2016 tem sido um ano de grandes descobertas no meu trabalho. Se você está chegando aqui pela primeira vez, prazer: meu nome é Thais e, em 2014, eu larguei meu emprego para empreender e viver daquilo que eu amo, que é inspirar as pessoas a se organizarem para que tenham mais qualidade de vida. Eu já tinha o blog (este!), que criei em 2006, tinha acabado de publicar um livro (Vida Organizada, Ed. Gente) e vinha planejando uma transição de carreira nos últimos meses antes de finalmente dar esse pulo. O blog nunca tinha sido usado como meu veículo de trabalho até dois anos atrás, quando passei a viver do que eu gosto de fazer, e até hoje sou super criteriosa com o modo como isso é feito.

2014 foi o ano de semear, meio sem foco até, o que eu queria. Me dediquei ao aprendizado como professora de GTD e de organização, onde descobri meu caminho. Gosto muito de estar com as pessoas, ensinar, buscar soluções que efetivamente funcionem em termos de organização. Em 2015, atendendo pedidos dos leitores, lancei os cursos em formato online também. Foi quando eu descobri que o importante mesmo era ensinar a organizar, e que o formato podia variar.

Isso, no entanto, é um terreno perigoso, porque quando você começa a empreender, precisa se especializar cada vez mais, e não abrir tanto o leque. Eu acho que abri o leque demais. Todos os assuntos que eu trato são relevantes ao assunto organização, mas eu não tenho como fazer tudo sozinha. E nem preciso. 2015 foi um ano que me permitiu conhecer e começar a trabalhar com pessoas muito queridas para mim, mas esse segundo passo foi ousado. A partir do momento que você acolhe pessoas na aba do seu trabalho, você se torna responsável por elas. E, para isso, você precisa ter uma estrutura legal. Não é todo mundo que tem. Então eu queria compartilhar um pouco desse aprendizado.

empresa-vo

Hoje eu vejo o Vida Organizada como uma empresa criança mesmo. Não acho que esteja passando pelos “terrible two” (termo usado para se referir a uma fase quando as crianças ficam um pouco difíceis), mas eu tenho aprendido muito nesse último ano (entre setembro de 2015 e setembro de 2016).

Em primeiro lugar, com relação às finanças. Eu não tinha dimensão do que seria o meu trabalho e o que eu ganharia com o Vida Organizada. Empreender é uma coisa maluca porque você aprende na marra que, se em um mês as coisas vão bem, não se sabe como será o mês que vem. E todos sabemos que o nosso país não está em sua melhor fase. Eu aprendi demais sobre finanças nesses dois anos. Tive que aprender, na marra. E eu gostaria de ter feito muitas coisas de forma diferente mesmo antes de ter largado meu emprego – poderia ter estruturado alguns pontos melhor, se eu soubesse o que eu sei hoje.

Em segundo lugar, com relação ao público do Vida Organizada. Quem são as pessoas que eu gosto de conversar? Quem são as pessoas que gostam de conversar comigo? Quem precisa do Vida Organizada? E, por fim, como eu posso ajudar?

Meu trabalho é muito pautado em significado. Não consigo desvincular o que eu acredito do que eu faço. Já cancelei e recusei muitas propostas de trabalho que não condiziam com o VO e que eu sei que os leitores não iam gostar. Para mim, trazer algo que efetivamente ajude as pessoas é o principal. E eu também tenho a preocupação financeira – trazer formatos diversos em valores diferentes também, acessíveis a todos, muitos de graça, assim como a preocupação com a minha parte – manter o blog, pagar as contas da empresa, investir em coisas novas, equipamentos, além de sustentar a minha família.

Hoje eu sei que o Vida Organizada tem um público muito claro e muito fiel. Quando conheço um leitor pessoalmente, não tenho como não ficar emocionada com tudo o que ouço, com o carinho que recebo e com a alegria que procuro retribuir. Acho que o mais legal da coisa dos blogs é que o autor é uma pessoa comum, que simplesmente escrever trazendo algo de valor para as pessoas, e isso que torna todo o relacionamento mais íntimo e extraordinário, mesmo sem que você conheça quem está do outro lado.

assinando-livro

Conversei com uma amiga de profissão e falava para ela como eu tenho essa preocupação de lançar produtos e serviços mais “caros” porque não quero associar meu trabalho a algo elitista. Quero que todos tenham acesso. E ela me tranquilizou, dizendo que eu não passava essa imagem. Mas eu me preocupo com isso o tempo todo. Porque, apesar de produzir a maior parte do conteúdo gratuitamente aqui no blog (ele é quase ad-free, ou seja, não tem muita publicidade), eu também preciso ter dinheiro para pagar as contas da empresa, investir mais no blog e continuar vivendo disso, propriamente dito. É um equilíbrio que eu acredito que todo empreendedor consciente deve buscar.

Eu desenhei hoje todos os formatos que o Vida Organizada tem de ajudar as pessoas e gostaria de compartilhar com vocês:

  • Blog, grupos no Facebook, dicas no Instagram, vídeos no YouTube e outros: conteúdo diário gratuito desde 2006, que me dedico muito (é o que mais me dedico, na verdade). Faço questão que o conteúdo seja acessível a quem quiser se organizar, mesmo que não queira ou não possa investir em algo maior. O investimento que faço aqui é enorme: de tempo (todos os dias pesquisando, estudando, escrevendo) e de dinheiro (layout, livros para aprimorar conteúdo, revistas nacionais e importadas, cursos etc). A criação de conteúdo vem da criatividade, então é natural que em algumas épocas eu estava mais criativa que em outras. Aprendi a respeitar o meu ritmo.
  • Palestras: Frequentemente sou convidada a ministrar palestras, que em sua maioria são gratuitas. Sempre que um evento assim acontece, eu divulgo no blog para quem quiser ou tiver a oportunidade de participar!
  • Meus livros: Tenho dois livros publicados (Vida Organizada e Casa Organizada), que custam na faixa de 25-30 reais. Ter publicado livros foi uma maneira legal de colocar o conteúdo do VO de maneira mais enxuta para quem não acessa sempre o blog. E os valores são acessíveis. Os e-books são ainda mais baratos (na faixa dos 15 reais).
  • Cursos online: Algo que os leitores sempre me pediram foi para fazer cursos online, de modo que eu pudesse transmitir o conteúdo dos meus cursos sem que eles precisassem viajar para fazer cursos presenciais. Comecei a fazer em 2015 e, hoje, o Vida Organizada tem uma plataforma com os cursos gravados e pretendo gravar mais, sempre com conteúdo atualizado, enfoque prático e específico para você se organizar.
  • Workshops presenciais: São cursos presenciais, geralmente com parceiros, que envolvem cursos mais hands-on (com muitas atividades em grupo) e que, por isso, funcionam melhor em um formato presencial. É uma experiência incrível que, infelizmente, não tenho investido tanto pelos altos custos de locação de salas, lanches, passagens e hospedagem, quando em outras cidades.
  • Consultoria: Muitas pessoas me contatam porque precisam de um empurrãozinho para se organizarem. Hoje quem trabalha atendendo as consultorias é a Carol, meu braço direito, que conhece mais o Vida Organizada do que eu mesma. As consultorias podem ter de uma a muitas sessões.
  • Coaching: Se especializar, se certificar, estudar para saber e fazer o que a gente faz demanda um alto nível de investimento. Eu certamente invisto mais no blog e em todas as iniciativas relacionadas do que ganho com ele, efetivamente, e um dos últimos investimentos que eu fiz foi a certificação de coaching. Como organização se trata de mudança de hábitos, eu queria aprender como ensinar melhor, como motivar as pessoas a se organizarem. Foi maravilhoso tirar essa certificação. E agora estou estruturando esse trabalho para me dedicar a ele com calma e qualidade em breve.
  • Cursos em empresas: Outra modalidade que muitas pessoas procuram é levar cursos do Vida Organizada e trabalhos de consultoria em grupo para suas equipes. Esse trabalho é muito rico porque temos a oportunidade de transformar a cultura das empresas aos pouquinhos.

Por que eu quis mostrar isso? Porque foi uma reflexão que fiz recentemente sobre o trabalho e a forma como estruturo toda a parte de conteúdo e de educação do Vida Organizada. Vocês são os leitores e estão sempre comigo, e merecem esse carinho. Além de tudo, posso ajudar outras pessoas que estejam empreendendo e queiram trocar ideias.

Muitas pessoas vêem apenas o blogueiro ou a pessoa lançando livros, fazendo eventos, e podem não ter ideia do que tem por trás em termos de investimento de tempo e dinheiro. Hoje é assim que o blog vive. Sinceramente falando, praticamente o blog se paga e, muitas vezes, nem isso. Tenho minha frente de trabalho com o GTD que me ajuda com as contas mensais e suporta o blog quando passamos por meses difíceis. Eu me sinto privilegiada sim por viver daquilo que eu amo e ter a oportunidade de construir o meu próprio trabalho, mas ele é fruto de muuuuita dedicação, muito estudo, muito empenho 24 horas por dia, 168 horas por semana. E eu sinceramente acredito que todo trabalho feito com amor deva ser assim.

Uma vez uma leitora me disse carinhosamente que eu não preciso “me justificar demais”. Eu não sinto que esteja justificando. É que eu sou assim, sabe? Eu sou muito grata ao universo e às pessoas porque sei que tudo é um conjunto, todos nós formamos uma rede, e a gratidão deve ser a base. Eu faço as coisas com significado e gosto de contar como faço, porque penso que essa seja uma maneira de “prestar contas” com quem é tão gentil comigo. Nunca me deslumbrei, nunca achei que o que eu tenho é vazio e “manda mais” – sabem esse sentimento? Penso muito no legado de todas as coisas.

Obrigada por tudo e por estarem aqui. Sempre.

COMPARTILHAR
Artigo anterior10 coisas simples que fazem toda diferença na produtividade
Próximo artigoComo lidar com dificuldades financeiras
Meu nome é Thais Godinho e sou organizadora profissional, o que significa que ajudo as pessoas a se organizarem quando elas precisam de uma forcinha para isso. A maneira que encontrei para ajudar foi criando este blog, ministrando cursos e realizando outros eventos.

49 Comentários

  1. Admiro muito a forma como você trabalha e toca o seu blog! O trabalho quando feito com dedicação, honestidade e carinho sempre é recompensado. Te desejo muito sucesso sempre! O seu sucesso, movido a significado.

  2. Como leitora assídua do blog e dos livros, e agora, do YouTube, eu me emocionei e chorei com seu texto tão visceral e nobre. E sincero. E simples como a vida deve ser. Você merece crescer cada vez mais. Pelo seu trabalho, mas antes de tudo, pelo seu espírito iluminado.
    Luciana Calixto

  3. Você é uma pessoa linda, Thaís!
    Seus textos sempre me fazem questionar o que estou fazendo com minha vida.
    Obrigada pelo VO!

  4. Que legal você ter compartilhado, Thais. Te leio todos os dias há mais de dois anos e sinto um carinho imenso por ti e pelo blog, minha vida mudou com tudo o que aprendi aqui. Um grande abraço pra ti.

  5. Thais, nem sempre comento, mas estou por aqui todos os dias. O Vida Organizada tem uma importância inestimável no meu desenvolvimento como ser humano, e cada dia te admiro mais e agradeço, de coração, por você fazer as coisas do jeito que faz. Obrigada por sua dedicação e por fazer tudo com tanto amor.

    Um beijo.

    Vivian

  6. Bem vc é certamente a pessoa que mais me influencia hoje, mais que meu marido ou minha melhor amiga. Como vc diz, vc é meu David Allen, sem dúvida.

    Você se diz grata à nós, mas não faço ideia do que seria da minha vida e da minha família, hoje, se não tivesse conhecido vc e seu trabalho.

    Te conheci, ou o VO, quando tive meu primeiro filho, 3 anos atrás. Meu marido me questionou sobre como imaginava que deveria ser minha vida de mãe. Na minha cabeça bastava ter o filho e como num download, tudo baixaria automaticamente pra minha cabeça (risos).

    Uma mulher feita como eu, não fazia a menor ideia do que esperar; não planejava nada, não sabia nem o que era organização pessoal.

    Estou longe de ser organizadíssima; comecei com as rotinas do meu primeiro filho, cuidados com a casa, fly lady, e depois que engravidei do segundo resolvi mergulhar fundo no GTD.

    Infelizmente ou não, estou sempre voltando pra estaca zero, destralhar, (dar lugar para cada coisa, descobrir o que funciona melhor pra casa e todo mundo)
    A coleta e o calendário faço, mas processar, só na revisão semanal e quando dá…

    Queria dizer que se a minha vida não é mais uma zona. Se tenho muito mais paz, pq não vou ficar com medo de esquecer alguma coisa, isso é fruto do seu trabalho e dedicação.

    Obrigada, obrigada, obrigada, é muito mais que gratidão, eu hoje sei que organização é um meio para chegar à qualquer lugar, e nem preciso ser famosa ou “de sucesso” , obrigada por me ajudar todo dia a construir em mim um eu melhor de “mim mesma” (kung fu panda 3).

  7. Thais você é uma pessoa maravilhosa!
    Sou muito grata por tudo que você compartilha, te acompanho já tem uns 2 anos e meio e te garanto que a minha vida mudou demais nesse período. Já foi um período de mudanças enormes para mim, primeiro fui morar sozinha com o meu filho e no final do ano passado mudei de emprego.
    Sou bibliotecária e tenho formação em consultoria de imagem e quero atuar como consultora ( a Ana é minha musa inspiradora) e com tudo que você compartilha eu sei que é possível essas mudanças acontecerem com esforço, dedicação e organização.
    Estou em uma fase de decidir o que quero e pensar nas minhas estratégias para alcançar e você tem me ajudado demais nessa jornada.
    Beijos

  8. Thais! Você é sensacional! Uma super inspiração pra mim e certamente pra muita gente. Quero ser como você quando crescer. Parabéns pelo trabalho, sempre.

  9. Oi Thais, que tal você nos apresentar a Carol? Seja por post ou vídeo, para que possamos saber quem é seu “braço direito”? 🙂 Acredito que seja importante também para as pessoas que querem contratar a consultoria. Abraço!

  10. Thais, tenho acompanhado seu trabalho e tem mudado a minha vida…fiz o curso, tive o prazer de estar contigo na Bienal do livro e você sempre muito carinhosa e como falamos aquele dia “gente como a gente”…Obrigada!

  11. Sou sua leitora assídua há 4 anos, tenho seus livros, vejo seus vídeos, você fez uma diferença incrível na minha vida quando me ensinou tantas coisas, que começaram pela organização da minha casa e hoje se reflete na organização da minha vida como um todo. Você é alguém que admiro, principalmente porque é uma pessoa real e nos mostra que é possível, sempre. Parabéns por tudo o que tem construído! Você me inspira a ser melhor ! Um beijo!

  12. Thais você é uma pessoa que me inspira, assim como minha orientadora, acadêmicos e escritores que admiro, nem lembro como cheguei ao seu blog e ao GTD e isso está fazendo parte da minha vida. Deixar um legado e contribuir para o mundo é o meu valor máximo tb. Um dia investirei em um curso presencial sem dúvidas, imagino que seja mais incrível ainda do que as informações do seu blog, que estão me ajudando desde a minha graduação. Empreendedoras como vc são necessárias no nosso país…Abraço

  13. Thais, querida! Fico sempre tão emocionada com seus posts contando da sua luta e trajetória. Estou aqui há mais de quatro anos, acessando o blog quase que diariamente, sentindo-me parte de tudo isso. Acompanhei todo esse processo que culminou na sua decisão de empreender – esse processo que vemos continuar em uma linda e ascendente construção. Vibrei muito quando publicou aquele post compartilhando a sua decisão de deixar o seu emprego e mergulhar profundamente na sua missão pessoal (aquele post “tudo começa com uma escolha”). Já li incontáveis vezes aquele texto, e sempre me sinto indescritivelmente inspirada e emocionada com a mensagem que você transmite nele. E é assim com muitos outros textos publicados aqui. É assim com os vídeos que você tem nos deixado. E é também com sua interação (por todos os meios) com o seu público. A sua mensagem de gratidão também me deixa muito tocada, pois fico pensando que somos milhares e milhares de pessoas que tiveram a sua vida impactada tão positivamente com o seu trabalho – nós é que somos gratos. Mas ver você agradecendo e abrindo o seu coração é mais uma demonstração da pessoa excepcional que é. Obrigada, sempre!!!

  14. Thais, eu estou sempre aqui mesmo quando não comento, sei que para o blogueiro é bom ter os comentários para ter ciência do retorno. Gosto do se jeito, sempre aplico dicas suas e sou muito grata.
    Não sei se fui eu quem disse que você não precisava se justificar demais, porque eu acho isso de todo mundo mesmo 😉 Mas cada um tem um jeito de pensar.
    Enfim, você é transparente, batalhadora e não tem jeito de blogueira estrela, por isso gosto mesmo de você.
    Beijo e sucesso sempre!

  15. Adoro o seu trabalho Thais, continue com a sua dedicação e carinho que de certeza o universo vai-lhe recompensar. Desejo-lhe toda a sorte do mundo. Beijo.

  16. Raramente comento mas venho ca assiduamente nos ultimos 4 anos. Adoro o seu blog e considero voce uma pessoa extraordinariamente culta!
    Um beijinho do norte de Portugal

  17. Prezada Thais,

    Sou igualmente grato ao universo e as pessoas, e encontrei o V.O. em um momento que eu realmente precisava em 2014. Acredito que eu tenha lido o blog quase que na totalidade, e sempre que tenho oportunidade (geralmente eu faço essa oportunidade acontecer de tanto que gosto do blog rss) recomendo aos amigos, pessoas que eventualmente tenho contato em ônibus, supermercados em qualquer lugar. E claro, seus livros geralmente são primeiras opções de presente que me vem a mente. Você é uma pessoa muito especial, e isso se reflete no seu trabalho de forma primorosa. Obrigado por toda a sua generosidade conosco, desejo que você tenha cada vez mais sucesso, e que seu trabalho possa ajudar muitas mais pessoas e vidas como ajudou a minha.

  18. Olá Thais!
    Sou leitora fiel do seu Blog já nem sei mais desde quando.
    Admiro muito todo o seu trabalho, dedicação e empenho, mas sobretudo a sua maneira de ser. Quando leio um texto seu, sinto que você está toda nele! Que o seu trabalho faz parte de si. Não se dissocia. E isso faz toda a diferença na capacidade de transmitir seus ensinamentos!
    Talvez por ser tão verdadeiro e vir tanto do coração, o seu trabalho opera maravilhas na vida dos outros.
    Isso é um Dom!
    Obrigada por compartilha-lo connosco!
    Bjos

  19. Eu quero mais é que você fique rica !!! Hahaha. Brincadeiras a parte, antes mesmo de você começar a receber alguma coisa por esse trabalho maravilhoso você já fazia de graça ; isso diz tudo . Muito sucesso e prosperidade pra você , pra que você continue nos presenteando com seu trabalho .
    Bjs
    Ana

  20. Thais também não posso de deixar de comentar este post. Primeiramente, porque acho que talvez, você com toda esta jornada de trabalho, não consiga ter clara noção do impacto do seu trabalho em nossa vida. Quantos domingos de preguiça foram trocados por atividades de planejamento e organização que trouxeram melhorias na minha vida lendo seus posts??? Te acompanho já há mais de dois anos, li o GTD e aos poucos tenho implantado em minha rotina, consegui trazer mais foco e ao mesmo tempo mais tranquilidade nas minhas ações, desenvolvi também um blog e aos poucos outras ideias e projetos vão tomando forma e se concretizando. Muito disto graças a forma como você nos inspira. Outro fato que merece nosso reconhecimento é a sua transparência e autenticidade! Continue, inove seus projetos, o universo vai te recompensar! Grande abraço!!! (Lu Matielo – http://reservatoriodeinspiracao.wordpress.com)

  21. O modo como você influencia a vida das pessoas é lindo. Não apenas com os excelentes conteúdos de organização de vida, mas com sua gratidão, seu esforço, dedicação, paixão, coragem, … você como ser humano. Obrigada. 😀

  22. Poxa, Thais, é uma honra fazer parte dos seus leitores assíduos! É uma inspiração enorme ver toda sua dedicação e carinho com o trabalho da sua vida! Você nos ensina tanto e muitas vezes, assim como hoje, também nos emociona! Muito obrigada! Por tudo*!
    *É toda uma vida! <3

  23. Thais, faço minhas todas as palavras elogiosas dos comentários anteriores! Também gostaria de te perguntar algo: depois que tomou sua decisão de abandonar o concurso público (lembro-me de um post sobre essa virada de chave), nunca mais se pegou pensando em uma vida mais estável? Não paro de pensar nisso! Estou esgotada de ter que matar 300 leões por dia e ver a vida dos colegas concursados tão tranquila e serena! Ser mulher empreendedora e arrimo de família não tá fácil! Você, em algum momento, pensou (ou pensa) em voltar para os concursos?

    • Olha, nunca digo nunca. Já falei para o meu marido que foi bom que eu nunca tive passado, porque eu me peguei nessa fase empreendedora e seria muito difícil sair de um emprego concursado. Porém, a gente nunca sabe o dia de amanhã. Apesar de amar empreender e não me ver fazendo outra coisa (quero construir a tal empresa estável e promover estabilidade para outras pessoas), posso sempre mudar de ideia. Acho que, tirando o empreendedorismo, ser servidor público é uma das melhores opções.

  24. Obrigada por tudo e por estarem aqui. Sempre.
    Nós é que temos que agradecer Thais por tanta bondade e dedicação. Eu mesma nem consigo mensurar o quanto você é importante para mim. A cada dia fazendo a diferença na minha vida.
    Mais sucesso.

  25. Oi Thais,
    Sou grata a você pois sempre aprendo e inspiro muito em tudo o que compartilha. Admiro sua abnegação ao oferecer todo esse conteúdo que contribui muito na nossa vida.

    Sobre finanças, você mencionou que teve que aprender na marra, e que gostaria de ter estruturado alguns pontos melhor. O que seria Thais? Se puder compartilhar, será ótimo, pois estou justamente amadurecendo a ideia.

    • Obrigada, acho que rende um bom post. De modo geral, não sabia que precisava declarar algumas coisas – só quando chegou o imposto de renda, então eu tinha a opção de não declarar ou ser honesta e declarar pagando muuuuito de uma só vez, o que optei fazer.

  26. Muito bom ler a sua história que me inspira tanto. Ainda não dei esse passo de viver desse amor pela Organização e produção de conteúdo e você é sempre um excelente exemplo! Que você siga inspirando as pessoas e os profissionais de organização e que seja muito feliz e tenha muito sucesso pois você merece. É extremamente competente, apaixonada, tranquila e dedicada. Tudo que o mundo precisa é de pessoas assim como você, espalhando a organização por aí. Obrigada por tudo! Bjo grande

  27. Você é muito especial… seu trabalho é lindo, inspirador e transformador!! Tenho seus dois livros e sou uma nova pessoa depois de melhorar minha organização com suas dicas. Também estou começando a empreender e fiquei bem tocada por seu relato. Você me inspira! Continue sendo você… e obrigada por tudo!! Felicidades e sucesso pra você, sempre!!

  28. Thais, eu gostaria muito de dizer algo inteligente e culto a nível de seus artigos, mas não sou tão boa com as palavras como vc, então só me resta agradecer, te agradeço por me passar tanta gentileza, humildade e dedicação! Longa vida a seus projetos!

  29. Você é um amor! Muito bom te acompanhar por todos esses anos ( quer dizer, pelos ultimos 3 acho… rs).

    Você é uma inspiração! Sucesso, sempre! 🙂

  30. Oi, Thaís! Sou fã do seu trabalho e gostei muito desse post. Uma coisa que me chamou atenção foi a parte em que você diz que não se sente bem em cobrar “caro” pelos seus serviços e produtos. Não sei exatamente quanto você cobra, mas posso dizer que você não deve ter medo de cobrar o que acha justo (de verdade) pelo seu trabalho. Não estou falando em superfaturar com preços abusivos, mas acho que nada mais justo do que cobrar de acordo com o valor que você gera para as pessoas. Como você mesma disse, a maior parte do seu conteúdo é gratuito, e é fato que eles por si só já ajudam muito seus leitores, como eu. Então acho muito válido você ter, sim, alguns produtos um pouco mais caros, que ofereçam essa ajuda em um nível mais aprofundado. Afinal, por mais que você ame o que faz, ganhar dinheiro com isso é a única maneira de você continuar desenvolvendo seu trabalho e poder investir para melhorar cada vez mais a qualidade dele e ajudar cada vez mais pessoas. Beijos e muito sucesso pra você! 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA