Blog

O que são áreas de foco

10

Áreas de foco são um conceito bastante utilizado no método GTD e dizem respeito ao Horizonte 2.

Tratam-se das responsabilidades que você tem na sua vida hoje. Os papéis que você desempenha, as áreas que precisa cuidar, manter em um certo padrão, tanto com foco pessoal quanto com foco profissional.

O David Allen tem uma frase fantástica que diz: “Se você não tem certeza do que seu trabalho é, você sempre vai se sentir sobrecarregado(a).”. Então fazer uma revisão das suas áreas de foco te ajuda nisso, porque essa revisão serve justamente para que você obtenha equilíbrio entre elas. Também te ajuda a ter um senso de prioridade mais aflorado.

A diferença entre projetos (Horizonte 1) e áreas de foco (Horizonte 2) é que os projetos têm fim – uma área de foco não. Em teoria, é algo que você vai cuidar, melhorar, ter atividades relacionadas até o dia em que você morrer. “Cuidar da saúde”, por exemplo, não é um projeto, mas sim algo relacionado a manter determinado padrão em uma área de foco. Você pode ter projetos relacionados a isso, como “Fazer matrícula na academia” ou “Estabelecer novo programa de nutrição”, porque é um horizonte imediatamente abaixo onde você consegue definir um resultado desejado e sabe quando ele pode ser concluído.

O David diz que normalmente uma pessoa tem uma média de sete áreas de foco pessoal e sete áreas de foco profissional, mas é realmente uma média. E a maneira que você tem de saber isso é simplesmente fazendo uma lista ou mapa mental com as suas áreas. Alguns exemplos:

Áreas de foco – Pessoal

  • Relacionamentos
    • Família
    • Parentes
    • Animais de estimação
    • Amigos
    • Colegas de trabalho
  • Lazer
    • Viagens
    • Filmes e séries
    • Livros
  • Saúde e energia
    • Exercícios
    • Alimentação
    • Sono
  • Carreira
    • Inglês
    • Formação universitária
  • Espiritual
    • Meditação
  • Desenvolvimento pessoal
    • Habilidades no computador
    • Maestria no GTD
    • Auto-estima
  • Vida doméstica
    • Organização
    • Limpeza
    • Finanças
  • Comunidade
    • Trabalho voluntário
  • Criatividade
    • Pintura
    • Fotografia
    • Culinária

Áreas de foco – Profissional

Suas responsabilidades no seu trabalho hoje (pode ajudar dar uma olhada na descrição do seu cargo):

  • Contratações
    • Definição de escopo
    • Orientação dos novos funcionários
    • Recrutamento
  • Gerenciamento da equipe
    • Reuniões de alinhamento
  • Coordenação de projetos
    • Cronogramas
    • Acompanhamentos
  • Cultura da empresa
    • Qualidade de vida
    • Pesquisas
  • Comitês
    • Financeiro
    • Estratégico
  • Desenvolvimento da organização
    • Consultoria
    • Construção de bons times
    • Comunicação
    • Plano de sucessão
  • Treinamentos
    • Alocação de recursos para treinamentos

A ideia é que você monte essa listagem uma vez e, de vez em quando, revisite-a para ver se está tudo bem, tudo tranquilo, ou se precisa tomar alguma providência para deixar aquela área específica mais tranquila. Você pode identificar ações ou projetos.

Você pode ter um único nível listado ou quebrar em sub-níveis, como eu fiz acima. Não existem regras nem certo ou errado – é como se fosse um brainstorm. Destrinche até onde quiser (se deixar, vai até o infinito esse destrinchamento).

O objetivo operacional de ter suas áreas de foco definidas é que, assim, você garante que tenha definidos todos os projetos e ações necessários para gerenciar suas responsabilidades apropriadamente.

15 recomendações para você aplicar na sua vida esta semana

11

Seguem algumas recomendações que podem fazer a sua semana ser uma pouco mais tranquila.

  1. Cancele uma reunião. Resolva o assunto de outra maneira.
  2. Esvazie sua mente antes de dormir: pegue um bloco de notas, uma caneta e escreva tudo aquilo que esteja te preocupando. Durma tranquilo e apenas no dia seguinte pegue as anotações para processar e resolver alguma coisa.
  3. Revise toda a sua lista de coisas a fazer desta semana e veja o que você pode, sem dó, deixar para depois. Mantenha o que for importante para você, mesmo que signifique tirar algo que seja prioridade de outras pessoas. A pergunta chave é: preciso fazer isso esta semana?
  4. Aliás, escolha as três coisas mais importantes que você precisa fazer esta semana e veja-as como metas. Podem ser atividades como ir à academia na quinta de manhã ou concluir projeto X. Dê a si mesma(o) algum prêmio quando conseguir concluí-las, como uma hora de soneca no sábado à tarde ou assistir três episódios seguidos.
  5. Quando estiver fazendo alguma atividade chata no trabalho, pergunte-se: tem alguma mais fácil de fazer isso? Eu sou a pessoa certa para fazer ou outra pessoa deveria estar fazendo?
  6. Escolha um ponto forte seu, algo que você goste muito em você, e foque nele esta semana. Por exemplo: se você gosta do seu sorriso, perceba como você sorri para as pessoas e em que situações.
  7. Desligue as notificações de todas as redes sociais do seu celular.
  8. Pague uma conta cujo vencimento ainda está longe.
  9. Pense no maior problema da sua vida neste momento. Imagine esse problema daqui a 10 anos. Ele ainda será importante?
  10. Atualize seu perfil no Linkedin.
  11. Envie uma mensagem elogiando alguém.
  12. Troque seu travesseiro por um novo.
  13. Preste atenção no seu corpo. Onde você sente dor? Onde você se sente desconfortável?
  14. Diga “não” para algo que você não quer fazer.
  15. Compartilhe uma dessas dicas com alguém que você goste e precisa delas.

Boa semana.

Linkagem de domingo

0

Algumas vezes, eu gosto de reunir alguns posts, vídeos e notícias que li ao longo da semana e que achei que seria legal compartilhar com vocês.

Eu também gravei alguns vídeos no meu canal no YouTube. Assine para ver antes! 🙂

Boa semana para você.

O que fazer quando você tem 40 anos e ainda não pensou na aposentadoria?

10

Se você chegou na casa dos 40 sem ter pensado nadinha no período da sua aposentadoria, em algum momento já deve ter percebido que poderia ter refletido sobre esse assunto com mais antecedência. Esteja você amando o que você faz ou contando os minutos para pedir sua aposentadoria, nunca sabemos o dia de amanhã e do que vamos depender, então é importante estarmos preparados.

Mas não se sinta culpado: uma pesquisa de 2013 mostra que 48% dos brasileiros nunca sequer pensou na aposentadoria. Porque esse não é o tipo de assunto que se ensina na escola (talvez devesse ser). Vamos ver o que você pode fazer então se estiver nessa faixa etária para se preparar para os anos que vêm por aí?

Leia o livro do Gustavo Cerbasi: “Adeus, aposentadoria”

Você deve achar que eu estou brincando – recomendar um livro que dá adeus à aposentadoria em um post sobre como se preparar para a aposentadoria. Na verdade, o que o especialista em finanças Gustavo Cerbasi propõe é uma nova forma de se pensar sobre a aposentadoria. Ele propõe que a gente pense sobre independência financeira, e fala sobre todos os formatos de aposentadoria (INSS, viver de renda etc). Vale a leitura para que você conheça todas as suas opções.

Se tiver dúvida sobre a leitura valer ou não a pena, leia a resenha que eu fiz aqui no blog um tempo atrás.

Procure ter desde já um estilo de vida razoável

Isso significa não gastar à toa, e só você pode saber o que é gastar à toa no seu caso. O que é necessidade para uns pode não ser para outros. Muitas pessoas acabam descobrindo que um determinado imóvel é grande demais e mudam para um menor, sem que isso fira seu orgulho de alguma maneira, ou trocam seu carro por um modelo mais popular para poder investir a diferença do valor das prestações em uma previdência privada.

Segundo o método de organização do Vida Organizada, para organizar qualquer coisa, é necessário começar destralhando, e destralhar significa exatamente tirar da sua vida o que não faz mais sentido para você. Esse exercício acontece o tempo todo. Se você reduzir as despesas para ter um estilo de vida mais razoável, não precisará de tanto no futuro e, voilá: conseguirá guardar mais também.

Com essa conscientização e mudança de estilo de vida desde já, você poderá ter uma ideia do quanto precisa ter mensalmente para sobreviver e, com base nisso, fazer algumas contas e encontrar valores que precisa acumular para chegar com segurança em uma possível aposentadoria.

Otimize seus investimentos

Uma ideia pode ser aumentar o que você investe em previdência privada ou os aportes no INSS (para chegar ao teto do programa). Outra sugestão é fazer investimentos diversificados. Ainda melhor seria se você pudesse aumentar sua renda de alguma maneira, de modo a ter mais dinheiro para investir nesses fundos.

Também não precisa deixar de viver…

Todas essas recomendações não são para fazer com que você pare de ir ao cinema, compre um livro ou uma roupa nova – apenas repense os gastos como um todo. É muito triste economizar uma vida inteira pensando em guardar para uma aposentadoria que pode sequer chegar. Não estamos falando em 8 ou 80. Leve uma vida legal, com um estilo que abranja suas necessidades e vontades, mas sem deixar de pensar no futuro. Porque também é muito ruim gastar tudo e, quando chegar lá na frente, não ter absolutamente com o que contar.

Espero que o post tenha ajudado de alguma maneira. Se você tiver qualquer dica nesse sentido e quiser compartilhar com outros leitores, por favor, deixe um comentário. Obrigada!

O feng shui feito com amor

10

Não importa a corrente que a gente siga para aplicar o Feng Shui em qualquer espaço, o começo de um projeto bem sucedido será sempre o mesmo: o destralhamento. Ok, mas até aí isso não é novidade…

Pois é, mas quando li o primeiro livro de Marie Kondo (A Mágica da Arrumação – A Arte Japonesa de Colocar Ordem na Sua Casa e na Sua Vida), que a Thais fez uma ótima resenha aqui no Vida Organizada, muita coisa que eu já fazia intuitivamente se revelou para mim de forma muito clara.

O que fazemos para a nossa casa estamos fazendo a nós mesmos. Aquilo que dedicamos à nossa casa, chegará até nós implacavelmente. Se abençoamos a nossa casa, somos abençoados; se devotamos amor a ela, é amor que vem para a gente… e quem não está em busca de amor?

junho-feng-shui1

Destralhar pode ser também um ato de amor. Kondo propõe que você, no momento de uma seleção para descarte, toque aquele objeto e se pergunte se aquilo te faz feliz, sendo a pessoa que você é HOJE. Ao tocar esse item, através das suas mãos e do questionamento ao seu coração, o corpo reage. Você pode sentir uma sensação percorrendo o seu corpo, como uma onda, que ela chama de uma faísca de alegria (sparkle joy) – essa é a resposta de que vale a pena manter esse objeto. Certamente ele tem um papel muito relevante na sua história, pois os objetos querem ser úteis e desempenharem suas funções. Muitas vezes, a sensação que temos é que aquilo já não mais se faz necessário, talvez nunca tenha feito sentido para nós ou já tenha cumprido aquilo que se esperava dele. Momento de libertação!

Quando retemos um objeto deixando-o “encostado” e inerte num canto qualquer, estamos interrompendo a sua história, impedindo que ele cumpra seus objetivos. Deixá-lo ir, seguir o seu caminho, talvez causar uma onda de alegria a outro alguém, pode ser também uma atitude amorosa. Despedimo-nos com respeito, com gratidão e fazemos o devido encaminhamento.

E quando se trata de um presente dado por alguém querido, mas que não nos causa a faísca de alegria? Essa onda de felicidade foi concedida a quem presenteou, que dessa forma conseguiu manifestar o seu carinho, a vontade de fazer o presenteado feliz, o que não deve impedir ninguém de descartar o presente assim mesmo, sem culpa, com respeito e gratidão.

spark joy

Essa decisão de tocar cada objeto, de selecionar o que te faz feliz ou não, fortalece o poder de decisão, a capacidade de escolha. É uma forma também de fazer as pazes com o passado e aumentar a confiança no futuro, uma espécie de inventário, onde se constata do que a gente realmente gosta, quem se é e quem se quer ser.

A gratidão é algo que nos conecta com o amor universal, pois reconhecemos o que nos é concedido. Em relação ao que temos em casa, podemos expressar a nossa amorosidade cuidando e tocando nossos pertences. Quando dobramos e guardamos nossas roupas, podemos fazer isso roboticamente ou dobrando-as carinhosamente e guardando-as de forma que se sintam “confortáveis”. O fato de tocá-las, alisá-las com afeto e gratidão é uma forma natural de energizarmos as nossas roupas, uma vez que nossas mãos são naturalmente magnéticas e têm uma conexão direta com o nosso coração, o epicentro do amor.

Para os japoneses, a expressão “te-ate” significa “impor as mãos”, mas no sentido de “curar”. Então, com esse pequeno ritual, “acalmamos” o que tocamos e somos capazes de transferir energia de amor e paz, não somente às nossas vestimentas, como a tudo que nos serve de alguma forma, tornando a nossa vida mais fácil, mais bela e mais digna.

E você, acredita que fazer com amor possa trazer uma resposta amorosa à nossa vida?

Reserve a data: Evento de lançamento do livro Casa Organizada em SP

17

Hoje eu vim compartilhar uma notícia que eu estava me segurando para não contar logo para vocês, que é a data e o local do lançamento do livro Casa Organizada em São Paulo – nada mais nada menos que a meca dos amantes de livros deste país maravilhoso: a Livraria Cultura do Conjunto Nacional, dia 21 de julho, às 19 horas. 💙 💙 💙

Reserve_a_Data_Casa_Organizada_SP

Aproveito este post para responder algumas perguntas sobre o livro e eventos em si:

Haverá eventos de lançamento em outras cidades?

Como funcionam esses eventos: a livraria convida o autor e financia os custos da viagem, pois o autor não tem como arcar com esses custos (a não ser autores já super bem de vida, né gente). Esses convites acabam aparecendo de vez em quando, e toda vez que acontecerem eu vou postar aqui no blog, não se preocupem!

Eu adoraria fazer um tour pelo país inteiro, mas nos primeiros meses devo me concentrar em São Paulo, mesmo porque são muitos eventos de visitas em livrarias, palestras etc, e ficaria difícil conciliar com outras viagens, mesmo financiadas. Quando a poeira do lançamento baixar, certamente ficará mais tranquilo. Lembrem-se que eu tenho um filhinho pequeno e, acima de tudo, ele é a minha prioridade. Então não posso viajar e me ausentar tanto. 🙂

Você estará na Bienal do Livro em SP?

Sim! A programação do estande da Editora Gente ainda está sendo fechada, mas estarei lá. Além disso, estou fechando minha agenda com eventos em outros estandes. Em breve divulgarei todos aqui também.

Quando o livro estará nas lojas?

A editora colocou como “data” a primeira semana de julho, mas ele já está em pré-venda em diversas livrarias, incluindo Amazon e Saraiva.

Onde poderei encontrar seu livro para vender?

Após o lançamento, o livro estará à venda nas principais livrarias físicas e pela Internet.

Terá versão digital?

Sim! Na Amazon já está em pré-venda a versão para Kindle, inclusive.

Você pretende ir ao lançamento? Confirme sua presença no evento no Facebook! (opcional)

Obrigada por tudo, pessoal.

Minha checklist semanal

12

Continuando o que eu comecei quando mostrei minha checklist diária, hoje quero mostrar minha checklist semanal.

Para quem está chegando no blog agora, eu utilizo um método chamado GTD, que é um método de produtividade, portanto meu uso de checklists se baseia nas recomendações do método. Veja o post onde escrevi sobre isso: o uso de checklists no GTD.

Mais uma vez, é importante dizer que as checklists são bastante dinâmicas e faço modificações sempre que sinto necessidade de melhorias na minha rotina. Há muitos itens que deixo ali temporariamente para checar e, pois de um tempo, acabam saindo. O processo é realmente bastante dinâmico.

Atualmente, mantenho todas as minhas checklists no Todoist.

Lembrando que checklists não são listas de tarefas, mas listas de verificação. Que eu tenho que checar para verificar se aquilo que eu normalmente já faço em piloto automático foi realmente feito, e não para lembrar de fazer coisas. Se eu tenho que lembrar, se são lembretes, são ações, e então devem entrar em outro tipo de listas. Esse conceito é chave.

Minha checklist semanal no Todoist

checklist-semana

Quero esclarecer para vocês porque às vezes posto coisas do meu sistema em inglês. Estou treinando meu idioma, então para mim é importante trazê-lo para o dia a dia. Vou traduzir o que está no print acima:

“Every week” é “toda semana”.

“How to plan my week guide” significa “guia para planejar a minha semana”.

“GTD: weekly review checklist” significa “GTD: checklist da revisão semanal”.

“Weekly recurring actions” significa “ações recorrentes semanais”.

O que entra em cada lista:

Guia para planejar a semana

Aqui eu basicamente faço uma lista passo a passo mesmo para planejar a minha semana. Gosto, toda sexta ou sábado, sempre depois de fazer a minha revisão semanal, de percorrer essa lista para planejar a minha semana seguinte. Isso me ajuda a ter uma semana bastante tranquila. Leva cerca de meia hora – às vezes menos.

  • Revisar o calendário da semana a ser planejada e inserir horários nos compromissos que ainda estão sem horário – Breve explicação: às vezes na correria eu apenas insiro no calendário que eu tenho “treinamento GTD em tal empresa” no dia, mas falta confirmar exatamente o horário. Então nesse momento eu coloco o horário exato.

  • Verificar o calendário da Call Daniel (Outlook) para ver se tem algo que esteja lá e que ainda não esteja no meu – A Call Daniel utiliza uma conta de e-mail no Outlook, que não é a minha principal. Então uma vez por semana eu verifico se por acaso tem alguma coisa lá, algum invite que recebi, que por acaso eu não sincronizei antes. Funciona muito bem assim porque antes já aconteceu de eu perder alguma coisa. Aqui eu recomendo o seguinte: se você tiver outros calendários em que receba convites, verifique também, como eu faço. Eu tenho outros calendários de controle, mas não recebo convites por eles.

  • Inserir informações úteis nos compromissos da semana, como número de reserva em vôos e outras referências – Isso aqui costuma ser meu “pulo do gato” para inúmeras situações – não apenas para vôos, como no exemplo, mas para reuniões e eventos diversos. Às vezes o simples fato de escrever que vou de Uber em um deslocamento já me ajuda a ter um direcionamento no dia a dia, sem precisar ficar pensando na hora. Ou, em uma reunião, eu escrevo assim: “pauta em tal lugar”. Esse tipo de organização funciona demais, e é tão simples.

  • Inserir tempos de deslocamento e planejar trajetos diversos – Como eu me desloco bastante (e tem semanas que são realmente malucas), eu preciso fazer esse planejamento. Eu gosto de inserir os períodos em que estarei me deslocando para não ter que, no dia a dia, pensar que horas tenho que sair de casa, por exemplo. Isso me estressa muito no dia a dia – não estressa vocês? Me ajuda demais olhar no calendário e ter a segurança de saber que já está planejado sair 11h para chegar 12h30 em determinado lugar, então sei que preciso tomar banho e me arrumar até 10h30.

  • Garantir que há tempo para dormir 8h, descansar, fazer atividades de lazer e ficar com a minha família (atividades e passeios com o Paul) – procurar me planejar para acordar cedo (6h) e tirar uma soneca depois do almoço ou no final da tarde – A ideia da soneca é ótima, mas dificilmente eu consigo na prática porque não tenho sono esse horário mesmo. Às vezes consigo, e é excelente. Mas dormir 8 horas é básico. E é engraçado porque, quando eu tinha um emprego fixo, que em teoria me permitiria uma rotina muito mais propensa a isso, eu dormia 6, 7 horas no máximo. Hoje que tenho uma rotina com eventos, viajando, empreendendo, e deveria dormir menos, me policio muito mais para fazer isso, justamente porque sei o quanto o sono afeta a minha produtividade. Então planejar tudo isso, assim como os momentos de lazer com a minha família, é super importante.

  • Planejar processamento de e-mails e caixa de entrada pós reuniões e treinamentos – Ah, essa dica também é excelente! Toda vez que fico o dia inteiro fora ou termino um dia de trabalho com muitas reuniões, reservo a primeira hora do dia seguinte para processar meus papéis e caixa de entrada. Isso me dá uma tranquilidade e sensação de controle tremendas.

  • Coletar providências diversas para os eventos da semana – Vejo todos os eventos, dia por dia, e penso: Está tudo tranquilo com relação a isto aqui? Geralmente está. Às vezes aparece algo como: “Hm, na verdade eu preciso imprimir um documento para levar”. Ótimo! Então eu anoto essa providência para não esquecer de fazer isso antes do evento em si. Funciona lindamente.

Checklist da revisão semanal

Eu não invento muita moda aqui porque, quanto mais estudo GTD, mais volto ao modelo tradicional e simples do David Allen, porque funciona. Então aplico os 11 passos que ele propôe no livro, que você pode ver aqui. Sem tirar nem pôr.

Ações semanais recorrentes

De modo geral, eu vou fazendo essas coisas ao longo da semana e, na sexta, dou uma checada para ver o que ficou pendente e defino próximas ações para as que não fiz. São coisas como:

  • Responder comentários com dúvidas pendentes no blog
  • Enviar convites para reuniões da próxima semana
  • Coletar providências para os posts da semana que vem (algo faltando?)
  • Conferir as estatísticas do blog
  • Processar a caixa de entrada do Evernote (são só arquivos de referência hoje em dia)
  • Processar a pasta onde faço downloads no computador
  • Trocar toalhas e roupas de cama
  • Guardar as roupas limpas
  • Verificar vencimentos de contas da semana e organizar pagamentos
  • Limpar e arrumar a mesa do escritório
  • Planejar o menu da semana
  • Ver eventos culturais diversos que estão acontecendo na cidade

São sinceramente ações que vou fazendo automaticamente ao longo da semana e, quando chega a sexta-feira, tenho duas ou três pendentes que faço à tarde ou no sábado, se faltarem. Lembre-se: se você precisa se lembrar de fazer algo, não é para estar em uma checklist, e sim em uma lista de lembretes – calendário ou próximas ações.

Essas são as minhas checklists semanais!

Você já viu até aqui:

Em um próximo post, pretendo mostrar como eu planejo o meu trimestre. Até mais!

Novo aromatizador Life Scents de Bom Ar Air Wick

7

Organizar é encontrar soluções. Da mesma maneira que você encontra as melhores soluções para a sua casa em termos de arrumação, decoração e limpeza, certamente vai querer escolher a melhor combinação de perfumes para deixar o seu lar ainda mais aconchegante.

Além de já ser consumidora da marca, esses dias eu recebi em casa a nova linha de odorizantes Life Scents, desenvolvida pela Bom Ar Air Wick em parceria com a casa de fragrâncias Firmenich. O ponto de partida para a criação dessa linha foram os perfumes e essências do nosso dia-a-dia, que estão presentes na vida real. Os produtos Life Scents são compostos por uma tecnologia de fragrância super diferente; são fragrâncias tridimensionais – ou seja, tem três dimensões de fragrâncias em um único produto. Como isso funciona?

É simples! Sabe quando usamos um perfume e sentimos o cheiro dele no momento que espirramos, mas depois de algum tempo deixamos de senti-lo, enquanto as pessoas que nos encontram ainda sentem? Isso acontece porque como estamos em contato constante com o cheiro, nós nos acostumamos com ele e passamos a não percebê-lo mais, que é quando chegamos na chamada “saturação olfativa”.

A tecnologia dos produtos de Life Scents quis resolver esse problema! Como cada produto da linha possui três dimensões de fragrância, que se alternam constantemente entre si, a cada momento a gente sente um perfume diferente, evitando a tal saturação olfativa e, por consequência, percebemos o produto por mais tempo no ambiente.

Os formatos disponíveis da linha Life Scents no mercado são: Spray Automático (aquele que vem dentro de um aparelho super bonitinho que faz parte da decoração), Óleo Perfumado, Difusor e Vela (que além de perfumar, muda de cor. É linda!). E as fragrâncias são: Doces Dias de Lavanda, composta por pétalas de lavanda, frutas vermelhas e algodão doce, Jardim Místico, composta por marshmallow, framboesa e rosa e Frescor da Cachoeira, composta por blueberry, menta fresca e água de coco.

Você pode saber mais sobre essa nova tecnologia inovadora e os produtos no canal da Bom Ar Air Wick no YouTube: www.youtube.com/AirWickBrasil.

Resenha

Minha opinião ao usar o produto durante alguns dias: como eu comentei, eu já usava outros produtos da Bom Ar Air Wick na minha casa, em diversos formatos. Eu notei que, mesmo deixando o Spray Automático na frequência mínima para o disparo dos aromas, a casa se manteve perfumada por bastante tempo, como se estivesse com a frequência ligada no máximo.

Isso faz muita diferença porque, se a gente parar para pensar, ajuda na economia – tem o mesmo produto, com uma qualidade igual ou melhor, mas que a gente percebe no ar por mais tempo. Além do que, a nova fragrância é deliciosa (eu sempre tenho preferência pelas lavandas), e até o meu filho que não sabia da novidade perguntou que cheirinho bom era esse novo na casa.

Por fim, recomendo!

Sugestões de uso

Life scents ¢leo Perfumado Frescor Cachoeira REF÷L

Óleo Perfumado: Muito bom para quartos, salas e corredores.

Life Scents Freshmatic

Spray Automático: Excelente para deixar na sala ou em cima do armário da cozinha (se ela for grande). Deixe em ambientes que costumam ser mais arejados, para a fragrância não ficar muito forte.

Life scents Jardim M°stico DIFUSOR

Difusor: Bom para banheiros, lavabos e home-office.

Life scents Jardim M°stico VELA

A vela perfumada que muda de cor é ótima para criar um ambiente especial.

publicidade-vida-organizada

Linkagem de domingo

5

Algumas vezes, eu gosto de reunir alguns posts, vídeos e notícias que li ao longo da semana e que achei que seria legal compartilhar com vocês.

Boa semana para todos vocês. <3

curso-blogueiros

O que comprar (roupas) quando você está em processo de emagrecimento?

16

Minha área de atuação não é moda, mas eu uso roupas, oras. E, nos últimos anos, tenho vivido um processo de mudanças no corpo que acabou se tornando um grande aprendizado. Perdi peso, ganhei peso e estou em processo de emagrecimento, e recebo muitos comentários de leitoras me pedindo dicas sobre como lidar com essa fase. O que comprar? O que vestir? Como lidar com um guarda-roupa com uma variação tão grande de numerações?

E, apesar de não ser especialista em moda, ter convivido com a Ana nos últimos meses por conta do nosso amado workshop de organização do guarda-roupa (que vai ter edição nova em julho em São Paulo 💙) me fez ter diversos insights preciosos com relação ao que devo investir nesse momento e o que devo esperar para comprar mais para a frente.

Captura de tela 2016-04-21 14.07.38

Porque, de certa maneira, penso que todo mundo esteja passando por um momento de conscientização e gastando menos com roupas. Não penso que seja nem só por causa da crise não. É um movimento meio global. Já compramos muito. Estamos querendo usar mais o que já temos, curtir mais, aproveitar mais mesmo.

Eu estou vendo meu guarda-roupa hoje em dia como um inventário de peças mesmo, e fazendo investimentos que quero que durem, senão a vida toda, bastante tempo – ou até eu ficar meio de saco cheio desses itens, porque não fazem mais parte de quem eu sou. Por isso, sequer me lembro qual foi a última vez que eu comprei uma peça de roupa. Faz tempo mesmo. Como comentei outro dia, estou um pouco exigente também.

Que peças comprar?

Essa é uma boa pergunta. Eu tenho uma variação de peso esquisita e detesto roupas apertadas. Por isso – e as consultoras de estilo podem me dar sugestões e até me corrigir se eu estiver falando besteira – o que eu tenho feito é evitar comprar peças de alfaiataria ou que dependam muito de um bom corte, mesmo porque: 1) se, de boa qualidade, serão investimentos mais caros, o que não compensa em um processo de emagrecimento, porque você perderá a médio prazo, e 2) não dá para reformar em uma costureira ou alfaiate caso emagreça muito, pois o corte certamente se perderá.

Se for para comprar peças, invista em dois tipos:

  • Aquelas que poderá reformar, “dar um ponto”, como minha sogra diz, como saias longas, saias mais curtas, calças pantalonas, calças de malha, blusas, vestidos mais soltinhos.
  • Aquelas que vestem bem tanto justinhas quanto larguinhas, como blusas, suéteres, cardigans, alguns tipos de calças, camisetas e por aí vai.

No geral, a qualidade das peças adquiridas vai mais pelo tecido que pelo corte, então invista nisso: seda, algodão, linho, lã, viscose – bons tecidos, de preferência naturais e fluidos (nada de couro, por exemplo, que cai na questão do corte).

roupas-emagrecimento01

Na prática, funciona assim: no inverno, em vez de comprar um blazer, invista em suéteres, blusas de lã grandonas e outras peças desse tipo.

Que itens comprar?

Aqui a abordagem é diferente, porque eu gostaria de distinguir entre roupas, sapatos e acessórios.

Eu acho que o processo de emagrecimento é um bom momento para investir em acessórios bacanas, se você quiser.

Um lenço bonito, uma bolsa, um bom par de óculos, relógios, colares, braceletes. Tudo aquilo que você talvez não se permitisse comprar antes porque gastava muito dinheiro com roupas em si. Pelo menos é o que eu venho fazendo.

Não que eu tenha comprado um cachecol da Burberry, mas eu chego lá <3
Não que eu tenha comprado um cachecol da Burberry, mas eu chego lá <3

Mesmo sapatos eu não compraria gastando tanto dinheiro porque, dependendo do volume de peso que você perder, pode ser que diminua até mesmo sua numeração e perca alguns pares.

A última peça que eu comprei foi um par de óculos estilo art deco, um lenço da minha cartela de cores e uma carteira, para vocês terem uma ideia. Então é nesse tipo de coisa que tenho investido no meu guarda-roupa e tem funcionado muito bem para atualizar as peças que eu já tenho e ainda comprar coisas legais e de qualidade.

Aproveite para destralhar

Aproveite o processo de emagrecimento para se desfazer de peças que já deram o que tinham que dar e você não quer usar nunca mais, como roupas puídas, que você não gosta ou que não te favorecem. Doe para alguém que fará melhor proveito.

Leia o post: Como destralhar seu guarda-roupa por categorias.

Espero que este post tenha funcionado para inspirar quem esteja passando por esse processo, nem que seja para direcionar algumas decisões de compra no dia a dia.

Achados do mês – Junho 2016

16

Uma compilação dos favoritos do mês, onde nós estivemos, o que fizemos, o que vimos, para onde vamos e outras ideias bacanas. <3

Recomendamos

A segunda quinzena de junho e início de julho nos traz três lançamentos muito especiais na área da organização pessoal e produtividade:
AArtedeFazerAcontecer_2016_19mm.indd

A edição brasileira do livro do GTD foi inteiramente revisada e agora traz o nome do método na capa. <3 A nova edição será relançada dia 27 de junho e teve a revisão técnica feita por mim.
marie-kondo-isso-me-traz-alegria-livro-konmari

O segundo livro da Marie Kondo também está sendo lançado em português este mês e é todo ilustrado!
Lançamento em agosto 2016
Por fim, nosso querido Casa Organizada será lançado também entre o fim de junho e começo de julho, já com pré-venda na Amazon.

Aconteceu por aqui

Onde encontrar a turma do VO

  • Dia 26 de junho acontecerá o curso online ao vivo: Organização para blogueiros (últimas vagas!).
  • Wanice Bon’ávigo ministrará um curso sobre numerologia cabalística. Você não pode perder!
  • Carol e eu estaremos no evento Personal Organizer Brasil nos dias 24 e 25 de junho. Nos vemos lá!
  • Fortaleza, BH e São Paulo nos aguardam para as turmas abertas de GTD em julho! <3
  • Use a hashtag #vidaorganizada no Instagram para postar fotos do seu cantinho organizado e compartilhar conosco! <3

Todos os cursos online do blog agora disponíveis

9

Hoje venho trazer uma novidade: todos os cursos online do blog já gravados estão disponíveis em uma plataforma de acesso para vocês. 💙 Esse é um projeto grande, que venho trabalhando há bastante tempo, e eu espero que vocês gostem. É uma grande conquista porque, se vocês me falassem há dois anos que hoje eu estaria fazendo uma coisa dessas, não sei se eu acreditaria. Estou muito feliz por mais essa conquista do Vida Organizada!

cursos-plataforma

Alguns pontos legais de saber:

  • É uma versão beta, então conto com vocês para feedbacks para melhoria em todos os pontos. 🙂
  • Os cursos disponíveis lá são os cursos que foram gravados ao vivo em uma única aula, mas a ideia é que, daqui para a frente, novos cursos sejam lançados em formato de aulas mesmo, com módulos. Não vejo a hora!
  • Quando você se matricula, você tem direito a acesso durante um mês. Durante esse período você pode baixar os arquivos do curso para assistir quando quiser – como era antes. Ou seja, você realmente compra o curso. Achei justo com quem pagou o mesmo valor anteriormente. Os futuros cursos provavelmente terão valores e formatos diferentes.
  • Quem já fez um ou mais desses cursos tem direito a um desconto. Nos próximos dias vou entrar em contato enviando um cupom promocional, então fiquem de olho no seu e-mail. 🙂

Até o final do mês os cursos estão com valor promocional para este lançamento da plataforma, então eu espero de verdade que vocês gostem e aproveitem. Estou super feliz de poder proporcionar isso para os leitores porque é algo que praticamente todos os dias eu recebia algum comentário pedindo, então aqui está!

Obrigada por tudo, pessoal!

Esta semana

O que são áreas de foco

Áreas de foco são um conceito bastante utilizado no método GTD e dizem respeito ao Horizonte 2. Tratam-se das responsabilidades que você tem na sua...

Linkagem de domingo