Vamos aproveitar que estamos falando de planejamentos e pensando no ano seguinte para refletir sobre os aprendizados do ano em questão. A ideia aqui é analisar o que você fez, o que você deixou de fazer, e o que você aprendeu com todas as suas experiências neste ano de 2017.

Os aprendizados geram princípios de vida. E esses princípios são algumas das coisas mais elevadas que a gente pode ter, porque nos ajudam a tomar decisões.

Uma maneira de registrar esses aprendizados é mantendo um diário. Se você não tem um, pode ser algo a se considerar para o ano que vem. A ideia é registrar aprendizados diários, quando for o caso. Outra maneira de registrar aprendizados é usando um commonplace book. Aliás, essa foi uma das coisas que eu aprendi esse ano e passei a incorporar oficialmente (eu já fazia isso informalmente desde que era adolescente).

Como eu tenho como princípio de vida compartilhar os meus aprendizados, a maioria do que aprendo ou percebo acaba virando post para o blog ou conteúdo que eu publico de alguma forma (vídeos, livros). Esse é um exercício legal porque eu entendo que os meus aprendizados podem servir como aprendizados para outras pessoas também. Então por que não compartilhar?

Logo, uma maneira de avaliar meus próprios aprendizados é revisitar o que eu postei aqui ao longo deste ano. E, quando faço isso, identifico aprendizados bem legais, como por exemplo:

Li meu texto do ano passado sobre os aprendizados de 2016 e cheguei a ficar emocionada. Foi um ano bem complicado. 2017, para mim, foi um ano incrível porque, como eu tive o lema de “mente como água” e o princípio da atitude mental positiva para todas as coisas, isso fez toda diferença no modo como eu me engajo com as diferentes situações. Ter me colocado também como papel responsável pela minha própria vida, um estado mental eterno meio de “Marvin” (“te vira”) me fez ter um sentimento de guerreira pessoal, que precisa desbravar e moldar a própria vida, defendendo-a com unhas e dentes, porque é do meu tempo de vida que estou falando. E bem, isso se refletiu em tudo.

E você, já tentou listar seus aprendizados deste ano? Pode ser um excelente começo para pensar em planejar o ano que vem ou qualquer outro que venha. 🙂

COMPARTILHAR
Artigo anteriorLinkagem de domingo
Próximo artigoO que eu quero deixar para trás em 2017
Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

17 Comentários

  1. Oi Ana!
    Achei muito bacana esse post. Penso que existe uma sinergia dos nossos pensamentos com os acontecimentos da nossa vida e da semana passada para cá eu tenho pensado nos aprendizados e das mudanças que aconteceram esse ano na minha vida. Vou adotar o “diário do aprendizado” para fazer um fechamento anual. Fiz aniver agora dia 03, então meu ano novo está no início e essa organização que me propus a realizar já está dando resultados.
    Gratidão por compartilhar seus conhecimentos! Abraço!

  2. Oi Thais!

    Primeiro queria dizer que esse mecanismo de um link já sugerir outro post correlato é maravilhoso, e está me fazendo reler muitos textos interessantes e maravilhosos sobre diversos temas que eu gosto demais!

    Adorei os seus aprendizados e já abri outros aqui nas abas ao lado para também revisar os meus aprendizados de 2017, sempre muito influenciada e inspirada pelos seus textos – que deixo para ler aqui no meu trabalho e já utilizei DIVERSAS vezes como dica para alguns trabalhos que executo aqui.

    Beijos e abraços e uma boa semana!

  3. PQP , que foto plena !!!
    Evoluimos juntas . Obrigada por nos ajudar .
    Uma semana extraordinária para você!

  4. Thais
    Gosto muito do seu blog. Acompanho já a muito tempo (nem sempre comento) e quero agradecer por estar sempre compartilhando o melhor com a gente.
    Você fez e faz muita diferença na minha vida. Li seus livros e estou colocando em prática várias dicas. Muito obrigada e continue sempre a nos inspirar! 👏🏻👏🏻👏🏻

  5. Texto inspirador como sempre! Muito interessante ter um lema, que seja para o ano até mesmo para o dia, te faz pensar melhor em como tomar certas decisões. Quero adotar um lema, para melhorar minha auto estima. “Para mim somente o melhor”, talvez com esse lema em mente minhas decisões foquem em buscar somente o melhor de maneira que eu me sinta especial.

  6. Geralmente faço uma revisão do meu ano no fim de dezembro, mas achei interessante a perspectiva de destacar os aprendizados. Obrigado, vou adotar.

  7. Oi Thais, como sempre, suas postagens ensinam e ajudam demais!
    Não sei se sonhei ou li em algum lugar que você faz aniversário no mesmo dia que eu (25 de setembro). Como setembro é um período favorável para muitas coisas, e as previsões espirituais e astrológicas baseiam-se na data do nascimento, esse ano decidi começar meu planejamento anual baseado na minha data de nascimento! Nesse período sempre fico mais introspectiva, repenso o que estou fazendo com a minha vida nesse mundo…e casou muito bem com o planejamento anual (do meu ano pessoal). Todo final de ano o mundo entra em correria, parece que o mundo vai acabar, mas com o planejamento a partir do meu aniversário, esse final de ano esta mais leve, contínuo, fluído, com mais tempo até… Vai a dica. beijos e Parabéns pelo seu belo trabalho

  8. Post maravilhoso para variar!
    Passei o ano inteiro refletindo nas minhas mudanças após o término de um relacionamento de 11 anos, e continuo refletindo e sendo grata por cada coisinha que passei e que vivi até agora.
    Foi divertido ver a quantidade de possibilidades que a vida tem, e que já não conseguia mais ver, o quanto amadureci e o quanto me curti e me aproximei do filhote adolescente.
    Quero ler esse post novamente com calma e fazer minhas anotações e reler alguns posts com esse novo olhar!

    Obrigada
    Beijos

  9. Meu lema será “Disciplina para liberdade”. Mater o foco para não se apreender nas vontades e prazeres momentâneos.
    Agradeço por me fazer pensar nisso agora assim tão de repente…

    • Oi Vanessa, tudo bem?
      Tive um lema bem similar por 2 anos. O capítulo A Alegria da Disciplina do livro Madre Teresa CEO me inspirou bastante e me trouxe ideias que me ajudaram na execução deste lema.
      Talvez possa te interessar.
      Abraço,
      Caroline

  10. Obrigado por compartilhar seus aprendizados com a gente 🙂
    Irei fazer meu diário de aprendizado também estou precisando disso.

  11. Gratidão, Thaís por compartilhar tanta coisa boa com a gente! Seus textos refletem plenitude e felicidade, sentimentos que só existem qdo estamos satisfeitos com quem nos tornamos! Sucesso sempre na sua jornada!

  12. Achei maravilhoso esse texto, como todos os seus!
    Não refleti o ano, porque tive algumas enormes frustrações esse último mês e que mudou tudo que eu pensava de 2017. Foi um ano turbulento. Isso com certeza! Tive de estar o tempo todo aberta a mudanças… talvez tenha sido esse o aprendizado: a confiar em mim mesma e a ser fluida…

    Lidar com mudanças profissionais sem nenhum retorno prático, me doar a pessoas que não sabem ser gratas, a descoberta de mais um filho no caos que eu já me encontrava, ‘parar’ minha vida *afinal, filhos trazem isso, e no fim, pode ser bom*… enfim… acho que dezembro é um mês que vou refletir tudo isso.

    Vou reler alguns links. E aprender mais nesse ano complexo.

  13. Thaís, este post nos leva a tantos outros que precisei acessá-lo mais algumas vezes para concluí-lo. E não poderia ser diferente, o que aprendemos em um ano tem que ser volumoso mesmo, caso contrário, seríamos pessoas vazias! Obrigada mais uma vez em mostrar oportunidades novas de me conhecer melhor e que o mundo conserve mais pessoas ricas como você! Seja feliz também em 2018!!

DEIXE UMA RESPOSTA