ou

Férias não é um termo certo para descrever o período que o blog passa atualmente, apesar de eu ter determinado que, de alguns dias para cá e durante os próximos, eu me programei para não publicar nada porque não estarei perto do computador aprovando e respondendo comentários.

Como vocês sabem, eu sou bastante organizada com o calendário editorial e tenho os posts escritos e agendados às vezes com meses de antecedência.

E o que aconteceu com julho é que o editorial que eu tinha escrito, assim como uma série de textos, tiveram que ser completamente modificados porque eu mesma estou passando por um período profundo de mudanças que não sei se este post será capaz de exprimir.

Eu dediquei meus últimos dias a uma formação intensiva de coaching aqui em São Paulo, que era um curso que eu gostaria de fazer já há algum tempo. Minha motivação para fazê-lo foi a seguinte: eu ensino as pessoas a se organizarem através do blog, dos meus livros, dos nossos cursos. Porém, como se trata de uma mudança de hábitos, eu queria aprender a ensinar de maneira melhor. Pensava que o trabalho um a um seria algo legal a oferecer como parte desse processo, e eu simplesmente achava que iria ao curso aprender as técnicas de coaching e sairia de lá com uma certificação em mãos. Mal sabia o que me aguardava.

O processo todo da certificação de coaching consiste em você testar todas as técnicas em você mesma(o) para entender como aplicar em outras pessoas depois. E, com isso, você vivencia momentos extremamente intensos, que eu até agora não consegui processar direito, mas que são completamente transformadores. Foram quatro dias com cerca de 12 horas de aulas por dia, todas pautadas em exercícios de auto-conhecimento, controle das emoções, planejamento da vida, de objetivos, valores, missão pessoal, plano de ação, resolução de problemas. Eu me perguntava o tempo todo como eu voltaria à minha vida normal na segunda-feira depois daquilo tudo. Não voltaria. Não tinha como.

O coaching, acima de qualquer coisa, ajuda você a descobrir seu potencial e te leva aos resultados que você quiser atingir. E, uma vez que você descubra qual é o seu melhor, você não consegue mais viver com nada que não seja esse melhor. Você quer manter esse mindset pra sempre. Quer que as pessoas tenham esse mindset também. Quer tirar da sua vida tudo aquilo que você nunca deveria ter perdido tempo e focar no que realmente importa. É como se você tivesse trocado as lentes e se configurado em uma versão turbo.

Eu fiz muito bem em ter programado alguns dias de folga (ou quase) esta semana porque eu ainda estou digerindo tudo e planejando como será a minha vida daqui para a frente, ao mesmo tempo que tenho uma clareza absurdamente gigantesca de todos os meus relacionamentos, todas as minhas atividades profissionais, todos os meus objetivos, e de quem eu sou de verdade.

Não ia escrever esse texto hoje, mas ao mesmo tempo tive vontade de escrever ainda um pouco no calor da situação para não perder esse ar de novidade e choque que ainda tenho. Sinto com muita intensidade o que o David Allen disse uma vez: “Como a gente pode não fazer isso, se isso é o que a gente é?”. Tive a oportunidade de presenciar uma sessão de coaching da master coach em sala com uma aluna do curso, e naquele momento eu tive certeza de que é aquilo que eu quero fazer pelo resto da vida: ajudar as pessoas a encontrarem o seu potencial, darem um jeito na vida, se planejarem, conquistarem seus objetivos. Eu vejo todos os dias muita gente sofrer com estresse, desanimada, se afundando em um mundo de atividades no dia a dia e sem foco, sem motivação, e sei que a organização é um caminho para resgatar a VIDA. Organização é isso. Uma vida organizada é isso.

Nunca estive tão certa do que quero fazer, e olha que já me senti certa muitas vezes. É diferente. É mais intenso. É mais maduro.

Como sou grata por ter feito esse curso, e me sinto em deleite! Bora viver essa vida que recomeça a cada segundo, a cada respirada, a cada sorriso, a cada pensamento, a cada ideia… a cada passo, a cada manhã. Que sua vida organizada seja uma vida extraordinária como a minha se tornou a partir de hoje.

facebook-renasceu

Thais Godinho
04/07/2016
Veja mais sobre:
Coaching
69
Andamento da mudança – parte IV
Providenciando o material para a mudança
Como foi: Workshop Organize sua vida em São Paulo

 

  1. Rafaela Louredo 26/12/2016

    Oi Thais,
    Sou uma grande admiradora do seu trabalho, do seu conteúdo… te sigo no Insta, You Tube (adoro seus vídeos).
    Estou aqui para te agradecer, pois seus posts me transmitem muita coragem, muita força…
    Também vou fazer esse curso em 2017 e estou cheia de expectativa, pois como vc, estou me preparando para uma transição de carreira. Estou confiante!
    Quero de desejar um 2017 incrível! Com muita saúde e grandes realizações!
    E quem sabe, conhecê-la qq dia desses…
    Grande Bjo e um abraço bem apertado!
    Rafaela

    • Thais Godinho respondeu Rafaela Louredo 27/12/2016

      Que legal, muito obrigada por compartilhar. Boa sorte com o curso.

  2. vaisnava 29/12/2016

    Oi Thais! Obrigada pelo seu texto inspirador para 2017! Sou cardiologista e em meio a uma vida frenética de trabalho, mestrado, coordenação de um ministério de uma comunidade espiritual, responsabilidades familiares, administração de empresa etc, me deparei com seu maravilhosos!!! Estou lendo o livro do David Allen e aplicando tudo no Evernote e amando! Você poderia me dizer qual foi o curso de coaching que você fez?
    Desde já agradeço pelo seu empenho em compartilhar tantas informações significativas que estão ajudando as pessoas a alcançarem seus objetivos e viverem de maneira mais relaxada e de acordo com seus princípios e valores!
    Bj gd e um feliz 2017!

    • Thais Godinho respondeu vaisnava 03/01/2017

      Personal & professional Coaching na Sociedade Brasileira de Coaching.

  3. André Monte 24/02/2017

    Olá, Thais.

    Estou pensando em fazer um curso de coaching e estou avaliando algumas opções. Pelo seu post, vi que você gostou bastante do curso que fez. Você se importaria em dizer qual foi a instituição em que você estudou?

    Desde já obrigado.

    André.

    • Thais Godinho respondeu André Monte 24/02/2017

      Sociedade Brasileira de Coaching