ou

Lá vou eu com mais uma das coisas que a prática do método GTD vem trazendo para a minha vida.

Ontem cheguei em casa com a cabeça cheia. Foi um dia cheio de compromissos e muitas trocas de mensagens com pessoas de diversos níveis de relacionamento na minha vida. Senti uma necessidade instantânea de pôr todos os meus pensamentos no papel antes de dormir.

Hoje eu acordei mais cedo, porque a inquietude que falei em um post anterior me tirou da cama. E resolvi substituir o post que eu já tinha agendado por este, porque às vezes algum tema vem à minha mente e sinto uma necessidade latente de compartilhar meus pensamentos por aqui.

O que o GTD me proporciona é pegar cada um desses pensamentos e perguntar: “o que isso significa para mim?”. O que, de certa maneira, é como se eu perguntasse: “como eu quero me engajar com isso?”. E é um questionamento que apliquei ontem a cada mensagem que eu recebi. Sabe aquele dia que o What’s App bomba? Mensagens urgentes de clientes, mensagens importantes de amigos, outros passando por dificuldades e querendo conversar, enquanto seu próprio dia está bastante cheio?

E eu me senti satisfeita porque, ao fazer essa pergunta a mim mesma, isso me deu a chance de ter uma relação legal com cada um desses “inputs”. Consegui ver claramente o que eu poderia dizer “não” e deixar de lado sem me sentir mal, por quaisquer motivos – ou porque não dava para abrigar isso na minha vida agora, ou porque não era o momento de lidar com o assunto porque não me sentia preparada.

Isso tornou meu dia perfeito? “Menos cheio”? Evitou conflitos? Não. Mas me permitiu lidar com eles com tranquilidade. Me permitiu pensar com calma antes de responder uma mensagem – pensar no propósito de cada conversa. Eu não tinha isso antes, então para mim é uma grande mudança.

Sei lá. Às vezes penso, de verdade, que a vida se resume aos relacionamentos. E fico refletindo de que maneiras a organização pessoal pode ajudar nisso tudo. Ter a mente em paz e com os assuntos em ordem faz muita diferença. Tirar as coisas da cabeça, esclarecer como quero me engajar em cada uma delas. E efetivamente fazer isso.

Thais Godinho
11/04/2017
Veja mais sobre:
12
Como estou organizando meu sistema GTD atualmente
Aprenda GTD: Tempo, espaço e ferramentas para começar a usar o GTD
O que eu aprendi sobre produtividade com Tim Ferris: parte 3