No primeiro post da série GTD e Estudos, eu pedi a todos que respondessem uma enquete sugerindo temas e assuntos para abordarmos nesta série. Em cerca de uma semana desde aquele post, recebi 749 respostas (e aumentando). Já li todas e gostaria de agradecer a todos que participaram. Eu vou compilar as ideias mais citadas e começar por elas.

Hoje, gostaria de mostrar um pouco do perfil de todos que preencheram, para vocês terem uma ideia de como será explorado o foco dos posts (equilíbrio entre os temas):

Existem temas e orientações que servem para todas as áreas, e começarei por eles. Depois, vou especificar mais de acordo com o perfil de vocês. Faculdade está em primeiro lugar (28,5%), seguida de cursos diversos (23,5%), e depois: pós-graduação (13,1%), mestrado (10,2%), idiomas (8,8%) e outros.

O passo inicial que eu gostaria de pedir a todos vocês que estejam acompanhando a série é ter, em casa, no trabalho e para os momentos de deslocamento, uma caixa de entrada física. A caixa de entrada física serve para agrupar papéis, notas, documentos, apostilas, anotações em sala de aula e tudo o mais que você receber fisicamente. Não se trata de um acessório opcional, mas extremamente necessário. E a ideia de ter uma caixa de entrada física é poder centralizar tudo e, uma vez por dia (ou no máximo a cada dois dias), esclarecer e organizar o que tem ali dentro.

Até o próximo post, gostaria de pedir que você providencie, então, essas caixas de entrada. Exemplos:

Uma bandeja para correspondências simples, como no modelo acima, pode ser facilmente encontrado em lojas como Kalunga ou outras de artigos para escritórios ou casa. Existem diversos modelos – escolha o que mais lhe agradar. Não use nada dentro de gavetas, com tampa etc. A caixa de entrada deve ficar em cima da sua mesa, acessível. Uma em casa e outra no trabalho.

Para os períodos em deslocamento, você pode manter uma pasta simples dentro da sua bolsa ou mochila para agrupar toda a papelada que chegue até você quando você não estiver em nenhum desses dois lugares (casa e trabalho). O tipo de pasta depende do volume que você recebe de papelada – desde uma pasta em L até uma pasta de elástico mais grossa.

Este passo é simplesmente necessário se você quiser iniciar sua jornada no GTD, está bem?

Isso são suas caixas de entrada física. Você terá caixas de entrada eletrônicas também, como e-mails, What’s App, mensagens no Facebook e por aí vai. Outras ferramentas de captura física incluem cadernos, por exemplo. Tudo isso entra na caixa de entrada.

No próximo post nós vamos ver o que fazer com a papelada que entra nessas pastas e como lidar com as capturas que chegam via meio eletrônico também, especialmente com relação a mensagens.

Por favor, deixe um comentário quando você concluir essa etapa! 😉 Até mais!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCurso de GTD: Fundamentos em Belo Horizonte
Próximo artigoO essencial de cada um
Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

41 Comentários

  1. Feito. Caixas de entrada física (no escritório e em casa), caixa de entrada móvel (pasta L na bolsa), e caixas eletrônicas (e-mail, todoist, evernote, whatsapp, facebook e pocket) todas ok!!!

  2. Oi. Primeiramente, conheci o blog no começo do ano procurando por dicas de organização e me apaixonei pelo seu. Trabalho e estudo em uma federal, e a faculdade é longe de casa, ou seja, me sobra pouquíssimo tempo para estudar durante a semana. Tenho testado algumas dicas dadas aqui e elas têm me ajudado muito a não pirar. rs Fiquei muito feliz ao ver que sairia essa série do GTD direcionado a estudos.
    Enfim, uso uma pasta sanfonada pra armazenar os textos das aulas e minhas anotações e listas. Posso usar essa pasta mesmo como caixa de entrada?

    • Eu recomendo uma pasta separada. Porém, se você usar uma única divisória para este fim e ela for suficiente, pode funcionar! Recomendo fazer o teste.

  3. Providenciado! Ansiosa pelo próximo post! Me senti pisando no primeiro degrau de uma bela escada.
    Obrigada!

  4. Feito! Adaptei uma tampa de caixa para usar como caixa de entrada física e já tenho pasta fininha para colocar dentro da bolsa!

  5. Thaís, respondi ontem ou anteontem a pesquisa. Espero que tenha conseguido ler minha resposta.

    Quero ler os resultados da pesquisa também e entender como você “capturou os dados da pesquisa” ” esclareceu” “refletiu” e “organizou” esse curso. Será um background dos bastidores desse “projeto dentro do blog” mas vai nos ajudar a entender como você está construindo tudo isso. Acho até que vale um vídeo no seu canal explicando esses bastidores.

    GTD me ajudou MUITO no mestrado e tá me ajudando demais nessa reta final
    Bjs, estou ansiosíssima pra acompanhar esse conteúdo.

  6. Adorei essa série de GTD para os estudos. Faço diversos cursos e muitas vezes sinto que não aproveito 100% do conteúdo por não saber me organizar muito bem com tanta informação chegando a cada semana. Esta série de posts certamente vai ajudar muito!

  7. Olá, acompanho o blog a um tempo e adorei o post, já estou com a pasta fixa em casa e vou providenciar uma móvel, tenho uma que uso para guardar os materiais da faculdade, mas pelo comentário que vi acho melhor providenciar outra.

    Comecei a usar o todoist, e lendo a Arte de Fazer Acontecer por causa de você 🙂

    Sucesso Thais.

  8. Para quem não tem uma casa/mesa fixa, tem problema ficar só com a caixa de entrada da mochila? Moro em alojamento na minha universidade e estudamos nas salas de aula mesmo, então não é nada muito fixo. E o armário é meio pequeno para por uma caixa de entrada 😓

  9. Iniciando o projeto! Tenho pasta L em casa para bolsa e tenho uma cesta para caixa de entrada física em casa, irei providenciar a caixa física no trabalho. Obrigada, Thaís!

  10. Feito!
    Uma dúvida, na caixa de entrada física de casa tem uma variedade de assuntos, seria adequado só ter uma caixa especifica para a graduação como a pasta em L?!

  11. No local de trabalho tenho uma caixa de entrada de madeira e em casa, onde tenho gatos, uso uma gaveta ao lado da minha cama. Ali esvazio minha caixa de correspondência , coloco a lista de tarefas que fiz no domingo para a próxima semana e tudo o que devo levar na segunda-feira para o serviço para resolver.

  12. A minha pasta já está separada. Apenas uma básica que vai estar comigo no estágio e em casa *(minha rotina se baseam nesses dois locais)

    Ansiosa pelo próximo post !! Obrigada ❤

  13. Ah eu vou amar esta série. Já uso o GTD desde 2014. E hoje um dos meus objetivos é passar num concurso público . Atualmente trabalho na assistência social porém sou celetista. Sua ajuda será de grande valia. Obrigada Thais por facilitar a nossas vidas dividindo seu conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA