Já que estamos falando sobre planejamento, eu não poderia deixar de falar sobre como os horizontes de foco do GTD me ajudam nessa questão.

Horizontes de foco são uma abordagem do David Allen (autor do método GTD) que, basicamente, divide a nossa vida em “camadas”, de modo que possamos gerenciar de uma maneira mais efetiva os diferentes tipos de resultados que queremos. Explico melhor demonstrando:

A ideia é que, uma vez que a pessoa se aperfeiçoe cada vez mais no método GTD, ela consiga encontrar coerência em sua vida de acordo com esses horizontes. Por exemplo, o telefonema que você dá no horizonte “térreo” tem a ver com seu propósito lá no “horizonte 5”. Os projetos que você tem no “horizonte 1” estão alinhados com seus objetivos de curto prazo no “horizonte 3”.

Esses horizontes pedem revisões em intervalos diferentes, porém sempre regulares. A sugestão do David é mais ou menos assim:

Quando revisar o horizonte térreo:
todo dia ou quando eu quiser saber o que tenho para hoje ou qual a próxima coisa a fazer.

Quando revisar o horizonte 1 – projetos:
semanalmente ou quando eu precisar analisar meus compromissos de curto prazo (entregas).

Quando revisar o horizonte 2 – áreas de foco e responsabilidades:
mensalmente ou quando eu quiser garantir equilíbrio.

Quando revisar o horizonte 3 – metas e objetivos:
sazonalmente ou quando eu quiser garantir que estou no caminho certo para alcançar o que eu desejo.

Quando revisar o horizonte 4 – visão:
semestralmente, anualmente ou quando eu precisar de inspiração ou direção a longo prazo.

Quando revisar o horizonte 5 – propósito e princípios:
anualmente ou quando eu precisar tomar grandes decisões.

Duas técnicas podem te ajudar a revisar esses horizontes:

  • Inserir um gatilho ou lembrete no seu calendário para revisá-los nos intervalos acima;
  • Elaborar checklists para garantir uma revisão legal de cada um deles (com itens elaborados por você para que você saiba o que levar em conta ao revisar cada horizonte)

Se isso entrar no seu fluxo de trabalho normalmente, você garantirá um planejamento de vida a curto, médio e longo prazo que promoverá coerência nas suas escolhas para toda a vida.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorLinkagem de domingo
Próximo artigoComo escolher entre planner, bullet journal, agenda…
Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

1 Comentário

  1. Olá Thais, te acompanho há alguns anos. E percebi que uma das minhas maiores dificuldades é na hora de revisar as listas ou dar continuidade em uma linha de organização. Sinto uma angústia na hora que abro meu aplicativo de listas e vejo tanta coisa antiga que precisa ser revisado, bem como e-mails. Você alguma dica extra? Gosto muito do seu conteúdo e a forma como trabalha. Bjs e desde já, te agradeço!

DEIXE UMA RESPOSTA