atendem bem, mas nada é tão completo quanto esse plugin que descobri há cerca de um ano chamado CoSchedule. Ele não é muito popular porque é um plugin pago, mas vale cada centavo.

CoSchedule-Blog-Editorial-Calendar-ogimage-1200x630

Basicamente, ele cria um calendário onde você pode manusear os posts dentro do seu próprio blog. Só que ele tem muitos recursos para fazer isso acontecer.

Captura de tela 2015-07-11 12.47.51

Primeiro, que ele tem um menu lateral que te permite escolher o tipo de conteúdo que você vai visualizar (posts, redes sociais, notas etc). Você também pode escolher, na barra superior, o período de visualização. Também é possível visualizar todos os posts em formato de rascunho (e que estejam sem data) na lateral direita, pois assim você pode aproveitá-los ao trabalhar no seu calendário editorial.

Ao clicar no botão +, para adicionar um novo conteúdo, ele abre uma janela com as opções:

Captura de tela 2015-07-11 12.50.30

E aí você começa a ver como ele é incrível, porque não manuseia somente posts no blog, mas em redes sociais, outros conteúdos (por ex: YouTube), eventos, notas e tarefas. Quando você cria um conteúdo no seu calendário, também pode escolher um ícone que o categorize melhor, para facilitar na visualização.

Captura de tela 2015-07-11 12.52.39

Cada post abre uma “janelinha” pop-up com muitas opções de gerenciamento. Você pode, por exemplo, atribuir o post a algum autor do seu blog (se você trabalhar com colaboradores), inserir comentários que ajudem na produção do post (ou recados) e até atribuir tarefas. Isso é muito útil porque posso trabalhar em cada post como se fosse um mini-projetinho com imagens, vídeos, pesquisas e outros elementos que cada post demande em específico. Para blogs que têm colaboradores, é um gerenciador muito completo, mas funciona super bem para quem é o único autor também.

Outra coisa que gosto muito é que ele também te deixa agendar as postagens relacionadas àquele post nas redes sociais nessa mesma janelinha. Ele até sugere um modelo com frequências para que seu conteúdo seja sempre divulgado:

Captura de tela 2015-07-11 12.56.30

Então eu consigo enumerar um montão de benefícios ao usar o CoSchedule:

  • Economizo um tempão com agendamento de posts, pois esse processo é intuitivo;
  • Consigo planejar meus conteúdos com mais inteligência, pois sei quando entra cada tipo e, assim, me programo melhor;
  • Fica mais fácil de analisar a audiência dos posts, porque a janelinha também me mostra o alcance e a popularidade daquele post depois de publicado;
  • Gerencio todos os meus conteúdos em um único lugar;
  • Para manusear posts dentro das datas, basta clicar e arrastar. É muito prático.
  • Ele é lindo! O que faz muita diferença quando você quer se organizar – gostar da ferramenta.

Eu escolhi desde o início o plano mais barato ($10 por mês), que me atendia bem. Há cerca de um mês, mudei para um plano um pouco mais pro ($50 por mês), que garante a absolutamente incrível integração com o Evernote. Isso para mim faz toda a diferença porque posso aproveitar meu tempo offline (especialmente em viagens) para escrever posts e depois simplesmente migrar com um único clique para o WordPress. Esse plano também inclui outras funcionalidades interessantes, como criar templates para tarefas (e aí eu tenho uma checklist que aplico em todos os posts de maneira prática). Ainda não sei se vale a pena manter esse plano mais caro, mas por enquanto sim. Acho que à medida que a gente vai profissionalizando o blog vai querendo investir nos melhores recursos.

Eu estou bastante envolvida no tema “calendário editorial” porque estou produzindo o conteúdo do curso de sábado agora, de organização para blogueiros, onde pretendo falar muito sobre como eu faço e quais as recomendações para organizar a rotina de produção de conteúdo do blog.

Este post NÃO é um publieditorial, mas todo assinante do CoSchedule que escrever sobre ele em seu próprio blog ganha 50% de desconto nas mensalidades, o que é sempre muito bom.

Mais alguém utiliza o CoSchedule? Não vi nenhum blog brasileiro falando sobre ele ainda. Seria legal trocar ideias!

15 Feb 2014

Este não é um blog sobre organização da casa

Imagem: Buildpedia

Imagem: Buildpedia

Não é a primeira vez que recebo um comentário sobre isso, então achei melhor escrever uma espécie de esclarecimento para, como diz a Rita, ver se nos entendemos.

O blog Vida Organizada é sobre a VIDA no geral. Sobre como a organização e a gestão do nosso tempo podem ajudar a gente a conquistar nossos objetivos, a ter uma vida mais equilibrada e ter uma vida significativa, e não simplesmente executada.

UMA das coisas que organizamos na vida é a nossa casa. Faz grande parte de tudo, pois em casa nós dormimos, cuidamos da família, cozinhamos, limpamos, organizamos. Mas o blog tem cinco macro-temas de propósito. Eles são: casa, família, trabalho, lazer e bem-estar. Todos eles são importantes. Todos eles têm espaço no blog.

Quando eu iniciei o blog, era normal falar sobre organização da casa, pois esse é o tema mais comum do universo quando se trata de organização. Tanto que temos aí sete anos de posts sobre isso, com muita, muita coisa já escrita sobre organização da casa.

Além disso, cada vez mais aparecem blogs maravilhosos que publicam posts sobre organização da casa. Os livros sobre organização falam praticamente somente disso. Então, para mim, é um assunto até saturado.

Organizar a casa é maravilhoso, mas organizar a casa, para mim, é um assunto que já foi MUITO abordado aqui no blog. Hoje, ele recebe tanta atenção quanto os outros macro-temas, citados acima e que podem ser conferidos no menu lá em cima.

No entanto, o grande tema do blog é a organização em si. Quando falo sobre gestão do tempo e organização de projetos de vida, estou falando da organização da rotina da casa, do seu trabalho, da família, do lazer e do bem-estar. Porque, quando organizamos nosso tempo de forma geral, organizamos todas essas frentes. Aprendemos a ter prioridades e como fazer algumas coisas de determinada maneira.

Às vezes fico pensando se algumas pessoas não preferem simplesmente ler um blog como se estivessem folheando o catálogo da Tok & Stok, vendo figurinhas e tendo ideias de 3 minutos sobre como fazer em um canto de casa. E isso é legal! Mas o Vida Organizada não é assim. Aqui falamos da vida como um todo. Para figurinhas, sugiro usar o Pinterest – eu mesma faço isso, e adoro! Existem muitos blogs que se dedicam única e exclusivamente à organização da casa. Praticamente todos os livros no mercado são sobre isso. Não há nenhuma lacuna a ser preenchida pelo blog que outros livros, blogs e sites não estejam fazendo lindamente ou que ainda não tenha sido abordada aqui.

Além do que, é muito importante que eu, como blogueira, mulher, mãe e feminista, fale sobre gestão do tempo sem que isso seja associado o tempo todo ao assunto “casa”. Precisamos desconstruir a ideia de que mulher, quando fala sobre organização, está apenas cumprindo seu “papel”. Sempre que posso, faço questão de não falar sobre organização da casa e focar em outros assuntos, simplesmente porque me interesso por todos eles. Muitas revistas e veículos de comunicação me contatam pedindo dicas e querendo me entrevistar sobre organização da casa e tento fazer a minha parte não reforçando esse estereótipo sempre que posso.

Portanto, lembrem-se: o blog Vida Organizada é sobre a organização da VIDA no geral. Não é um blog de decoração ou sobre vida doméstica, apesar de serem assuntos relacionados que são abordados aqui sobre isso, assim como acontece com os outros quatro macro-temas.

Muito obrigada pela compreensão.