Muitas pessoas me pedem para falar sobre o Trello e, apesar de ele não integrar minhas listas do GTD, eu o utilizo para outros assuntos. Como muitos leitores me perguntam, este post de hoje serve para mostrar como eu utilizo a ferramenta.

Uso a versão gratuita mesmo. Cheguei a assinar a versão paga um tempo atrás para testar, mas não vi necessidade, já que não uso tanto a ferramenta.

O que gosto do Trello é a visualização em quadros, que pode ser útil para algumas situações específicas.

Eu tenho a seguinte divisão de quadros por “equipes” (terminologia do programa):

  • Quadros pessoais
  • Conteúdo
  • Planejamento
  • Suporte a proejtos

Nos meus quadros pessoais, monto quadros de preparação para reuniões.

O que eu mais gosto do Trello é do uso de imagens de fundo. Sou uma pessoa muito visual e isso me ajuda a ambientar o que estou tratando em cada quadro. Na imagem acima, mostro o quadro de uma reunião do Vida Organizada, com os temas separados por assunto. Isso é bem legal porque, no dia, posso acessar facilmente através do celular, no aplicativo, além de poder compartilhar com as pessoas, se eu quiser.

Quando vim escrever esse post tentei chegar a uma conclusão sobre qual meu propósito usando o Trello, e concluí que o propósito é me ajudar a pensar. Sempre que quero ter um panorama geral de algo e preciso colocar isso de maneira visual (e mais prática que apenas desenhar no papel, o que também gosto de fazer), tenho usado o Trello para isso.

O que não funcionou: já tentei usar o Trello para estocar ideias para posts, por exemplo, e aí ir desenvolvendo colunas no quadro como: ideias, em desenvolvimento, publicados (para posts). Não funcionou. O que é de fluxo de trabalho realmente, para mim, fica melhor onde gerencio minhas listas (no caso, o Todoist).

Outro quadro que tenho é o do foco da semana, que montei pela primeira vez no papel, mas depois passei para a ferramenta. É legal para olhar de vez em quando.

Outro quadro que também gosto de ter é o do planejamento do ano. Eu não faço planejamento de ano de acordo com o ano civil, mas sim entre um aniversário e outro, pois levo em conta aspectos de auto-conhecimento envolvendo astrologia e numerologia. Além do que, através das revisões semanais do GTD, a cada semana “planejo o ano” entre uma semana X e a mesma semana daqui a um ano. Esse quadro me mostra basicamente o foco entre um aniversário e outro, e gosto de revisar periodicamente para me dar um direcionamento light e até a tomar algumas decisões.

Em termos de projetos, crio se houver necessidade, e não para todos – assim como crio materiais em outras ferramentas, como o Mind Meister. Os projetos eu gerencio no Todoist. Tudo o que for material de apoio, de suporte, pode estar em várias ferramentas. Se por acaso o Trello for a melhor maneira de gerenciar algumas informações, eu o utilizo. Por exemplo, abaixo eu mostro como tem sido útil usar para o armário-cápsula de primavera. Ficará ainda mais legal usando imagens das peças, depois.

Basicamente, é assim que eu utilizo o Trello hoje. Apenas como uma ferramenta de suporte aos meus projetos e outras atividades.

Se tiver alguma dúvida, por favor, deixe um comentário. Obrigada!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMuito controle = fora de controle
Próximo artigoUm robô vai roubar seu emprego?
Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

10 Comentários

  1. Engraçado como a ideologia do GTD pode ser ampla, mas a aplicação em ferramentas e desenvolvimento da técnica é tão pessoal. Eu já utilizo o trello como ferramenta central nos meus planejamentos =}

    • Pode explicar como vc faz? Estou começando a montar o meu sistema no trello, e ainda me ajustando!!!

  2. Boa noite a todos,
    Então Thais eu comecei a usar o google keep e achei bastante intuitivo, já tentei o trello, o todoist, e algumas outras ferramentas que você recomenda, no entanto, estou me adaptando mais ao google keep no momento, e você o conhece, o que poderia me falar dele?

    • Eu usei muito timidamente. Conheço muitas pessoas que usam e adoram. Como o Trello, me parece que, se tiver muito volume de informações, fica confuso. Mas certamente alguém que use mais o Keep teria mais autoridade do que eu para falar isso. Vou ver se trago alguém para escrever a respeito.

DEIXE UMA RESPOSTA