Há alguns anos, eu descobri que “criatividade” era um valor muito forte e importante para mim. Para tudo, na minha vida, se eu pudesse aproveitar o meu poder de criação para construir, personalizar ou mesmo acrescentar elementos, qualquer coisa ganhava novos ares e me dava motivação para fazer. Foi quando eu percebi que deveria buscar isso então nas coisas que eu estava fazendo, de uma maneira ou de outra. Quando eu não podia criar, sentia meu nível de satisfação e motivação ir lá para baixo.

Aos poucos, comecei a desenhar um estilo de vida que me permitisse viver dessa criação. Eu gostaria de poder aplicar ao meu trabalho. À minha casa. À minha família. À mim mesma. Afinal, mesmo quando vou preparar uma refeição para a minha família, o que estou fazendo é criando. Aprender isso foi um dos grandes momentos “a-ha” da minha existência.

Mais do que ter a criação como um evento, foi fundamental trazê-la para o dia a dia, como princípio – para tudo o que eu for fazer, quero aplicar meu poder de criação. É possível? Foi o que passei a buscar.

O tema que quero trazer neste mês de outubro é justamente as maneiras de criarmos diariamente. Seja com um relatório que preciso escrever para o trabalho, a roupa que vou vestir amanhã ou até mesmo a maneira de escovar os dentes. Alguns chamariam isso de “hackear a si mesmo”. Eu não acho que precisamos de termos hipsters ou modernos para isso. Até a bíblia fala sobre o poder de criação. É algo intrínseco à humanidade.

Gostaria de fazer um convite para que você pensasse melhor no seu dia de hoje ou na sua rotina atual. Que horas você gostaria de acordar? Como você gostaria ou poderia criar isso para você mesmo(a)? E seu café-da-manhã? Como você poderia criar a manhã de uma maneira que te agrade? Como poderia ser o seu trabalho? E as roupas que você veste – seu estilo pessoal? Suas amizades. Seu relacionamento amoroso. As coisas que te fazem dar risada. Sua casa.

A vida, por si só, nasceu de um ato de criação. Não deixemos que a beleza desse ato se perca em e-mails e outras pequenezas do nosso dia a dia. Cutuque a si mesmo(a) quando se olhar no espelho. Abrace a vida, dia a dia.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCurso de GTD: Fundamentos em Porto Alegre
Próximo artigoChecklist de outubro

Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

17 Comentários

  1. Muito bacana isso de trazer a criatividade para o dia-a-dia, para algo próximo da gente e não exclusivo de “momentos de genialidade”. E melhor ainda fazer isso evitando os termos da moda (estou velha e ranzinza, me falta paciência).

  2. Que post maravilhoso Thais!
    Sempre ouvi que sou criativa mas nunca dei muita bola, até que comecei a perceber o verdadeiro sentido das pessoas fazerem essa afirmação.
    Depois do curso de consultoria de imagem passei a brincar mais com as cores e estampas, queria mostrar a minha criatividade através do ato de me vestir. Sempre me esforço para ser criativa no cardápio mas nos períodos de muito cansaço acaba sendo mais difícil! E no momento estou investindo quase toda a minha criatividade no meu apartamento, finalmente estou deixando ele com a minha cara e do meu filho, essas pequenas coisas parecem que dão um folego novo no meio da correria do dia a dia, estou tentando mudar a minha rotina aos poucos também, mas acredito que seja um processo um pouco mais lento.
    Sou muita grata pelas suas postagens e reflexões, beijos!

  3. só tenho uma coisa a dizer: eu gostaria de ter escrito este texto! Sem criação, seja em que nível for, minha vida não é possível. Por isso, ando tão em baixa ultimamente. Infelizmente se torna um ciclo vicioso: não criar me deixa mal, estar mal não me permite criar. Entretanto, perceber a criação em pequenas ações, ajuda a sair desse ciclo. E é isso que importa: perceber ações criativas em qq atitude do dia a dia. Só assim as coisas se tornam mais leves (e mais eficientes).

  4. Nossaaaaa…. que texto delicia ♥ Motivador, viu!!! Ou melhor… Inspirador ♥♥♥

    Um ótimo Outubro pra nós!

  5. que delícia de texto ! já estou curiosa para ler os próximos de outubro , já que vão tratar desse super tema (criatividade).

  6. “Abrace a vida, dia a dia”: preciso desse espírito, pois às vezes sinto-me tão desanimada. Mas vamos lá, um mês novo, é hora de mudança, é hora de criar. Abraços, Thaís!

  7. Gosto também de me sentir criativa assim. A vida, às vezes, pode parecer sem graça , sendo levada na correnteza da rotina. Mas se dermos esse sentido diferente, se sairmos do automático e conseguirmos imprimir um pouco de personalidade em cada coisa que fazemos, aí sim, até as coisas mais simples que fazemos ganham um sentido diferente. Então, vamos colorindo a vida! Adoro seus textos, Thaís! Beijão!

  8. Muito interessante a reflexão, Thais!

    Sempre me achei criativa no sentido “clássico” de criar coisas (como escrever, pensar em coisas novas no trabalho), mas especialmente esse ano venho desenvolvendo mais a criatividade nessas coisas menores do dia-a-dia. Meu tempo anda muito escasso por conciliar trabalho com estudos, e comecei a repensar a forma como estava fazendo atividades mais cotidianas como cozinhar (meu desafio hoje é me alimentar bem mesmo com pouco tempo e também gastando pouco), manter minha casa em ordem… Acho muito legal esse exercício de revisar atividades cotidianas e como podemos fazê-las de forma mais eficiente e prazerosa.

  9. Texto maravilhoso ! Suas palavras são terapia no meu dia a dia . As perguntas foram como um “tapa na cara” mostrando que eu devo mudar muito e criar bastante na minha rotina.

  10. Adorei o texto sobre criatividade e me reconheci inteiramente. Eu já havia feito um exercício reflexivo em que esta característica mostrou-se evidente para mim, mas nunca havia pensado em como torná-la rotineira, como um princípio a ser aplicado a tudo que faço. Obrigada por compartilhar seu ponto de vista conosco!

  11. Muito criativo seu texto! Levantou uma questão muito interessante porque quando entramos no modo automático nem percebemos que a cada instante temos a oportunidade de criar nosso futuro sem nos deixar levar pela correnteza.
    Muito legal! Obrigado por compartilhar!

  12. Thais vc é perfeita! Trouxe o assunto que martelava minhas ideias!!!
    O seu autoconhecimento é algo que almejo! Parabéns!!! Vc, seu blog, suas colocações, sua equipe são perfeitos!!! Obrigada por compartilhar!!!

  13. Incrivélllllll…..
    Também me sinto desmotivada quando não estou criando, ou quando não estou com minha cabeça cheia de idéias…. e percebo que com a maturidade que aos poucos vamos ganhando, sentimos essa vontade de criar em tudo…. como você falou… em uma refeição, no aniversário de um filho, inventando novos jeitos de se fazer a mesma coisa, e isso dá um colorido todo diferente no nosso dia a dia.
    Obrigada Thais….

  14. Bom Dia Thais !!!
    Passando pra te agradecer e dizer pra voce que seu blog tem sido uma benção na minha vida sou empresaria e um dia desses eu estava exausta de trabalho ,casa desorganizada atividades da igreja pra conciliar , enfim tava um caos a minha vida e sem saber por onde começar quando me deparei com seus livros vida organizada e casa organizada amo ler devorei seu livros e passei a ler seus textos do blog e estou longe da perfeição mas estou mais tranquila estou bem ate consegui emagrecer porque organizei meus horários e defini prioridades,voltei pra academia comecei a me alimentar melhor , obrigada por tudo e deixo aqui a minha gratidão a Deus pela sua vida assim que eu tiver mais progresso passo aqui pra te contar, obrigada de coração

DEIXE UMA RESPOSTA