ou

Método FLY Lady é um método para manter a casa limpa e arrumada. Você pode encontrar diversos posts aqui no blog sobre isso ou acessar o site oficial do método.

No post sobre como organizar setembro, comentei que estava personalizando o método para a casa nova e alguns leitores ficaram curiosos perguntando como eu estava fazendo. Pois bem, este post é sobre isso.

O que eu mais gosto do método FLY Lady é a sua simplicidade. Você consegue manter sua casa minimamente limpa sem muito esforço. É o que eu defendo aqui no blog e no meu livro, “Casa Organizada”.

Como já existem muitos posts aqui no blog explicando o que é e como aplicar, neste post vou me ater exclusivamente a como tenho aplicado na casa nova (nos mudamos no final de agosto).

Em primeiro lugar, vale dizer que, aqui em casa, dividimos as tarefas domésticas. Eu tenho uma rotina pesada de trabalho, viajando muito, fazendo eventos, chegando a sair de casa antes das 6h e chegando depois das 22h, então meu marido muitas vezes acabo fazendo até mais coisas do que eu, o que é super normal.

Em segundo lugar, eu respeito essa divisão. Uma coisa que aprendi com os anos foi a observar o que ele gosta de fazer ao limpar a casa, abrir mão daquela tarefa (mesmo que não seja feita “do meu jeito” – xô, perfeccionismo!) e investir meu tempo nas tarefas que ele não executa. Aqui entra a FLY Lady porque muito do que ela passa com as missões da semana são na verdade tarefas esquecidas por todos, e ela complementa a nossa rotina.

Vou passar por todos os tópicos que ela aborda e dizer como temos feito:

  • Listas detalhadas de limpeza. Criei uma para cada cômodo da casa nova, sendo o mais simples possível, e reviso essas checklists toda semana para verificar o que posso fazer na semana em questão (aqui já entra um paralelo com a revisão semanal do GTD), para definir próximas ações. Eu procuro definir as ações de acordo com a zona da semana. Guardo todas as checklists e todas as ações no Todoist.
  • Zonas da semana. Procuro seguir a linha de raciocínio da FLY Lady, mas ela aponta o modelo de zonas para uma casa com determinado formato. Aqui, tenho cômodos a mais, então adapto. Para mim, faz mais sentido organizar por andares, então tenho feito assim:
    • Zona 1
      Entrada, cantinho de leitura, parte de fora da porta, lavabo
      Zona 2
      Cozinha, lavanderia
      Zona 3
      Home-office, lavabo, terraço, corredor de cima
      Zona 4
      Quarto principal, nosso banheiro, quarto do Paul, banheiro do Paul, corredor dos quartos
      Zona 5
      Sala de estar, sala de jantar
  • Missões da semana. Tenho um lembrete recorrente no meu calendário para, todo domingo, acessar o site da FLY Lady e passar as missões da semana para o meu Todoist. Passo para lá como próximas ações – afinal, posso adiantar se eu quiser. Mas coloco o prazo para o dia que ela estabeleceu. Copio em inglês mesmo.

Captura de tela 2016-01-05 18.06.30

  • Lembretes diários. Tenha na minha checklist diária, também no Todoist.
  • As listas de limpeza detalhada estão na minha checklist mensal. Por quê? Em um mês passamos por todas as zonas da casa, então, se o foco é trabalhar em cada zona semanalmente, significa que, pelo menos uma vez por mês, o que estiver na lista detalhada de limpeza será feito. Algumas coisas precisam ser feitas diariamente, enquanto outras precisam ser feitas semanalmente e por aí vai. Gosto de organizar listas de limpeza da casa por frequência, como rotinas, porque isso me ajuda a manter a casa em uma manutenção mais adequada. Já falei um pouco mais sobre esse cronograma de limpeza doméstica em outros posts.

Então, de modo geral, por aqui funciona assim: todos os dias, abro minha agenda do Google e trabalho nos prazos que tem ali. Dentre esses prazos, podem existir tarefas domésticas. Tem coisas que eu só posso fazer em determinado dia, como colocar o lixo para fora ou trocar a roupa de cama e banho (que faço apenas aos domingos, para lavar na segunda). Só entram na minha agenda essas ações a serem feitas em dias específicos, pois sei que daquele dia elas não podem passar.

No meu Todoist, listo as próximas ações por contexto. A maioria das ações ligadas ao método FLY Lady é para se fazer em casa (uma ou outra coisa preciso fazer na rua). O conceito de próxima ação é que, mesmo que tenha um prazo, eu posso adiantar. Ou seja: eu posso executar aquela ação desde que esteja no contexto apropriado. Então é muito comum, no meu dia a dia, em um intervalo da agenda, abrir a minha lista de coisas para fazer em casa e ir adiantando uma coisinha ou outra. Se eu fiz uma revisão semanal adequada, revisei as checklists e defini ações que posso executar, essa análise e escolha do que fazer será muito tranquila.

Outra coisa que vale a pena citar é o fato de curtir cuidar da casa. Muitas vezes, chego cansada de noite a ponto de não conseguir ler um livro, se quiser. Mas com atividades que demandem esforço físico leve eu consigo até me desestressar, como arrumar os livros na estante, tirar o pó dos móveis, limpar os vidros etc. Deixo as atividades que demandam esforço físico maior para quando tiver energia para isso – ex: arrastar o sofá para limpar o chão, bater os tapetes, passar aspirador. E essas são tarefas que o meu marido gosta de fazer, então muitas vezes ele que acaba fazendo – o que é ótimo, porque são as tarefas que demandam mais tempo. Eu sou aquela dos detalhes: que gosta de limpar as marcas de mãos nas paredes, tirar o pó de lugares que normalmente não se tira (ex: lustres), arrumar as coisas em si, colocando no lugar o que está fora etc.

O que é fato é que eu há anos não faço o “dia da faxina” em casa. Percebi que eu perdia um dia inteiro da minha vida para fazer isso, sendo que eu poderia espaçar essas atividades e ir fazendo ao longo da semana. Muitas tarefas ficam para o dia mais livre, como sábado (não no meu caso, já que costumo trabalhar aos sábados) ou outro dia da semana, porque demandam mais tempo mesmo (ex: limpar a geladeira). Mas aí tudo bem – são poucas tarefas. As mais rápidas, mas que juntas levam muito tempo, eu espaço ao longo da semana e faço sem nem sentir.

O legal do método FLY Lady é justamente que ele traz pequenas pílulas de coisas a fazer no dia a dia, e serve para quem não tem tempo e vive uma rotina corrida. Sou a favor de delegar tarefas sempre que possível, mas aqui em casa sempre conseguimos nos virar bem com a limpeza e a arrumação, sem a necessidade de ter uma pessoa nos ajudando, o que também é uma economia imensa. Não tenho nada contra – aliás, acho ótimo movimentar a economia dessa forma. Mas não precisamos, e talvez você não precise também, se aplicar algo semelhante. Então o intuito desse post foi mostrar nossa realidade, que pode inspirar mudanças na sua, se você achar necessário.

Thais Godinho
04/10/2016
Veja mais sobre:
FLY Lady
14
Crie listas de limpeza detalhadas para a casa inteira
Como eu economizo tempo quando vou ao supermercado
Faça você mesmo(a): sousplat de MDF