Essa é uma dica bem rápida mas que faz tanta diferença na minha vida que eu acho que vale entrar como formato de post.

Eu sou uma pessoa que viaja muito e que vive se deslocando por São Paulo (que tem várias cidades dentro de uma só, praticamente).

Por isso, planejar meus deslocamentos é fundamental! Faço isso porque:

  • Não gosto de chegar atrasada
  • Não gosto de sair de casa na correria
  • Não gosto de dar sorte ao azar

Semanalmente, eu abro a minha agenda para a semana que vai entrar e vejo todos os compromissos externos que eu tenho. Vôos, treinamentos, palestras, aulas, reuniões.

Abro cada dia da semana e vejo quanto tempo vou levar para chegar em cada lugar. Uso o Google Maps para isso.

Planejo também que horas preciso parar para me arrumar em casa e sair.

O objetivo é não fazer cálculos errados no dia a dia. Não precisar pensar. Só ir.

Imagem: Designed by Ross
Imagem: Designed by Ross

Isso me ajuda DEMAIS, e é tão simples. Você resolve sua vida em meia hora no domingo (ou no dia que quiser fazer esse planejamento). O Google Maps mostra qual o melhor caminho, se vale a pena ir de ônibus, metrô ou carro, e quanto tempo leva. (Eu sempre estimo a mais esse tempo para não ser prejudicada por imprevistos.)

Por exemplo, se eu tiver um vôo às 16:30, eu coloco assim no meu calendário:

13:30 – Em trânsito (porque sei que levo de 30 a 40 minutos para chegar)
14:30 – Despacho de malas (se eu for despachar bagagem)
15:30 – Embarque
16:30 – Vôo

Faço assim porque já peguei trânsitos terríveis para chegar ao aeroporto, em que levei 1 hora em um trajeto que levaria 30 minutos normalmente. Então, para tudo, sempre estimo para mais tempo. Também gosto de deixar 1 hora para o despacho de bagagens porque já tive problemas.

Por fim, se nada acontecer e tudo for rápido, eu aproveito o tempo no aeroporto para responder e-mails, trabalhar um pouco e/ou almoçar com calma. Já estou ali.

Se por acaso algum imprevisto acontecer, meus horários não serão prejudicados, porque eu me programei e espacei bem.

220115-agenda

(Veja aqui porque uso duas cores na minha agenda do Google)

O legal também é que não preciso pensar que horas vou sair de casa. Já pensei antes, planejando a minha semana. No dia, basta olhar e estar pronta naquele horário, que tudo vai dar certo.

E não serve só para vôos não. Serve para reuniões. Nunca marco uma reunião logo depois da outra, mesmo pela Internet (a não ser que realmente não tenha outro jeito), porque 1 minutinho que passar do horário já significa que você está atrasada e é um desrespeito com a outra pessoa. Ou seja, se tenho uma reunião das 14:00 às 15:00, a próxima será às 15:30.

Eu costumo dizer que, se a reunião começa 14:00 e você chega 14:00, você já está atrasado. Porque o certo é chegar antes, de modo que a reunião possa efetivamente começar às 14:00. Valorize o seu tempo e o das outras pessoas.

Enfim, depois que comecei a planejar meus deslocamentos, diminuí minha taxa de atrasos e impacto de imprevistos em 90% (nada é 100% garantido) e isso realmente mudou toda a minha vida. Nada como ter tranquilidade no dia a dia e sair para um compromisso sem correria.

Essa dica é simples mas tem grande impacto! Espero que gostem.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo lidar com dificuldades financeiras
Próximo artigoEstou atendendo coaching: quer participar?

Meu nome é Thais Godinho e meu guarda-chuva profissional engloba três temas: produtividade, organização pessoal e criatividade. As formas de operacionalizar esse trabalho que eu amo são essas: escrevendo no blog, publicando livros, estudando, ministrando cursos e fazendo atendimentos individuais, ajudando as pessoas a se organizarem. Você pode acompanhar minha trajetória pessoal e profissional neste blog, que existe desde 2006.

9 Comentários

  1. Thaís, tudo bem?
    Sou leitor assíduo e um fã do seu trabalho.
    Você menciona algo interessante: sua “taxa de atrasos”; você costuma contabilizar esse tipo de coisa? Se sim, como?
    Já pensei em calcular índices de performance pessoal, mas fico com medo de burocratizar demais.
    Obrigado!

      • Obrigado pela resposta! =)

        Estou tentando contabilizar coisas simples, do tipo “voltar de bike vs voltar de ônibus”, para ver se eu consigo me engajar mais nesse tipo de meta!

  2. Thaís, sou sua leitora desde o começo do blog. E estou passando aqui, pra te agradecer, vc têm me ajudado a fazer grandes mudanças na minha vida!
    Eu falo de vc pra todo mundo kkkk inclusive recomendo muito seu livro! Um beijo!

  3. Thais, a única coisa que falha com o Google Maps é quando estou em uma cidade como o Rio de janeiro. Se eu calcula a rota num domingo, vai dar um tempo de deslocamento diferente do dia da semana, ou se calculo num horário que não é de rush.. O app podia dar opção de horários e fazer uma estimativa de acordo com o trânsito dos três ultimos dias.. hahaha. Grata pelo post. Vc já havia comentado em algum vídeo seu que fazia isso e foi muito legal acrescentar esse planejamento aos meus compromissos. Ainda sou uma pessoa impontual , mas quero trabalhar esse aspecto. O problema de ser pontual no nosso país é que você acaba sendo prejudicado pela impontualidade de outras pessoas. Várias vezes já cheguei atrasada e pensei, ufa, ainda bem que não saí mais cedo pq o evento estava atrasado meia hora… Mas ainda sim, posso ficar mais pontual, levar um livro e aprovietar para por a leitura em dia (já que nunca sobra tempo real de leitura).

  4. Mto legal, excelentes matérias.
    Quem é organizado vive mais e é mais feliz, pq consegue atingir mais objetivos !

  5. j´perdi um voo justamente por achar que dava tempo, pois morava em uma cidade pequena onde tudo é perto, não contava com o transito e os imprevistos de São Paulo. Aprendi na marra 🙁

DEIXE UMA RESPOSTA