ou

* Faça uma limpeza geral na sua casa. Olhe suas roupas, sua cozinha, eletrodomésticos, objetos pequenos e veja o que pode doar ou jogar fora. Faça isso até ficar somente com o necessário, e sentir que há ar entre as suas coisas.

* Tente cozinhar mais vezes a partir do zero. Sei que parece dar mais trabalho, uma vez que começar do zero pode demorar mais e ser mais complicado do que pedir uma pizza ou descongelar uma lasanha. No entanto, você pode fazer grandes quantidades e congelar os extras para uma refeição rápida mais tarde. Você também pode evitar grandes quantidades de embalagens, que são dispendiosas e inúteis.

* Ande mais a pé, de transporte público ou de bicicleta. Se possível, sequer tenha um carro próprio. Você economizará horrores com mecânico, seguro, gasolina, estacionamento etc. Além disso, você não terá problemas com acidentes ou assaltos no trânsito.

* Compre produtos com menos embalagens. Você economizará dinheiro e poupará lixo.

* Aprenda a consertar as coisas, em vez de jogar fora e comprar outras. Isso inclui roupas, sapatos, eletrodomésticos, relógios e muitos outros artigos usados no dia-a-dia e que realmente desgastam. Costurar meias pode ser bem chato, mas triplica a vida desses itens.

* Em vez de sair com seus amigos e gastar um dinheirão, reunam-se na casa de alguém e contem histórias, joguem baralho, qualquer coisa.

* Alugue ou peça emprestado grandes itens que você usará somente uma vez e nunca mais. Isso costuma acontecer com ferramentas. Se pensar bem, pode inclusive alugar um carro quando for viajar com seus filhos, por exemplo. Ou levar alguém ao hospital de táxi. Com certeza você gastará menos nessas situações do que gastará tendo um carro somente pela possibilidade de isso um dia acontecer.

* Compre roupas e artigos domésticos de segunda mão. Muita gente se desfaz de coisas novinhas e você pagará menos do que a metade do preço de novas.

* Separe lixo orgânico dos recicláveis. Informe-se na prefeitura de sua cidade sobre a coleta seletiva.

* Reutilize tudo o que puder: frascos, capinhas de cd, retalhos etc. Você gastará menos.

Você não precisa de tanta coisa. Observe ao seu redor. Você não precisa de caixas novas de papelão para guardar seus objetos – você precisa diminuí-los. Mantenha com você somente aquilo que é essencial para a sua vida e o que você realmente ama. Faça um “regime” na sua casa e viva sem excesso. Essa é a melhor maneira de ser organizada(o).

Benefícios de uma vida simples:

* Mais tempo para passar com a família, os amigos, namorado(a), com você mesmo(a);
* Gastar menos dinheiro em todas as áreas de sua vida;
* Menos estresse pagando contas ou resolvendo problemas relacionados a consumo;
* Menos preocupação com pertences que podem ser roubados;
* Mais satisfação em aprender a fazer coisas por você mesmo(a), como cozinhar, plantar, lavar roupas, consertar uma mesa etc;
* Mais tempo para ler;
* Menos problemas de saúde;
* Mais oportunidades de fazer uma atividade física;
* Você irá concentrar-se mais em seus sentimentos e relacionamentos;
* Terá uma consciência a respeito do materialismo e do consumismo;
* Necessidade de menos estradas (e diminuição do desmatamento);
* Menor impacto ambiental com a redução da produção de embalagens e lixo;
* Mais cooperação entre as pessoas;
* Reconexão com a natureza;
* Resgate da cultura local: música, artes, teatro, poesia etc;

* A vida é feita de escolhas. *
Thais Godinho
07/04/2016
Veja mais sobre:
26
5 dicas de organização para quem trabalha em casa
Implementando o sistema FLY Lady no apartamento novo
Jogue fora o que não é útil

 

  1. Kiki 10/04/2008

    >Simplesmente adorei esse post, o melhor que li até agora!Eu tenho aplicado muitos conceitos dessa lista já faz um tempinho, mas convivo com a família e não dá pra usar tudo. A melhor coisa que fiz foi viver apenas com o essencial, ganhei espaço no meu quarto (que já é pequenino) e tirei os livros de lá e coloquei em uma estante. Agora durmo bem melhor.Doei todas as roupas que nunca uso e meu armário vive organizado. A única coisa que eu não consigo evitar é usar o carro, já que toco um instrumento musical muito grande que não dá pra levar de ônibus, mas sempre que posso, uso o transporte público ao invés do carro. Procuro me informar dos horários e anoto quando ele não vem lotado. É muito bom.Realmente sobra tempo pra quem vive com o mínimo!

  2. Samira 12/04/2008

    >Seu blog é muito útil. Gosto muito de ler suas dicas…Espero conseguir seguir algumas delas, principalmente as de economia.

  3. Thais 12/04/2008

    >Kiki, essa coisa da família é muito delicada mesmo. Moro com a minha avó e ela gosta de guardar tuuuuudo! Às vezes consigo convencê-la a se desfazer de algumas coisas, mas do contrário não me estresso mais. Afinal, ela é idosa e eu só quero que ela seja feliz.Meu noivo, no entanto, nossa… ele quer comprar tudo quanto é filme, revista, camiseta legal que vê por aí. Tenho que dar umas freadas nele, porque senão vira tudo uma bagunça mesmo.E você é muito organizada. Parabéns! 😉

  4. Thais 12/04/2008

    >Samira, obrigada pela visita! Fico feliz que o blog seja útil para você. 🙂

  5. Janice Lourenço 25/11/2009

    >Adoro teu blog, tuas dicas são simplesmente maravilhosas e podemos realmente colocá-las em prática no nosso dia-a-dia. Sucesso sempre!!! Bjos!

  6. jeissi 21/01/2010

    >Muito bom!Parabéns pelas dicas, são de enorme utilidade!

  7. Jandira 28/01/2010

    >Olá pessoal,Gostaria de deixar o link do meu site SV, feito há uns 10 anos:www.simplicidadevoluntaria.comobrigada e abraços, vamos caminhando!

  8. mariana 31/05/2010

    >gostei , muito interesante.

  9. Lucinha 15/08/2010

    >Adorei teu Blog estou aprendendo muito com vc.Suas dicas são ótimas e colocando as no dia a dia teremos muito mais tempo e será mais facil nossa vida Obrigada pelas dicas e muito sucesso para vc .Abraços

  10. […] um pouco a sua vida! Veja algumas dicas para fazer […]

  11. Lívia 06/11/2014

    Achei seu blog procurando enfeites de natal com pinhas e já não consigo parar de ler… excelente!!!

  12. Déldina 07/01/2015

    Amei seu texto. Ser simples faz bem.

  13. Maria Luiza 07/04/2016

    Mais um excelente post! Obrigada por me ajudar na busca de uma vida mais simples e plena.
    Felicidades!

  14. Bruna 08/04/2016

    Bom dia, Thais,
    Os seus posts sobre minimalismo são os que mais gosto! São inspiradores!
    Desde que tomei conhecimento aqui no Vida Organizada sobre o assunto tenho pesquisado mais sobre isso e tentado aplicar na minha vida. Estou indo devagar, com “babysteps”, mas sinto que a vida tem mais sentido quando simplifico as coisas.
    Gosto muito do viés de desenvolver a vida em comunidade do minimalismo. Tenho tentado algumas iniciativas, como empréstimos no “Tem Açúcar?”, conhece? E também a boa e velha cara de pau… não tenho e não quero comprar, vejo se algum amigo tem e pode emprestar. 😉
    Bjks

  15. Ana Paula 08/04/2016

    Obrigada pela partilha.

  16. Scantales 08/04/2016

    Excelente texto.

  17. Tamires 08/04/2016

    Gosto bastante dos teus posts Thais, já acompanho o blog há algum tempo 🙂
    Neste apenas tiraria a frase “Além disso, você não terá problemas com acidentes ou assaltos no trânsito.”. Isso varia muito de cidade para cidade, porque dependendo do horário, região, estilo de vida, ou qualquer outra coisa, o assaltos são bem mais comuns em transporte público e/ou a pedestres. E quanto a acidentes… bicicleta dependendo do local é bem arriscado pela falta de educação que se tem no trânsito.
    No quesito de economia, realmente não ter carro é praticamente imbatível, porém a segurança é questionável. Talvez a questão da saúde, visto que a pessoa vai se deslocar mais a pé, seja um melhor comparativo 😉

  18. Nandi 08/04/2016

    Que post sensacional Thais. Acompanho seu blog a dois anos mais ou menos e tenha certeza de que você já me ajudou em diversas situações. Muito obrigada. Te admiro muito.

  19. Iane 08/04/2016

    Meu sonho é viver sem carro, mas infelizmente, ainda não dá. Quero me planejar para que isso seja possível um dia.

  20. Eliana 09/04/2016

    Adorei as suas suas, só discordo um pouco sobre o transporte público. Sim, é bem mais econômico, mas pelo menos na região que moro, não é nem um pouco mais prático ou seguro. Gasto em média 2h20min para ir e o mesmo tempo para voltar do trabalho, sendo que com um veículo próprio gastaria menos de 1h, mas seria sim mais caro por causa da gasolina e pedágio. Agora segurança, definitivamente é questionável, pois esta semana, mesmo, o ônibus que eu estava quase foi assaltado! Foi um momento de terror. Sem contar que já vi roubarem o motorista, levarem bolsas quando os passageiros desciam… Enfim, não quero divagar demais, mas é que realmente me sinto inconformada com a ineficácia do transporte público de onde moro. Mas reforço, ADOREI suas dicas.

  21. Renata Montone 10/04/2016

    Adorei!

  22. Karla Alvera 17/04/2016

    Você é incrível, Thais! Amei o post! Beijos

  23. Italo Marcos 18/04/2016

    Olá Thaís! Queria deixar uma breve opinião. Se eu andar mais a pé, de ônibus ou de bicicleta, aí sim é que terei mais problemas com assaltos. Mas fora isso, concordo que devemos sim fazer mais isso, em vez de andar de carro. A economia financeira será bem maior, além de também ser melhor para a saúde. Adoro seu blog, obrigado por nos inspirar!

    • Thais Godinho respondeu Italo Marcos 18/04/2016

      Depende muito de cada um, né.

      Obrigada por comentar. 🙂

  24. Marina Menezes 28/05/2016

    Oi Thais! Estou passando aqui rapidinho pra avisar que seu post foi selecionado para minha coluna de links quinzenais. Esqueci de deixar um comentário na primeira vez que passei aqui, então queria dizer que amei seu post e seu blog! Já li vários posts e já estou acompanhando as novidades. Gostei tanto que indiquei lá no meu blog, se quiser dar uma olhadinha o link das indicações é: Link Party – Os melhores links da quinzena #3. Beijocas!