Novidades

02 Jul 2015

Recado importante: Sobre workshops online e em outros estados e outras iniciativas do blog

Olá pessoal! Estou escrevendo este post como um recado, porque estou recebendo mensagens sobre o assunto e respondendo a mesma coisa cerca de 12 vezes por dia… então pensei: mais fácil escrever um post para todos! :) Porque aí todos ficam sabendo também.

Até 2014, o blog Vida Organizada era apenas um blog. Com a publicação do meu livro, ele passou a ser também um canal para divulgação do meu trabalho, além de ser alimentado diariamente com muito conteúdo sobre organização – o que já faço há quase dez anos. O blog tem mais de 2 mil textos e novos textos a cada dia que passa.

Em 2015, como uma forma de ter um contato mais próximo com os leitores do blog, eu resolvi colocar em prática uma ideia que era um sonho faz tempo: realizar workshops presenciais. Alguns de vocês devem trabalhar ou já podem ter se envolvido em organização de eventos e podem dizer como o processo é complexo e demanda muito trabalho, muita dedicação de tempo.

Então é importante dizer que, apesar de o workshop acontecer em um dia, uma vez por mês, eu trabalho intensamente ao longo do mês inteiro para que ele possa acontecer – não apenas coordenando locação de sala, organização de coffee-break, gerenciamento o pagamento parcelado de todas essas coisas, mas também produzindo o material, apostila, apresentação, dinâmicas.

Além disso, gerencio todos os contatos enviados por e-mail, inscrições, pagamentos, conferência de pagamento e por aí vai. Tenho uma amiga que trabalha comigo no dia do workshop dando suporte na sala, mas todo o restante eu faço sozinha. Eu não tenho uma empresa e funcionários (ainda!).

Realizar um workshop em São Paulo, a cidade onde eu moro, já demanda um investimento de tempo colossal da minha parte e não é fácil, porque concilio com todas as minhas outras atividades. Como vocês sabem, além de ter minha família (e um filho pequeno), trabalho ministrando treinamentos em empresas, coordeno toda a área de GTD na Call Daniel (que é representante oficial no Brasil, então imaginem a quantidade de coisas a fazer), tenho o blog, estou escrevendo outro livro, entre diversas outras atividades.

Fazer os workshops de maneira presencial em São Paulo tem sido o meu foco para 2015. Eu preciso fazer as coisas com tempo e qualidade para que sejam consolidadas. Não dá para investir cada hora em um formato. É importante ter foco e saber priorizar as atividades. Afinal, esse é o meu negócio, não é? Não adianta eu falar sobre isso e fazer outra coisa na prática. Sou muito preocupada em levar uma vida coerente com o que eu passo a todos os leitores e dar o exemplo faz parte disso.

Muitos leitores de outras cidades e estados já vieram a São Paulo participar dos workshops, o que para mim é um prazer imenso. Sei que não é fácil pegar um avião, pagar hospedagem, e dedicar um ou dois dias da sua vida pessoal a um evento como esse.

Sabendo disso, tentando atender os anseios dos leitores que moram em outros estados, criei uma pesquisa há algum tempo no blog buscando saber qual era o interesse para saber se haveria demanda para levar os workshops para outros lugares. Um workshop tem muitos gastos já em SP. Em outros estados, além dos mesmos gastos, também tem: passagens aéreas, hospedagem, custos com deslocamento, excesso de bagagem (afinal, preciso levar brindes, materiais, equipamento). Além de ser um final de semana longe da minha família, o que não tem preço.

Ao fazer a pesquisa, não tive tanta demanda assim como apareciam nos comentários. Selecionei os estados com maior demanda e comecei a me organizar para fazê-los acontecer lá. Em um deles (Porto Alegre), precisou ser adiado porque não encontrei um lugar legal e dentro do orçamento. Para mim, é muito importante manter o mesmo valor de SP. Eu ganho menos, mas o importante é que os leitores possam participar. O workshop do Rio de Janeiro, realizado semana passada, não teve tanta demanda assim – e era o estado com o maior número de solicitações. O workshop de Curitiba, que está com as inscrições abertas, também não está tendo. E eu tenho passagens compradas, hotel e local pagos. Se eu não tiver um número X de inscrições, esse dinheiro sairá do meu bolso. E isso, como negócio, me faz questionar se vale a pena investir tempo e dinheiro para ir para outros lugares também.

Estou escrevendo tudo isso para vocês entenderem como não é fácil levar um workshop para outras cidades. Toda vez que dedico um esforço enorme para realizar um workshop já em São Paulo, sempre alguém comenta “e em Porto Alegre?”, “e em Salvador?”, “e em Recife?”. Sei que todos comentam com a melhor das intenções, mas eu sinto como se nunca fosse o suficiente o esforço que tenho feito para atender as demandas dos leitores. Estou chegando em um estado de quase estafa de dedicação ao blog, porque sempre há mais e mais demandas e não sinto o mesmo retorno (e nem faço nada pensando no retorno, mas quando envolve uma dedicação tamanha como a organização de um workshop, onde deixo de aceitar outros trabalhos para produzir material, tiro dinheiro do meu bolso para pagar passagens etc, esse retorno importa).

O mesmo vale para cursos online. Pessoal, eu trabalho com Internet e sei a importância de cursos online. Estou louca para fazer – está em planejamento, não no campo das ideias, mas em implementação. Estou investindo em materiais, pesquisando as melhores plataformas, organizando o local para as gravações, montando scripts, definindo temas. Eu poderia muito bem gravar um vídeo qualquer e colocar no ar rendendo alguma coisa apenas para atender esses pedidos, mas eu não funciono assim. Primeiro, porque não acho honesto com o leitor. Gosto de entregar um produto com qualidade. Segundo, que são 24 horas em um só dia, e nós precisamos priorizar nossas atividades. Para eu dedicar agora tempo para fazer os cursos online, eu precisaria deixar de fazer muitas outras. Eu pretendo fazer os cursos online, mas estou me planejando para isso. Já falei diversas vezes isso aqui, e cada vez que posto a divulgação de um curso, workshop, palestra ou outra iniciativa e alguém comenta “e os cursos online?”, eu tenho a impressão de que nada do que eu estou falando importa, sabe? Sinto que, quando eu divulgar os cursos online, vão comentar: “e os podcasts?”.

O que eu estou querendo com este post? Algumas coisas. É praticamente um apelo (rs):

1 – A compreensão de que eu não sou a Martha Stewart Inc, e sim a Thais, uma pessoa normal e comum que trabalha como autônoma e tem diversas atividades, não tem assistentes, não tem uma empresa e equipe trabalhando para ela. Toda e qualquer iniciativa demanda tempo, esforço e dedicação da minha parte sozinha, e isso não é fácil. Não é de um dia para o outro.

2 – O entendimento de que eu tenho plena consciência de que existem muitas iniciativas muito legais para o blog, de cursos online a aplicativos, a livros novos e cursos diversos. É o meu negócio, pessoal, e penso nele 24 horas por dia. Eu tenho tantas ideias que às vezes acho que vou explodir. Porém, com o amadurecimento profissional, eu fui percebendo que a gente tem que consolidar as iniciativas que investe tempo e dinheiro, 1) para não surtar e 2) para entregar sempre produtos de qualidade.

3 – A compaixão por saber que eu recebo muitas, muitas demandas por dia dos leitores e que tento atender todos da melhor maneira possível, mas não consigo dedicar particularmente a cada um uma resposta mais completa, que muitas vezes está no próprio blog. São milhões de acessos todos os meses neste blog e eu preciso focar para conseguir produzir conteúdo para todos, não apenas para alguns. Às vezes o blog fica sem atualizações porque estou escrevendo em grupos no Facebook, respondendo comentários, e-mails, e parece que não estou produzindo, enquanto continuo produzindo MUITO. Algumas vezes, sequer consigo responder todos os comentários, e sempre recebo alguma cobrança ou resposta agressiva porque isso aconteceu.

Este post não é uma bronca (rs), mas um desabafo sincero em forma de recado, porque todos os dias recebo os mesmos tipos de mensagens e, muitas vezes, em um pequeno comentário não consigo responder. Espero ter esclarecido as principais dúvidas de todos com relação aos assuntos tratados acima. Eu apenas quero deixar claro que quero sim tornar todas essas iniciativas reais, mas elas demandam um esforço enorme e eu trabalho sozinha, então não é tão fácil nem tão rápido.

Obrigada por estarem aqui sempre comentando e dando força. Isso é muito importante. Espero que um dia eu consiga atender tudo isso e dê risada de um post como o de hoje, mas por enquanto minha realidade é essa. E ela já é muito legal! Tem muita coisa bacana acontecendo e eu gostaria que essas iniciativas fossem celebradas por todos assim como eu as celebro também! Não é possível agradar todo mundo, mas eu espero sempre dar meu melhor em tudo o que eu faço.

Agradeço muito muito muito a compreensão de vocês. <3

17 Apr 2015

O que esperar do Vida Organizada neste outono

Se você é um leitor que acompanha o Vida Organizada, pode gostar de saber o que o futuro próximo traz para o blog neste outono. Vou compartilhar alguns aprendizados e projetos em andamento relacionados ao Vida Organizada e outras frentes (até mesmo para as mais de 1.400.000 visitas que o blog recebe todo mês poderem conhecê-las).

Para quem não sabe, o blog existe desde 2006 e tem 1.687 posts publicados. Desde 2011, eu tenho a rotina de postar diariamente – às vezes, mais de uma vez por dia, o que resulta em semanas com até 12 posts publicados. O blog se tornou parte da minha vida e acabou direcionando toda a minha vida profissional.

Em dezembro, eu publiquei os planos do blog para 2015. Se você não leu, recomendo a leitura, pois diz muito sobre o direcionamento que o blog vem tomando de um tempo para cá. Ao longo do post vou falar sobre outros projetos e decisões também.

Nos últimos meses, eu aprendi que preciso fazer menos coisas, com mais qualidade cada uma. Mais foco. Mais atenção plena.

O Vida Organizada acabou se tornando uma maneira de ajudar pessoas que não conseguem se organizar, de maneira que isso esteja impactando na sua qualidade de vida. Não se trata só de organizar a casa ou os horários de trabalho, mas as ideias, as atitudes e até mesmo os sentimentos. Será que estamos vivendo uma vida plena, sem preocupações com o que não podemos resolver? Será que nossas atividades são coerentes com nossos valores?

Com isso, surge uma comunidade de pessoas que buscam algo em comum: organização para qualidade de vida. Eu fico muito contente por poder conversar, trocar ideias e conhecer tantas pessoas com um ideal em comum, sabendo que posso ajudar de alguma maneira. Eis os projetos então que eu estou trabalhando e o que vocês podem esperar do blog nos próximos meses:

1. Conteúdo mais direcionado

Há alguns meses eu venho estudando a possibilidade de separar o conteúdo sobre organização do conteúdo sobre produtividade. A organização favorece a produtividade, assim como muitos aspectos da produtividade têm a ver com o fato de sermos organizados. Porém, nem tudo que tem a ver com produtividade tem a ver com organização, e eu sentia falta de ter um canal onde pudesse falar mais sobre criatividade, tecnologia, memória, life hacks mesmo. Ao mesmo tempo, queria que o blog Vida Organizada continuasse focado no assunto organização, que é vasto. Eles estavam muito misturados e isso estava dividindo um pouco a audiência, porque nem todo mundo quer saber sobre GTD, assim como nem todo mundo quer saber sobre como preparar um menu semanal.

Para facilitar para todos, eu finalmente cheguei a essa definição, com a criação do blog 168 horas. O nome vem da quantidade de horas que temos em uma semana. Como eu uso o GTD e, na metodologia, o que faz tudo dar certo é montar um bom planejamento semanal, isso faz sentido para mim. Portanto, quando for escrever sobre produtividade, GTD, Tim Ferriss, ferramentas, tutoriais, criatividade, trabalho, entre outros, é provável que o conteúdo seja postado lá. Vocês já devem ter percebido essa mudança na linha editorial, pois venho aplicando-a sutilmente, para fazer a transição da melhor maneira possível.

Eu também tenho um blog pessoal, o ThaisGodinho.com, onde falo sobre todos os meus assuntos de interesse que não giram em torno de organização e produtividade: música, livros, filmes, cultura geral, cotidiano, viagens, entre outros.

O blog Vida Organizada voltou a ter seus macro-temas no menu superior (casa, família, lazer, finanças, bem-estar), mas ainda sofrerá mudanças, como comentarei mais para a frente. Também falarei sobre trabalho aqui, quando o tema for organização, assim como tudo o que eu escrevo e vivo tem a ver com o GTD, pois é a metodologia que eu uso há tantos anos. Portanto, esses temas nunca estarão fora do blog. A divisão foi feita somente para que os dois temas, organização e produtividade, pudessem ser explorados de maneira mais aprofundada em ambos os blogs.

Tem sido muito bom trabalhar na construção da identidade de cada uma dessas marcas porque isso me ajuda a definir o que eu quero para mim, em termos de marca pessoal, assim como os conteúdos que vou escrever e os trabalhos que vão derivar de cada uma delas. Também estou trabalhando no design de cada um desses blogs, como parte dessa construção.

2. Alguns conteúdos sofrerão uma migração

Com as mudanças ditas acima, alguns conteúdos do Vida Organizada serão migrados para os outros blogs, de acordo com o tema de cada um. Em essência, o que for relacionado à produtividade vai para o 168 horas e, o que for relacionado à minha vida pessoal, para o ThaisGodinho.com. Por esse motivo, alguns links podem dar erro, mas serão consertados a seu tempo. Peço paciência, pois trabalharei nisso nos próximos meses.

3. Maturidade no formato dos posts e equilíbrio entre os assuntos

Depois de tantos anos blogando e conseguindo segmentar mais o conteúdo abordado em cada blog, eu tenho a possibilidade de definir formatos específicos para os posts, a fim de trazer sempre o conteúdo mais completo e variado para os leitores.

Por exemplo, um dos formatos mais queridos aqui do blog são os posts com listas – eles continuarão! Também temos posts mais reflexivos, posts com dicas mais pontuais, entre outros. Tudo isso vem sendo estudado para formalizar e virar algo que vocês podem não perceber, mas fará diferença na distribuição do calendário editorial. Antes eu não fazia essa separação e o blog poderia ter vários textos reflexivos seguidos, o que provavelmente cansava os leitores. A ideia é justamente proporcionar um ritmo com variedade, para que o blog fique mais agradável de ler e acompanhar.

Isso vale também para os temas, que serão melhor distribuídos, de forma que não se fale muito só sobre um assunto nem outro acabe ficando de lado.

4. Quantidade de posts

Eu gosto do formato de um post por dia nos meus blogs e espero continuar mantendo esse ritmo com o Vida Organizada. Os outros dois blogs são novatos e há muito o que experimentar e aprender com o ritmo deles. Também vou aproveitar os próximos meses para ver o que funciona melhor em cada um.

5. Mais parceiros

Sempre fui bastante rígida com a publicidade que entra no blog. Para mim, é importante que entre de forma paga somente o que seria divulgado de graça. A ideia então é realmente identificar esses parceiros e trazer conteúdo relevante para os leitores. Para que eu possa dedicar mais tempo ao blog, isso tem um custo de hora/trabalho que, hoje, o blog não me traz de forma proporcional ao tempo que eu me dedico a ele. Como forma de trabalho, eu adoraria poder dedicar mais meu tempo ao blog, porque isso me possibilitaria criar conteúdo com mais qualidade e em quantidade (não apenas posts, mas imagens, tutoriais, DIY, vídeos). Quero fugir um pouco do formato publieditorial e pensar em ideias diferentes para trazer esses parceiros, de forma que o conteúdo fique mais rico para o leitor – esse é o maior interesse.

Eu inclusive tenho grande interesse em ter alguém trabalhando comigo para esse tipo de relacionamento, mas precisa ser alguém com experiência na área. Se souberem de alguém, por favor, me indiquem.

6. Colaboradores

Venho estudando a possibilidade de trazer alguns colaboradores para o blog. Já tive essa experiência e os leitores não aceitaram tão bem, mas acredito que eu tenha conduzido da forma errada. Acompanho o trabalho de muitas blogueiras que eu gosto, observando como elas fazem, e gostaria de encontrar uma maneira de fazer dentro das necessidade e do jeitão do Vida Organizada, sem que isso tire o tom autoral que o blog possui e os leitores tanto gostam. Estou pensando nisso com carinho e espero conseguir ter algo legal nos próximos meses.

7. Workshops mensais

Como vocês podem estar acompanhando, venho fazendo um workshop de organização com um tema diferente por mês, o que tem me tomado muito tempo para planejamento, acompanhamento de inscrições e, principalmente, produção do material. É praticamente um livro novo por mês, com material inédito, muito conteúdo, e confesso que tem sido um período de rush preparar mensalmente um curso totalmente novo durante um ano inteiro, conciliando com outras atividades. Mas é aquele rush bom, sabem? Tem sido incrível trabalhar nesses workshops e ter esse contato mais de perto com os leitores. Conversar via blog é muito legal, mas os workshops são um outro canal, onde nos vemos, tiramos dúvidas na hora, a explicação flui melhor. Tem sido realmente satisfatório para mim e é maravilhoso ver leitores fazendo dois, três workshops ou mais, porque gostaram tanto do primeiro que resolveram voltar. (veja aqui quais são os próximos workshops do blog)

Os workshops demandam bastante dedicação de minha parte e eu continuarei trabalhando neles nos próximos meses. Temos workshops agendados até dezembro em São Paulo, além do planejamento para levá-los a outros estados. Levar os workshops para outras cidades, no entanto, tem sido um desafio maior do que eu imaginava porque estou tendo um pouco de dificuldade de encontrar bons locais. Estou procurando fazer em espaços cool de coworking, então, se você conhecer algum, por favor, me indique nos comentários.

8. Cursos online

Muitos leitores têm me pedido para fazer cursos online e eu não venço de responder diariamente que sim, eles estão em planejamento! No momento, estou contatando e me reunindo com diversas empresas de plataforma de ensino online, investindo em material de gravação, definindo um local legal para gravar, escrevendo o roteiro do primeiro curso para, na sequência, produzir o material e gravar. Não é tão simples como parece (a não ser que você faça de qualquer jeito, o que não faz meu estilo), nem tão rápido, porque trabalho sozinha, como vocês bem sabem. Mas estão em planejamento, tudo caminhando e em breve vocês terão novidades.

9. Um segundo livro

Já conversei com a editora e lançaremos um segundo livro na Bienal de 2016. O tema ainda não está fechado (oficialmente, então não posso falar), mas já estou escrevendo e tenho certeza que vocês vão gostar! Este é um projeto que está caminhando com o restante das minhas atividades, um pouco mais devagar, e que vou me dedicar mais mais para o final do ano.

Há outros projetos em paralelo acontecendo com a editora (também não posso contar, infelizmente), que espero poder divulgar em breve, assim como a divulgação e venda do primeiro livro, publicado em 2014 (você pode comprar o seu exemplar autografado aqui) e recém-lançado em Portugal pela Editora Castor de Papel (farei um post em breve com mais informações).

10. Reformulação do design do blog

Junto com tantas mudanças, o blog será redesenhado em junho para atender todas essas necessidades novas envolvendo conteúdo, livro, cursos e outras. Estou fazendo um intenso trabalho de pesquisa, muitos brainstorms para chegar a uma definição do que eu quero, então isso estará em foco também nos próximos meses. A última mudança de layout foi em 2012 e, apesar de eu ter feito algumas poucas mudanças ultimamente, não foi nada tão significativo. Desta vez vou querer mudar tudo!

Tentei fechar em dez coisas para não parecer tanto assim mas, além disso, tenho todo o meu trabalho com a Call Daniel e o GTD, que também daria um post parecido ou até maior, mas que não escrevi porque fugiria do escopo deste post.

Apesar de estar trabalhando nessas iniciativas, faltou dizer o quanto eu agradeço a você, por me visitar sempre, comentar, compartilhar o conteúdo e demonstrar como reconhece o meu trabalho. Isso não tem preço e torna o que faço mais significativo a cada dia que passa. Obrigada!

Como acompanhar todas essas mudanças:

  • Curta a minha fan page no Facebook, onde posto as atualizações de todos os meus blogs sempre que elas acontecem. É onde centralizo tudo.
  • Adicione cada um dos blogs no seu agregador de feeds preferido, para conferir as atualizações sem precisar ficar acessando todos os dias. Eu uso e recomendo o Feedly.
  • Cadastre seu e-mail no formulário que existe em cada um dos blogs (no ThaisGodinho.com ainda não tem, mas vou colocar; no Vida Organizada está no menu superior – ou clicando aqui).
18 Mar 2015

Novidades no canal do Vida Organizada no Pinterest

Pinterest é uma rede social que possibilita a criação de painéis temáticos e compartilhamento de conteúdo atrelado a imagens. Recentemente, li o livro “Pinterest e marketing” (Beth Hayden, editora Best Business) e vim incorporando a alimentação do canal dentro da minha rotina com o blog. Como venho fazendo muitas mudanças e isso faz parte do conteúdo do Vida Organizada, gostaria de mostrar essa novidade para vocês conhecerem:

180315-linkedin

Basicamente, a maior mudança é a criação de painéis temáticos atuais, como por exemplo, atualmente: outono, ideias para Páscoa, como estou decorando a minha casa nova, entre outros temas relacionados. Tenho postado diariamente e compartilhado imagens bonitas com dicas para todos.

Quem ainda não segue o canal do Vida Organizada por lá pode clicar aqui e seguir. Por favor, divulguem seus canais aqui nos comentários para que eu também possa conhecer! Essa é uma forma muito bacana de nos conectarmos cada vez mais.

Obrigada por tudo, pessoal.