ou

Algumas mães e alguns pais me pediram para dar dicas sobre como escolher escolas para os filhos agora, nesse final de ano, quando muitos ainda não se decidiram pela matrícula. Vou trazer algumas dicas com base na minha experiência pessoal e a de outras mães e pais com os quais convivo ou troco ideias pela Internet.

A primeira coisa a dizer é que dificilmente você encontrará a escola perfeita para os seus filhos, então precisamos baixar um pouco as expectativas. O que eu recomendo é que você tenha uma lista de princípios a seguir e, com base nela, pesquise as escolas boas o suficiente. Por exemplo:

  • A escola precisa ter o método Montessori
  • A escola não pode ter ensino religioso
  • E por aí vai

Uma questão crucial é a da localização. Via de regra, a escola deve ser perto da sua casa. Algumas pessoas costumam procurar também escolas perto de onde trabalham mas, a não ser que você seja dono de uma empresa estável, isso pode se complicar futuramente. Outra questão é que, dependendo da idade do seu filho, se ele começar a ir e voltar sozinho, ou com transporte escolar, é mais seguro estar perto de casa.

Na minha opinião, o mais importante é confiar na instituição. Se você visitar a escola e tiver dúvidas sobre segurança, ensino etc, tudo deve ser esclarecido na hora. Agora, se você se deparar com uma informação ou com algum fator que não concorde ou lhe soa mal, siga sua intuição. No final das contas, é um lugar onde confiamos nossos filhos.

Outros pontos a serem observados:

  • O modelo de ensino deve estar de acordo com o que vocês ensinam para os seus filhos em casa
  • O espaço da instituição, a quantidade de crianças em sala, os espaços como biblioteca, quadra etc.
  • A média de aprovação
  • O que é exigido dos pais e dos alunos – compromissos
  • Recursos extras diversos de aprendizado
  • Carga de dedicação aos estudos na escola e em casa
  • O valor da mensalidade, possíveis descontos e formas de pagamento
  • Horários de entrada e saída, tolerância e política para atrasos
  • Segurança
  • Frequência de reuniões de pais
  • Aprendizado de língua estrangeira
  • Procedimentos com relação à saúde (caso seu filho passe mal, por exemplo, ou sofra um acidente na escola)

Algumas perguntas que vale a pena fazer de acordo com cada faixa etária escolar:

Educação infantil

  • Como os educadores lidam com crianças que choram, fazem manha e pedem colo?
  • Em que idade começa a alfabetização?
  • As crianças tomam banho na escola? Como é feita a higiene no geral? Como é feita a troca de fraldas? A criança vai ao banheiro sozinha?
  • Como é feita a comunicação entre a escola e a família? Há um diário com informações importantes sobre o dia a dia da criança?
  • Como a escola lida com desfralde, uso de mamadeira e chupeta, um aluno que leva só besteiras para comer?
  • Como a escola lida com conflitos infantis como bater, morder, falar palavrão?
  • O ambiente é seguro? Como a escola lida com a segurança específica para crianças pequenas?
  • As crianças se misturam com alunos maiores? Existe rodízio para os intervalos?
  • Quanto tempo é reservado para o estudo e quanto tempo é reservado para brincadeiras?

Fundamental 1

  • Como a escola lida com alunos que têm dificuldade no aprendizado?
  • Como funciona o processo de alfabetização e o ensino de matemática básica?
  • Quanto tempo a criança se dedica a brincadeiras e atividades físicas?
  • Qual o critério utilizado para dividir as salas? Que aluno vai em que sala e por quê?
  • Qual a quantidade de lição de casa? O que é esperado dos pais nesse processo?

Fundamental 2

  • Como são explorados os campeonatos e a competitividade entre os alunos na educação física?
  • Existem torneios de matemática ou ciências que meu filho pode participar?
  • Como é incentivada a leitura?
  • Como vocês fazem o controle de entrada e saída dos alunos?
  • Quando um aluno apresenta problemas de comportamento, a escola contata os pais ou tenta resolver com a criança diretamente?

Ensino médio

  • Como é a preparação para o vestibular?
  • O que a escola oferece de aprendizado sem ser o foco no vestibular?
  • Como é o controle de entrada e saída dos alunos?
  • Qual a sua conduta quando encontram um aluno fora da sala de aula?
  • Qual a postura da escola quanto a namoros dentro do ambiente escolar?
  • Quais as disciplinas extras relacionadas a ciências humanas? (sociologia, filosofia, empreendedorismo)

Espero que esse guia acima possa ajudar os pais que ainda estão indecisos com relação à matrícula em uma escola nova.

Thais Godinho
27/11/2015
Veja mais sobre:
Escola
6
O que são prioridades e como identificá-las
Resultado do desafio de organização – Janeiro 2015
Menu semanal, de 28 de abril a 4 de maio