Deveria ser proibido a gente abrir uma caixa de mudança na casa nova e descartar algo que estava dentro. É importante fazer essa seleção antes de se mudar – ideal mesmo é fazer antes de começar a encaixotar seus pertences. Se a gente deixar para decidir enquanto já está colocando dentro de caixas, a tendência é colocar tudo dentro porque é mais fácil fazer isso que decidir dar outro fim ao objeto (“só quero me livrar disso”). Portanto, antes mesmo de começar a empacotar tudo, destralhe. Aliás, vou além: mesmo que não tenha uma mudança em vista, destralhe como se tivesse. Porque a tendência do ser humano sempre é a de acumular coisas enquanto houver espaço para elas.

Segue então uma checklists do destralhamento para mudanças:

  • Comece com as SUAS coisas, e não com tudo de todo mundo da casa:
    • Materiais de referência: arquivos, documentos, material no geral, papelada no geral
    • Equipamentos: gadgets, eletrônicos
    • Decoração: quadros, bibelôs, lembranças, presentes, tapetes etc
    • Móveis: O que você precisa levar? O que pode doar ou vender?
    • Suprimentos: artigos de escritório, cadernos, canetas, cosméticos, remédios e outros
    • Roupas, sapatos, acessórios (bolsas, cintos, lenços)
    • Livros, revistas, CDs, filmes, discos
  • Passe para as coisas de uso comum:
    • Decoração
    • Móveis
    • Panelas, itens de cozinha, itens de área de serviço e relacionados
    • Eletrodomésticos, eletrônicos, equipamentos
    • Papelada
  • Auxilie nos objetos de uso individual das outras pessoas que moram com você, mas sem forçar – deixe a pessoa decidir:
    • Brinquedos dos filhos
    • Roupas do marido ou da esposa ou de outro familiar
    • Artigos pessoais de outras pessoas

Há muitos objetos que podem ser doados ou até mesmo vendidos. Hoje, com tantas opções de canais online para isso (OLX, Bom Negócio, o próprio Facebook), é bobeira ficar com coisas em casa que já não sirvam mais para a gente. Quem não quiser vender pode ajudar alguém fazendo uma doação, pois sempre tem alguém que precisa de algo que a gente não use mais. Portanto:

  1. Venda
  2. Presenteie alguém
  3. Doe para quem precisa
  4. Reaproveite para outros usos
  5. Recicle
  6. Jogue no lixo

Além de diminuir a quantidade de coisas que precisarão ser encaixotadas, você se liberta. É libertador viver com o que for necessário ou amamos muito, sem tralhas. No final das contas, a mudança vem antes.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo usar o recurso de prioridades no Todoist
Próximo artigoMapa mental: Como aprender e usar GTD™
Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

19 Comentários

  1. Legal quando eu mudei ao casar, foi trazer “minhas” coisas e meu esposo as dele… cada um com uma mala de roupas… hahaha Na verdade, ele nem mala tinha, era tudo dentro de um saco de lixo hahahahaha A gente ri um bocado dessa história. Não que sejamos acumuladores, mas hoje temos bastante coisa, e não cabe numa mala :p

  2. Nossa, é o tema que estava precisando pois estou nessa fase !!! já tinha lido todos os textos que vc publicou sobre esse assunto e estou destralhando algumas coisas… vou fazer um checklist do seu texto e colocar a mão na massa , nem que seja 15 minutos por dia !! bjs

  3. Não vou mudar de casa, mas estamos planejando uma reforma grande, com a troca de TODO o piso interno. Acho que será como uma mudança, afinal TUDO vai ter que sair do lugar. Vou me organizar para destralhar antes, até porque pretendemos aproveitar o embalo e comprar guarda-roupas novos. Será ótimo saber exatamente de qual espaço precisamos para as coisas que nos trazem alegria ou são imprescindíveis (é, estou lendo Marie Kondo rs) bjs..

  4. Thaís sempre aproveito muito seus posts,mas esse caiu como uma luva.Vendi meu ap e preciso mudar para um pouco menor em pouco tempo.Minha mãe já havia me aconselhado a destralhar,mas não sabia por onde começar!Bjs

  5. Olá Thais, pergunta offtopic.

    Quando uma tarefa de um projeto está aguardando resposta (sem prazo), e no caso a pessoa (“Pessoa x”) que vai me responder, é um contexto no campo “Assuntos a trarar -> “Pessoa x”, você acha interessante deixar uma tarefa no “aguardando resposta”, e outra tarefa no “assuntos a tratar”?

    Esse final de semana passado, fiz a captura no sábado, e processamento no domingo e na segunda de uma super extensa caixa de entrada rs Depois dessa fase final (fim do início rs) de implementação, minha mente já tem uma paz que não sentia faz muito tempo… A paz de saber que eu não tenho um monte de coisa pra fazer, mas não lembro onde está, nem o que é e etc…

    Obrigadíssimo pelo blog, especialmente por responder as perguntas (as vezes bestas kkk), pela série aprender gtd, e pela séria implementação do gtd usando o todoist.

    • Não, só aguardando resposta. Na revisão semanal, se você identificar que tem algo nessa lista que demande ação (ex: ligar pra pessoa), aí você define a ação apropriada.

  6. Devia ter colocado na pergunta acima, éna mesma linha de dúvida… Quando tenho uma próxima ação que é tão importante que na verdade ela precisa ir pro calendário, você recomenda tirar da próxima ação Thais? O que fazer com a tarefa dentro do todoist quando ela ganha importância e vai pro calendário?

    Obrigado!!

    • Na verdade o critério para uma ação ir para o calendário é ela ter que ser feita em um dia específico, apenas isso, independente do grau de importância. 🙂

      • Concordo, o modo que escrevi ficou estranho, mas a questão é, se uma tarefa não tinha prazo, e na revisão semanal, passou a ter prazo e deve ganhar lugar no calendário, eu apago a tarefa do todoist?

        Obrigado!

        • Se deve ser feita em um dia específico, deve ir para o calendário.

          Se tem um prazo, mas ainda é uma próxima ação (ou seja, você pode fazer antes do dia do prazo, dependendo apenas de estar no contexto apropriado), ela pode ficar no Todoist, com o prazo lá.

          • Entendi.

            Eu já li o livro 2x, irei ler uma 3ª vez em breve, mas uma pessoa que já é mestre no método, poder receber essa ajuda em coisas assim, faz toda a diferença pra quem está começando, sou muito grato!

  7. Bom Negócio já não existe há muito tempo. Foi incorporado pela OLX. Mas tem o Mercado Livre e o Enjoei.

  8. Oi Thais, me mudei pra um lugar menor e agora to me sentindo perdida e infeliz no meio de tanta coisa, vou fazer um esforço para desapegar, pois as vezes criamos sentimentos pelas coisas. Obrigada pelas dicas!

  9. Por aqui não é fácil – sempre que tento destralhar (depois de já o ter feito com as minhas coisas), vem o meu marido dizendo que a tralha dele é sagrada e ele, não sendo um acumulador crónico, gosta de guardar quase tudo sem organizar nada (principalmente a papelada) – leva-me ao desespero…

DEIXE UMA RESPOSTA