ou

2016 acabou. Foi um ano difícil para mim, para o Brasil, para o mundo. Todas as pessoas com quem eu converso me falam que este ano foi um dos mais difíceis das suas vidas. Eu reforço esse coro. Porém, sobrevivemos, não? Chegamos até aqui, o que me deixa muito feliz, e pronta para encarar 2017, um ano 1, de começos, iniciativas. E, como já é tradicional, gosto de escrever um post fazendo um resumão de como foi o meu 2016.

Eu resolvi fazer este post em forma de tópicos para ser mais fácil a leitura. Procurei resumir todos os acontecimentos relevantes para a minha vida e relacionados ao blog neste post.

Desestressando ao longo do ano XD

  • O mês de janeiro começou bem, com reuniões de planejamento para o GTD e uma viagem para Amsterdam para o encontro das franchises de todo o mundo. Obrigada, Daniel! Obrigada, David, sempre! E obrigada ao Morten (GTD Noruega), que organizou o evento todo.

Sempre um prazer encontrar o David Allen em pessoa! Junto com a gente, Daniel Burd e Márcio Welter.

  • Acho que uma das coisas mais legais de 2016 foram os relacionamentos e amizades que nasceram ou se fortaleceram. Conheci muita gente legal por causa do Vida Organizada – participei de encontros, fiz palestras, fui a eventos – e tudo isso me fez ver como meu trabalho tem visibilidade e como é bom trabalhar em algo com propósito.

Um dos encontros para falar sobre GTD, em Brasília.

  • Finalizei minha certificação do Nível 2 do GTD: Projetos & Prioridades, além de ter conseguido realizar a primeira semana de capacitação com os instrutores brasileiros para o Nível 1: Fundamentos. Foram duas conquistas muito, muito importantes.

Um dos pilotos do curso de Nível 2 que eu ministrei no primeiro semestre.

  • Ainda sobre cursos, aqui no blog foi um ano com muitos frutos. Foram realizados os cursos online: Organize-se em 2016, Organize seus estudos, Organização para blogueiros, Organize seu menu semanal, Organize-se com Todoist, Como se organizar para conseguir um emprego e o novo Organize sua agenda (todos aqui).
  • Em junho, entrou no ar a plataforma educacional para cursos online (Oficina Vida Organizada), com materiais para download, fórum de discussões, suporte, enfim, todos os recursos necessários. Para mim isso foi muito importante, pois me permitiu poder planejar a construção dos cursos por módulos, o que pretendo explorar mais em 2017.
  • De workshops presenciais, realizei dois deles com a Ana Soares, do blog Hoje Vou Assim OFF, em São Paulo e Brasília.

  • Participei de uma conferência para profissionais de organização e tive a oportunidade de conhecer pessoalmente duas pessoas que me influenciaram muito profissionalmente.

Conrado Adolpho

Christian Barbosa

  • Aliás, sobre o assunto “personal organizers”, tive momentos felizes e momentos infelizes este ano, que me afastaram um pouco da “cena”. Profissionais que se aproveitaram do meu trabalho, cópia de textos, conteúdo de cursos, até da forma de escrever… Personal organizer que fez curso de GTD e uma semana depois estava vendendo consultoria… tudo isso me deixou triste porque é uma reclamação geral mas que pouco se fala no meio, publicamente, e esse processo desonesto segue como se fosse padrão do mercado. Agradeço todos os leitores que queridos que praticamente diariamente denunciam essas práticas para mim. Fico feliz por ser um modelo para algumas pessoas, mas por outro lado fico triste porque acho importante cada um encontrar sua voz.
  • Participei de eventos muito legais e conheci profissionais honestos também, felizmente. Quero agradecer quatro pessoas muito queridas este ano, por terem sido amigas ou me presentearem com oportunidades: Helena Alkhas, Tadeu Motta, Rafaela Oliveira e Rosalia Ribas. Parabéns pelo trabalho de vocês.
  • De forma geral, o ano foi muito bom para o mercado da organização, depois da explosão dos livros da Marie Kondo e a continuidade do sucesso do programa da GNT, da simpática Micaela Góes, o Santa Ajuda.

É nóis, Marie.

  • E caramba, como fiz curso de GTD este ano! Assumi a coordenação das turmas abertas, então viajei o Brasil inteiro para realizar cursos. Foi muito legal e eu espero repetir isso em 2017. Amo as turmas abertas!
  • Fiz uma palestra na Expomusic! Para mim isso foi outra conquista muito legal. Sempre amei a Expomusic, frequentava com o meu pai e encontrei diversos amigos lá no dia.

Em Belo Horizonte.

  • Tive grandes desafios com o assunto “casa” este ano. No primeiro semestre, tivemos um acontecimento grave na casa onde morávamos (ela foi invadida) e, aliado ao fato de ela ter problemas de umidade (e o Paul e eu termos tido pneumonia), resolvemos mudar. Mudamos para uma casa nova no início de setembro, mas com muitos problemas. Ainda estamos tentando resolvê-los para ver se compensa ficarmos aqui ou se vamos ter que procurar outro lugar. Não quero nem entrar muito nesse assunto porque foi uma das coisas que mais me estressaram em 2016.
  • Ainda sobre esse assunto, a coisa mais feliz do ano relacionada à vida doméstica foi minha aproximação maior com a Wanice e a Erika, as lindas do Armazém da Energia, e o projeto de harmonização da casa com o feng shui, que me manteve viva e feliz durante os últimos meses do ano. Tem sido tão legal que estamos construindo um curso juntas para o início de 2017 (em breve conto mais novidades!).
  • Adotamos mais dois cachorrinhos. Um deles está bem, mas o outro não (ele não se adaptou, avança nos meninos, não interage com ninguém, enfim). Outro desafio deste ano. Também estamos trabalhando na resolução da coisa toda.

  • Um dos grandes marcos de 2016 foi o lançamento do meu segundo livro, o Casa Organizada (Ed. Gente). O evento de lançamento aconteceu na Livraria Cultura do Conjunto Nacional – outro sonho realizado. Recebi muitos leitores e profissionais do meio da organização, o que agradeço imensamente. Foi um dia muito feliz e o livro tem vendido muito, o que também é ótimo!
  • Ainda sobre livros, tive a oportunidade de revisar a edição brasileira do livro do GTD umas 28 vezes para que fosse lançada uma edição revisada (tivemos problemas com a tradução anterior), e isso tomou grande parte do meu tempo no primeiro semestre, mas me deu uma sensação de satisfação enorme por conta da contribuição ao legado do David Allen.
  • Foi muito legal ver o crescimento do Todoist no Brasil e ter feito parte disso. Obrigada pela oportunidade extraordinária que é ser embaixadora dessa ferramenta! <3
  • Em agosto, fiz meu primeiro VEDA (vídeo todo dia em agosto) e tive a oportunidade de ver de perto a assustadora relação que as pessoas têm com YouTubers hoje em dia, quando publicar um vídeo sem maquiagem dá mais audiência que o assunto discutido, ou a cobrança para a publicação de muitos conteúdos em um só dia, assim como a exposição imensa que se abre quando você começa a fazer vídeos. Ainda estou digerindo a experiência… Clique aqui para me seguir no YouTube!
  • Um dos pontos altos do ano foi ter tirado a minha certificação de Coaching, na Sociedade Brasileira de Coaching. Mudou completamente a minha relação com as coisas e eu não sei como teria enfrentado o segundo semestre se não fosse por ela. Foi um grande investimento, que já estava planejado desde o ano anterior, e muitas pessoas me aconselharam a não fazer este ano, mas foi a melhor decisão que eu já tomei, pois pude colocar em prática todo o meu conhecimento em organização e produtividade a favor das pessoas em um trabalho um a um, o que comecei a fazer imediatamente, abrindo para o público em setembro.

Cabelo novo!

  • Cortei meu cabelo!
  • Tive a oportunidade de agradecer que, mesmo em meio a tantos desafios, minha empresa prosperou em 2016. Não vou negar: trabalhei MUITO, em termos de volume mesmo, para que isso acontecesse. Eu não vejo a hora de poder pegar um pouco mais leve através das mudanças que vou implementar no meu trabalho em 2017.

Confesso que fazer a revisão semanal de frente para o mar em Recife é uma das coisas que tornam meu trabalho muito legal todos os dias.

  • Meu marido se formou em gastronomia e ainda está digerindo o fato de a profissão dele ter se tornado a mais saturada do ano. Mas ele está bem e com planos legais para 2017.
  • Nosso filho está simplesmente maravilhoso… ele completou 6 anos em 2016 e passou por coisas difíceis (pneumonia e uma catapora agora no Natal), mas sem perder o bom-humor e o jeito lindo de levar a vida. Ele me ensinou coisas muito legais este ano e é um enorme prazer ser uma das pessoas responsáveis pela sua formação como ser humano.

Ok, também teve bastante Pokémon.

Apesar de ter sido um ano desafiador, foi um ano de grandes conquistas. Isso é o que o GTD faz por você, haha.

Estou muito animada agora em 2017 e com uma única resolução: buscar coisas positivas todos os dias. Feliz ano novo! 💙

Thais Godinho
31/12/2016
Veja mais sobre:
17
Linkagem de domingo
Linkagem de domingo {3}
Linkagem de domingo

Planners estão na moda. Para quem não conhece o termo, estamos falando de agendas ou fichários que podem ser personalizados para gerenciar não apenas seu calendário, mas também outras informações, como metas, projetos, finanças etc. Mas se você não gosta de carregar um planner ou bullet journal em papel com você e for mais chegado em aplicativos tecnológicos, você pode montar algo semelhante no meio digital também. Vamos ver neste post como fazer isso usando a ferramenta Todoist.

O Todoist é muito intuitivo e possui uma interface simples. Ao longo de quase dois anos trabalhando com a ferramenta e ensinando em sala de aula, pude ver como a curva de aprendizado é simples entre as pessoas. Basta criar uma conta e sair mexendo, que você aprende rapidinho. Para saber o básico sobre os recursos do Todoist, por favor, confira um vídeo que gravei no início de 2016 repassando todos os conceitos.

Basicamente, o Todoist trabalha com Projetos, Etiquetas e Filtros. Hoje vou trabalhar apenas com Projetos, que é como se fossem pastas, listas que criamos na ferramenta.

Para criar o seu planner, eu sugiro a seguinte configuração inicial de listas:

Planejamento

Na sessão Planejamento, você deverá incluir tudo aquilo relacionado ao seu planejamento diário, semanal, mensal e anual. Você pode, obviamente, personalizar como quiser e inserir outras frequências, como quinzenal e semestral – fica a seu critério. Tente não complicar.

O primeiro sub-projeto (ou sub-lista – vou usar esse termo daqui em diante para não confundir) será Visão geral: 2017. A ideia é que você possa registrar e ter uma visão geral do seu ano como um todo, dos principais acontecimentos.

A sub-lista Planejamento mensal pode ser criada sob demanda, mês a mês, como se fosse um bullet journal (ou você pode querer criar todos os meses de uma só vez também). A ideia é listar seus compromissos e tarefas do mês. Você pode adicionar outras seções também, se quiser, claro, como “contas do mês” e outras.

Você não precisa se preocupar com a quantidade de itens aqui porque, à medida que for executando, eles vão sumindo e dando lugar aos outros meses.

No Planejamento semanal, você separará por semana e inserirá tudo aquilo que precisa ser revisado semanalmente.

Por fim, em Rotina diária, você pode colocar hábitos que quer alimentar, além de suas rotinas propriamente ditas. Tudo aquilo que você faz diariamente pode entrar aqui. Lembre-se de deixar a bolinha de “ticar” uma tarefa apenas para as tarefas que você precisa se forçar a lembrar. O que já faz em piloto automático, não precisa.

No final das contas, as sub-listas de Planejamento ficarão assim:

Projetos

Na lista de Projetos, você vai inserir todos os seus projetos pessoais e profissionais. Procure simplificar aqui. Minha recomendação é:

Dentro de cada lista, liste as tarefas e informações relevantes àquele projeto.

O bom de fazer assim é que você pode compartilhar projetos individualmente com outras pessoas que também tenham Todoist.

Outra sugestão de seção é para “projetos incubados”, onde você pode listar projetos que estão em espera.

Objetivos

Ter todos os seus objetivos listados em um único lugar é muito bacana. Aqui, a sugestão de organização é semelhante à dos projetos: insira dentro de cada objetivo as informações e tarefas relacionadas.

Para as sub-listas, recomendo o seguinte:

Referências

Nesta seção, a ideia é inserir informações que não cabem em outros lugares. Algumas ideias:

Você pode inserir aqui seções personalizadas.

Trabalho

Lista aqui tudo o que for importante você deixar em um único lugar, referente ao seu trabalho. Lembre-se que nem tudo é projeto e objetivo. Se você tem rotinas específicas, por exemplo, elas podem entrar aqui.

Se você for blogueira(o), por exemplo, pode querer inserir sua programação de posts e outras informações relacionadas.

Personalize de acordo com suas atividades profissionais.

Pessoal

Aqui, mesmo raciocínio, mas com atividades pessoais.

A ideia é que você possa personalizar seu Todoist assim como você faria com um planner ou bullet journal, mas com tecnologia.

Este post traz ideias básicas, apenas para mostrar como configurar, mas você que deve buscar a personalização adequada que vai te servir.

Estou louca para ver como você configurou! Compartilhe comigo no Instagram! @blogvidaorganizada

Thais Godinho
29/12/2016
Veja mais sobre:
Até 2 horas, No trabalho, Organizar
49
Como migrar do Wunderlist para o Todoist
Retrospectiva Todoist da sua produtividade em 2016
Como organizar projetos no Todoist

Checklists são listas de referência, que você verifica para garantir que aquilo que você já faz em piloto automático está sendo realmente feito, a fim de garantir um certo nível de qualidade que você espera ter em sua vida.

Uma checklist anual traz itens que devem ser feitos uma vez por ano, mas que são incrivelmente importantes. Gosto de verificar essa checklist justamente na semana em que estamos – entre o Natal e o Ano Novo -, porque ela me ajuda a fazer uma revisão do ano que passou e também pensar com um pouco mais de significado no ano seguinte.

Ferramenta usada: Todoist

O que tem em cada um dos itens:

Obrigações de final de ano: Aqui entram itens básicos, como pagamento do décimo terceiro da minha contadora e fechamento fiscal da minha empresa. São coisas que eu tenho que fazer antes do ano acabar.

Faxina de final de ano: Aqui eu listo as coisas que gosto de fazer em casa para ser um faxinão de ano novo. Inclui lavar paredes externas, substituir travesseiros, fazer uma limpeza mais completa na geladeira e no congelador, lavar cortinas e outros itens do tipo. Também verifico se há necessidade de promover algo com relação à segurança da casa ou se quero pintar alguma parede.

Revisão de final de ano (GTD): Uma vez por ano, gosto de reimplementar o método GTD do zero, seguindo as recomendações do David Allen: separo dois dias para fazer uma super coleta e então esclarecer e organizar tudo. É magnífico. Também gosto de revisar o sistema como um todo, especialmente os projetos concluídos, e também atualizar o meu arquivo de referência de maneira geral (documentos, papéis, e-mails).

Para revisar finanças e projetos de vida: Este ano, em uma das edições da revista Você S/A (“Dinheiro: como fazer escolhas melhores?”, disponível no iPad), o especialista em finanças Gustavo Cerbasi compartilhou uma checklist muito legal para você revisar anualmente seus projetos de vida e finanças, então passei para cá. São perguntas muito boas, tais como: “sua família está informada sobre seus objetivos de curto, médio e longo prazo?”, “algum projeto terá que ser adiado por conta do orçamento atual?”, “quais os gastos que mais cresceram nos últimos 12 meses?”. Aliás, recomendo tudo o que você puder acompanhar do Gustavo Cerbasi fortemente. As dicas dele são ótimas.

Planejamento anual: Aqui, de modo geral, eu tenho uma visão do ano que vai começar (feriados, períodos de férias escolares, eventos já agendados) e lembro de projetos recorrentes, como fazer um check-up médico anual e organizar os documentos para o imposto de renda. Também insiro perguntas como “você vai em algum festival budista este ano?” ou “você pretende fazer algum curso?”, que me ajudam a analisar as possibilidades de investir tempo nesses projetos.

De modo geral, todas as revisões conversam com a revisão semanal do GTD, que é o que mantém o sistema como um todo atualizado, especialmente com relação aos projetos que estão em andamento e os que estão em stand-by.

Esta semana é um bom momento para você avaliar o que é importante revisar anualmente e montar sua checklist anual. Por favor, deixe um comentário comentando se você já faz algo do tipo ou compartilhando ideias. Vou adorar!

Thais Godinho
26/12/2016
Veja mais sobre:
, De férias/folga
15
Como organizar: Jantar no dia-a-dia
Minimalismo, armário-cápsula e cuidado com o desperdício
Como planejar o dia