ou

Este post foi baseado em uma dúvida enviada por dois leitores via comentários. Quando eu percebo que a resposta possa ajudar outros leitores também, eu posto a resposta no blog. Muitos leitores também gostam de ajudar a pessoa que enviou a dúvida. Todos ganham. Você pode enviar sua dúvida também deixando um comentário em qualquer post do blog ou entrando em contato através do formulário.

org-novo-emprego

Em tempos de crise e desemprego, como ajudar a se organizar após ser mandado embora 🙁 triste, mas muito real atualmente! Como tenho amigos passando por essa situação e o pior corro riscos também. Thais você sempre surpreendendo! Fantástica essa abertura que você está dando aos seus leitores, sensacional.

Olá Thaís,
Aproveitando o gancho da postagem, já faz alguns anos que estou empregado mas quero procurar emprego na minha área de formação (sou formado em contábeis e trabalho na área administrativa). No entanto, acho que desaprendi como procurar emprego. Que dicas você daria sobre esse projeto? Pelo Linkedin? Algum outro meio?
Se você pudesse escrever um post sobre isso, acho que ajudaria bastante a mim e talvez outros que também estejam procurando emprego.

Em primeiro lugar, eu gostaria de agradecer pelo contato e pela confiança na minha opinião para falar sobre isso. Espero de verdade conseguir ajudar.

Hoje eu tenho um modelo de trabalho autônomo e estou estruturando minha empresa como micro-empresa, então não estou tão por dentro das recomendações para empregos. No entanto, vou dizer o que sempre fiz e que sempre deu certo (consegui emprego rapidamente desde que comecei a fazer desta forma).

Saiba quem você é

Pode parecer uma dica super abstrata, mas vou explicar melhor. Pegue uma folha de papel e liste todos os empregos que você já teve desde o início da sua vida profissional. Depois, liste as habilidades relevantes que aprendeu (ex: Excel avançado). Liste também todos os cursos que já fez, incluindo graduação.

Quando você analisa esses dados, consegue enxergar um caminho – uma evolução? Você começou como estagiário, por exemplo, e passou a analista, depois a coordenador? Ou começou como caixa de um comércio, mudou para auxiliar administrativo e depois foi para a área comercial? O seu caminho é um indicador do que você já fez e do que os empregadores podem precisar ao te considerar para um novo emprego.

É muito difícil para mim falar em termos genéricos, porque o legal seria analisar caso a caso. Só você pode fazer isso. Portanto, liste como ensinei acima e faça essa análise. Identifique um caminho sendo percorrido na sua carreira.

Qual seria a sequência natural?

Com base nesse caminho, o que você acha que seria a sequência natural?

Se você foi mandado embora de um emprego cujo cargo era de analista, é natural que você procure oportunidades nesse mesmo nível de hierarquia.

Se você está empregado(a) e busca uma nova oportunidade, pode valer a pena procurar algo em uma hierarquia mais alta.

O que estamos buscando aqui é encontrar um foco, pois ele será decisivo nessa busca.

Também pode acontecer de você odiar o que você faz e querer mudar totalmente de área. Nesse caso, é muito comum começar do nível hierárquico mais baixo.

Visualize o que seria ideal para você

Com base nos dados acima, e conhecendo a sequência natural (que te deixa com os pés no chão com relação ao que você pode procurar), pense em qual seria o cenário ideal para você nesse momento. Se você conseguisse o melhor emprego para esse momento que você está vivendo agora, como ele seria?

Tente escrever com a maior quantidade de detalhes possível. O tipo de empresa (familiar ou multinacional?), tipo de contrato (CLT ou PJ), como será a sua mesa de trabalho, os benefícios, a equipe que quer trabalhar, o plano de carreira, a localização. Imagine-se trabalhando nesse lugar.

Tenha foco

Depois de tudo isso que você pensou e idealizou, procure chegar a um cargo específico. Analista de recursos humanos? Gerente de varejo? Coordenador de marketing digital?

Isso não significa que você não estará aberta a outras oportunidades – apenas que você tem em mente o que deseja. E isso é muito.

Seja estratégico

Sabendo o que você quer, liste os canais onde pode encontrar informações e possíveis vagas no setor. Você tem amigos que trabalhem na área? Contate-os. Poste no Facebook o que está procurando e deixe a publicação como “pública”. Nessa primeira tentativa, você já pode receber algum contato super legal de alguém que você nem imaginava. Deixe claro que você está disponível!

Procure grupos específicos no Facebook para a área desejada. Os grupos para empregos no geral costumam ter vagas para hierarquias mais baixas, mas pode ser que seja o seu caso também. Você é quem sabe – tudo depende do seu foco.

Veja as vagas disponíveis no Linkedin e entre em contato. Tenha um perfil lá, atualizado com as informações relevantes que você listou no primeiro item deste texto.

Procure em sites de empregos como Empregos.com.br, InfoJobs e Manager.com.br. Se tiver uma verba disponível para esse investimento, assine a Catho. Se assinar, dedique-se a entrar em contato com as vagas anunciadas diariamente. Tem que ser a sua rotina.

O legal da Catho e do Linkedin é que você pode ver os outros candidatos que estejam concorrendo ao mesmo cargo que você e providenciar adaptações. Por exemplo, se todo mundo que está concorrendo para ser “Gerente de produto” em uma empresa de tecnologia sabe falar chinês, pode ser uma boa você começar a investir nisso.

Invista em sua formação

Enquanto isso, dê tempo ao tempo. Aproveite o “tempo livre” entre as buscas pelas vagas para se capacitar. Existem muitos sites na Internet (até o próprio YouTube) com vídeos ensinando a fazer de tudo. Pode ser uma boa oportunidade para aperfeiçoar um idioma, aprender como finalmente fazer planilhas avançadas no Excel, organizar seus projetos e muito mais.

Considere outras possibilidades

Apesar de buscar um emprego, considere outras possibilidades como empreender ou estudar para passar em um concurso público. São alternativas ao emprego, caso você tenha vocação para elas.

Espero que o post ajude, de toda forma!

Thais Godinho
11/02/2016
Veja mais sobre:
13
Como devorar um elefante ou o poder das listas
Dúvida da leitora: organizando a mesa no trabalho
Dicas de organização no trabalho

 

  1. Vanessa 11/02/2016

    Oi Thais adoro todos seus posts! Te descobri em dezembro do ano passado, quando realmente tomei a decisão de organizar minha vida que tava um caos! Muito boa postagem a respeito de emprego…eu começo um trabalho novo segunda e estou super feliz!!! Eu gostaria de te pedir se possível colocar idéias de como montar um currículo organizado. Obrigada! Amoo teu livro…❤

    • Thais Godinho respondeu Vanessa 12/02/2016

      Oi Vanessa, tudo bem? Obrigada por comentar!
      Já temos um post assim, dê uma olhada:
      http://vidaorganizada.com/como-organizar-seu-curriculo-e-conseguir-um-bom-emprego/
      Espero que ajude.

      • Vanessa respondeu Thais Godinho 12/02/2016

        Oi Thais li agora teu post amei as dicas de currículo. Eu achei no teu blog um livro em pdf que tu fez com dicas para 365 dias….eu li e estou seguindo muitas ideias de lá adaptando-as conforme minha realidade! Parabéns pela tua dedicação em nos escrever tantas coisas importantes sobre organização. E quando sai teu próximo livro? Tem alguma previsão de vir para o Rio Grande do Sul esse ano? Beijos 😘

  2. Damiana Sousa 11/02/2016

    Gostei muito deste Post, Thais. Muito obrigada por ter partilhado esta questão tão pertinente nos dias de hoje. Foram bastante úteis as informações que passou. Também estou à procura de emprego, e em Portugal todo o contexto político e económico não ajuda em nada…
    Continuação de muito sucesso para o seu Blog! Parabéns pelo seu trabalho.

  3. Cris 11/02/2016

    Thais vc não sabe a felicidade que tive hoje ao ler seu post!!! Quero desde já agradecer o cuidado e todo carinho e lhe dizer que a dias atrás eu corria risco de tb ser mandada embora…(como citei no comentario) hoje estou de aviso prévio 😦 triste não é? Estou na fase de absorção da notícia, mas não posso perder as esperanças que logo vou me relocar profissionalmente, embora o mercado esteja péssimo…seu post foi o MEU NORTE do dia…muito obrigada!!! Sinto vc tão perto mesmo que distante 😊

    • Thais Godinho respondeu Cris 12/02/2016

      Obrigada <3 <3 <3 Espero que ajude mesmo!

  4. Fabiola 13/02/2016

    Thais, bom dia!
    Estou sempre acompanhando seus posts, aqui ou no facebook. No facebook, algo tem me incomodado, fiquei em dúvida se tinha direito de falar, então me perdoe se estou sendo inconveniente, mas, sei lá, é muito chato uma pessoa usar a página de outra para se promover, postando comentários com nítida intenção de fisgar visitas para a página própria. Coisa mais chata, acho um abuso. Em todos os seus posts um certo perfil coloca um comentário não para vc, mas tentando fisgar a atenção dos seus leitores.
    Desculpe o desabafo, fico pensando em como suportar a falta de ética no ambiente virtual, onde tudo fica muito “aberto”.
    Bom fim de semana, abraço.

    • Thais Godinho respondeu Fabiola 16/02/2016

      Eu notei sim rsrs obrigada pela preocupação.
      Infelizmente não tem o que fazer mas, como você disse, a pessoa acaba fazendo propaganda contra ela mesma assim, não é? Fica super chato.

  5. Sthéfane 14/02/2016

    Oi Thais tudo bem? Adoro seu blog e esse texto veio exatamente no momento que eu estou precisando. Sou vendedora, trabalho em um empresa de acabamentos há 2 anos, nunca fui promovida, é uma empresa familiar onde não tenho chance de crescimento! Vários funcionários já passaram lá, mas não ficaram mais que 3 meses, fiz uma auto-analise e vi que, tudo que eu posso fazer para me destacar eu faço, mas sem reconhecimento isso me desgasta como profissional!
    Vou seguir suas dicas e espero que tudo dê certo, muito obrigada.
    Venha conhecer o meu blog: http://coisastete.blogspot.com.br/

  6. Joice 19/02/2016

    Olá Thais.
    Vi seu post pela primeira vez e adorei. Sou muito organizada, mas confesso que a ansiedade de arrumar um novo emprego está atrapalhando um pouco meus progressos. Suas dicas me deram um novo rumo.
    Bjs e obrigada!

  7. Denilson Giungi 02/03/2016

    Bom Dia Thaís!
    Acompanho seu trabalho desde 2012 e gosto muito do mesmo. Inclusive me ajudou muito em momentos mais difíceis da minha vida. Atualmente trabalho como Coach de Carreira (www.facebook.com/denilsongiungi) ajudando as pessoas a serem melhores do que elam pensam ou acreditam que podem ser pessoal e profissionalmente. Já tive experiências e tenho conhecimento de outros casos de pessoas que não obtiveram êxito na busca por recolocação através de sites como Catho, Manager e outros que cobram dos candidatos. Tenho um parceiro de negócios que atua ativamente contra esses sites, pois não cumprem o que prometem. Minha orientação para meus clientes é que não assinem os mesmos. Há formas mais eficientes de conseguir recolocação, mudança de emprego, desenvolvimento de Carreira sem recorrer a esses sites. Pode parecer conflito de interesses devido a minha área de atuação, mas não é, tanto que faço atendimentos “pro bono” para pessoas que realmente não tem condições de pagar um processo de Coaching de Carreira para recolocação. Mais uma vez, parabéns por todo seu trabalho, livro e tudo de bom que compartilha. Sucesso!

  8. Sonia 20/08/2016

    Oi Thais adorei seu blog!!
    Queria saber se poderia me ajudar cm minha insegurança e medo.
    Eu sempre trabalhei registrada,mais acabei de sair do emprego,mais trabalho fazendo cabelos e unhas em casa,e meu verdadeiro sonho é trabalhar pra mim,pois amo fazer cabelos e unhas só q ando cm medo de investir por causa da crise e por ser acustumada ter salário fixo.
    Oq faço Agora q estou desempregada e cm medo da crise??
    Agradeço desde ja Se puder me ajudar

    • Thais Godinho respondeu Sonia 29/08/2016

      Acho difícil dizer algo porque envolve muitas questões pessoais.

      Tudo se resume a “correr atrás”, o que pode significar muitas ações diferentes de pessoa para pessoa. Fazer um curso, tocar no vizinho oferecendo serviço, divulgar na Internet etc. Nossa, varia muito de negócio, de pessoa, de condições, de tempo, de vontade. O que posso recomendar é que você se dedique de todo coração a isso, como se sua vida dependesse disso.

      Boa sorte.