ou

Eu já comentei aqui no blog que costumo organizar as minhas leituras em um site chamado Skoob.

Os anos passam e, por mais que eu tente organizar de outra maneira, acabo sempre voltando para ele.

Ter um sistema para organizar leituras pode ser complexo porque, quando eu entrei no Skoob, eu cadastrei muitos livros que não estavam lá. Posso dizer que deu um certo trabalhinho (delicioso de fazer, mas que levou um certo tempo).

Por isso, toda vez que eu penso em mudar, isso vem à minha mente.

Captura de tela 2016-03-05 11.16.06

Este ano, tenho a audaciosa meta de ler 100 livros. Ano passado foi o ano que eu menos li livros. Ok, sei que me dediquei bastante às certificações do GTD, então fiquei bastante concentrada na leitura de materiais da metodologia. Porém, eu acho que relaxei um pouco com as minhas leituras. Em resumo, a vida é curta, eu tenho muitos livros para ler, esse é um grande hobby para mim, e eu queria esquentar mais as coisas.

Decidida a ler 100 livros em 2016, arranjei um caderninho pequeno, formato A6, para registrar as minhas leituras. Vídeos como o da Tati Feltrin, com seu caderno de organização, me inspiraram. Em outros anos, já tinha tentado fazer um caderno, mas não o atualizava. Já tentei organizar em outros sistemas, como o Good Reads, o Toodledo e o Evernote, sem sucesso. Eu precisava de um processo!

Foi por isso que, em 2016, eu resolvi que oficialmente o Skoob continuaria a ser a minha forma de organizar as minhas leituras, mas algo que me chamava a atenção é: se um dia o site sair do ar, vou perder todas essas informações.

Então eu resolvi que faria um backup simples delas no Evernote. Criei uma nota “Livros lidos – 2016”, onde registro, por mês, os livros lidos. Para mim, esse controle basta.

Captura de tela 2016-03-05 11.21.22

Antes eu fazia essa mesma organização com os livros novos, mas percebi que esse tipo de coisa dava trabalho e não tinha objetivo nenhum, a não ser gravar vídeos de book hauls (que eu não gravo mais).

Para mim, o mais importante desse processo tem sido conseguir efetivamente ler mais. Tenho sempre um livro comigo, levo realmente para todo lugar que eu vou, valorizo os tempos de leitura em casa (especialmente antes de dormir), aproveito pequenas janelas de tempo. Com isso, estou conseguindo cumprir a minha meta sem forçar qualquer tipo de leitura.

Eu pensei que a maioria dos livros que eu leria este ano seriam aqueles inacabados que eu comecei a ler e ainda não terminei, por qualquer motivo, mas quando analiso as minhas leituras, vejo que eles foram minoria, o que é ótimo.

Outra coisa que venho tentado este ano é variar um pouco mais o que estou lendo. Ano passado, quase não li ficção – foram só livros sobre negócios, auto-ajuda, desenvolvimento pessoal. Temas que adoro, mas também quero variar.

Já tentei também estabelecer metas, do tipo: dos 9 livros que lerei este mês, 1 será de ficção, 1 será de história etc, mas isso não funciona para mim. Aí já acho que é controle demais e acabo não seguindo.

Bom, é isso. Quis compartilhar com vocês como venho organizando as minhas leituras este ano.

Thais Godinho
05/03/2016
Veja mais sobre:
33
Minhas três ferramentas essenciais de organização
Fim de março: revisão e planejamento do mês e do trimestre
Como simplifiquei a minha alimentação

 

  1. Karen 05/03/2016

    O mais legal deste post, pra mim, é o jeito que você valida uma ideia e rapidamente avalia o que é bom ou não pra você, desapegando de processos que podem leva-la ao controle excessivo e castrador.

    Minha maior preocupação é ter controle sobre a organização e não me tornar control-freak, e este jeito de você contar suas decisões me ajudam a reavaliar meus processos também.

  2. Jean 05/03/2016

    Olá

    Também mantinha controle de leituras no Skoob apenas, mas sempre pensava na questão de “perda de dados”. Tentei alguns métodos para manter em outro lugar, inclusive o Evernote, mas o que deu certo e venho usando a algum tempo é uma planilha no Excel. Demorei horrores para cadastrar todos os livros que eu queria lá, mas hoje em dia é bem prático. Coloquei informações como nome do livro, autor, editora, origem (se peguei emprestado de alguém, se é meu, se era meu e doei, se era de biblioteca, etc), data do fim da leitura (os livros atuais eu coloco até dia, que aí o Excel já arruma em ordem de leitura, se eu quiser; livros que li antes de cadastrar datas, coloco pelo menos o ano) e situação (se foi lido ou não – mantenho na planilha todos os meus livros, não só os lidos). Além disso, deixei uma coluna para país de origem do autor – estou tentando variar isso, para não ficar restrito a Brasil/EUA/às vezes Inglaterra.

    Acho que a principal vantagem que consegui com o Excel foi a possibilidade de filtrar informações no meio de listas gigantes de livros. Já brinquei um monte com tabelas dinâmicas para ver proporções e coisas assim hehe Além disso, considero que ele é um sistema razoável de longo prazo, mesmo que eu aumente minha coleção.

    🙂

    • Thais Godinho respondeu Jean 05/03/2016

      Olha Jean, essa ideia é ótima. Vou considerar migrar.
      Obrigada por compartilhar!

  3. Elisa 05/03/2016

    Oi Thais! Estou com um registro parecido com o seu, mas também tenho colocado a data que comecei e terminei de ler, por conta de livros muito grandes de ficção que certamente não vou concluir em um mês, assim também consigo ver a minha “empolgação” com o livro. Alguns levaram meses, outros horas. E na mesma nota coloquei os livros que quero ler e já tenho em casa ou no Kindle e uma wishlist.

    Ah, e reforço minha dica da Torre Negra pra livro de ficção, acho que você vai gostar 🙂

    • Thais Godinho respondeu Elisa 05/03/2016

      Eu capturei, obrigada! <3

    • Claudio respondeu Elisa 13/04/2016

      Utilizo o Skoob pra gerenciar minhas leituras… E embora eu quisesse ter uma meta de leitura alta, é impossível lendo livros de ficção como a Torre Negra.

      Os livros são ótimos. To terminando de ler o livro 7, A Torre Negra, e ele é enorme (assim como outros da saga)!

      Com base no meu tipo de leitura, se eu ler uns 15 por ano é muito. E olha que leio bastante ;S

  4. MAria Laurenita 05/03/2016

    Achei muito bom…e passei a utilizar também…

  5. Dayana 05/03/2016

    Olá Thais! Estou passando para registrar que foi você, através de um de seus posts anteriores, que me motivou a resgatar o hábito da leitura, que eu gosto tanto, mas que deixou de ser prioridade durante algum tempo. Como você, me cadastrei no Skoob para organizar minhas leituras e me motivar através da pré-definição de metas.
    Para 2016 minha meta é menor que a sua (um dia chego lá!!), mas que pelo visto concluirei em abril. Pretendo aumentar a minha meta logo logo, com livros que comprei e deixei de lado aqui em casa.
    Também pretendo escrever as resenhas dos livros que eu ler, principalmente os que não possuem resenhas no Skoob.
    Quando puder, me aceita como amiga no Skoob para eu acompanhar suas leituras também! (Aliás, para quem quiser, estou aceitando novas amizades no Skoob!!)
    Parabéns pelo conteúdo tão motivador e qualificado que desenvolve!!
    Até mais!

  6. Ana Carolina Souto Maior Bernini 05/03/2016

    Thais,

    Obrigada por compartilhar. Adoro saber como você faz as coisas. Sempre aprendo algo.

    Eu tenho 2 metas relativas à leitura: ler mais de 50 páginas por dia e ler 100 livros em 2016.

    Decidi abandonar o skoob no final ano passado e por enquanto, não me arrependi.

    O meu controle também é bem simples e se dá seguinte forma:

    Tenho um diário (de papel mesmo) onde anoto o andamento de cada livro que estou lendo. Ao final do dia, calculo o total de páginas lidas para conferir minha meta diária de leitura.

    No Evernote, tenho uma lista de livros lidos. É uma lista simples, só numerada para eu controlar a quantidade de livros lidos no ano.

    Ao terminar o livro, marco “terminado” no diário e anoto na lista de livros lidos.

    Eu estava incluindo uma foto no instagram também, mas estou repensando isso. Achei mais interessante a ideia da Rita de ter um painel no Pinterest. Talvez faça isso. Por enquanto, não tenho feito mais essa documentação em rede social e nem tenho sentido necessidade disso.

    Uma coisa que eu faço com alguns livros de não-ficção (principalmente os que eu pego na biblioteca, por sempre serem mais de 1 e terem prazo de entrega) é estipular metas de leitura diária ou semanal. Por exemplo, ler x capítulos ou x páginas por dia. Esse controle faço via todoist e tem me ajudado a equilibrar essas leituras, sem pesar no meu dia a dia.

    Algumas pessoas podem achar exagerado ter um controle para leitura, mas para mim é algo tremendamente útil. Eu, comprovadamente, leio muito mais quando faço este tipo de controle.

    • Luciana respondeu Ana Carolina Souto Maior Bernini 11/09/2016

      Ótimas dicas de organização para leituras, obrigada por compartilhar!!!

  7. Amanda 05/03/2016

    Nossa não conhecei esse site, preciso muito organizar minhas leituras. Obrigado por compartilhar as dicas.

  8. Renata Montone 06/03/2016

    Thais, que interessante você postar sobre sua organização de leitura hoje (ontem), passei metade do meu sábado organizando meus livros e minhas leituras. Já faz um tempo que estou buscando pelo sistema perfeito, rsrsrsr. Em vão, mas eu queria algo que visualmente fosse agradável e de fácil cadastramento e busca. Como você bem sabe, não gosto de manter meu sistema de organização em sites ou nas nuvens (limitação minha, meio baby boomer), buscava por um programa para o meu notebook/windows. O que mais me agradou foi o Delicious Library, mas é só para IOS. Como o iMac e iPad ficaram com os meus filhos, eu precisava algum programa para windows mesmo. Depois de muito procurar acabei caindo no Calibre, que eu já usava para gerenciar meus livros digitais e enviar livros para o Kindle, e para minha surpresa ele resolveu 100% das minhas necessidades, além de mostrar necessidades que eu nem sabia que eu tinha, rsrsrrs.
    Dá para cadastrar incluindo o ISBN e ele trás capa, metadados e sinopse, e dá para criar metadados e tags personalizados (lidos, emprestados, impresso/digital) e como tenho muitos livros em formato digital ele ainda mostra em que formato está o livro o que ajuda bastante, já que uma das funções do Calibre é converter arquivos digitais para outros formatos, costumo ter meus estudos de coach no kindle.
    Para organizar, ele permite criar bibliotecas virtuais à partir de uma busca ou uma tag (data, editora, autores preferidos, comprar etc.). Estas bibliotecas virtuais poder ser vistas por abas e basta mudar a tag que o livro é enviado para outra biblioteca virtual.
    Enfim, achei fantástico para quem prefere ter as informações no próprio notebook.
    Um abração!

  9. Marília Carvalho 06/03/2016

    Se você tiver uma lista de todos os livros que já leu, ou parte deles e puder publicar seria maravilhoso! Muitas vezes quero ler um livro bom, mas não me vem nenhum à cabeça e tenho certeza que me identificarei com suas escolhas. =) Beijos

    • Thais Godinho respondeu Marília Carvalho 07/03/2016

      Tenho todos publicados no Skoob. 🙂

  10. Lanna Freitas 06/03/2016

    Thais, essa questão da perda de dados me pegou desprevenida este ano. Um site onde eu usava como blog pessoal (fotolog) fechou e a maioria dos textos sobre a minha vida estavam lá. Fiquei muito triste, ainda mais porque bem antes de eles avisarem acerca do fechamento, eu já pretendia passar tudo para o Evernote, mas acabei não passando. Sensação horrível 🙁

    Bom tema pra abordar aqui no blog! Você poderia falar de formas para evitar a perda de dados.. 🙂

    Eu morro de medo de o evernote acabar, porque a minha vida toda tá lá.

  11. Rebeca 06/03/2016

    Eu amo o Skoob e também me organizo por lá. Adoro ver minha estante virtual com as capinhas, em ordem de leitura e metas. Abuso das tags (nome do autor, físico, ebooks, já vi o filme e por ai vai…). http://www.skoob.com.br/usuario/674988

    OBS: Minha meta para o ano também é de 100 livros. Ano passado também foi, mas não cheguei a metade. Esse ano quem sabe não chego lá?! rs.

    Mas, de dois anos para cá, mantenho também um documento de texto no Google Drive (para poder abrir e editar em qualquer lugar e hora) com o nome do livro, autor, uma pequena resenha, nota e data de término do livro.

    Tenho uma planilha, também no Google Drive, onde estou tentando organizar a lista de livros físicos e ebooks que possuo… Porém ainda está incompleta e vira e mexe mudo ou acrescento alguma coluna. Ou seja, ainda está em processo de construção.

    Já tentei fazer um caderno, mas não dá certo, pq, assim como agenda física, sempre abandono.

    Desde o ano passado, divulgo os livros lidos no Instagram, pois participo do Projeto Livros Lidos, esse ano através da #ProjetoLivrosLidos2016.

  12. Gabriel Azevedo 06/03/2016

    Massa, Thays! Também uso o skoob, porém em 2016 estou usando também uma lista de lidos e assistidos no word mesmo. Nela escrevo o dia e o mês e coloco ao lado o nome do livro, seriado, filme ou show o qual li/assisti. O modelo é bem interessante pois permite ter uma ideia geral do que você anda consumindo em termos de conteúdo/entretenimento/cultura. A ideia não foi minha. Me inspirei no texto do Ricardo Motti.
    https://medium.com/o-que-aprendi-com-a-vida/tr%C3%AAs-coisas-que-eu-aprendi-anotando-tudo-que-li-e-assisti-esse-ano-7243fcdc5ea2#.js12bxfzo

  13. Kleice Silva 07/03/2016

    Thais, antes eu utilizava planilhas do Excel apenas com Título e ano de leitura, de 2015 pra cá comecei a usar basicamente da mesma forma que você, com listas simples no Evernote e Skoob (adoro a meta de leitura, que da pra vc ir acompanhando a evolução). Mas gostei muito da ideia do Jean de organizar tudo pelo excel, a fim de centralizar as ideias e facilitar as pesquisar, talvez eu migre pro excel novamente então e deixe o skoob apenas para acompanhar as metas.

    Minha meta esse ano é de ler 3 por mês e comprar o mínimo possível, sendo que nesses 3 primeiros meses eu não compraria nada e só me darei o direito de comprar se eu conseguir ler os 3 que “preciso”. A wishlist está gigante, mas a minha estante está mais desafogada, pois agora sempre que leio já decido tbm se vou manter ou livro ou passá-lo pra frente (costumo leiloar em um grupo no facebook e guardo o dinheiro num potinho para livros novos).

  14. Cássia 07/03/2016

    Cem dias entre o céu e o mar ♡♡♡

  15. Augusto 07/03/2016

    No Todoist não poderia criar um Projetos Livros e os sub-projetos Lidos, Lendo, Quero Ler, Relendo, Abandonei ? Aproveitando…Thais obrigado pelo compartilhamento de conhecimentos de organização e de produtividade!

  16. Leandro 07/03/2016

    Muito bom!
    Já eu defini uma meta bem mais modesta: 25 livros.
    Ano passado foi o ano que mais li, li cerca de 13 livros – e foi oficialmente o ano que decidi levar isso a sério hehe (por isso comprei um Kindle Paperwhite inclusive e quem te me ajudado bastante).
    Já usei o Skoob mas migrei para o GoodReads por ser integrado com o Kindle (leio mais de 80% dos livros lá) e leio bastante em Inglês também – e o GoodReads é mais internacionalizado. No entanto, gosto muito mais da interface no Skoob 🙂

  17. Antonio 07/03/2016

    Oi Thais! Bem legal o skoob. Gostei especialmente pelo fato de ser uma troca de informações entre usuários sobre os mais diversos livros… enfim, achei uma forma interessante de unir as pessoas. Criei um perfil lá. Independente disso, minha organização de leituras é bem simples. Uso um grande aliado, que é o aplicativo Notas (nativo do iPhone e Macbook, no meu caso). Tenho uma nota intitulada “LIVROS A LER”. Sempre que lembro ou ouço falar de algum livro que me interessa, saco o celular do bolso e anoto ali, em ordem aleatória. A lista vai só crescendo… Quando termino de ler um livro, e vou escolher o próximo, leio a lista de cima em baixo, e vejo qual nome me “salta aos olhos” no momento, qual bate mais com meu momento atual. E aí o leio (se for o caso, providencio a compra em sebo, livraria, ou empréstimo de biblioteca, se for o caso de algum que eu ainda não tenha em casa). É algo simplíssimo, mas confesso que funciona perfeitamente pra mim. Já cogitei sofisticar essa lista, tipo indicar ao lado do nome do livro também se eu já o tenho (ou se tenho que providenciar quando chegar a hora de eu querer le-lo, por exemplo), mas achei que seria informação inútil, seria trabalho desnecessário sem nenhum ganho real. Daí tudo se resume só mesmo numa lista com o nome do livros e do respectivo autor, nada mais. Aliás, com relação ao tema “organização” (de qualquer coisa), que tanto curtimos, o aplicativo Notas do celular é uma mão na roda. Tenho várias outras listas fixas nele, que nunca deleto, vou só editando… (Inclusive o “caixa de entrada” meu é uma nota no aplicativo Notas…. Sempre que uma idéia solta me vem na cabeça, anoto na nota “Caixa de entrada”, e periodicamente processo a Caixa. Acho o aplicativo Notas algo sem-igual pela imensa praticidade de estar sempre ao alcance da mão (celular tá sempre perto da gente mesmo, a qualquer lugar, a qualquer hora), e mesmo que o celular escangalhe ou seja roubado, as notas ficam mesmo na nuvem (icloud ou qualquer outro serviço que vc configure, tipo Gmail, Yahoo…). Abs!

  18. Priscilla 08/03/2016

    Excelente Thaís, descobri o skoob através de uma amiga e fiquei muito contente quando vi que você também o usava para organizar suas leituras. Amo seu blog, mesmo acompanhando há pouco tempo o seu trabalho.
    Li seu livro e ele me inspirou a organizar minha vida, passei a ler mais e uso o aplicativo Toodledo para gerencias minhas tarefas.
    Só tenho a te agradecer!
    Parabéns pelo seu empenho e dedicação.

  19. Que coincidência ver na sua lista, nos meses de janeiro e fevereiro, os livros Arte da Imperfeição e A grande Magia, pois foram exatamente os livros que li nesses meses! Só por curiosidade, queria saber se tem algum sistema de leitura ou horário específico que possa compartilhar com a gente, como número de páginas por dia ou tempo de leitura diário.

  20. Carolina Rocha 09/03/2016

    Parabéns pelo artigo, tenho esse mesmo problema em concentrar minhas metas de leituras em algum lugar, tenho uma lista de livros pra ler no evernote que sempre tô atualizando, mas também uso o skoob. Fora isso, em 2015 só li livros de negócios praticamente, vou começar a estabelecer a cada 5 de negócios, 1 livro de ficção porque realmente a mente precisa descansar um pouco pra reter. No momento tenho tido dificuldade em focar numa leitura só, porque sempre que vejo um titulo super interessante, o livro que eu tô lendo no momento perde o “brilho”…rsrs

  21. Elisa 14/03/2016

    Oi Thais!
    Estou lendo ” A Mente organizada” e estou gostando bastante. Ele dá várias explicações neurocientíficas de porque algumas coisas funcionam e outras não. E tem citado bastante o David Allen!
    Achei que você pudesse gostar porque ele dá vários argumentos científicos de porque o GTD funciona. Como uma extensão do capítulo de descobertas científicas do livro do David Allen….

    beijos,
    Elisa

    • Thais Godinho respondeu Elisa 25/03/2016

      O David vem há alguns anos recomendando esse livro. Obrigada. 🙂

  22. Barbara Pires 19/03/2016

    Minha meta também é 100 livros ao ano, mas eu faço uma listinha simples no Listography (listo também os filmes que vejo). Esse é o quarto ano que faço e funciona para mim, já que eu anoto só o nome da obra e autor. Eventualmente uso o Good Reads, mas a finalidade é mais ler resenha. Apesar de o sistema de acompanhamento ser ótimo (bem melhor que o Skoob, na minha opinião) não tenho paciência de ficar atualizando data de início e progresso da leitura.

  23. Aline 19/05/2016

    Mesmo lendo muuuito menos que você, também gosto de organizar minhas leituras no Skoob (https://tipsandgoodvibes.wordpress.com/2016/04/18/skoob-a-rede-social-para-quem-ama-ler/). Principalmente para no futuro relembrar livros lidos e até reler algum. Agora basta eu visualizar mais sua estante para ver se me inspiro e leio mais, tenho que colocar isto como meta para 2016 e nos anos seguintes também . Abraço!!!

  24. Márcia 27/06/2016

    Oi Thais. Conheci teu site esse ano e você me ajudou bastante. Eu comecei a ler muito na infância e fui uma adolescente meio nerd. Adorava ler de tudo. Digo adorava porque aí passei no vestibular para medicina, depois residência, uma segunda residência, passei a trabalhar em três empregos, casei, tive uma filha e depois outro. E tudo isso passou a ser desculpa para ler só livros e artigos na minha área e até aí cada vez menos! Estava me sentindo meio burra e tendo pesadelos em que estava em uma sala de aula, ia ter prova e eu não tinha estudado-kkk. Mas aí esse ano finalmente cansei de arrumar desculpas de falta de tempo e resolvi fazer uma prova para especialista. E foi onde você me ajudou: comecei fazendo o teu curso organize seus estudos e a partir daí fiz uma planilha e consegui cumpri-la (embora precisasse de mais tempo para revisões). Ainda não saiu o resultado mas independente de passar ou não (posso fazer novamente no próximo ano). Eu me senti muito bem com a sensação do dever cumprido. Agora minha meta é voltar a ler ” de tudo” novamente e comecei a olhar tuas dicas. Obrigada por compartilhar seus conhecimentos e desculpe o post gigante.

    • Thais Godinho respondeu Márcia 27/06/2016

      Obrigada!

  25. Lucas Zani 17/01/2017

    Muito obrigado Thais! Ótimas dicas, gostei muito do Skoob. Vou organizar meus livros no excel também.
    Quero me aplicar mais à leitura!

    Parabéns pelo site!