ou
Imagem: Pop Sugar

Imagem: Pop Sugar

Uma das principais dúvidas que me deparo quando vejo pessoas organizando seus armários é sobre os tipos de cabides, então resolvi escrevi um post com dicas bem básicas a respeito, para servir como guia mesmo!

Materiais

Arame – São os mais baratos, mas não são recomendados porque deformam e mancham as roupas, além de entortarem facilmente.

Acrílico – Os mais recomendados de forma padrão. Se não sabe quais comprar, compre estes! As roupas costumam escorregar mais nesses cabides, então atente para o modelo adquirido. Você também pode colocar adesivos nas suas abas para que as peças não escorreguem (um truque muito comum).

Madeira – São os mais caros, mais bonitos e mais resistentes (duram mais), porém ocupam bastante espaço no guarda-roupa. São recomendados para grandes closets ou pessoas que tenham bem poucas roupas.

Plástico – Se forem aqueles de plástico flexível que vêm da lavanderia, esqueça! Plástico rígido é semelhante ao acrílico. Não tem a mesma durabilidade e visual agradável, mas atendem bem a maioria das pessoas.

Revestidos com tecido – Recomendados para guarda-roupas de bebês justamente porque não vão durar muito. O problema não é a resistência, e sim que o tecido fica encardido. Também tem a desvantagem de ocupar bastante espaço. Algumas pessoas gostam de revestir cabides de materiais diversos com tecido, o que deixa os cabides bastante charmosos.

Tipos

Com presilha – Presilhas de metal marcam as roupas – prefira as de silicone. Bons para saias, vestidos e calças.

Anatômicos – São aqueles cabides mais gordinhos nas pontas. Indicados para casacos, blazers e jaquetas.

Com passadeira – Para pendurar calças e saias feitos em tecidos mais delicados.

Com ganchos para cintos, gravatas e lenços – Há diversos modelos personalizados no mercado. Verifique se, com o espaço que você tem, é melhor pendurar tais peças ou guardar em gavetas ou caixas.

Dicas gerais de personal organizer:

  • Busque comprar cabides da mesma cor e padrão para causar unidade visual em seu guarda-roupa. Cabides diferentes passam a sensação de bagunça.
  • Pendure apenas uma peça por cabide.
  • Tenha sempre cabides extras no armário para novas compras e pecas que estejam lavando.
  • Se puder adquirir cabides que tenham o gancho que gira, mais práticos eles serão. Mas isso é perfumaria – um nice to have!
Thais Godinho
19/11/2015
Veja mais sobre:
Guarda-roupa
24
Reveja sua lista de despensa e modifique o que for necessário
Estratégias simples para acabar com um hábito ruim
Conheça as idades dos documentos e organize seus arquivos

 

  1. Isadora 19/11/2015

    Uso aqueles revestidos com veludinho, sabe? Eles são bem fininhos, então ocupam pouco espaço, bem resistentes também, a roupa não escorrega…. Antes usava o de acrilico, que me atendia bem tambem!

    Beijos

    • Thais Godinho respondeu Isadora 21/11/2015

      Sim, são revestimentos para os materiais comentados acima. ;D

      • Pri respondeu Thais Godinho 26/11/2015

        Faltou colocar mesmo os revestidos de veludo, acho que são um dos mais usados hoje em dia por ocuparem pouco espaço e porque não deixam as roupas escorregarem. Como vc falou é um revestimento, assim como os de tecido que vc citou. Acho que faltou falar desses no post pra ficar bem completo 😉

  2. Dani Ti Ogata 19/11/2015

    Oi Thais, e os cabides de camurça?
    Aqui no Japão são bem comuns, vendem até no “1,99”. São finos e resistentes e não escorrega a roupa. Acho perfeitos, principalmente para as camisas do meu marido.

    • Thais Godinho respondeu Dani Ti Ogata 21/11/2015

      São revestimentos para cabides de madeira, acrílico etc, assim como há cabides forrados com algodão, pelúcia etc.

  3. Larisa 19/11/2015

    Oi Thais.

    Adorei os posts e as dicas.

    Eu uso o preto,mas, estou querendo investir no de acrilico (vou fazer uma poupança, rsrsrs)

    Beijos

    http://www.larisaorganizer.blogspot.com.br

  4. Renata 19/11/2015

    Faz pouco tempo que comecei a dar atenção para os cabides rsrs
    Depois que padronizei os meus que percebi a diferença que faz, o visual é outro.
    Muito boa as dicas!
    Beijos

  5. Daniela 19/11/2015

    Thais, meu closet é pequeno, então comprei todos os cabides de metal (não são os de arame, são resistentes e não deformam nem mancham). O problema é que as roupas escorregam, e eles sendo finos não comportam aqueles adesivos (caros) vendidos prontos. Alguma dica esperta pra que isso não aconteça? Já tentei cola quente, mas com o tempo ela solta…

    • Thais Godinho respondeu Daniela 21/11/2015

      Elástico, fitas de feltro, pedacinhos de veludo colados…

  6. Cristine 19/11/2015

    Oi Thaís! Há tempo que acompanho o blog. Parabéns pelo trabalho.
    Tenho algumas dúvidas com relação à organização de roupas. Moro no RS, onde faz muito frio no inverno, muito calor no verão e temperaturas amenas no restante do tempo. Logo, meu guarda-roupa (em especial meus cabides) inclui casacos pesados, casacos médios, casacos leves, camisas e muitos vestidos. Acabo tendo que organizar tudo a cada meio ano: simplesmente não dá pra ter um cabide para cada peça, vou deixando mais à mão aquilo que está sendo utilizado e amontoando o resto em um número maior de cabides! Alguma sugestão quanto a isso?
    Só a título de ilustração, porque sei que você é uma pessoa comedida: quantos cabides você mantém em seu guarda-roupa? Que tipo de peças estão penduradas neles? Não precisa fazer um inventário, é só a título de referência!
    Outra coisa que me acontece é que, ao término de uma estação, eu guardo as roupas que não serão mais usadas em prateleiras mais altas. Nesse momento acabo constatando que certas roupas não foram utilizadas, não me servem mais e estão prontas para descarte. Mas nesse momento de nada adianta doar roupas de inverno, se está chegando o verão! Se deixo para separar as roupas no início da estação, sempre acho que vou usa-las, e acabo não doando nada. Que estratégia você me sugere?
    Beijos pra você e muita saúde!

    • Thais Godinho respondeu Cristine 21/11/2015

      Eu sugiro que você faça uma busca por destralhar e guarda-roupa aqui no blog porque tem muuuuuita coisa publicada a respeito que pode te ajudar. Aqui no comentário não valeria a pena replicar tudo.

      Obrigada por comentar!

  7. Ana Lígia 19/11/2015

    Thais, tem os de veludo também (vim para saber sua opinião sobre ele). Comprei os de cor cinza e estou gostando bastante principalmente porque as roupas não ficam escorregando.

    Beijos.

    • Thais Godinho respondeu Ana Lígia 21/11/2015

      Sim, servem igualmente. Na verdade é só um revestimento, não o material do cabide!

  8. Livia 19/11/2015

    Thais, gostaria de sugerir um tema para os editoriais sobre roupas: dicas sobre calcas jeans!!
    Quais os modelos (flare, skinny, tradicional), padronagem/tons (claro ou escuro) básicos que “todo mundo tem que ter” e outras dicas, dependendo do biotipo.

    Obrigada!!!

    • Thais Godinho respondeu Livia 21/11/2015

      Obrigada pela sugestão.

      Apesar de moda não ser minha especialidade, já pensei em fazer uma série sobre peças básicas, porque acho que tem a ver com organização.

      Obrigada pela sugestão. Preciso estruturar melhor essa ideia para ver como vou abordá-la aqui.

  9. Cassia 19/11/2015

    Não entendi pq esquecer os cabides de lavanderia…

    • Thais Godinho respondeu Cassia 21/11/2015

      Vamos lá.

      Se estamos falando em padronizar, ninguém tem 50, 70 cabides de lavanderia em casa. Esse é o primeiro ponto.

      Segundo, que eles são de péssima qualidade. Envergam, soltam fiapos de plástico que podem estragar as roupas.

      Acredito que sejam motivos suficientes…

  10. Curti bastante as dicas! Gosto de cabides de aço cromado porque acho bonitos e resistentes. Eles também mancham e deformam as roupas como aqueles fraquinhos de arame encapado? Fiquei curiosa agora, já que nunca percebi problemas nas roupas. Se percebi, não associei ao cabide.

  11. Antônia 27/11/2015

    Oi Thais! Acompanho seu blog à algum tempo, mas não cheguei a comentar alguma publicação. Estou precisando de ajuda! Minha vida está um caos e eu estou perdida, porque odeio isso. É minha rotina desregrada, meu quarto uma bagunça, não consigo mais estudar porque meus cadernos estão com os conteúdos todos em desordem e não tenho nem mais bem estar por causa disso. Se tem algo que eu detesto é perder tempo viu! Isso me entristece, sinto que meus dias são vãos e inúteis… por onde eu começo???

    • Thais Godinho respondeu Antônia 27/11/2015

      Não existe ordem certa para começar. O que é importante é fazer um pouco hoje, um pouco amanhã.
      Comece destralhando tudo. Sua casa, sua vida, seus materiais da escola, suas roupas. Esse é o primeiro passo.
      Aí você pode ir acompanhando o blog e trabalhando nas dicas diárias.
      Espero ajudar!