ou

Uma das coisas que ter feito o curso de coaching mais me ajudaram foi pensar mais no estilo de vida que eu quero ter, nas coisas que eu quero conquistar e no tipo de pessoa que eu quero ser. Algumas pessoas torcem tanto o nariz para a programação neuro-linguística (PNL), mas foi graças a um exercício relacionado, feito em um dos dias do curso, que eu pude ter uma visão perfeita de quem eu quero ser, em detalhes. Pude ver a expressão no meu rosto, as roupas que eu estava usando, meu corte de cabelo, o local onde eu estava e sentir com muita vivacidade todos os sentimentos que estava sentindo naquele momento.

O que acontece é que, quando me olho no espelho, eu não vejo aquela pessoa. Quando eu analiso a minha vida, eu não vejo aquela situação. Mas o fantástico desse exercício foi justamente me mostrar o que eu quero. E sério, gente, essa é uma das partes mais difíceis – se não a mais difícil. Eu fiz esse curso no final de julho, e ele me impactou de uma maneira tão intensa que não há um único dia que aquela minha imagem não apareça na minha mente.

Mas o que realmente fez diferença foi saber que eu consigo chegar nela. E que cada dia da minha vida é um passo em direção a esse tempo e espaço. Isso tem sido um dos maiores motivadores de mudanças na minha vida ultimamente. Comecei a perceber atitudes que não condiziam comigo, no meu dia a dia – desde a maneira como eu trato meu filho quando às vezes estou cansada e sem paciência até atitudes no trabalho, em que digo “sim” a coisas que talvez não precise dizer sim.

Parte dessa auto-descoberta foi ter chegado à minha missão pessoal, também durante o curso. Ela tem tudo a ver com aquela imagem. E o mais curioso é que esses exercícios foram feitos em diferentes momentos, mas só serviram para me mostrar como coerência é um dos meus valores mais fortes, pois as peças foram se encaixando maravilhosamente.

eu-no-espelho

Hoje, eu consigo olhar para a decoração da minha casa e dizer: isso não tem mais nada a ver comigo. Olhar para as minhas atitudes e pensar: não tem por que eu agir assim, porque isso não tem nada a ver com a pessoa que eu sei que eu sou. Analisar os meus projetos e objetivos em andamento e afirmar: isso faz sentido, aquilo não.

O que é mais interessante é que uma missão pessoal verdadeira não se trata de algo que te engessa ou te prende a um conceito. Não. É algo tão intrinsicamente seu, que te imprime no mundo, faz você se expressar de acordo com quem você é realmente, que na verdade é um atestado do por que você existe. Diferente da missão que eu tenho para o Vida Organizada, por exemplo, que foi algo que eu descobri em 2012, 2013. Simplesmente surgiu na época para mim, e eu sempre confundi a missão do VO com a minha missão pessoal, até este ano. Porque, quando eu fiz o exercício no curso, vi que são missões diferentes. Relacionadas, mas levemente diferentes. Foi um ponto de mudança de paradigma para mim, e sou muito grata a isso, porque tem delineado absolutamente tudo na minha vida.

Quando eu penso no meu planejamento para o ano que vem, não tem como eu me desvencilhar daquela imagem que tenho em mente da pessoa que eu sou e que quero expressar para o mundo. Eu vou chegar lá. Tempo e distância não importam – pode ser ano que vem, pode não ser. A direção é mais importante que a velocidade. Mas eu tenho essa imagem muito clara, e ela me ajuda a tomar decisões importantes.

Por isso, este post existe justamente para te incentivar a pensar: que pessoa eu quero ser no ano que vem? Ou a partir do ano que vem? Estamos sempre em construção. Pense em tudo o que você acha que não tem mais nada a ver com você e pergunte-se como fazer uma transição tranquila (e outras nem tanto) para mudar. Veja também tudo aquilo que tem a ver com você e que você gostaria de explorar mais. Você pode não ter todas as respostas agora (ninguém tem), mas as poucas respostas que tiver já podem te dar subsídios para começar a trabalhar nelas nesse momento. E qualquer mudança em direção à sua essência já trará um impacto gigantesco à sua vida como um todo, porque é um tijolo sobre o outro, o que você está colocando.

Quando se fala em planejamento, pode ser muito fácil chegar com agendas e planilhas e querer só colocar em prática a parte tática da vida, mas uma das coisas que vem antes é a parte estratégica mesmo. E eu acredito que pensar na pessoa que você quer ser é uma das maiores estratégias desse planejamento.

banner-coaching

Thais Godinho
05/12/2016
Veja mais sobre:
49
Economizando nas compras
Como você guarda seus artigos de frio?
Em 2014, eu agradeço por…

 

  1. Jéssica 05/12/2016

    Thais, parabéns pelo blog! Não sei se você pode divulgar, mas qual foi o curso de PNL que vc fez ?

    • Thais Godinho respondeu Jéssica 05/12/2016

      Eu fiz um curso de coaching que tem algumas técnicas de PNL. Mais infos no link no post. 🙂

  2. […] A pessoa que eu quero ser em 2017 […]

  3. Franceline 05/12/2016

    Que pessoa eu quero ser ano que vem? Pergunta essencial e importante para delinear qualquer planejamento. Mas te digo que é bem difícil chegar a uma resposta, pois quando você diz o que quer, você automaticamente diz o que não quer. Thaís; como você chegou a sua resposta e teve certeza que era isso e não aquilo que queria ser? Como ter essa certeza?

    • Thais Godinho respondeu Franceline 05/12/2016

      Aí que está: nunca é certeza. Sempre é uma construção. Testes, erros e acertos.

      • Franceline respondeu Thais Godinho 05/12/2016

        Obrigada, Thais!

    • Thais Godinho respondeu Franceline 05/12/2016

      Começando pelo que não quer pode ser mais fácil.

  4. Paula 05/12/2016

    Esse post me caiu como uma luva!
    2016 foi um ano muito tenso que aconteceu muitas coisas pesadas que nem sonhei! Tenho até medo de reclamar pq o ano não acabou ainda e vai que vem mais coisas! rs
    Ano passado fiz um curso de introdução ao coaching pelo senac, e quando começamos a listar os valores eu fiquei meio chocada, na verdade fomos eliminando até chegam nos 4 que nos representasse mais e realmente, os valores mudam conforme o tempo o que priorizamos na nossa vida também.
    Fiz o de introdução ao coaching e logo depois a formação de consultoria de imagem, imagina o nó que deu na minha cabeça! rs
    Mas estou tentando destralhar de uma forma geral a minha vida, casa e relacionamentos e acredito que seja uma boa forma de começar esse processo para 2017.
    Beijos

    • Thais Godinho respondeu Paula 05/12/2016

      Nós estamos fazendo um trabalho de construção muito parecido – também foram duas áreas que eu me aprofundei ultimamente. Eu quero fazer a consultoria de estilo completa um pouco mais pra frente, talvez no segundo semestre do ano que vem.

      Obrigada por comentar!

  5. Fernanda Santos Silva 05/12/2016

    E quando a gente tem certeza do que não quer, mas não faz ideia sobre o quer e pra onde ir? P mim o problema é justamente esse. Saber o que não quer, mas não saber o que se quer deixa a gente sem foco p mudança. =(

  6. Aline 05/12/2016

    Thais, a cada dia me apaixono mais pelo blog, obrigada por compartilhar conosco essa experiência….tem ajudado muito.

  7. Juliana Santos 05/12/2016

    Thais! Você sempre me ajuda muito em seus posts [me sinto até envergonhada de falar isso e é a segunda vez que comento por aqui rs].
    Te mandei um email pedindo informações sobre o coaching, mas acho que você não recebeu. Poderia me enviar novamente? xavierjuliana@globo.com
    Um beijo!

    • Thais Godinho respondeu Juliana Santos 06/12/2016

      Oi Juliana, tudo bem? Quando você enviou? Eu às vezes fico tantos dias em treinamentos e fora da cidade que demoro a acessar e responder e-mails. Obrigada.

  8. Anielle 05/12/2016

    Acho incrível PNL, espero que com o curso de coaching que comecei eu posso ter essa transformação maravilhosa que vc teve tbm! \o/ ansiosa por ela!

  9. Sibelle Sampaio 05/12/2016

    Nossa Thaís!!! Precisava tanto ler isso hoje… Obrigada!

  10. Ákila 05/12/2016

    Esse ano de 2016 sem dúvidas foi o pior da minha vida, posso dizer que perdi tudo, marido, casa… tudo. As minhas listinhas que eu aprendi a fazer com vc Thais, no momento ñ me servem mais, voltei para a casa da minha mãe, amava as listinhas que criei para minha casa…
    Em 2017 eu quero uma mudança total na minha vida, para começar quero cuidar da minha vida espiritual e ter um encontro com Deus, quero mudar de cidade, esquecer o meu ex marido e seguir em frente, quero ter condições de sustentar a minha bebê, quero trabalhar e poder cuidar da minha filha em paz. Emfim, quero uma nova história para a minha vida.

    • Thais Godinho respondeu Ákila 06/12/2016

      Vai conseguir!

      • Ákila respondeu Thais Godinho 07/12/2016

        Amém!

  11. Michelle 06/12/2016

    Obrigada por esse texto, veio no momento exato.

  12. Abe Gomes 06/12/2016

    Thais, esse ano foi de grandes mudanças internas para mim. Ainda estou digerindo, pensando e planejando. Obrigada por compartilhar sua experiência!! Beijos!

  13. Maria Lúcia Barros 06/12/2016

    Excelente post!

  14. deborah 06/12/2016

    Queria ser uma juíza federal bodybuilder.

  15. Carla Lima 06/12/2016

    Amei o seu texto Thais…muito conectado com o meu momento para 2017. Parabéns!

  16. Rosilene 06/12/2016

    Thais, boa tarde.
    Amei o texto. Tem tudo a ver com o momento que estou enfrentando.
    Se puder, fale mais desse curso que fez.
    Adoro seus textos.
    Obrigada.

    • Thais Godinho respondeu Rosilene 06/12/2016

      Falei no link! Espero que goste. Obrigada por comentar!

  17. Sandra Piccolo 06/12/2016

    Thais, tudo bem?
    Então… Vamos começar pelo começo, que é mais fácil.
    Sempre gostei de casas lindas e arrumadas. Daí, comecei a acompanhar alguns blogs de decoração, religiosamente. Até que cheguei no Organize sem Frescuras, da Rafaela Oliveira, de Curitiba e, dele, cheguei ao Vida Organizada.
    Comecei a me ambientar com o que você escreve, pois adoro ler e você tem um estilo delicioso de escrever. Este é o seu primeiro parabéns.
    Em seguida, comecei a prestar mais atenção ao conteúdo… Percebi que poderia usar o GTD, o Fly Lady e suas dicas VO para conseguir viver melhor. E não é que deu certo?
    Tão certo que foi uma revolução em casa, na família, para minha filha mais velha. Um norte, uma direção a seguir.
    Hoje, estamos vivendo um daqueles reveses na vida, com muita tristeza, porém estar nesta esfera do VO tem me ajudado a acordar de manhã e saber que a vida precisa de mim. Outras etapas que tenho que enfrentar nesta mudança já vão começar com a organização do meu tempo.
    Além disso, com o que você escreveu neste post, começa, para mim, outra fase. O que eu quero ser quando crescer? Obrigada!!!!

    • Thais Godinho respondeu Sandra Piccolo 06/12/2016

      Que depoimento legal, Sandra. Muito obrigada! <3

  18. Isabel 06/12/2016

    Você já ouviu falar sobre este teste de personalidade? Se sim, qual foi seu resultado?

    https://www.16personalities.com/

    • Thais Godinho respondeu Isabel 06/12/2016

      Não fiz.

  19. Ana Lu 07/12/2016

    Sensacional, Thaís.
    Sempre acompanho mas nunca comentei…2016 foi o melhor ano da minha vida, depois de um 2015 totalmente sem foco, sem equilíbrio e me sentindo totalmente perdida em várias áreas. 2016 foi o ano que foquei em me encontrar, em me amar mais, em saber quem eu era e o que eu de fato gosto, sem ser influenciada pelas pressões sociais. Fiz um curso de meditação de 10 dias, chamado Vipassana pra quem tiver interesse, e foi uma experiência muito enriquecedora. Vou pensar nesse fim de ano sobre a pessoa que quero ser em 2017.
    Feliz 2017 pra você =)

    • Bela respondeu Ana Lu 08/12/2016

      Ana Lu, vc se importa em dividir o que vc fez esse ano que fez a diferença pra vc? No sentido de se encontrar, se amar mais… tô na busca de ferramentas que funcionem pra mim nesse quesito, me reencontrar, me priorizar, e esse vai ser o foco do meu 2017.

      Obrigada desde já!

      • Ana Lu respondeu Bela 09/12/2016

        Oi, Bela.
        Não importo… acho até legal dividir essa experiência porque no dia a dia é difícil encontrar pessoas que estão nessa mesma fase/vibe que eu.
        2015 foi um ano MUITO complicado pra mim, sabe aquele ano que nada dá certo? Que passa totalmente em vão? Agia de forma muito impulsiva, não tinha paz interior, pouco equilíbrio e etc.
        Decidi que 2016 PRECISAVA ser diferente.
        Desde o início do ano venho buscando ferramentas que me ajudem nessa questão, assisto vários canais no YouTube sobre temas diversos que me fazem crescer como pessoa, vou deixar algumas dicas (Gisela Vallin, Arly Cravo, Juliana Goes, Desprograme-se). Além desses, tb assisto canais sobre o Minimalismo e alguns de temas diversos, o canal da Vanessa Lino é SENSACIONAL, me traz um paz e felicidade ao assistir, me sinto amiga dela.. hahaha
        Visito blogs sobre temas que me interessam e que me agregam como pessoal… o vida organizada é o principal. Tb participo de grupos no facebook sobre minimalismo.
        Agora falando de forma prática:
        – Não reclamo de nada, sempre tento extrair o melhor de cada momento (Claro que tenho dias ruins e etc, tento ficar sozinha pra não ser uma má companhia pra ninguém).
        – Foco em coisas que me fazem feliz no meu tempo livre (Leio, assisto séries, assisto os canais no YouTube)
        – Faço um diário no Google Drive e acho ótimo…
        – Foco no momento presente sem me preocupar muito com o futuro (O livro ”Poder do agora” é maravilhoso)
        – Tento meditar diariamente (Meta pra 2017, ainda está difícil).
        – Não tenho instagram, snapchat.. e no Facebook tiro o feed de 95% dos meus amigos… isso evitar ficar comparando a nossa vida com a vida ”perfeita” das redes sociais.
        – Sou uma pessoa simples no modo de vestir… bem básica, repito as roupas LINDAMENTE e sabe o que é o melhor? Não estou nem ai pra opinião das pessoas, acho que essa é a principal parte desse ano, não faço o que os outros querem sabe? Faço o que me faz confortável e feliz.
        Além disso, percebi que tudo tem o momento e o tempo certo. Antes eu achava que só seria feliz quando formasse, passasse em um concurso e ganhasse tipo no mínimo 10 mil reais por mês (COITADAAAAAAAA de mim.. com esse pensamento ia ser eternamente infeliz, pq sempre ia precisar de um motivo).
        Atualmente tento extrair o melhor de cada momento, vivo bem com o que eu tenho, sou grata pelas oportunidades e etc.
        Acho que paz interior é a palavra chave para tudo fluir bem…

        È isso, Bela.. o texto ficou gigante e um pouco confuso.. hahahaha, mas se quiser perguntar mais alguma coisa fica à vontade!
        Beijinhos =)

        • Bela respondeu Ana Lu 15/12/2016

          Ana Lu, muito obrigada pelo texto longo! Era exatamente o que eu estava procurando. Não tenho nem como te agradecer o suficiente. Obrigada por tirar um tempo pra me dar todas essas dicas. Já dei print no seu post e já chequei o canal das pessoas que vc mencionou, tá tudo nos meus Favoritos agora. Eu já tinha “O Poder do Agora,” faltava ler 😉 Só mais uma semaninha e meia de aula e estarei com mais tempo pra começar a minha jornada. Minha mais sincera gratidão :*

  20. Margarete 07/12/2016

    Texto muito inspirador!

  21. Bela 08/12/2016

    Thais, cada vez mais fico interessada em PNL, e até agora só encontro comentários positivos sobre o método. Conheço duas pessoas que fizeram o curso/workshop (não sei exatamente como funciona) e o impacto na vida delas foi extremamente positivo. Mas agora fiquei curiosa com o fato de algumas pessoas torcerem o nariz, qual seriam os motivos?

    • Thais Godinho respondeu Bela 08/12/2016

      Falam que é auto-ajuda, motivacional, não têm comprovação científica etc.

      • Bela respondeu Thais Godinho 15/12/2016

        Obrigada por responder, Thais!

  22. Cinthia 08/12/2016

    Muito bom! Novas perguntas facilitam muito refletir sobre este tipo de assunto sob uma perspectiva mais leve!
    Não sei se é esta vibe de fim de ano, mas tenho pensado muito nisto tanto que escrevi um post no meu blog de decoração propondo justamente esta reflexão sob o ponto de vista do morar “Em que casa você quer viver em 2017?”
    Nele, preparei um exercício com perguntas criativas ligadas a autoconhecimento para ajudar a chegar a uma conclusão sem peso. Porque parece que, quando a gente se pergunta diretamente, a resposta não vem, melhor dar uma voltinha….hahaha!
    Muita coincidência, não podia deixar de comentar!
    Se tiver um tempinho, passa lá:
    http://casaprosadecor.com.br/autoconhecimento-decor/
    Obrigada pela inspiração sempre!

  23. Carla Caetano 08/12/2016

    Olá, Thais!
    Antes de mais parabéns pelo Vida Organizada, já sigo há algum tempo, a partir de Portugal, e gosto imenso dos conteúdos!
    Também fiz o curso de coaching há dois anos, e foi das melhores decisões que podia ter tomado! Nunca mais olhamos para a vida da mesma forma, melhor, pergunto-me muitas vezes como é que as pessoas vivem sem saberem determinadas coisas, ou sem estarem conscientes de determinadas coisas! O conhecimento que passamos a ter sobre nós próprios e sobre a nossa relação com o mundo e com os outros é das melhores ferramentas que podemos possuir.
    Fiquei curiosa em relação ao exercício de PNL que fez no curso, se tiver oportunidade partilhe connosco 😉
    Continuação de muito sucesso!
    Um beijinho

  24. Lorrene 08/12/2016

    Um dica que achei interessante na construção da missão pessoal é fazer diário, e eu não sabia que havia várias abordagens, como o diário de valores. Descobri neste post https://blog.todoist.com/pt/2016/11/15/habito-de-15-minutos-vale-a-pena/

  25. Daniel Rodrigues Sabença 11/12/2016

    Olá Thais, confesso que não sou um de seus seguidores. Não conhecia seu site até o momento. Cheguei a este post pelo meu feed de notícia do app Flipboard, o título do post chamou minha atenção.
    O texto está sensacional, e acredito que não tinha hora melhor para eu ter lido. Para mim foi esclarecedor e de grande ajuda.
    Gostaria de agradecer, e informar que você ganhou um novo fã e seguidor do seu blog.
    Te desejo sucesso e felicidades, espero que tenha um ano de 2017 excelente.

    • Thais Godinho respondeu Daniel Rodrigues Sabença 11/12/2016

      Obrigada! Seja bem-vindo.

  26. […] esse texto no Vida Organizada e parei para refletir […]

  27. Michele 30/12/2016

    Thaís,

    Te acompanho desde que o VO era mais focado em casa, vi o seu crescimento profissional e as suas questões se comprava apartamento ou alugava, sou uma leitora bem antiga.
    Essa imagem que você se viu na PNL eu tive dentro de uma igreja. A minha imagem é linda, mas eu não me via ali era como se alguém tivesse com a minha aparência.
    E a vida foi me levando para aquela aparência de uma forma bem suave. Engordei, então tive que parar de usar certos tipo de roupa, o cabelo ficou melhor mais curto, a minha autoconfiança aumentou bastante. A maturidade está batendo a minha porta.
    E impressionante mas estou nos 50% da minha imagem que eu achava impossível ter. As atitudes estão caminhando para isso. O que quero deixar claro é que não precisa se focar tanto neste processo, ele acontecerá independente da sua vontade.
    Sinto como se fosse o plano de Deus para mim e não os meus planos. E os planos deles são sempre melhores do que os nossos. Os meus planos eram bem mais simples ( já foram alcançados), mas a visão da pessoa que eu vou ser é bem maior do que eu mesmo projetei!!!
    Sucesso na sua vida pessoal, a profissional eu já sei que é um sucesso, fruto de muito trabalho e dedicação. E fique na Paz, tudo vai dar certo.
    Beijo grande e Feliz 2017.

    • Thais Godinho respondeu Michele 03/01/2017

      Que bonito. Muito obrigada por compartilhar.

  28. Doraci Muller 01/01/2017

    THaís Godinho parabéns pelo o blog vou acompanhar melhor as dicas são ótimas.
    Doraci

  29. Doraci Muller 01/01/2017

    Thaís Godinho parabéns pelo o blog eu vou acompanhar mais são boas as dicas.

    Obrigada

    Doraci

  30. Eliane 22/01/2017

    Oi Thais… conheci seu blog a pouco tempo.. e seus posts são inspiradores. Esse ano de 2017 resolvi que será o ano de mudanças e tenho encontrado dicas muito legais. Nao tem sido fácil.. até porque não tenho ideia de por onde começar. Obrigada por essas dicas..