ou

Nossos últimos posts sobre Feng Shui foram “fofos” – falamos de amor à nossa casa, de respeito a tudo que temos em nossa vida, que isso fique bem ativo em cada um de nós! Mas o assunto de hoje é meio “bronca de pai”… a gente vai falar de falhas estruturais e conjunturais da casa. Uau! Respire e não pire…

mofo

Um dia a gente está tomando café na cozinha e vê um azulejo se soltando. Pensamos: é preciso fazer algo, chamar alguém, colar, recolocar…Dois dias depois vemos o mesmo azulejo e ainda não fizemos nada. Em meio à nossa correria diária, o tempo vai passando e o azulejo está no chão – no lugar dele somente o que restou da massa que o segurava. Passam-se meses e já nos acostumamos perfeitamente à parede com o azulejo faltante. E aí? É assim ou não é? Marina Colasanti tinha uma crônica muito bacana sobre isso, onde dizia que “a gente se acostuma” ou melhor ainda “a gente não deveria se acostumar, mas acostuma” e nesse caso, deixar pra lá nunca será a melhor opção.

Olhar para o que está fora da ordem em nosso ambiente também é uma atitude de amor. Quando a casa apresenta falhas, ela está anunciando um problema de doença no espaço. As falhas estruturais são aquelas herdadas de uma construção ou reforma que de certa forma desarmonizam o ambiente e precisam de uma cura. Nesse caso falamos entre outras coisas de portas alinhadas com janelas e varandas, de vigas que apareceram com a eliminação de paredes, de escadas que são um “mal necessário”, colunas de sustentação – tudo isso precisa ser curado, de acordo com o Feng Shui. Curas simples, naturais e a energia passa a fluir de outra maneira.

Mas temos as falhas conjunturais… essas surgem do nada e querem dizer muita coisa.

parede rachadura

É preciso olhar para elas, interpretá-las e sempre que possível, eliminá-las. Para isso você terá que contar com um profissional especialista: um pedreiro, encanador, eletricista, um “faz-tudo”, alguém que reverta essa doença estampada no seu ambiente.

Preste atenção aos sinais principais de que a energia na casa não anda boa:

– bolor, mofo, umidade em geral

– rachaduras ou trincas na parede

– azulejo, revestimentos, tacos soltos ou faltantes

– pintura descascada ou com bolhas

– goteiras

– infiltrações

– entupimentos

– vazamentos

– curto circuito, lâmpadas queimadas

– portas e janelas emperradas

– infestação de cupins, brocas, etc.

Existe uma ligação muito estreita entre a casa e os moradores, um influenciando o outro. O que afeta a sua casa está afetando você! (leia de novo a frase, por favor)

Existe algo conhecido como Metafísica da Casa, ou seja, o que está além do físico e nas nossas consultorias muitas vezes podemos constatar fatos importantes como uma perda financeira que teve um vazamento na casa como precursor – água é energia e se está se perdendo, obviamente alguma energia está se esvaindo, na maior parte das vezes é o dinheiro, uma energia necessária para nossa subexistência. As goteiras e infiltrações têm a ver com energias invasivas, que podem ser pessoas intrusas que interferem na saúde da casa ou até uma ligação mental de um ou mais moradores, com energias de baixa densidade.

As trincas ou rachaduras revelam divergências, desentendimentos e podem afetar um casal ou os sócios, quando se trata de um imóvel empresarial. Uma rachadura pode indicar que alguém está dividido. É preciso fazer o reparo no imóvel e olhar mais para a relação, detectando e harmonizando possíveis conflitos. É arrumar o que está fora e não se esquecer do que está dentro.

Mofo e bolor afetam as paredes que correspondem à nossa pele, nosso sistema respiratório. Onde há um deles há fungos e isso pode causar sérios problemas nos moradores, portanto, higienizar e tratar a causa. É também indicativo de um ranço em relação ao passado. Xo!!!

torneira-pinga

Ah! Os entupimentos…gente controladora, que não consegue delegar, que centraliza demais e depois entra em colapso. Pode não! Tudo tem que fluir.

E a parte elétrica tem a ver com o nosso sistema nervoso. Lâmpadas queimando, problemas com fiação, disjuntores, indicam um alto nível de stress, gente mesmo à beira do abismo. Vamos revisar as instalações e olhar para quem precisa de férias, mudanças na vida ou um ombro amigo.

E tem que olhar mais severamente para as repetições. Se a repetição carregasse uma bandeira, estaria escrito: “quem avisa amigo é”!

Não se acostume com esses incidentes, olhe com carinho e resolva o mais rápido possível. Procure ajuda profissional, nas áreas necessárias ou mesmo com um especialista em Feng Shui.

Olhe com carinho para cortinas rasgadas, tapetes puídos, almofadas destruídas e veja o que é possível fazer. A casa tem alma feminina, certo?

E então, o que está te incomodando muito agora?

Wanice Bon'ávígo
30/08/2016
Veja mais sobre:
Feng Shui
20
Coloque em dia sua leitura
Dicas para mudanças
Organize sua sapateira

Uma coisa que eu aprendi no último ano trabalhando e estudando muito sobre produtividade é que, por mais que a gente se organize, o mundo não se organiza. E você pode ser a pessoa mais organizada do universo – sempre existirão situações que vão te tirar dos eixos, causar caos na sua vida e, se você não tiver sanidade e um método de organização, a tendência é se afundar nesse ciclo caótico mesmo!

Porque sinceramente, a vida é um 7×1 diário. E o que faz a gente se desesperar, se estressar, é não saber como dar um tempo, respirar e se organizar de novo. Mesmo porque, eu sei: ninguém tem tempo pra isso no dia a dia – as coisas acontecem muito rápido! Mas dá sim, com algumas técnicas, para se organizar mesmo quando, aparentemente, tudo acontece ao mesmo tempo.

estresse

Como eu faço: em primeiro lugar, tenho a consciência de que o mundo não vai facilitar. E que as pessoas não têm noção da quantidade de coisas que chegam até mim. Por isso, a responsabilidade pela minha organização pessoal é única e exclusivamente minha.

Outra coisa também: ninguém gosta de ouvir “não”. E se organizar é dizer MUITO “não”. “Ah, mas você não conhece meu trabalho; as pessoas não aceitam”. Todo mundo se preocupa tanto com o não, mas não pensa no peso e no valor que dizer “sim” significa para o próprio tempo. Quando você diz “sim” para algo, está dizendo “não” para muitas outras coisas – inclusive seu sono, sua tranquilidade, sua família. Então trata-se apenas de uma escolha sobre: para quem ou para o que estou escolhendo dizer “não”?

Quando o mundo parece estar se desabando sobre as minhas costas, não se trata de escolha – eu PRECISO parar por alguns segundos, analisar o que eu tenho na minha agenda programado para hoje ou para a semana e renegociar diversos acordos que fiz comigo mesma e com outras pessoas. Se eu não fizer isso, estarei sacaneando não só outras pessoas (com os prazos que não cumprirei de qualquer maneira) como a mim mesma, porque vou ficar mentalmente e fisicamente exausta.

“Desculpe, reavaliei minhas prioridades e o que combinei de te entregar amanhã não conseguirei mais entregar. Consigo entregar dia tal, tudo bem?” Ninguém gosta de ler isso. Por isso, uma outra opção também é delegar. Veja o passo a passo de como eu faço:

Analiso a minha agenda para o dia e para a semana

Eu utilizo o Google Agenda para os compromissos (reuniões etc.), informações e ações específicas para cada dia em questão. A primeira coisa que eu faço é analisar a semana inteira e me perguntar: isso realmente precisa estar aqui ou pode ser renegociado? Algumas coisas não podem: fato. Outras sim. Qualquer reunião ou prazo que eu conseguir renegociar será um ganho tremendo.

agenda

Delegar não é um bicho de sete cabeças

Considere a possibilidade de passar para outra pessoa. Você não precisa ter uma equipe trabalhando para você para delegar: pode ser um colega de trabalho, seu marido/sua esposa ou até mesmo seu/sua chefe. Você é realmente a pessoa mais adequada para fazer aquilo? Se não, delegue. Nosso tempo é precioso e é um sinal de sabedoria largar o osso com o passar do tempo em relação a algumas atividades que você não é mais a pessoa adequada para fazer.

Empodere-se

Se você está tomando a decisão certa, confie no processo. As pessoas vão reclamar o tempo todo, mas só você sabe o valor do seu tempo. Se você não tomar essas decisões, quem vai ficar doente e sobrecarregado é você, não eles. Exponha as razões, se necessário. Mas lembre-se que somente você é responsável pelo seu tempo.

empodere

Cumpra seus acordos

Se você é uma pessoa que busca se organizar, respeita as outras pessoas e cumpre os acordos (renegociados ou não), os outros passarão a confiar nas suas decisões com o tempo. Se você sempre foi extremamente desorganizado, essa confiança pode não existir. Portanto, a organização é um processo, mas precisa ser iniciada em algum momento. Busque ferramentas que possam te auxiliar com essa organização. Tenho algumas sugestões:

Use boas ferramentas de organização

  • Tenha uma agenda. Se for da turma do papel, tenha uma agenda de papel. Se se dá melhor com o celular, utilize uma agenda com sincronização para computador e dispositivos móveis, como a agenda do Google ou do Outlook.
  • Tenha um gerenciador de listas para tarefas, projetos e outras. Recomendo o Todoist, por sua simples curva de aprendizado.
  • Utilize um bom sistema de referência na nuvem para armazenar informações úteis para o seu trabalho, como o Evernote.
  • Anote suas ideias. Leve um caderno sempre com você para não se esquecer de nada.

Esse é o kit básico! Mas básico mesmo é usá-lo.

Respire

Por fim, dê um tempo, nem que seja de poucos minutos. Saia do computador (essa dica é séria!). Alongue-se. Respire fundo. Saia ao ar livre. Dê uma volta, ouça música, descanse um pouco. Descansar é fundamental para que você retome sua energia e volte com tudo para fazer o que precisa ser feito!

E, qualquer dúvida, deixe um comentário!

Thais Godinho
29/08/2016
Veja mais sobre:
25
Mudanças na dinâmica do blog
Sugestão de cardápio para a semana de 8 a 14 de outubro
Achei no Pinterest: 40 dias de organização

As pessoas geralmente não gostam das segundas-feiras. Isso envolve muita coisa, eu sei. Porém, há algumas providências que você pode tomar para facilitar esse dia todas as semanas. Vamos conhecer?

Durma cedo no domingo

Se você precisa acordar cedo na segunda, melhor que esteja descansado. Por isso, descanse. Tenha uma noite de domingo tranquila, não durma tão tarde.

Separe suas coisas antes

Deixe sua bolsa, sua pasta e o que mais for precisar na segunda-feira antes de sair para não ter que fazer as coisas com pressa. Verifique a previsão do tempo e deixe sua roupa também separada. Se você mora em uma cidade com grande variação de temperatura, use camadas.

Procure não agendar reuniões de manhã

O trânsito, o ânimo das pessoas e a uma série de variáveis pode influenciar nas segundas-feiras de manhã. Por isso, se for possível, não agende reuniões para esse período.

Veja o cenário geral para a semana

Pode ajudar dar uma olhada em todos os seus compromissos ao longo da semana e se há alguma providência que você pode antecipar.

Pegue leve com seus e-mails

Nada de passar o dia inteiro respondendo e-mails. Foque em atividades importantes e processe seus e-mails nos intervalos. Procure trabalhar nas últimas pendências e enviar os e-mails mais críticos. Responda os não tão urgentes depois.

Pegue leve com tudo, na verdade

A segunda é só o primeiro dia da semana. Você não precisa resolver tudo no mesmo dia. Veja o que realmente precisa ser feito na segunda (geralmente as pendências da semana anterior) e distribua o restante para os outros dias da semana.

Anote as coisas

Lide com as interrupções, reuniões e telefones tocando de maneira inteligente: anote. Quando você não anota as coisas e tenta guardar tudo na sua cabeça, você se estressa e chega muito cansado ao final do dia.

Faca uma revisão do seu trabalho antes de o dia acabar

Uma hora antes do fim do seu expediente, revise o que foi feito, o que não dará tempo de fazer e que deverá ser repriorizado para os próximos dias. Responda os e-mails mais urgentes e vá para casa com a consciência mais tranquila. Amanhã é um novo dia.

Espero que este post te ajude a ter segundas-feiras melhores!

Thais Godinho
25/08/2016
Veja mais sobre:
7
Organizando os papéis da faculdade
Dicas para organizar seus contatos de trabalho (networking)
Compartilhando: projetos atuais para melhorar o meu inglês