ou

Estamos em julho e eu acredito que esta seja uma época legal para revisar alguns pontos da vida para ver se as coisas estão caminhando da forma como eu gostaria. Fiz algumas anotações sobre esse processo e quis compartilhar com vocês porque achei que pudessem ser úteis de alguma maneira!

Quais são os benefícios de fazer um pequeno pit-stop em julho para revisar o andamento de tudo?

  • Dar uma olhada em tudo o que eu já fiz este ano. Agradecer por isso. O dia a dia passa tão corrido às vezes que pode valer a pena parar, olhar para trás e curtir um pouco as conquistas.
  • Avaliar se eu ainda quero todas as coisas que eu me propus a alcançar a curto prazo (para este ano e ano que vem), que estejam em andamento ou a caminho de. Será que ainda fazem sentido? São metas que eu ainda quero atingir? Veja, eu passei por mudanças. Todos nós passamos. Então é natural que alguns desejos mudem também e eu não quero continuar buscando algo que não parece mais tão interessante como parecia antes.
  • Analisar se, para tudo o que quero fazer, eu estou no caminho certo ou se preciso fazer ajustes. Todos os meus objetivos têm projetos em andamento? Como as coisas estão caminhando? Preciso agilizar ou ir mais rápido com alguns pontos?

Eu penso que os benefícios sejam grandes, então a revisão semestral é algo que vale a pena!

olhando-alem

Como fazer, passo a passo

  1. Reserve um período de tempo calmo, tranquilo e com a menor chance possível de interrupções para fazer a sua revisão semestral. Uma boa estimativa de tempo são duas horas.
  2. Vale lembrar que não existe mágica no dia a dia. O que garante que os seus projetos estejam sempre muito bem encaminhados é fazer semanalmente uma revisão legal deles, com constância. Isso sendo feito, a revisão semestral será menos trabalhosa.
  3. Para se lembrar de fazer essa revisão semestral, coloque um gatilho no seu calendário para se lembrar dela anualmente. Eu costumo inserir um lembrete assim: “Revisão semestral” por volta de 10 de julho, com recorrência anual.
  4. Tenha com você todo o material que irá precisar, e isso significa basicamente o seu sistema: seu calendário, sua lista de resultados desejados (projetos, objetivos de curto, médio e longo prazo), suas listas de ações e o que mais considerar relevante.
  5. Comece fazendo uma análise das suas áreas de foco (expliquei o que são áreas de foco aqui), perguntando-se honestamente como você se sente com relação a cada uma delas. De modo geral, existem áreas que não nos chama tanto a atenção em um determinado momento, enquanto existem algumas que realmente precisam de mais foco. Eu recomendo que você escolha apenas uma para se concentrar nos próximos meses – e se concentrar em uma área de foco significa basicamente buscar que ela esteja em “estado de cruzeiro”, navegando em águas tranquilas. Como fazer isso? Você que vai responder! O que precisa acontecer nessa área para que ela esteja navegando em águas tranquilas? Provavelmente você identificará alguns projetos. Eles deverão entrar no seu radar. Simples assim.
  6. Depois disso, revise seus objetivos de curto prazo – tudo o que você quer que seja verdade na sua vida até o final do ano que vem ou no período de até dois anos. Esses objetivos ainda fazem sentido? Você ainda quer alcançá-los? Se sim, o que você tem feito hoje para chegar lá? Será que existem projetos que deveriam estar em andamento para que esses objetivos sejam alcançados mais rapidamente? Você pode olhar os objetivos de médio a longo prazo também, mas eles não são o foco dessa revisão.
  7. Já que estamos falando sobre projetos, como você vem trabalhando até agora, desde janeiro? O que você já concluiu este ano? O que ainda está em andamento? O que pretende concluir este mês? E neste trimestre? E até o final do ano? Que projetos têm a ver com seus objetivos e com sua área de foco que você quer dar mais atenção? Agradeça a oportunidade de estar viva(o) e poder fazer acontecer!
  8. Dê uma olhada no seu calendário para os próximos meses, de julho a dezembro. Que eventos você já tem programados? Viagens? Acontecimentos? Qual a programação? Existe algo que você pode começar a se planejar desde já para que não fique corrido lá na frente?

Muito bem. Essa é uma revisão que eu faço no meio do ano e que me ajuda muito a alcançar todos aqueles benefícios que eu listei no início do post. Podem parecer passos simples, mas são fundamentais para me manter no caminho certo.

Aliás: revisar com regularidade tudo o que a gente tem para fazer é um dos grandes segredos da produtividade, porque isso garante que a gente nunca deixe nada de lado, equilibre as áreas diversas da nossa vida e identifique as prioridades com mais destreza. Eu espero que esse modelo de revisão ajude você a fazer isso também.

Você faz algum tipo de revisão no meio do ano? Comente sobre a sua experiência nos comentários.

Thais Godinho
15/07/2016
Veja mais sobre:
7
CoSchedule: o calendário editorial definitivo para o seu blog
Em março, estamos falando de…
Dando um fim na papelada