ou

Este post vai trazer um pouco do que eu abordei no post da última segunda-feira sobre estar repensando as minhas áreas de foco.

Já comentei aqui no blog outras vezes que gosto muito da ideia de deixar um dia da semana para um foco diferente. Aos poucos fui trabalhando isso para ficar mais adequado ao GTD, que é a metodologia de produtividade que eu uso. O que eu fiz, então, foi definir que cada dia da semana terá um contexto diferente para mim e, dentro desse contexto, eu vou inserir as ações que quero priorizar no dia em questão.

Basicamente, eu estabeleci uma “vibe”, um foco, um nível de energia, um contexto mesmo para cada dia, a saber:

  • Domingo: renovação do espírito
  • Segunda: negócios estratégicos
  • Terça: programas educacionais
  • Quarta: conteúdo
  • Quinta: serviços de atendimento 1:1 e à comunidade
  • Sexta: estudos aprofundados
  • Sábado: atividades manuais ou mais criativas

“Ah Thais, significa que você só vai fazer esse tipo de atividades no dia?”. Não. Na última terça, por exemplo, eu tive atendimentos de coaching o dia todo. Meus compromissos continuam da mesma maneira.

Como todo contexto trabalhado no GTD, significa o seguinte: nos intervalos do calendário, quando eu posso escolher o que fazer, eu vou visualizar a lista de contexto daquele dia em específico. Não se trata do dia, mas do foco que quero dar naquele dia, entendem?

De maneira geral, todos são contextos de trabalho (GTDisticamente falando). Mas, para cada dia, eu quis atribuir uma área de foco mental que me ajuda a trabalhar em atividades contextualizadas.

Eu primeiro reformulei as minhas áreas de foco para depois chegar à conclusão do que entraria em cada um desses contextos. Isso significa que reestruturei minhas listas de contexto no Evernote.

E o que inclui em cada dia (como se fosse uma checklist):

Tenho feito isso há poucos dias, mas tem funcionado maravilhosamente. Me sinto ultra focada e produtiva, trabalhando no que faz sentido para mim.

Lembrando que isso não atrapalha prazos. Ou seja: se eu tiver algo relacionado à educação que tenha que ser feito na segunda, será feito na segunda e não na terça, quando “estabeleci” que o foco do dia seria esse. Mas, quando eu posso escolher trabalhar em algo, porque já finalizei tudo o que tinha prazo para o dia, eu foco nas atividades relacionadas, e isso tem me dado realmente um foco incrível e consigo ter ideias legais. Ou seja, eu crio os contextos que, dentro da minha análise de áreas de foco, são importantes que eu tenha no meu trabalho.

Já me ajudou em muitas situações práticas como: “Gostaria de formatar o grupo tal no Facebook. Mas peraí, melhor fazer na quinta-feira, que é o meu foco.” Porque, estabelecendo esse foco, trabalhar em atividades semelhantes me faz ter novas ideias e inspirações.

A grande graça de trabalhar com contextos no GTD é justamente se auto-conhecer e personalizar esses contextos para a sua vida. Eu estou maravilhada com esse modo que tenho trabalhado hoje e quis compartilhar com vocês.

Essa configuração também pode me ajudar (essa é uma ideia) a definir prazos para atividades específicas e quando fazer reuniões com pessoas, dependendo do assunto. Sempre que eu puder opinar ou decidir a respeito, uso essa configuração.

Gravei um vídeo também explicando mais:

Thais Godinho
25/08/2017
Veja mais sobre:
18
Aprenda GTD: Passo 3 – Organizar
Dica da leitora: quando a organização salva
Depoimento da leitora: “Este ano foi um ano extremamente difícil pra mim”

 

  1. Rodrigo Cristiano Silva 25/08/2017

    Thais, isso ai é GTD nível Hard? kkkk

    • Thais Godinho respondeu Rodrigo Cristiano Silva 26/08/2017

      Será? rs

  2. Denise 25/08/2017

    Adorei essa idéia! Vou tentar também!

  3. deborah 25/08/2017

    Que ótima ideia! Vou copiar!

  4. Rose Guedes 25/08/2017

    Thais, Uma dúvida…todas essas atividades que você distribui por foco e contexto ao longo da semana você as realiza num período específico? Sei que seus horários possuem uma certa flexibilidade mas por exemplo você faz ao longo do dia ou ultrapassa um horário, trabalhando a noite depois do “expediente” comercial?

    • Thais Godinho respondeu Rose Guedes 26/08/2017

      Não, eu escolho. Essa é a graça da coisa. 🙂 Nos intervalos do calendário, escolho dentro do contexto.

  5. Vanessa Costa 25/08/2017

    Adoro fazer isso também! Alguns dos meus: dia de foco na dissertação, dia de estudos extras, dia de cozinhar(domingo).
    Thais, sem querer me intrometer, mas você não se incomoda em ter 250 próximas ações em um contexto só? haha
    As próximas ações não seriam coisas que precisamos fazer em breve, pelo menos dentro da semana ou mês?

    • Thais Godinho respondeu Vanessa Costa 26/08/2017

      Mas não são ações… Ler/Revisar é uma pasta onde a gente agrupa textos diversos para ler quando estiver afim. 😉

      Mesmo se fossem ações, e mesmo que fossem 250, é preferível estarem em uma lista que na minha cabeça kkk

  6. Marcia 26/08/2017

    Thaís esse ano foi de mudanças positivas na minha vida e tenho certeza q isso só foi possível depois q comecei a seguir vc!

    • Thais Godinho respondeu Marcia 26/08/2017

      Obrigada <3 Fico feliz por ajudar.

  7. Tiago M. 27/08/2017

    Que da hora! Gostei muito de sua nova configuração. Eu gosto muito de visitar o Horizonte 2 para buscar inspiração. Nem sempre é necessário ir mais alto, né?

    • Thais Godinho respondeu Tiago M. 27/08/2017

      Sim, é verdade!

  8. Mileni 28/08/2017

    Vou tentar isso amanhã mesmo, tem super a ver com minha realidade e necessidades, mas confesso que nunca havia pensado em organizar dessa forma. Obrigada, você sempre traz coisas incríveis <3 <3 <3

  9. Aplausos!
    Tenho me organizado dessa forma também é fico muito mais produtivo!
    Isso influencia a revisão semanal também, na hora de alocar prazos para determinadas tarefas, quando isso é possível.

  10. Giovana 28/08/2017

    Muito legal Thais. Parabéns pelo mindset. Também já tive essa idéia, mas não coloquei em prática por achar meio anti GTD. Mas vc provou que não. As vezes olho minha lista @no computador e fico zonza de tanta coisa diversa. Vou testar. Bjos!

  11. Thais,
    Achei a ideia muito boa! Acredito que é o que falta para nortear minhas decisões dentro da metodologia.
    Obrigado por compartilhar!

  12. Patrícia Guerreiro 29/08/2017

    Boa tarde!

    Venho deixar o meu testemunho que comprova (ainda mais) tudo o que está escrito acima!

    Há um tempo que também estruturei o meu trabalho dessa maneira e, no meu caso, dedico as horas de almoço a determinados assuntos da direção e da administração da empresa que não posso fazer enquanto estou em horário de trabalho com os próprios alunos.

    Realmente é uma estratégia de foco incrível e que também me ajudou! Por acaso li sobre ela no livro “Liderança” do Robin Sharma e foi um livro que me mudou completamente a visão enquanto empreendedora! 😉

    Patrícia Guerreiro

  13. MELISSA FIGUEIRA FAGUNDES 29/08/2017

    Taís, a ideia é maravilhosa, vou tentar aplicar. Só uma sugestão: poderia disponibilizar essa imagem dos contextos em outro formato? Porque a foto não ficou muito nítida…