ou

Existe no GTD uma categoria de coisas que chamamos de “Algum dia / Talvez” que, quando começamos a implementar o método, acabamos usando para inserir todas as aquelas informações que achamos que nunca vamos conseguir fazer, como “voar de balão”, “aprender a costurar” ou até mesmo “fazer um mochilão pela Ásia”.

De fato, ela serve para abrigar ideias de projetos que queremos fazer um dia, mas não temos certeza se vamos ou não. Apenas não queremos tirar de vista. Mais do que isso, originalmente, a definição é: não demanda ação agora, mas posso querer fazer algo com relação a isso futuramente, e quero revisar semanalmente para garantir que não perca essa informação nem deixe de abrigá-la em meu sistema quando a hora certa chegar.

Depois de quase dez anos usando o GTD e depois desse mundo de informações que tive acesso direto da fonte no último ano, eu vejo a lista de Algum dia / talvez como algo muito mais poderoso. Lá, eu insiro todos os projetos que eu realmente quero fazer mas, por qualquer motivo (tempo, dinheiro, energia) eu não tenho nenhuma próxima ação a fazer imediatamente – não quero ou não posso me engajar nisso agora. Eu tenho uma nota no meu Evernote chamada “Casa na montanha”, que está na minha lista de Algum dia / talvez. Eu quero ter uma casa na montanha um dia e o fato de estar na lista de Algum dia / talvez não faz com que eu deixe de sonhar com ela. Muito pelo contrário! Gosto de coletar imagens inspiradoras, escrever ideias e ponderações a respeito desse projeto. Não tenho nenhuma próxima ação relacionada. E para mim está tudo bem.

A lista de Algum dia / talvez é uma lista para projetos que simplesmente não estão em andamento. Com o passar do tempo, dentro do seu caminho para a maestria no GTD, você vai aprendendo a selecionar o que entra ali. A cada revisão semanal, você adiciona ou deleta novas ideias a essa lista. O segredo, a chave, são as revisões constantes, como quase tudo no GTD.

Eu sou uma pessoa que transborda de ideias o tempo todo. Sempre trabalhei com criatividade. Eu simplesmente preciso ter um lugar onde eu possa guardar esse mundo de ideias que eu vou tendo diariamente, o tempo todo, senão nunca consigo focar em nada e quero sempre fazer tudo ao mesmo tempo. Não termino as coisas (porém, começo milhares). Isso não é legal e, com a prática do GTD, aprendi a obter controle sobre isso.

Então, ao identificar um projeto incrível ou algo que você queira fazer, pergunte-se se existe alguma próxima ação com a qual você queira ou precise estar engajado agora. Se não tiver, seu projeto vai para a lista de Algum dia / talvez, sem dramas. Ele sai da sua visão e você não se preocupa em perder a ideia, porque ela está em seu sistema (isso é incubar). Você pode até acessá-la e vê-la de vez em quando para se inspirar, como eu disse sobre o exemplo da casa na montanha. Quando chegar o momento certo de trabalhar nesse projeto, basta resgatar o que eu já inseri nele. O mesmo vale para projetos “menores” do dia a dia. Quando você revisa a sua lista de Algum dia / talvez semanalmente, você tem a tranquilidade de saber que nunca perderá aquilo e, quando for o momento certo, você iniciará o andamento desse projeto.

Thais Godinho
25/12/2015
Veja mais sobre:
Criatividade
7
Evento gratuito: IV GTD Happy-Hour
Aprenda GTD: Como gerenciar o calendário
Tente esvaziar todos os dias a caixa de entrada do seu e-mail