Lazer

Posts na categoria Lazer.

30 Jun 2014

Dicas para limpar a casa no inverno

Imagem: http://sitmeanssit.com

Imagem: http://sitmeanssit.com

Algumas dicas simples específicas para o inverno com relação à limpeza da casa:

  • Dê atenção especial aos tapetes. Muita umidade e poeira podem aumentar o número de ácaros.
  • Mantenha as toalhas secas. Quando tomar banho, em vez de deixar no banheiro, pendure a toalha no varal.
  • Se possível, tire o pó dos móveis e passe o aspirador diariamente. Se não, pelo menos uma vez por semana.
  • Limpe os vidros para aproveitar melhor a luz natural.
  • Mantenhas as lâmpadas limpas. Lâmpadas sujas queimam mais rápido e, no inverno, a tendência é usarmos mais, por escurecer mais cedo e ficarmos mais tempo em casa.
  • Organize sua rotina de lavanderia, que muda com a demora maior da secagem das roupas.
  • Separe um canto do guarda-roupa para pendurar os casacos que não estão lavados nem sujos.
  • Faça uma limpeza completa na despensa.
  • Mantenha a roupa de cama quente em local de fácil acesso.
  • Limpe os equipamentos eletrônicos para evitar acúmulo de pó, especialmente em computadores.
  • Abra as janelas diariamente para ventilar e aproveitar o sol.
  • Se possível, instale uma torneira com água quente para facilitar as rotinas de limpeza, especialmente lavar a louça.
  • Se tiver pessoas alérgicas na sua família, vale a pena enrolar e guardar os tapetes dos quartos durante a estação.
  • Limpe e guarde bichinhos de pelúcia, caso seu filho seja alérgico. Evite o que puder, que junte pó.
  • Mantenha o chuveiro limpo e fique de olho na resistência.
  • Renove o estoque de velas em casa, caso falte luz.

E você, costuma fazer algo especial relacionado à limpeza da sua casa no inverno?

26 Jun 2014

Atividades baratas para manter as crianças entretidas em casa nas férias de julho

Eu estava pesquisando algumas ideias de brincadeiras para fazer com o filhote durante as suas férias e encontrei um artigo muito legal do Buzzfeed com um montão delas. Resolvi compartilhar as minhas preferidas aqui. Quem não vai viajar ou quer ter ideias para aproveitar os dias em que estiver em casa pode gostar também:

260614-atividades01

A ideia aqui é usar fita adesiva para criar estradinhas por toda a casa. Elas são fáceis de tirar e diversão garantida até para os adultos (eu já me imagino brincando com meu filho fazendo isso).

260614-atividades02

Aqui a ideia é bem parecida, mas simulando um enorme jogo de tabuleiro! Que tal usar o jogo preferido do seu filho como modelo para criar algo em tamanho natural? Serve para amarelinha também.

260614-atividades03

Outra atividade divertida e que pode ser feita em varandas, quintais ou até mesmo na rua. Use giz para criar alvos grandes, com pontos, e esponjas molhadas para fazer a “bomba”. Deixe seus filhos se divertirem vendo quem consegue ganhar.

260614-atividades04

Essa é uma atividade para quem tem espaço livre em casa: pendurar um grande lençol, recortando alguns buracos antes, que valem pontos. O objetivo é brincar de tiro ao alvo com qualquer objeto.

260614-atividades05

Entretenha seu bebê com esse brinquedo ridiculamente simples: cole um rolo vazio de papel toalha na parede com fitas adesivas e use pequenos objetos para ele passar por dentro e dar risada quando saírem rolando do outro lado!

260614-atividades06

Se não puder acampar de verdade, que tal montar acampamento na sala? Aproveite para brincar muito, ler histórias e ver filmes. Essa é uma brincadeira clássica que praticamente todas as crianças adoram, e é muito simples.

260614-atividades07

Outra brincadeira barata e fácil de fazer que rende horas de entretenimento é amarrar um novelo inteiro de lã em um cômodo ou corredor e brincar de quem consegue passar sem encostar.

260614-atividades08

Uma boa brincadeira para estimular o aprendizado de cores e formas é criar caminhos que levem a algum tipo de tesouro. Seja criativo aqui!

260614-atividades09

Essa brincadeira é ridícula de tão simples também, mas garante boas risadas: corrida de pipoca! Basta estourar pipocas e deixar as crianças assoprando com canudos. Quem chegar primeiro pode escolher o filme do dia, eba!

260614-atividades10

Use bexigas e pratos descartáveis para criar o ping-pong mais simples e divertido do mundo.

260614-atividades11

Se tiver plástico-bolha sobrando em casa, crie um caminho divertido para seus filhos passarem e se divertirem. Especialmente para bebês que engatinham, pode ser uma atividade que o ajuda a descobrir novas texturas.

Mesmo sem ter muito dinheiro para gastar, dá para se divertir! Basta ter criatividade e boa-vontade.

23 Jun 2014

Menu semanal no inverno: como planejar

Imagem: Scoop.it

Imagem: Scoop.it

Em primeiro lugar, para quem está chegando agora, é importante saber o que é planejar o menu semanal e sua importância para a organização do dia a dia.

Planejar o menu semanal significa definir os sete pratos que você vai preparar na semana seguinte, podendo fazer as compras certas no mercado, sem faltar nada nem desperdiçar. Também garante que você não perca tempo todos os dias decidindo o que preparar para a família, ou esquecendo de descongelar uma carne, por exemplo. Não é para ser uma coisa rígida. Você pode estipular um prato para cada dia ou determinar sete pratos, e escolher todos os dias qual fará desta vez.

Você pode ler mais orientações sobre como montar um menu semanal em um post anterior.

Qual a vantagem de adequar o menu semanal à estação do ano que estamos vivendo? O aproveitamento dos alimentos – porque compramos o que está mais barato e em abundância, além de trazer mais conforto para a família, ingerindo os alimentos que dão mais energia e nos deixam mais felizes, pois têm a ver com o que estamos vivendo.

No inverno, é natural que a gente coma mais refeições quentinhas e o que chamamos de “confortáveis”. Para isso, podemos fazer substituições. Em vez de salada de batatas, podemos fazer purê. Em vez de salada de verduras, podemos comer legumes refogados. As opções são inúmeras.

Vamos ver primeiro os alimentos que estão mais abundantes nesta época (junho, julho e agosto, no Brasil)*:

    • fruta do conde
    • jaca
    • mixirica/tangerina
    • carambola
    • jabuticaba
    • maçã fuji
    • caju
    • kiwi
    • limão galego
    • morango
    • laranja lima
    • batata-doce
    • cará
    • chuchu
    • gengibre
    • inhame
    • mandioca
    • mandioquinha
    • agrião
    • brócolis
  • cenoura
  • erva doce
  • milho verde
  • nabo
  • rabanete
  • berinjela
  • cogumelos
  • almeirão
  • escarola
  • louro
  • rúcula
  • salsa
  • ervilha
  • alho-poró
  • chicória
  • coentro
  • couve manteiga
  • couve-flor
  • espinafre
  • mostarda
  • repolho
  • Apenas de olhar a lista acima, já dá para ter um monte de ideias para fazer de comida, não é mesmo? A ideia é justamente essa: adaptar o que já costumamos fazer em nossa rotina, inserindo alimentos novos.

    Os métodos de cozimento também podem variar. Em vez de comer alimentos frios ou crus, pensamos mais em assados, cozidos, ensopados. O objetivo no inverno é aquecer e ter mais energia. Portanto, nossa alimentação deve refletir esses objetivos. Ao preparar seu menu semanal, procure levar em conta os alimentos da estação e esses métodos de cozimento que favoreçam o conforto. São pequenas mudanças que fazem grande diferença em nossos dias e na disposição da nossa família.

    Algumas sugestões para o seu menu semanal:

    Tipos de refeições que combinam com o inverno:

    • massas
    • raízes
    • purês
    • sopas
    • cremes
    • geléias
    • risotos
    • assados
    • refogados
    • suflês
    • compotas
    • tortas

    Com base nessas informações, você pode montar seu menu semanal de forma criativa e sem alterar radicalmente a rotina da família.

    Ao longo do inverno, postarei aqui no Vida Organizada uma série de posts com sugestões de receitas que reflitam o que escrevi aqui hoje. Caso você tenha alguma sugestão de receita que seja a cara do inverno, por favor, indique nos comentários! Obrigada!

    * Fonte: Revista Teste Saúde (2009)

    17 Jun 2014

    Ideias de assuntos para conversar quando viajar em família (especialmente com adolescentes)

    Imagem: http://anatomiche.tumblr.com/

    Imagem: http://anatomiche.tumblr.com

    Viajar é uma delícia, mas muitas pessoas acabam ficando entediadas depois de ficar muito tempo no trajeto, especialmente se estiverem viajando de carro. Para evitar a falta de conversa e os fones de ouvido individuais o tempo inteiro, fiz uma lista de assuntos que podem ser divertidos de se discutir, especialmente com adolescentes. Enjoy. <3

    1. Se você pudesse viajar para qualquer lugar no mundo, para onde você iria e por quê?
    2. Quem é a pessoa, viva ou morta, que você mais gostaria de conversar?
    3. Quais são os seus três filmes preferidos e que você já viu diversas vezes?
    4. Qual sua matéria preferida na escola? E a que você mais detesta?
    5. Qual o melhor professor e por quê?
    6. Se você tivesse que escolher hoje uma profissão para ser, qual você escolheria?
    7. Quem é a pessoa que mais te inspira e por quê?
    8. Onde você se vê daqui a cinco anos?
    9. Se você pudesse ter somente uma rede social, qual você teria?
    10. Qual seu doce preferido? E comida salgada?
    11. Se você pudesse escolher, moraria na praia, na cidade ou no campo?
    12. Qual programa de TV você mais gosta? E qual é aquele que você tem mais vergonha de gostar?
    13. Se você achasse R$100 no bolso da sua calça, o que você faria? E se você achasse R$1.000?
    14. Qual a coisa que você fez até hoje que mais te deu orgulho?
    15. Do que você mais tem medo?
    16. Você acha que você se parece mais com a sua mãe ou com o seu pai?
    17. Quando foi o seu primeiro beijo?
    18. Você prefere ler um livro ou uma revista? Qual seu livro preferido? E a revista que você mais gosta?
    19. Qual sua música preferida?
    20. O que você mais gosta em você?
    21. Existe alguma coisa sobre você que você gostaria que todo mundo soubesse, mas ninguém sabe?
    22. Se você pudesse mudar algo em você, o que você mudaria?
    23. Se você fosse sair de casa para sempre com só uma mochila nas costas, o que você levaria?

    Eu adoro fazer viagens mais curtas aos finais de semana e frequentemente as minhas sobrinhas estão conosco (elas são adolescentes), então fiquei pensando em perguntinhas legais de se fazer ao longo da viagem para conhecê-las melhor e dar a chance de conversarem com a gente. Espero que vocês gostem também.

    16 Jun 2014

    10 coisas simples e legais para fazer no inverno

    100614-10coisas-inverno

    Afinal, o inverno está chegando. ;D

    Eu pretendo fazer todas essas coisas, que geralmente faço a cada inverno, pois adoro!

    A leitura em companhia é um prazer redescoberto atualmente. Nada como encontrar alguém que tenha um interesse comum ao seu e ler um livro juntos, discutindo as descobertas.

    Preparar uma sopa caseira é algo que me dá grande prazer, pois adoro cozinhar! Minha sopa preferida é a de abóbora.

    Marcar encontros com amigos nesse friozinho é uma delícia, especialmente se for para comer fondue! Tenho uma grande amiga de infância que faz aniversário em junho e nossa turma sempre aproveita a oportunidade para se reunir e matar a saudade.

    Um dos meus eventos preferidos no inverno é ir em alguma festa junina! A minha preferida é a Festa da Igreja do Calvário, que fica no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

    Para este ano, minha maratona de filmes provavelmente será de uma série (Game of Thrones). Ano passado fiz maratona do Harry Potter e, antes do Senhor dos Anéis. Adoro fazer isso!

    Aprender a costurar é um item que eu recomendo, mas não sei se levo muito jeito. Não tenho máquina de costura (ainda! é um projeto para mais para frente) e costumo fazer só algumas coisinhas mais simples. Porém, gosto muito. Costurar é um grande exercício de concentração, além de produzirmos coisas bonitas.

    Pretendo visitar algum museu diferente desta vez, como o Museu do Imigrante, em São Paulo.

    Costumo ir ao Mercado Municipal com frequência (especialmente depois que meu marido começou a estudar Gastronomia), mas é um programa que adoro fazer e sempre recomendo, não só na cidade de São Paulo, como em qualquer outra que tenha esse tipo de mercado. Sempre há boas descobertas, variedade e os preços costumam ser ótimos.

    Sempre deixo uma manta quentinha no sofá para as noites mais frias vendo filmes na TV. É indescritível você poder usar a mantinha sem precisar pausar filme, levantar, calçar chinelo, ir até o quarto, abrir guarda-roupa etc para pegar. Faz parte da decoração de inverno em casa.

    Por último, eu já sou apaixonada por chá – no frio, então, bebo muito, para me manter aquecida. Costumo até deixar uma garrafa térmica com água sempre quentinha, para preparar o chá mais rápido. Apesar de que, a sensação de ferver água e preparar um chá fumegante na hora é a cara da estação!

    E você, gosta de fazer coisinhas simples assim no inverno? Quais suas preferidas?

    27 May 2014

    Prepare sua casa para assistir os jogos da Copa

    Independente de qualquer tipo de polêmica, o blog está aqui para trazer ideias de organização para todas as ocasiões da nossa vida. A Copa do Mundo é um fato e, apesar de muitas pessoas serem contra, existem as pessoas que estão curtindo a Copa e querem fazer festa nos dias de jogos da seleção, recebendo amigos em casa ou mesmo se divertindo com a própria família. Também há pessoas que fazem aniversário nessa época e gostariam de aproveitar o tema. Por isso, este post traz algumas ideias para decorar e entreter o pessoal nesses dias. Enjoy!

    A maneira mais fácil é investir nas embalagens em verde, amarelo, azul e branco. Apenas fazendo isso, já dá uma carinha de Copa para a festa. Na foto abaixo, as bandeirinhas dão o toque final e podem ser compradas prontas (o que mais a gente vê em qualquer loja de variedades hoje em dia são bandeirinhas do Brasil) ou imprimir em casa / em uma gráfica.

    Imagem: brigadeirocaseirosalvador.blogspot.com

    Imagem: brigadeirocaseirosalvador.blogspot.com

    Quem tiver mais habilidade pode fazer cupcakes temáticos:

    Imagem: Click RBS

    Imagem: Click RBS

    Outras alternativas relacionadas a docinhos pode ser fazer brigadeiros com granulados em verde e amarelo, ou beijinhos com embalagem azul. As ideias são inúmeras!

    Imagem: UOL

    Imagem: UOL

    Imagem: Artigo para festa

    Imagem: Artigo para festa

    Continuando as comidinhas verde e amarela, também há diversas opções.

    Pipoca verde e amarela: misture açúcar com anilina comestível e jogue em cima:

    Imagem: Panelinha

    Imagem: Panelinha

    Quem não gosta de corantes artificiais pode preparar um delicioso arroz com vagem (ou ervilhas) e milho. Perfeito para o frio!

    Imagem: Chucrute com salsicha

    Imagem: Chucrute com salsicha

    O tradicional milho verde das festas juninas pode marcar presença e nem precisa de disfarce para ficar caracterizado:

    Imagem: Panelinha

    Imagem: Panelinha

    Outra opção muito bem-vinda são as sopas. Dá para usar e abusar de elementos em verde e amarelo, como no nosso tradicional caldo verde:

    Imagem: Me dá uma luz

    Imagem: Me dá uma luz

    As bebidas também podem entrar no embalo e serem verde e amarelas! Sucos de abacaxi com hortelã, limão e manga são bem-vindos. Os mais animados podem preparar drinks azuis, como o famoso curaçao blue.

    Imagem: Diário das dicas

    Imagem: Diário das dicas

    Imagem: Portal Lar Coiris

    Imagem: Portal Lar Coiris

    Imagem: Best Destination Wedding

    Imagem: Best Destination Wedding

    Em termos de entretenimento, vale o que for legal para cada família: corneta, bandeirinha (afinal, será época de festa junina também), bandeiras do nosso país, chapéu e pintura no rosto.

    Ontem aqui no blog eu postei uma dica para inserir todos os jogos da Copa na sua agenda do Google. Caso não tenha visto, clique aqui.

    11 Apr 2014

    A Páscoa e o Walmart

    Imagem: Longing for homes designs

    Imagem: Longing for homes designs

    No mês passado, eu fui aos Estados Unidos pela segunda vez e pude refletir um pouco sobre a diferença entre lá e aqui no Brasil com relação à organização. No geral, no que diz respeito ao consumo, existem muitas diferenças, e isso acaba se refletindo no modo como nos organizamos. O post se chama “A Páscoa e o Walmart” porque visitar o supermercado nessa época me fez ter a ideia de escrevê-lo.

    Quando eu entrei no Walmart nos Estados Unidos pela primeira vez, parecia que eu estava entrando em uma daquelas feiras de pavilhão que existem em São Paulo, enormes e cheias de possibilidades. Tudo muito barato e uma variedade imensa. Fiquei muito triste pela nossa situação no Brasil. Pagamos caro por absolutamente tudo, e é uma vergonha.

    071013-4dolares

    Caixa organizadora que, no Brasil, uma equivalente custa cerca de 70 reais. No Walmart, 4 dólares em setembro do ano passado – o equivalente a uns 10 reais.

    Eu sempre invejei um pouquinho a forma como os americanos celebram a chegada das estações e os grandes feriados. As estações são mais marcadas no Hemisfério Norte, então quando chega o outono, as folhas laranjas já começam a cair e, no inverno, é frio mesmo! Aqui no Brasil, o país é tão misturado que até nisso temos diferenças – em alguns lugares, nem frio chega a fazer quando é inverno!

    E aí a gente começa a pensar que tem alguém que se veste de Papai Noel aqui no Brasil, no verão de 40 graus, por que, mesmo? Sim, porque importamos toda a cultura de consumo americana, e isso se reflete em praticamente tudo.

    Me chama muito a atenção o fato como eles celebram as estações e os feriados, no entanto. Tudo é motivo de muita festa, e eu adoro isso! Gostaria que no Brasil fosse assim porque, mesmo quando eu tento fazer algo a respeito, me sinto a única boba fazendo. Não sei, mas sempre achei meio deslocadas essas dicas de fazer artesanato para a Páscoa, festinhas de Halloween etc.

    Quando eu fui ao Walmart lá, em março, tinha uma seção só para produtos de Páscoa. Mas muita, muita variedade. Ovinhos de todos os tipos, de brinquedo e comestíveis, feito de doces. Enfeites mil. Livros. Todos os tipos de comidinhas. Coelhinhos por todos os lados. Aqui no Brasil, temos os supermercados cheios de ovos de Páscoa (caríssimos) e só.

    Se lá eles usam feriados religiosos e estações para consumir mais, aqui somos usados para ser explorados. E as duas situações são muito tristes, com a diferença que, para eles, não há grande prejuízo pessoal. Para nós, sim.

    Não sei se todo mundo tem notado como fazer compras no supermercado está CARO. Está cada vez pior.

    E, se a gente for além, não é só no mercado. Se eu precisar comprar um móvel novo para a minha casa, preciso economizar durante meses para chegar ao valor de um produto bem mais ou menos. Quando foi que um sofá de má qualidade passou a custar mais de mil reais e, um sofá minimamente bom, só acima de 2.500?

    Não cheguei a ir, mas nos Estados Unidos existe uma loja chamada The Container Store. A loja é isso mesmo: um lugar gigantesco para comprar caixas organizadoras e toda sorte de produtos relacionados.

    Imagem: The Bluebird Patch

    Imagem: The Bluebird Patch

    Aqui no Brasil, se a gente quiser comprar produtos de organização, precisa pagar absurdamente caro em porta-revistas, caixas organizadoras, colméias, prateleiras etc. Lá isso tudo é tão comum, tão banal, que é barato. Como todo o resto. É uma cultura de banalização do consumo, que esbanja dinheiro e gera acumuladores. Porque podem existir acumuladores em outros países, mas não tanto quanto existem nos Estados Unidos. Em que outro país, senão o templo do consumo, isso seria possível?

    Imagem do programa de TV a cabo "Acumuladores", que mostra a rotina de pessoas que vivem em casas abarrotadas de coisas

    Imagem do programa de TV a cabo “Acumuladores”, que mostra a rotina de pessoas que vivem em casas abarrotadas de coisas

    Gosto de três revistas americanas que sempre leio pelo tablet, pois as importadas são (obviamente) muito caras. São elas: Martha Stewart Living, Real Simple e Good Housekeeping. Comprei as três da última vez que estive lá (cerca de 5 dólares cada – no Brasil custam de 40 a 70 reais). e as três tinham matérias de capa referentes à Páscoa. Todo mundo celebra a Páscoa. Todo mundo quer fazer enfeites de ovos, coelhinhos, flores. Todo mundo quer ser uma mini-Martha Stewart com sua casa e família perfeitas.

    No Brasil ninguém tem tempo para isso, será? Ficamos menos reunidos em família? Não gostamos de festa? Não gostamos de gastar? Oras, nós fazemos todas essas coisas. Por que não celebramos assim também? Por que não temos variedade de coisinhas para fazer, assim como nos Estados Unidos?

    110414-easter

    Site da Martha Stewart cheio de posts sobre a Páscoa

    Quando a gente fala sobre como as coisas são baratas nos Estados Unidos, não estamos nos referindo somente a essas tralhazinhas que a gente compra (e que realmente existem em grande quantidade lá). Pelo menos eu falo em alimentos, roupas. Comprei um par de calças jeans no Walmart por 12 dólares. Esse preço é ridículo. Em nenhum lugar no Brasil você encontra um par de calças nesse preço mais. E a variedade é enorme. Toda a cultura dos cupons, que fazem as pessoas gastarem 50 dólares por mês fazendo compras gigantescas, com a possibilidade até de ter estoque em casa. Aqui no Brasil, gastamos muito com absolutamente TUDO. Uma ida ao mercado para fazer um lanchinho já nos toma 50 reais facilmente.

    Imagem do programa de tv a cabo "Cupom Mania", onde as pessoas mostram os estoques de mantimentos que fazem com a ajuda de cupon, levando comida quase de graça

    Imagem do programa de tv a cabo “Cupom Mania”, onde as pessoas mostram os estoques de mantimentos que fazem com a ajuda de cupons, levando comida quase de graça

    Então você entra em uma loja virtual ou loja de artigos para casa em busca de produtos de organização e é obrigado a pagar 40 reais em uma colméia para guardar calcinhas. Por isso personal organizer não fica rico no Brasil. É tudo muito caro. Entendo que algumas empresas importem, que as de produção nacional precisem ser competitivas e todo negócio precise sobreviver pagando muitos impostos. A culpa não é do comerciante, mas do sistema.

    E, respondendo à pergunta lá de cima: não podemos ter uma cultura de organização igual aos Estados Unidos porque não podemos tirar 50 reais da compra do mercado para comprar UMA caixa organizadora. Não podemos deixar de comprar 1kg de carne para a família para comprar artigos caros de festinhas para um feriado qualquer. As festas que são as “necessárias” (casamentos, aniversários) geram toda uma indústria absurda de cara, que desanima qualquer um. E não é como se estivéssemos pagando um preço justo. Não estamos. Estamos pagando caro pelo mínimo.

    Como animar o brasileiro a celebrar estações e feriados se para fazer o básico de forma saudável ele tem que se matar de trabalhar e ainda assim não dá conta?

    Não digo que isso seja extremamente relevante mas, para mim, acaba fazendo sim diferença na qualidade de vida poder ter esses pequenos momentos no dia a dia, celebrando a Páscoa, a volta às aulas do nosso filho, um projeto que foi concluído etc. Eu também adoro organizar o meu apartamento, ajudar outras pessoas a se organizarem e buscar soluções para ganhar mais tempo no dia a dia. O problema é que a gente paga caro demais por isso. Por tudo. Aí a gente acaba vivendo para trabalhar, trabalhar para pagar contas e a vida vai passando sem festa. Não se trata só de consumo.

    Só um pequeno desabafo sobre por que não nos organizamos igual a eles. É outra realidade.

    09 Apr 2014

    As melhores receitas com chocolate para fazer na Páscoa

    Nem só de ovos caros vive a Páscoa! Veja receitas deliciosas feitas com chocolate para você fazer nessa época (e em qualquer outra) e ainda proporcionar alegria a supostos convidados ou em festinhas de família.

    Clique nas imagens para acessar as receitas.

    Bolo inesquecível

    Imagem: Na minha panela

    Imagem: Na minha panela

    Cookies de Nutella

    Imagem: Vai com tudo

    Imagem: Vai com tudo

    Bolinhas de chocolate

    Imagem: De olho jornal

    Imagem: De olho jornal

    Mousse

    Imagem: M de Mulher

    Imagem: M de Mulher

    Chocolate quente da vovó

    Imagem: Sunday Drive NYC

    Imagem: Sunday Drive NYC

    Sorvete caseiro

    Imagem: instantramyun.blogspot.com

    Imagem: instantramyun.blogspot.com

    Torta trufada de chocolate

    Imagem: Delikata

    Imagem: Delikata

    Brownie

    Imagem: Panelaterapia

    Imagem: Panelaterapia

    Brigadeiro diferente

    Imagem: Na minha panela

    Imagem: Na minha panela

     

    02 Apr 2014

    Como tirar visto para os Estados Unidos

    Outro dia publiquei um post sobre como tirar passaporte, então hoje darei continuidade ao assunto falando um pouco sobre como tirar o visto americano.

    Para pedir o visto americano de não imigrante (que inclui o de turismo, o de estudante e o de negócios, entre outros), é preciso seguir os passos abaixo:

    1) Preencha, em inglês, o formulário de solicitação de visto DS-160 (disponível no link:https://ceac.state.gov/genniv/). As perguntas estão em inglês, mas, ao colocar o cursor em cima delas, aparece a tradução. Se você puder contar com a ajuda de alguém, tanto melhor! Muitos termos não estão traduzidos e podem ser confusos. Também é necessário ter uma foto com fundo branco digitalizada, para enviar no formulário, então você deve providenciar com antecedência.

    Ao fim de cada pagina, salve o que já tiver sido feito e guarde o número do Application ID para entrar novamente no formulário. Ao terminar o processo, imprima a página de confirmação.

    Dúvidas sobre o preenchimento do formulário podem ser esclarecidas em http://travel.state.gov/visa/forms/forms_4230.html.

    2) Depois que preencher o formulário, é preciso agendar a(s) entrevista(s). Para isso, cadastre-se no site http://brazil.usvisa-info.com e siga o passo a passo de agendamento ou ligue para os telefones que estão no link http://usvisa-info.com/pt-BR/selfservice/us_service_options. Tenha em mãos a página de confirmação do formulário DS-160 (com código de barras) e o número do passaporte.

    Há casos em que é necessário ir ao CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) e ao Consulado, e outros  — como nas renovações — em que só é preciso ir ao CASV. O próprio sistema irá informar sobre isso.

    No caso de ter que fazer as duas entrevistas, as visitas não podem ser agendadas para o mesmo dia. Fique atento porque a opção de agendamento para o Consulado aparece antes da opção de agendamento para o CASV, mas a entrevista no CASV tem que ocorrer primeiro. Por isso, escolha sempre para a ida Consulado uma data posterior à da ida ao CASV.

    No meio do processo, você terá que pagar a taxa de solicitação do visto (US$ 160, no caso dos vistos de turismo e de negócios). Confira taxas para outros vistos em http://usvisa-info.com/pt-BR/selfservice/us_fee_payment_options.

    3) No dia agendado, vá ao CASV com o formulário, o passaporte e o comprovante de pagamento da taxa. Lá, serão recolhidas as impressões digitais e será tirada uma nova foto. Não é permitido entrar com bolsas ou mochilas no recinto, e não há local para guardar esses pertences dentro do centro. Quem estiver com eles precisa deixá-los no carro ou em guarda-volumes privados, que costumam cobrar caro pelo serviço. Eu deixei as minhas coisas com o meu marido, que esperou do lado de fora.

    4) No dia da entrevista, é preciso ir ao Consulado ou à Embaixada, levando o passaporte e a página de confirmação do formulário DS-160.

    Para mais informações, consulte a página http://brazil.usvisa-info.com.

    Fonte: G1

    Tirar o visto americano é complicadinho, mas também não é nenhum bicho de sete cabeças. Se você tiver passagens compradas, reserva de hotel, carta da empresa (no caso de uma viagem a negócios) e tudo o mais que puder usar para comprovar o motivo da sua viagem, melhor! Na verdade, o que eles querem saber é que você está indo por motivo X, para voltar em data programada. A preocupação deles deve ser com a entrada de imigrantes ilegais.

    Boa sorte!

    aviso-ferias

    25 Mar 2014

    Como tirar passaporte

    Quando eu fui tirar meu passaporte pela primeira vez, achei bem confuso! Portanto, espero que este post ajude quem estiver passando por esse momento.

    Confira um passo-a-passo para tirar o passaporte comum. Mais informações podem ser obtidas com a Polícia Federal, pelo telefone 194 ou no site www.dpf.gov.br/simba/servicos/passaporte.

    1- Preencha o formulário eletrônico no site da Polícia Federal. Esse formulário é bem complicadinho e demora para ser preenchido.

    2- Será gerado um boleto para pagamento de uma taxa. Fique atento: a validade da guia é de 20 dias.

    3- O sistema também realizará um agendamento da data em que será preciso ir ao posto da PF. Algumas unidades ainda não permitem o agendamento pela internet. Nesse caso, a recomendação é entrar em contato por telefone para saber como proceder. A minha eu agendei pela Internet mesmo e foi bem rápido (coisa de poucos dias depois).

    4- No dia e horário agendados, vá ao posto de atendimento escolhido levando o boleto pago, o protocolo da solicitação e os seguintes documentos originais:
    - Documento de identidade (para menores de 12 anos, pode ser a certidão de nascimento).
    - CPF, caso o número desse documento não conste da identidade. Se a pessoa for menor de 18 anos, deve-se levar o CPF do responsável.
    - Título de Eleitor e comprovantes de voto ou justificativa na última eleição (nos dois turnos).
    - Para homens de 19 a 45 anos: documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para homens de 19 a 45 anos.
    - Para os naturalizados brasileiros: Certificado de Naturalização.
    - Se tiver passaporte anterior, é preciso leva-lo (esteja ou não válido).

    5- Os agentes da PF colherão impressões digitais dos dez dedos e tirarão uma fotografia.

    7- O solicitante receberá um protocolo com a data de entrega do passaporte (no máximo, seis dias úteis). É preciso ir retirá-lo pessoalmente, levando um documento de identidade. Se não for buscado num prazo de 90 dias, ele será cancelado. Em resumo, você precisará ir dois dias cuidar desse assunto: a primeira vez, para colher as informações, e a segunda, para buscar o passaporte.

    Outras informações importantes

    - O passaporte tem validade de cinco anos. No caso de menores de 4 anos, a validade é definida de acordo com a idade, conforme tabela disponível no site da PF.

    - Alguns países exigem que o passaporte tenha no mínimo seis meses de validade. Assim, mesmo que o visitante fique no destino apenas um mês, não será possível entrar se faltarem cinco meses para o vencimento, por exemplo. Nesse caso, é preciso pedir outro passaporte antes de viajar.

    - Não existe renovação de passaporte. Quando o documento vencer, é preciso pedir outro e passar por todo o processo de novo.

    - Para menores de 18 anos, é exigida a autorização dos pais (clique para ver um modelo).

    - A PF pode emitir um passaporte emergencial, entregue em até 24 horas, para quem não pode esperar o prazo de entrega comum. Mas isso só é possível em situações “cujo adiamento da viagem possa acarretar grave transtorno” (catástrofes naturais, necessidade de trabalho, motivo de saúde etc.), e é comprovado a urgência. A validade desse documento é de apenas um ano (clique para acessar mais informações no site da PF).

    Fonte: G1

    aviso-ferias