ou

Imagem que mostra uma caneca de café ao lado de um caderno para anotar ideias

Se você tem muitas ideias na cabeça, este post serve justamente para te ajudar com algumas dicas práticas.

  • Tenha sempre uma ferramenta de captura com você, o mais fácil possível (se for difícil de usar, você não vai usar). Pode ser papel e caneta, como a câmera do celular para tirar uma foto ou o gravador de voz, ou o bloco de notas no computador. Apenas tenha sempre algo rápido e fácil de pegar com você, pois você nunca sabe quando algo vai surgir e as melhores ideias vêm nos momentos mais curiosos!
  • Procure ter um inventário completo das suas ações, projetos e objetivos (esse é um trabalho constante), pois a revisão regular deles pode te ajudar a ficar com a cabeça mais tranquila. Além disso, essa revisão pode te dar novas ideias que, quando capturadas, te darão mais tranquilidade e sensação de estar trabalhando naquilo.
  • Capturar uma ideia não significa resolvê-la na hora. Também não é um compromisso de que você terá que fazer aquilo. Apenas serve para tirar da cabeça por hora, para que você lide com aquilo depois.
  • Exercite o hábito de fazer um diário. Pode ser digital ou em papel, mas escreva diariamente. O que você vai escrever é indiferente. Você pode fazer um registro das suas atividades, assim como pode querer escrever sobre suas frustrações ou ideias mais incríveis. O importante é liberar espaço na mente e clarear as ideias. O simples fato de escrever diariamente pode te dar importantes insights.
  • Faça uso de ferramentas para mapas mentais – em papel ou digitais. Se tiver que “pensar” sobre um assunto específico, fazer um mapa mental ajuda muito. Eu uso o Mind Meister e o Free Mind, além de fazer mapas em papel. Uso para planejar projetos, para pensar sobre meus problemas, para tomar notas em aulas, reuniões e eventos.
  • Faça uma limpeza física das coisas quando estiver se sentindo com a cabeça cheia. Arrume as gavetas, limpe a mesa, tome um banho, lave a louça. Esses comportamentos que fazemos com a ajuda do físico nos ajuda a desbloquear a mente.
  • Outra coisa legal a se fazer se sua mente estiver cheia é parar durante 2 minutos e escrever tudo o que está nela. De “comprar leite” a “briguei com minha esposa”, isso ajuda muito a ter noção do volume e ver tudo a partir outra perspectiva.
  • Faça um brainstorm com alguém. Se estiver com a cabeça cheia de ideias (ou de problemas) que podem envolver outras pessoas, envolva-as. Chame seu colega de projeto para fazer um brainstorm usando mapas mentais ou seu namorado, por exemplo, para planejar a viagem de férias que pretendem fazer juntos. Muitas vezes, a contribuição da outra pessoa vai te ajudar a lidar melhor com as próprias ideias que vocie tem.
  • O hábito de capturar pode ser extremamente útil para lidar com interrupções – não só as externas, mas as internas. Se você estiver trabalhando em algo e tiver uma ideia sensacional, não precisa parar tudo o que está fazendo. Pare apenas por um momento, capture a ideia e volte ao que estava fazendo. Assim, você não esquecerá a ideia nem deixará algo inacabado que também pode ser importante.
  • Faça uso de outras ferramentas que despertem a sua criatividade, como quadros brancos, cadernos bonitos que dão vontade de usar e folhas de sulfite ou maiores. Não se limite a “papéizinhos”, apesar de eles muitas vezes serem suficientes também.
  • Melhor capturar algo duplicado do que faltar. Então não se preocupe muito com isso. Você ainda vai filtrar essas ideias.

“Sua mente serve para ter ideias, não para armazená-las.” – David Allen

Thais Godinho
09/06/2017
Veja mais sobre:
15
Dormir menos e produzir mais! Desafios de um sono polifásico
Por que terapia é importante?
Mente como água é o meu lema em 2017