ou

Li recentemente o livro “O milagre da manhã” (“Miracle morning”, no original) e, depois de postar a foto no Instagram, muitos leitores me pediram para fazer uma resenha. Então aqui estou, com comentários sobre o livro e o conceito.

O livro foi escrito por Hal Elrod e publicado no Brasil pela editora Best Seller.

Trata-se de um livro que traz a seguinte filosofia: quando acordar, torne sua manhã mais significativa. Pois aquilo que você faz quando acorda determina seu astral para o dia inteiro. E então ele traz algumas ideias de como tornar essa primeira hora (ou alguns minutos, se você achar que não tem tempo) para realizar o seu “milagre da manhã”.

Apesar de ter gostado muito do livro e do conceito (já adianto que entrará para o meu hall de livros de impacto na produtividade, junto com “A arte de fazer acontecer” e “Trabalhe 4 horas por semana”), a primeira parte do livro quase me fez desistir. Passa-se tanto tempo explicando como o milagre da manhã é maravilhoso, como as pessoas transformaram suas vidas… só benefício e propaganda, sabem como é? Sem efetivamente entrar logo no conceito e na orientação. Isso me cansou um pouco e, quando for reler no futuro, vou pular essas partes. Se você for ler pela primeira vez, não pule, mas seja paciente. Fica legal depois.

Eu gostaria de testar os 30 dias que ele propõe para escrever uma resenha, mas eu já posso comentar um pouquinho sobre a experiência antes de isso acontecer (terminei de ler o livro na semana passada).

Eu já estava familiarizada com a ideia de que acordar mais cedo é bom. É mais silencioso, adoro ver o sol nascer e me dá uma sensação incrível saber que já fiz tantas coisas antes de a maioria das pessoas começar a trabalhar. Na prática, minha maior complicação é dormir muito cedo (existe toda uma rotina e logística da casa que acontece depois das 20:00 e termina mais tarde – quem tem filhos sabe como é). Mas resolvi vencer esse desafio e tentar dormir mais cedo e acordar apenas um pouco mais cedo que o tradicional. Para acordar às 05:00, eu teria que ir dormir às 21:00, e isso não é compatível com o meu estilo de vida. Estar na cama às 22:30 já funciona melhor, o que me permite levantar entre 06:00 e 06:30. Isso, claro, nos dias que trabalho em casa. Quando trabalho fora, é comum levantar antes, tendo dormido cedo ou não.

O que me ajuda a levantar cedo numa boa é ter um propósito ao acordar, e acredito que essa seja a grande motivação que o milagre da manhã traz. Te dá um caminho, mas você pode criar o seu. A rota básica do autor se baseia em:

  • Silêncio: Realizar atividades silenciosas, como meditar, fazer uma oração, refletir sobre algum assunto etc.
  • Afirmações: Fazer afirmações positivas para você mesma(o), a fim de trabalhar medos, inseguranças, auto-estima baixa e maus hábitos.
  • Visualização: Revisar grandes sonhos, objetivos, a pessoa que você quer ser. Basicamente, os horizontes mais elevados.
  • Exercícios: Atividade física como caminhada, yoga, alongamento ou o que você preferir.
  • Leitura: Ler histórias inspiradoras, algo que te desenvolva pessoalmente ou profissionalmente.
  • Escrita: Escreva suas reflexões, pensamentos, descreva seu estado de espírito, agradeça, faça listas.

A ordem pode ser variada: você pode escolher fazer exercícios primeiro ou por último, por exemplo. A ideia é personalizar.

Ele traz algumas dicas para fazer funcionar, como colocar o despertador longe da cama, escovar os dentes quando acordar e já vestir sua roupa para fazer exercícios. Mas o principal mesmo é lidar com a famosa crença limitante de que “eu não sou uma pessoa matinal”. Sério, pare agora de repetir isso. Pense no quanto essa afirmação já te prejudicou. Além do que, não se trata de ser uma pessoa matinal, mas de fazer do momento que você acorda (que pode ser às 4 da tarde) um momento significativo que vai impactar todo o seu dia.

Tenho acordado mais cedo desde então, mesmo aos finais de semana. Já escrevi aqui no blog como me ajuda manter esse ritmo metabólico. Tenho aproveitado muito mais os meus dias quando acordo cedo, o que já faço antes de ler o livro. Porém, o livro foi um excelente reforço. Gostei muito das ideias e da proposta da sequência de como tornar a manhã mais significativa. Fazer afirmações, revisar objetivos e ler algo inspirador tem feito grande diferença na minha vida realmente.

Você já leu esse livro? Vem implementando? Por favor, deixe seu depoimento nos comentários.

Thais Godinho
07/06/2017
Veja mais sobre:
25
Em que fuso horário você está?
Faça as pazes com sua vida pessoal e profissional
Reconexão com a natureza